7 motivos para se relacionar amorosamente com alguém que tem a mesma fé que a sua

Postado por em: Namoro Cristão Quer receber os estudos bíblicos do Presbítero André gratuitamente em seu e-mail? Vagas limitadas, não deixe para amanhã, Cadastre-se grátis (em 30 segundos) clicando aqui

Apesar de algumas pessoas levarem a sua área sentimental meio na “brincadeira”, sem ter qualquer cuidado com quem se relacionam e com quem fazem as suas alianças sentimentais, vemos claramente que Deus nos traz orientações muito objetivas e sérias a respeito dessa questão, principalmente a respeito de relacionamentos com pessoas que não professam a mesma fé. Eu publiquei aqui no site um artigo explicando o que significa jugo desigual e também falando se convém ao crente se relacionar com alguém de outra religião. Hoje gostaria de ampliar o assunto, mostrando sete motivos para que você que segue a fé bíblica opte por se relacionar com alguém que professe a mesma fé que a sua, ou seja, que siga o Senhor Jesus num compromisso sério e visível.

7 motivos para se relacionar amorosamente com alguém que tem a mesma fé que a sua

Motivo 1- A bênção de andar no mesmo caminho

É evidente que pessoas diferentes têm opiniões diferentes sobre várias questões da vida. Mas quando você se relaciona com alguém que tem a mesma fé que a sua facilitará em muito o andar no caminho, já que estarão andando no mesmo caminho na área espiritual, o que refletirá também nos caminhos das outras áreas da vida. A Bíblia nos ensina algo interessante: “Andarão dois juntos, se não houver entre eles acordo?” (Amós 3:3). Muitos casais sofrem graves conflitos (que chegam até ao divórcio) devido a diferença sobre a visão espiritual das questões da vida, fazendo com que cada um esteja em um caminho, o que é altamente desgastante para a relação e, claro, não é aquilo que Deus deseja para o relacionamento de Seus servos.

Motivo 2 – A bênção de resolver conflitos sob a ótica da Palavra de Deus

Toda relação tem conflitos. Uns mais leves, outros menos. Mas em meio aos conflitos não podemos negar que as orientações da Palavra de Deus devem ser o Norte para a resolução deles. Porém, casais que professam uma fé diferente tem dificuldades em resolver conflitos debaixo da orientação da Palavra de Deus. Muitas vezes o que ocorre são mais brigas ainda por causa da posição que cada um tomou baseado em suas crenças particulares. O casal que serve a Deus na mesma fé consegue lidar com os conflitos em um outro nível, o nível da maturidade cristã.

Motivo 3 – A bênção de viver o relacionamento de acordo com o que Deus manda

Pessoas que tem uma fé diferente terão dificuldades para conduzir um relacionamento à maneira de Deus. Por exemplo, uma mulher que não professa a fé bíblica terá problemas em ser submissa ao seu marido nos moldes orientados na Palavra de Deus. Já um homem que não professa uma fé bíblica terá problemas em acatar a orientação dada de amar sua esposa como Cristo amou a igreja e se entregou por ela (Efésios 5.25). Já professando a mesma fé bíblica buscarão andar à maneira de Deus, pois confiam e creem Nele e em Suas orientações.

Veja também:
- Teologia sem mensalidades (Comece aqui)
- Formação de Professores Para o Ministério Infantil (Comece aqui)
- Memorização Fácil da Bíblia (Comece aqui)
- Método Como Ler a Bíblia E Entendê-la Mais Facilmente (Comece aqui)
- Outros Materiais (Comece aqui)

Motivo 4 – A bênção de ter a família andando junta nos caminhos do Senhor

Como será a vida espiritual de um casal onde cada um crê em algo diferente? Enquanto o marido vai à igreja cultuar a Deus a esposa vai a um templo adorar orixás. Porventura esse casal conseguirá ser unido espiritualmente? Sabemos que não! Se relacionar com alguém da mesma fé significa poder partilhar também a vida espiritual de uma forma única, servindo ao mesmo Deus, no mesmo caminho, nas mesmas convicções. Quem tem um relacionamento assim pode testemunhar como é uma bênção! Não é à toa que Deus, no Antigo Testamento, orientou o Seu povo a não contrair relacionamento com pessoas dos povos pagãos (Deuteronômio 7:1-3)

Motivo 5 – A bênção de conduzir os filhos em caminhos claros e que agradam a Deus

Continuando com o mesmo exemplo do ponto anterior, como um casal que professa uma fé totalmente diferente tratará a educação de seus filhos, principalmente sobre as questões espirituais? Evidentemente que aquele pai desejará que seu filho vá junto consigo a igreja, que aprenda sobre as coisas do Senhor. Semelhantemente, a mãe também desejará que seu filho conheça os orixás que ela cultua. Como fica nesse caso? É evidente que terão problemas graves; não só os pais, mas também o filho, que viverá em uma confusão espiritual. A bênção de conduzir os filhos nos caminhos do Senhor não pode ser negociada de forma alguma, daí ser tão importante que o relacionamento de um cristão seja com alguém que esteja debaixo da mesma fé bíblica. Provérbios 22:6 nos manda: Ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele”. Se é para ensinar “no caminho”, em qual dos caminhos os pais acima ensinarão, no que a mãe está ou no que o pai está?

Motivo 6 – A bênção de servir o mesmo Deus

Apesar de existir um forte discurso apregoado no mundo de que todos os caminhos levam a Deus, esse discurso não vem de Deus. Quem conhece verdadeiramente o Senhor e Sua palavra sabe que o caminho de Deus é um só, é o caminho estreito, que passa necessariamente por Jesus Cristo (João 10:9; 14:6). O que passa disso é caminho largo (Mateus 7:13). Um casal que segue uma fé diferente estará em total jugo desigual, e isso traz consequências espirituais ruins ao relacionamento, tanto espiritualmente quando nas outras áreas da vida.

Motivo 7 – A bênção de ser um exemplo no testemunho

Sabemos que a Bíblia nos orienta a dar bom testemunho. Só pode dar bom testemunho quem segue a fé bíblica já que testemunho não tem a ver somente com boas condutas (que qualquer pessoa pode ter independentemente se professa ou não uma fé), mas com o exercício prático da fé bíblica. Quando um casal anda na mesma fé tem o privilégio de testemunhar como essa decisão é a melhor a ser tomada. Traz influências positivas a outros que desejam também esse tipo de relação, além de serem também um importante referencial de vivência da fé bíblica para outros crentes e também para os que não conhecem a Deus. Eu conheço casais assim e me inspirei em muitos deles, por causa de seu bom testemunho fui muito abençoado e agora quero também fazer as melhores escolhas para abençoar!

Mais Estudos Bíblicos (clique para ver):

Compartilhe a Bênção:


> Curso Livre Bacharel em Teologia - Sem mensalidades e 100% online (vagas abertas - clique)

Recomendado Pra Você

Tem 33 anos, ama escrever e estudar a Bíblia Sagrada. Escreve artigos aqui no Blog Esboçando Ideias há mais de 7 anos. É membro da Igreja Presbiteriana Bela Jerusalém, onde atua como presbítero, líder do louvor e professor da Escola Dominical. É o autor do Método Como Ler a Bíblia e Entendê-la Mais Facilmente e do Manual Bíblico das questões difíceis da Bíblia. O presbítero André Já escreveu mais de 1200 artigos neste blog. Contato: andre@esbocandoideias.com

Comente usando seu Facebook ou use o sistema de comentários normal no fim da página

6 comentários

  • antonio disse:

    De preferencia da mesma denominaçao, pois ate denominaçoes diferente tem causado problemas

    Responder
  • Paulo Lima disse:

    Poisé irmão, eu sempre pensei assim mesmo toda minha vida e JAMAIS considerei me envolver com alguém sem Jesus, mas infelizmente passei toda minha vida assim né, e até hoje, aos 46 anos permaneço ainda esperando no Senhor, por uma esposa, tou aqui virgem ainda, zero bala, kkkk só não quero mulher divorciada (de jeito nenhum, já que o próprio Cristo proibiu né), só serve alguém que tenha compromisso com o Senhor. Tenho muita pressa, demais, preciso de uma muléééé logo Paii, não posso morrer virgem meu Deussss Kkkkk

    Responder
  • Inoc liwe disse:

    Presbítero André primeiramente quero parabenizalo por tudo quanto tem feito… tem ajudado muitas pessoas com seu abençoado trabalho e eu em particular quando comecei a receber seus textos e a ler… eu disse encontrei a pessoa que vai me ajudar a mudar minha vida… mas eu preciso de uma forma de contacta-lo para uns conselhos de que muito necessito. Como faço????

    Responder
  • Leandro P. Almeida disse:

    Concordo plenamente com esse artigo, bem como com outros do tipo. Um relacionamento tem que começar certo, para terminar certo, porque se começar errado, vai terminar errado. Preço em vão será pago e alguma consequência no meio do processo será arcada.

    Responder
  • Joaquim Sambumba disse:

    Obrigado pes dicas

    Responder
  • Rochelle disse:

    Credo!!!!! Perifo mil vezes me relacionar com alguem de outra religião do que chegar aos 46 anos virgem

    Responder

Seu comentário é muito importante! Comente! Regra 1 - Seja respeitoso - Regra 2 - Não aprovamos comentários de anônimos - Regra 3 - Não publicaremos mais comentários que não tenham a ver com o tema do artigo - Obs.: Todos os comentários são moderados antes de serem publicados.