Raça de víboras: Jesus estava xingando os fariseus quando disse isso?

Postado por Presbítero André Sanchez, em #VocêPergunta | Imprimir Imprimir
O que você acha de no ano de 2019 você realmente conseguir ler e ENTENDER de verdade a Bíblia Sagrada de Capa a Capa? Entre em nosso projeto Conheça Sua Bíblia de Capa a Capa (de Gênesis a Apocalipse) e experimente algo novo, um curso através de vídeo-aulas, ai no conforto de seu lar, com linguagem simples, de seu computador, tablet ou celular... SE GOSTOU DA IDEIA, clique aqui e veja como funciona (as vagas são limitadas)

Você Pergunta: Quando lemos alguns dos embates de Jesus com os fariseus podemos perceber que em um deles Jesus os chama de raça de víboras. Já ouvi falar que esse era um tipo de xingamento daquela época, que Jesus perdeu a paciência com eles. Isso procede? E se proceder não seria um pecado de Jesus xingar alguém? Ajude-me a entender melhor essa fala de Jesus.

Cara leitora, para entender de forma plena o significado do que Jesus disse quando chamou os fariseus e escribas de raça de víboras, é muito importante relembrarmos um pouquinho do que havia acontecido antes dessa fala. Vamos relembrar:

Raça de víboras: Jesus estava xingando os fariseus quando disse isso?

Por que Jesus chamou os fariseus de raça de víboras?

(1) Antes de chamar os fariseus de raça de víboras, Jesus já havia tido um primeiro embate com eles, quando fariseus acusaram os discípulos de Cristo de violarem a lei do sábado por colherem espigas naquele dia (Mateus 12:1-8). Depois disso, Jesus entra em uma sinagoga e cura um homem com a mão ressequida (aleijada). Vendo o milagre os fariseus questionam novamente Jesus, mas não para darem glória a Deus pelo milagre, mas para censurar Jesus por ter curado em um dia de sábado (Mateus 12:9-14). Jesus se retira e algum tempo depois lhe é trazido um homem endemoninhado cego e mudo. Jesus o cura e dessa vez os fariseus passam dos limites, ao dizer que Jesus fazia aqueles milagres pelo poder do diabo: “Mas os fariseus, ouvindo isto, murmuravam: Este não expele demônios senão pelo poder de Belzebu, maioral dos demônios” (Mateus 12:24).

(2) Depois de uma forte argumentação de Jesus a respeito dessa questão e de censurar os fariseus sobre o absurdo que diziam, Jesus então diz a eles: “Raça de víboras, como podeis falar coisas boas, sendo maus? Porque a boca fala do que está cheio o coração” (Mateus 12:34). O que temos aqui é Jesus respondendo a acusação de que Ele fazia aquelas obras pelo poder do diabo. Quando Jesus diz “raça” está apontando que eles são “filhos”  “descendentes” ou “aqueles que nasceram”. Quando diz “víboras” aponta para serpentes, cobras venenosas”, que é na Bíblia um animal que simboliza o diabo.

(3) Ou seja, Jesus não xingou os fariseus de raça de víboras, como se isso fosse um palavrão ofensivo da época, mas esclareceu que seus corações duros demonstravam que eles eram “filhos do diabo”. As obras de Jesus eram obras de Deus, mas os fariseus diziam de forma mentirosa que eram obras do maligno. Os fariseus achavam que suas obras eram de Deus, mas eram, na verdade, as verdadeiras obras do maligno. Então eles eram verdadeiramente “crias do diabo” pela maldade que tinham em seus corações. Essa era a realidade deles exposta por Jesus. Em um outro texto Jesus trabalhou mais esse tema: “Vós sois do diabo, que é vosso pai, e quereis satisfazer-lhe os desejos. Ele foi homicida desde o princípio e jamais se firmou na verdade, porque nele não há verdade. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso e pai da mentira” (João 8:44).

João Batista e a raça de víboras

(4) É interessante notar que João Batista já havia chamado os fariseus de raça de víboras quando estes iam ao batismo, mas mantendo seus corações duros (Mateus 3:7). João usou a mesma figura de apontar para eles como “filhos do diabo”, como “da mesma raça que o diabo”. E o próprio Jesus volta a usar essa expressão mais tarde, o que demonstra que fariseus e escribas não se arrependiam mesmo depois de serem confrontados com a verdade, o que mostra ainda uma dureza impressionante em seus corações: “Serpentes, raça de víboras! Como escapareis da condenação do inferno?” (Mateus 23:33).

Mais conhecimento da Bíblia em menos tempo?

Não sei se você é uma dessas pessoas que tem dificuldades de entender a Bíblia. Eu já fui e sofri muito! Mas não me dei por vencido, não me deixei ser derrotado pelos inimigos. E você, como anda sua leitura da Bíblia? Seu entendimento? Que tal melhorar nessa área da sua vida espiritual, aprendendo a entender assuntos da Bíblia de forma simples e rápida, ajudado por quem já superou as mesmas dificuldades que você enfrenta? Clique aqui agora e pegue seu Manual de estudos exclusivo

COMPARTILHE ESTE ESTUDO:

Mais Estudos Bíblicos (clique para ver):

*

Materiais para seu crescimento

Formação de Professores Para o Ministério InfantilFormação de Professores Para o Ministério InfantilO curso é direcionado para “Formação” do professor evangelista de criança, cada módulo apresenta de modo geral uma diretriz básica na formação do educador Saiba mais
Conheça Sua Bíblia de Capa a Capa (de Gênesis a Apocalipse)Conheça Sua Bíblia de Capa a Capa (de Gênesis a Apocalipse)Aprenda a entender a Bíblia de Gênesis a Apocalipse, no conforto de seu lar, em seu computador, tablet ou celular e com um professor à sua disposição Saiba mais
Kit – Curso Pregador Completo! Aprenda como preparar sermõesKit – Curso Pregador Completo! Aprenda como preparar sermõesConheça as ferramentas e técnicas para preparar sermões e se tornar um exímio pregador da palavra de Deus. Curso completo mais ferramentas Saiba mais
Curso de Memorização da Bíblia – Memo Bible 3000Curso de Memorização da Bíblia – Memo Bible 3000Você já tentou lembrar de um versículo ou fatos da Bíblia e não conseguiu? Este método vai te ajudar a memorizar tudo da Bíblia e com simplicidade! Saiba mais
Curso Livre Formação em TeologiaCurso Livre Formação em TeologiaVocê não tem muitos recursos financeiros e nem pode fazer um curso de teologia presencial? Conheça este curso! O melhor e mais acessível da atualidade Saiba mais
Clique aqui e veja mais materiais para seu crescimento cristão