Por que os evangélicos não fazem missa de sétimo dia?

Postado por Presbítero André Sanchez, em #VocêPergunta | Imprimir Imprimir
Permita-me "atrapalhar" sua leitura apenas por alguns segundos: No ano de 2018 você quer realmente aprender a Bíblia de capa a capa, de Gênesis a Apocalipse, capítulo po capítulo? Que tal você experimentar por 1 mês aprender comigo, através de vídeo-aulas, ai no conforto de seu lar, com linguagem simples, de seu computador, tablet ou celular? SE GOSTOU DA IDEIA, clique aqui e veja como funciona (as vagas são limitadas)

Você pergunta: Eu era católico, confesso que não era muito praticante. Mas sempre fui, quando possível, em missas de sétimo dia de pessoas falecidas, eu gostava muito. Quando me converti há dois anos achei bem estranho que os evangélicos não fazem missa de sétimo dia e lidam com a morte de uma forma um pouco diferente. Minha dúvida é: por que os evangélicos não fazem missa de sétimo dia para as pessoas falecidas? Isso não é algo bíblico?

Caro leitor, antes de te responder porque os evangélicos não têm esse costume de fazer missa de sétimo dia, é importante saber exatamente o que é essa missa e por que os católicos a realizam.

Por que os evangélicos não fazem missa de sétimo dia?

Por que os evangélicos não fazem missa de sétimo dia?

(1) Segundo o livro A fé Católica – Perguntas e respostas – de Diogo Luis Fuitem – nas páginas de 63 a 66: “Na ocasião do sepultamento da pessoa falecida, a comunidade reunida realizava as exéquias, isto é, fazia as orações que celebravam a esperança cristã na vida eterna, proclamavam a ressurreição de Jesus Cristo, pediam pela passagem do falecido ao céu e serviam de conforto para os parentes enlutados. O ponto central das exéquias era a Santa Missa. O Catecismo da Igreja Católica, no número 1689, considera a Eucaristia “o coração da realidade pascal da morte cristã”. E, repetindo as palavras do ritual de exéquias, diz: “Na Eucaristia, a Igreja expressa sua comunhão eficaz com o finado. Oferecendo ao Pai, no Espírito Santo, o sacrifício da morte e ressurreição de Cristo, ela pede para que o fiel falecido seja purificado de seus pecados e de suas consequências e seja admitido à plenitude pascal do Banquete do Reino”.

(2) Evidentemente, analisando o objetivo central da missa de sétimo dia, que é pedir a Deus que o falecido seja purificado de seus pecados e consequências e seja admitido ao céu, verificamos que essa atitude não tem qualquer embasamento bíblico. Na Bíblia, não encontramos respaldo para afirmar que uma pessoa pode conseguir o perdão do pecado de outra pedindo por ela a Deus, e nem que uma pessoa possa ser salva após estar morta, caso seja realizada por ela missa de sétimo dia. O arrependimento é algo pessoal e realizado em vida: “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça” (1João 1:9). E a salvação também acontece em vida e, em hipótese alguma, encontramos na Bíblia menção de que uma pessoa possa ser salva após a sua morte através de petições de vivos. O que a Bíblia afirma é que após morrermos já sofremos o juízo: “E, assim como aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo, depois disto, o juízo” (Hebreus 9:27). Esse juízo sela o destino eterno da pessoa, não havendo mais possibilidade de segundas chances após a morte.

(3) Dessa forma, fazer missa de sétimo dia, por tudo que ela representa, não é uma prática que se harmoniza com o ensino da Palavra de Deus. E é por isso que evangélicos não fazem esse tipo de ritual. Para os evangélicos, após a morte, o que cabe é o cuidado com os familiares e amigos que ficaram e sofrem a dor da perda. Ao que faleceu, somente Deus pode lhe imputar a salvação ou a condenação, pois apenas Deus conhece plenamente cada coração. Podemos, claro, inferir pelos frutos do falecido se este teve uma vida de discípulo ou não, mas a palavra final é apenas de Deus. Não cabe a nenhum vivo sequer orar por mortos, pois, segundo demonstramos, a Bíblia não nos permite tal intercessão por mortos e nem pelas consequências eternas de sua vida na terra.

Mais conhecimento da Bíblia em menos tempo?

Não sei se você é uma dessas pessoas que tem dificuldades de entender a Bíblia. Eu já fui e sofri muito! Mas não me dei por vencido, não me deixei ser derrotado pelos inimigos. E você, como anda sua leitura da Bíblia? Seu entendimento? Que tal melhorar nessa área da sua vida espiritual, aprendendo a entender assuntos da Bíblia de forma simples e rápida, ajudado por quem já superou as mesmas dificuldades que você enfrenta? Clique aqui agora e pegue um Manual de estudos exclusivo para você!

COMPARTILHE ESTE ESTUDO:

Mais Estudos Bíblicos (clique para ver):

*

Materiais para seu crescimento

Formação de Professores Para o Ministério InfantilFormação de Professores Para o Ministério InfantilO curso é direcionado para “Formação” do professor evangelista de criança, cada módulo apresenta de modo geral uma diretriz básica na formação do educador Saiba mais
Conheça Sua Bíblia de Capa a Capa (de Gênesis a Apocalipse)Conheça Sua Bíblia de Capa a Capa (de Gênesis a Apocalipse)Aprenda a entender a Bíblia de Gênesis a Apocalipse, no conforto de seu lar, em seu computador, tablet ou celular e com um professor à sua disposição Saiba mais
Kit – Curso Pregador Completo! Aprenda como preparar sermõesKit – Curso Pregador Completo! Aprenda como preparar sermõesConheça as ferramentas e técnicas para preparar sermões e se tornar um exímio pregador da palavra de Deus. Curso completo mais ferramentas Saiba mais
Curso de Memorização da Bíblia – Memo Bible 3000Curso de Memorização da Bíblia – Memo Bible 3000Você já tentou lembrar de um versículo ou fatos da Bíblia e não conseguiu? Este método vai te ajudar a memorizar tudo da Bíblia e com simplicidade! Saiba mais
Curso Livre Formação em TeologiaCurso Livre Formação em TeologiaVocê não tem muitos recursos financeiros e nem pode fazer um curso de teologia presencial? Conheça este curso! O melhor e mais acessível da atualidade Saiba mais
Clique aqui e veja mais materiais para seu crescimento cristão