O que significa jugo desigual? Aprenda essa expressão bíblica

Postado por Presbítero André Sanchez, em O que significa isso? | Imprimir Imprimir
Permita-me "atrapalhar" sua leitura apenas por alguns segundos: No ano de 2018 você quer realmente aprender a Bíblia de capa a capa, de Gênesis a Apocalipse, capítulo po capítulo? Que tal você experimentar por 1 mês aprender comigo, através de vídeo-aulas, ai no conforto de seu lar, com linguagem simples, de seu computador, tablet ou celular? SE GOSTOU DA IDEIA, clique aqui e veja como funciona (as vagas são limitadas)

Muitas pessoas têm dúvidas a respeito do real significado da expressão jugo desigual, que aparece na Bíblia. Muita confusão é feita a respeito dessa palavra e muitas mulheres ficam de cabelo em pé, pois alguns homens usam essa expressão para trazer para si um suposto direito de mandar nas mulheres como se elas fossem suas escravas e não pudessem sequer questioná-los. Essa expressão foi traduzida do grego para o português dessa forma no texto de 2 Coríntios 6.14:  “Não vos ponhais em jugo desigual com os incrédulos…”

Sabemos que nenhum mandamento de Deus seria ruim para o ser humano ou lhe causaria qualquer opressão, pois os mandamentos de Deus são vida. Dessa forma, vamos avaliar o que Deus quis comunicar com esse texto:

O que significa jugo desigual?O que significa jugo desigual?

Começaremos nossa análise avaliando sobre o que o apóstolo Paulo está falando nesse texto. Fica bastante claro observando o contexto, que a fala de Paulo é sobre “sociedade”, “comunhão”, “harmonia”, “união” e “ligação” entre servos de Deus e pessoas incrédulas (v.v. 14-18). Todas essas palavras reforçam o pensamento de que o crente deve avaliar com muito cuidado seus laços de relacionamentos e negócios com incrédulos.

Dito isto, vamos avaliar a expressão grega “heterozugeo”, traduzida para o português como jugo desigual. No grego a expressão aponta para alguém que tem um relacionamento desigual ou que tem comunhão com alguém que não é semelhante. (Léxico de Strong). No português a palavra “jugo” aponta para uma “canga ou junta de bois” (Dicionário Priberam), que era um objeto que unia dois bois para que andassem no mesmo compasso, enquanto puxavam o carro de boi (veja imagem acima). Uma figura bastante clara de “algo” que une duas ou mais pessoas em torno de um objetivo em comum. Se o jugo estava desigual, os bois não conseguiam atingir o objetivo de fazer o carro de boi andar corretamente, além de sofrerem muito.

Para chegarmos ao significado real do texto, precisamos ainda avaliar as palavras citadas por Paulo para apontar esse tipo de união: sociedade, comunhão, harmonia, união e ligação.

A palavra sociedade, traduzida do grego “metoche”, significa partilhar, participar. A palavra comunhão, traduzida do grego “koinonia”, significa ter uma relação de intimidade, de comunhão intima com alguém. A palavra harmonia, traduzida do grego “sumphonesis”, significa concordância, acordo. A palavra união, traduzida do grego “meris”, significa uma parte designada, traduzida em algumas versões bíblicas em português como “em comum”. A palavra ligação, traduzida do grego “sugkatathesis”, significa aprovação, assentimento, acordo.

Colocados os significados das expressões, podemos entender que Paulo está falando nesse texto de uma união de pensamentos e propósitos nas relações entre crentes e incrédulos. Uma união de intimidade que os faz andar nos mesmos propósitos. Propósitos, é claro, conflitantes com a sã doutrina (jugo desigual) e, por isso, veementemente rejeitados por Deus.

Penso que Paulo não está proibindo aqui todo tipo de relacionamento com incrédulos, caso contrário, seria impossível realizar a obra de evangelização ordenada por Jesus e até viver nesse mundo.

O que está em foco aqui é uma união de propósitos que não combinarão nunca devido suas diferenças claras. Note as perguntas de Paulo que expõe o contraste claro desse tipo de união de propósitos: “que sociedade pode haver entre a justiça e a iniquidade? Ou que comunhão, da luz com as trevas? Que harmonia, entre Cristo e o Maligno? Ou que união, do crente com o incrédulo? Que ligação há entre o santuário de Deus e os ídolos?” (2 Coríntios 6.14-16)

A ordem incisiva que segue a todos esses questionamentos de Paulo expõe o porquê Deus não quer esse tipo de união na vida de Seus servos: “Porque nós somos santuário do Deus vivente, como ele próprio disse: Habitarei e andarei entre eles; serei o seu Deus, e eles serão o meu povo. Por isso, retirai-vos do meio deles, separai-vos, diz o Senhor; não toqueis em coisas impuras; e eu vos receberei, serei vosso Pai, e vós sereis para mim filhos e filhas, diz o Senhor Todo-Poderoso.” (2 Coríntios 6. 16-18)

Assim, o crente deve ser sábio para avaliar que tipo de “sociedade”, “comunhão”, “harmonia”, “união” e “ligação” assume com alguém descrente, pois podem ser prejudiciais à sua vida de cristão e estar em desacordo com a vontade de Deus. Lembrando que Paulo traz a ideia de que o crente é santuário de Deus, ou seja, Deus habita nele. No Antigo Testamento, quando o templo ainda existia, muitas vezes o povo de Deus trouxe coisas impuras para dentro do tempo, contaminando-o e provocando a ira de Deus e grande calamidade sobre si. O crente em Jesus, sendo santuário de Deus, não pode imitar esse mau costume prejudicial.

Para finalizar, é interessante notar que Paulo não nos deixou nenhuma lista para exemplificar que tipos de uniões estariam incluídas em sua proibição. Eu também não vou ousar deixar nenhuma lista. Creio que cada um deve avaliar caso a caso para tomar decisões acertadas sobre as relações de comunhão e intimidade que assume com descrentes, se estão ou não debaixo da bênção de Deus, se estão ou não em conformidade com a sã doutrina, se são ou não jugo desigual.

A base para a tomada de decisão está clara na exposição de Paulo nas Escrituras Sagradas.

Mais conhecimento da Bíblia em menos tempo?

Não sei se você é uma dessas pessoas que tem dificuldades de entender a Bíblia. Eu já fui e sofri muito! Mas não me dei por vencido, não me deixei ser derrotado pelos inimigos. E você, como anda sua leitura da Bíblia? Seu entendimento? Que tal melhorar nessa área da sua vida espiritual, aprendendo a entender assuntos da Bíblia de forma simples e rápida, ajudado por quem já superou as mesmas dificuldades que você enfrenta? Clique aqui agora e pegue um Manual de estudos exclusivo para você!

COMPARTILHE ESTE ESTUDO:

Mais Estudos Bíblicos (clique para ver):

*

Materiais para seu crescimento

Formação de Professores Para o Ministério InfantilFormação de Professores Para o Ministério InfantilO curso é direcionado para “Formação” do professor evangelista de criança, cada módulo apresenta de modo geral uma diretriz básica na formação do educador Saiba mais
Conheça Sua Bíblia de Capa a Capa (de Gênesis a Apocalipse)Conheça Sua Bíblia de Capa a Capa (de Gênesis a Apocalipse)Aprenda a entender a Bíblia de Gênesis a Apocalipse, no conforto de seu lar, em seu computador, tablet ou celular e com um professor à sua disposição Saiba mais
Kit – Curso Pregador Completo! Aprenda como preparar sermõesKit – Curso Pregador Completo! Aprenda como preparar sermõesConheça as ferramentas e técnicas para preparar sermões e se tornar um exímio pregador da palavra de Deus. Curso completo mais ferramentas Saiba mais
Curso de Memorização da Bíblia – Memo Bible 3000Curso de Memorização da Bíblia – Memo Bible 3000Você já tentou lembrar de um versículo ou fatos da Bíblia e não conseguiu? Este método vai te ajudar a memorizar tudo da Bíblia e com simplicidade! Saiba mais
Curso Livre Formação em TeologiaCurso Livre Formação em TeologiaVocê não tem muitos recursos financeiros e nem pode fazer um curso de teologia presencial? Conheça este curso! O melhor e mais acessível da atualidade Saiba mais
Clique aqui e veja mais materiais para seu crescimento cristão