Aprenda em 6 passos como preparar um sermão ou pregação bíblicos

Postado por em: #VocêPergunta Você quer estudar a Bíblia com o presbítero André Sanchez de Gênesis a Apocalipse, aí no conforto do seu lar, de seu computador, tablet ou celular? Clique aqui e saiba como

Você Pergunta: Meu sonho é ser um pregador da Palavra de Deus. Eu creio que tenho esse dom, pois meu coração arde quando estou pregando a Palavra do Senhor aos outros irmãos. Porém, ainda tenho um pouco de dificuldades de preparar os sermões. Não sei muito bem como preparar e extrair deles as lições como grandes pregadores fazem com tanta facilidade. Existe alguma dica que possa ajudar pessoas como eu que estão começando?

Caro leitor, quero lhe dizer que fico muito feliz por esse seu desejo de pregar a Palavra do Senhor. Ouvindo o seu relato eu pude relembrar que eu também sentia (e sinto) meu coração bater mais forte quando o assunto é pregar a Palavra do Senhor, pois esse também é o meu dom espiritual que exercito já há mais de 15 anos. Creio que poderei te dar algumas dicas preciosas que vão te ajudar a melhorar em muito as suas mensagens.

Aprenda em 6 passos como preparar um sermão ou pregação bíblicos 

Como preparar uma pregação ou sermão bíblicos?

Passo 1 –  O pregador não nasce pronto

Essa dica não tem muito a ver com a parte mais técnica propriamente dita, mas gosto sempre de frisar. Apesar do dom de Deus ser perfeito, nós não somos. Um bom pregador não nasce pronto. Por isso, é muito importante que haja a dedicação ao estudo e às boas práticas espirituais de comunhão com Deus para que o pregador cresça em sabedoria no trabalho da obra do Senhor. Quando observamos as narrativas a respeito de Jesus, vemos que Ele se empenhou (mesmo sendo Deus) para crescer enquanto humano: “E crescia Jesus em sabedoria, estatura e graça, diante de Deus e dos homens” (Lucas 2:52). Assim, nós pregadores não podemos negligenciar o lado espiritual e nem o lado humano do aprendizado, do estudo, da leitura, para que sejamos mais usados por Deus.

Passo 2 – Comece orando

Parece até muito básico dizer isso, mas muitos pregadores, por estarem muito ansiosos pela preparação da mensagem, esquecem de algo muito importante: gaste um bom tempo buscando a mensagem que Deus quer dar a igreja através de você em oração. Isso é muito importante. Observamos muito claramente na vida de Jesus que, sempre que Ele tinha algo muito importante para fazer, Ele se retirava e orava, buscando em Deus a direção. 50% do sermão é construído em oração perante Deus, ouvindo a voz do Pai e também falando com Ele.

Passo 3 –  Escolha do texto bíblico

Uma pregação sempre começa em Deus, como vimos no passo 2. Depois ela necessariamente precisa ir para a Palavra de Deus. Pois é na Palavra que está a autoridade, não em nós. Agora é o momento de ouvir a voz de Deus e buscar o texto que Ele deseja que você pregue. Nem sempre isso é tão simples, mas ore e peça a Deus para te dar a direção na escolha do texto bíblico que você deve pregar. Não se desespere se demorar um pouco. Se Deus te chamou para pregar Ele também vai te capacitar, não é verdade?

Passo 4 – Entenda o texto bíblico

Desde quando eu comecei a pregar ouvia uma frase que é muito verdadeira: “Deus sempre fala ao pregador primeiro”. Isso significa que o pregador precisa buscar agora compreender o texto bíblico escolhido. Para começar, é preciso entender todas as palavras que estão no texto. Vamos a um exemplo prático? Eu escolhi fazer um sermão deste texto: “Digo, porém: andai no Espírito e jamais satisfareis à concupiscência da carne” (Gálatas 5:16). Você deve se perguntar o seguinte: eu conheço o significado de todas as palavras desse texto? Nesse exemplo, digamos que eu não saiba muito bem o significado da palavra concupiscência. É hora então de usar um dicionário para ampliar meu conhecimento: Concupiscência: “Forte e continuado desejo de fazer ou de ter o que Deus não quer que façamos ou tenhamos”. Uma outra forma de ampliar o entendimento de um versículo é buscar lê-lo em diversas traduções. Vou mostrar esse mesmo texto de Gálatas 5:16, mas agora na Nova Tradução na Linguagem de Hoje: “Quero dizer a vocês o seguinte: deixem que o Espírito de Deus dirija a vida de vocês e não obedeçam aos desejos da natureza humana”. E agora, entendeu bem o texto? Creio que ficou bem mais claro, não é?

Passo 5 – Aumentando o conhecimento sobre o texto bíblico

Saber apenas o significado das palavras não é o suficiente para que você tenha um bom conhecimento do texto a ser pregado. Agora é hora de ler o que chamamos de contexto, ou seja, o que vem antes e o que vem depois do texto escolhido para a pregação. Isso é importante para você reunir informações importantes, como: para quem o autor está escrevendo? Qual foi o objetivo dele em escrever isso? Qual a mensagem principal que o autor quis passar aos seus leitores? Vamos novamente à prática?

Para quem Paulo Escreveu e qual foi o objetivo dele?

Veja também:
- Conheça Sua Bíblia de Capa a Capa (Comece aqui)
- Teologia sem mensalidades (Comece aqui)
- Formação de Professores Para o Ministério Infantil (Comece aqui)
- Memorização Fácil da Bíblia (Comece aqui)
- Método Como Ler a Bíblia E Entendê-la Mais Facilmente (Comece aqui)
- Outros Materiais (Comece aqui)

Paulo escreveu aos Gálatas. O objetivo dele, segundo vemos no texto e contexto, era ensinar a importância de andar no Espírito (Gálatas 5:16) e mostrar aos servos de Deus que eles estão em uma grande batalha espiritual (Gálatas 5: 17). Para vencer essa batalha o crente precisará ser guiado pelo Espirito Santo (Gálatas 5:18). Paulo faz uma advertência de que se nós não andarmos no Espírito Santo e nos entregarmos as paixões da carne, não herdaremos o reino de Deus (Gálatas 5:21). Mas se andarmos no Espírito e praticarmos os frutos do Espírito seremos vitoriosos na guerra contra o pecado (Gálatas 5:22-26). Conseguiu perceber como é importante ampliar o conhecimento do texto para você ter mais argumentos na preparação da sua pregação? Anote tudo que você ver no texto, extraia o máximo de informações possíveis. Mais tarde, com essas informações, vamos estruturar a pregação de uma forma que as pessoas entendam bem.

Passo 6 – Estruturando sua pregação

Agora que você já tem um conhecimento amplo sobre o texto que vai pregar, gostaria de dar algumas dicas para você estruturar todas essas ideias de uma forma que as pessoas possam compreender. Não adiante saber o texto e não saber comunicá-lo de uma forma que as pessoas entendam. Vamos à pratica? Uma pregação pode ser estruturada de diversas formas, mas gosto muito do modelo abaixo, pois é simples e muito prático:

a) Leitura do texto bíblico para a igreja

b) Introdução

c) Explicação do texto bíblico de forma mais geral

d) Mostrar o tema do estudo para a igreja

e) Argumentação (Aqui entram as separações em pontos: ponto 1, ponto 2, ponto 3, ponto 4, etc)

f) Conclusão

Vamos agora analisar cada um dos tópicos de maneira simples e objetiva e montar a nossa pregação na prática:

a) Leitura do texto bíblico para a igreja

Essa parte é bem simples. Nós já escolhemos Gálatas 5:16. É o texto que vamos ler para a igreja.

b) Introdução

Aqui você vai escolher algo que introduza o assunto sobre o qual você vai falar. Por exemplo, veja a minha introdução: “irmãos, sabemos que o crente vive uma constante luta contra a carne. Isso acontece porque a nossa carne e o nosso espírito são opostos entre si, conforme nos ensina Gálatas 5:17. Mas qual é a solução para isso? Será que não temos como vencer a nossa carne? Será que o pecado sempre irá nos vencer? Ou será que existe algo que possamos fazer com a ajuda de Deus para vencermos?”

c) Explicação do texto bíblico de forma mais geral

Aqui você vai explicar o texto bíblico lido, destacando os principais tópicos, conforme vimos na dica 5. Vejamos minha explicação de forma resumida: “Quando Paulo escreveu esse texto aos gálatas, ele tinha em mente a necessidade de ensinar aos irmãos que eles viviam uma guerra espiritual. E que era uma guerra muito difícil conforme nos ensina Gálatas 5: 17. Paulo queria advertir esses nossos irmãos gálatas de que não deveriam ser vencidos pela carne, mas que deveriam, apoiados no Espirito Santo de Deus, cultivar os frutos do Espírito e andar em uma vida santa…”

d) Mostrar o tema do estudo para a igreja

Aqui é hora de fazer uma transição entre a explicação e o tema que você deseja tratar. Pode ser mais ou menos assim, veja minha transição e exposição do tema: “E por toda essa luta, irmãos, que temos dia a dia contra as obras da carne, muitos irmãos têm desistido e se entregado ao pecado. Mas será que existe algo que possamos fazer para permanecermos firmes no Espírito? Hoje gostaria de refletir com os irmãos, sobre o seguinte tema: Como vencermos a carne andando no Espírito?

e) Argumentação (Aqui entram as separações em pontos: ponto 1, ponto 2, ponto 3, ponto 4, etc)

Agora você pode separar seus argumentos referentes ao tema em pontos para facilitar a comunicação e a memorização da mensagem pelo seu público:

Ponto 1 – Deixe que o Espírito Santo dirija a sua vida (agora você deve argumentar, ensinar a igreja como é que o Espirito Santo dirige a vida de um crente. Você também pode usar outros textos bíblicos para embasar seu argumento. Lembre-se também de ler novamente o texto que você escolheu e destaque o ponto que você está abordando)

Ponto 2 – Sejam desobedientes aos desejos da carne (Você pode abordar que o crente deve guerrear contra seus desejos ruins, como um guerreiro que luta em uma guerra, com força, seguindo a Palavra de Deus de todo o coração, desobedecendo o pecado e obedecendo a Deus, etc.)

Você pode abordar quantos pontos desejar, mas tente não ser muito longo nos pontos. Lições mais objetivas tendem a ser mais absorvidas pelo público do que longas pregações.

f) Conclusão

Aqui você vai concluir o sermão. Eu, pessoalmente, gosto de concluir chamando as pessoas para um compromisso com Deus, para buscarem uma mudança de vida. Você pode desafiar a igreja e também terminar com uma oração de gratidão a Deus e clamando pela ação Dele na vida de cada um.

Passo 7 (bônus) –  Quer aprender mais?

Como você pode perceber, preparar um sermão ou pregação é algo que exige do pregador muita dedicação e amor pela obra. Isso que eu ensinei hoje é apenas 1% daquilo que o pregador pode aprender e aplicar para ser um pregador mais abençoado. O pregador poderá aprender como usar a voz, como se portar em cima do púlpito, como vencer a timidez, como não ficar lendo a mensagem, etc. Evidentemente, não tenho como passar todas as técnicas aqui em um único estudo, é por isso que quero te convidar a conhecer um material completo para pregadores que tem transformado a vida de muitos irmãos em Cristo. Se você quer realmente avançar e preparar sermões e pregações cada vez melhores, você precisa conhecer este material: Acesse este link e veja mais detalhes.

Mais Estudos Bíblicos (clique para ver):

Compartilhe a Bênção:


> Curso Livre Bacharel em Teologia - Sem mensalidades e 100% online (vagas abertas - clique)

Recomendado Pra Você

Tem 33 anos, ama escrever e estudar a Bíblia Sagrada. Escreve artigos aqui no Blog Esboçando Ideias há mais de 7 anos. É membro da Igreja Presbiteriana Bela Jerusalém, onde atua como presbítero, líder do louvor e professor da Escola Dominical. É o autor do Método Como Ler a Bíblia e Entendê-la Mais Facilmente e do Manual Bíblico das questões difíceis da Bíblia. O presbítero André Já escreveu mais de 1200 artigos neste blog. Contato: andre@esbocandoideias.com

Comente usando seu Facebook ou use o sistema de comentários normal no fim da página

17 comentários

  • jonatas barbosa andrade da silva disse:

    amado gostaria de entender o texto de tiago c, 4 e v, 6.

    Responder
    • Geovan disse:

      É um assunto interessante e me fez refletir a respeito pois as colocações são de grande importância para nossa
      vida e que não se habituamos aos deveres do dia a dia o que se torna benéfico para nossa vida espiritual.

      Responder
  • Presbítero Elias Colle disse:

    tenho pregado a palavra de Deus em vários lugares e gostei muito do esclarecimento ajudo-me muito . Obrigado meu amado irmão. Deus te abençoe.

    Responder
  • Rogerio Gomes disse:

    O meu desejo de pregar a palavra é muito grande, almejo muito ver pessoas sendo edificadas atraves de um vaso tao pequeno que sou, sendo usado por um Deus tao grandioso. Que tudo seja feito conforme a sua vontade, para a honra e a gloria do Senhor, Amém. Que Deus continue abençoando ao Presbitero André Sanchez, que direcionado por Deus, desenvolveu este artigo tao maravilhoso. Louvado seja Deus pela sua vida.

    Responder
  • Lady Daiany disse:

    Nossa muito valioso este estudo… Que Jesus continue te abençoando Presbítero André sanchez.

    Responder
  • Regino disse:

    infelismente ..essa pratica de preparar texto para pregar é prioridade nas igrejae observe que todas que pregam com essa ferramenta de preparar sermao proprio sem a guia do Espirito santo é para fins lucrativos e nao para fins espirituias,,,a verdadeira pregaçao nao depende de sabedoria humana ..mas somente do espirito Santo..pois assim disse o nosso verdadeiro Pastor Jesus Cristo…irei para o Pai e voltarei,nao vos deixarei orfaos,enviarei o espirito consolador para vos guiar em toda verdade e justiça….
    resumindo……aquele que prega por intermedio de sermao preparado ,,nao tem espirituialidade e sua pregaçao nao edifica a igreja em nada..nao existe na biblia ninguem que preparava texto..todos pregaram pelo espirito Santo

    Responder
    • Presbítero André Sanchez disse:

      Só tenho que rir com uma opinião rasa dessa. A despreparação dos pregadores é a causa desses lixos de pregações que tem sido feitas, onde se fala sem conhecimento algum. Deus deu o Espirito Santo, mas nos deu cérebro também para usarmos

      Responder
  • Marcelo disse:

    Muito bom…

    Responder
  • Maria das graças fernandes disse:

    nao devo nem preciso aprender com homem como o Cilas malafaia um don que e dado somente por Deus a seus servo s

    Responder
    • Maria das graças fernandes disse:

      Nao posso aprender com homem como Cilas o don que e de Deus dado somente a seus servos . Todavia eu gosto e admiro sua fe seus trabalho Presbiteros A Paz

      Responder
  • Regino disse:

    a pessoa que procura essas ferramentas de homem para pregar,,,nao tem nada do espirito..sao coisas carnais ,…quem prepara um sermao para pregar é como querer responder uma pergunta que ainda nao feita…quem ja provou de um pao quentinho (palalvra revelada por DEUS) nao come mais comida estragada ,,(sermao preparado em casa )pois fazem mal ao corpo e a alma ..mao existe sequer algum homem na biblia que precisou decorar textos para falar,,,semprte DEUS supriu o que tinha que falar..me apontem somente um que teve que estudar a tal teologia para pregar..
    a verdadeira pregaçao vem do alto, conforme a necessidade da igreja ,seja ela correçao ou bençao….e a palavra preparada em casa é aquela que todos gostam de ouvir e nao a que DEUS que passar para o povo..

    Responder
    • LUCIANA disse:

      Quanta ignorância meu DEUS! Caro Regino não perca seu tempo escrevendo besteiras meu irmão! Não ta feliz vai estudar a Bíblia! Quanto mais conhecimento na Palavra mais graça pra sua vida!

      Responder
  • jerry adriano disse:

    De fato Deus é na sua vida varão

    Responder
  • Rafael Rodrigues disse:

    boa noite gostei muita dessa dicas q Deus te abençoe cada vez mais

    Responder
  • Mauro lemos disse:

    O meu povo perece por falta de conhecimento.Deus abençoe tua vida. Queira Deus eu tivesse conhecido o irmão a mais tempo.vamos orar pelos críticos. Amém.

    Responder
  • livrariaevangelicaedificar disse:

    Muito bom.

    Responder
  • Alessandro Marcos Vidal disse:

    Gosto de evangelizar, de falar das boas novas, mas pregar seria uma benção também. Muito boa as suas sugestões para preparar a palavra, que Deus te abençoe cada vez mais meu irmão.
    Forte abraço
    Alessandro Vidal

    Responder

Seu comentário é muito importante! Comente! Regra 1 - Seja respeitoso - Regra 2 - Não aprovamos comentários de anônimos - Regra 3 - Não publicaremos mais comentários que não tenham a ver com o tema do artigo - Obs.: Todos os comentários são moderados antes de serem publicados.