Estou com muito medo de perder meu emprego, o que devo fazer?

Postado por Presbítero André Sanchez, em #VocêPergunta | Imprimir Imprimir
Antes de você ler o estudo, responda a uma pergunta rápida: Você quer estudar a Bíblia com o presbítero André Sanchez de Gênesis a Apocalipse, aí no conforto do seu lar, em vídeo-aulas, de seu computador, tablet ou celular? Clique aqui e saiba como

Você Pergunta: Com toda essa crise econômica no país já tenho ouvido rumores na empresa em que eu trabalho de que haverá cortes. Tenho muito medo, pois tenho família para sustentar, e ficar sem trabalho agora está sendo para mim um motivo de grande ansiedade. Como servo de Deus, o que devo fazer, como devo encarar toda essa pressão? Por favor, me dê uma luz, estou a ponto de explodir!

Caro leitor, realmente a situação de nosso país tem feito muitas pessoas passarem por essa ansiedade de perderem seus trabalhos e, de uma hora para outra, ficarem sem sua fonte de renda, trazendo grande estresse para a pessoa e para toda a família. Eu gostaria de trazer algumas considerações não somente sobre a possibilidade de ficar sem trabalho, mas também sobre a importância de sermos mais proativos na construção de nossa estabilidade para não ficarmos dependentes totalmente das circunstâncias desfavoráveis da vida.

Estou com muito medo de perder meu emprego. O que fazer?

Dependa de Deus

A dependência de Deus é um dos maiores aprendizados que nós como crentes devemos absorver na teoria e na prática. Depender de Deus significa saber e crer que a nossa força e o nosso sustento vêm Dele. É Ele quem nos dá a possibilidade de sermos vitoriosos, de vencermos os desafios, de crescermos e vencermos todas as intempéries da vida, seja dentro de nós mesmos, seja na economia do nosso país. Sobre essa questão, quem me vem à mente é José do Egito. Ele foi um homem que mesmo em face das circunstâncias difíceis, dependeu de Deus, creu na direção do Pai, creu na verdade das promessas e dos sonhos que Deus o fez conhecer. Ele passou por crises até maiores do que a perda de um emprego, ele perdeu muito mais, a família, a liberdade, a sua terra, etc., mas permaneceu firme em sua dependência e confiança no Pai.

Faça a sua parte

Quando passamos pelas crises costumamos tomar dois tipos de postura. A primeira é a postura defensiva, coitadista. Ou seja, lamentamos, procuramos culpados, ficamos cabisbaixos, buscando alguém que tenha dó da nossa triste situação. É nessa postura que a ansiedade, o medo e toda sorte de sentimentos ruins costumam aparecer. A segunda é a postura proativa. Quando José do Egito interpretou o sonho do Faraó e viu que muitos anos difíceis viriam pela frente, ele disse ao Faraó: “Ajuntem os administradores toda a colheita dos bons anos que virão, recolham cereal debaixo do poder de Faraó, para mantimento nas cidades, e o guardem. Assim, o mantimento será para abastecer a terra nos sete anos da fome que haverá no Egito; para que a terra não pereça de fome” (Gn 41:35-36). José não ficou se lamentando pelo que viria, pela crise. Ele fez algo, ele pensou em algo, ele traçou possíveis soluções. Essa é a postura onde a ansiedade, o medo e outros sentimentos ruins têm mais dificuldades de crescer, por isso, deve ser a nossa postura, devemos fazer a nossa parte sem desânimo.

Coloque as cartas na mesa e pense racionalmente

Antes de se descabelar por um possível desemprego, você pode refletir sobre algumas questões: Primeiro tranquilize seu coração, você ouviu um rumor e nem sabe se é verdadeiro. Segundo, pense que se o pior acontecer, você tem pelo menos um seguro-desemprego que te dará um tempo de tranquilidade para se recompor. Terceiro, será que não é o momento de se preparar melhor para o mercado de trabalho ou mesmo procurar oportunidades melhores para sua vida profissional? Saia da apatia, da passividade, seja mais proativo. Será que não é o momento de ser o autor da sua própria história ao invés de ficar tão dependente assim de um único trabalho? Quarto, se ainda não o fez, é hora de pensar em um fundo de emergência, uma poupança justamente para te ajudar a passar por momentos de crise. José do Egito sugeriu ao Faraó que deveriam guardar 20% de toda a colheita nos bons anos. Isso nos mostra que devemos ser mais poupadores do que gastadores, pois anos difíceis podem se abater sobre nós e, se eles virem, passaremos por eles com tranquilidade e ainda poderemos socorrer a outros. Essa é a bênção de sermos prudentes!

Mais Estudos Bíblicos (clique para ver):

> Seu casamento está com GRAVES problemas? Clique aqui, eu posso te ajudar

Materiais para seu crescimento

Formação de Professores Para o Ministério InfantilFormação de Professores Para o Ministério InfantilO curso é direcionado para “Formação” do professor evangelista de criança, cada módulo apresenta de modo geral uma diretriz básica na formação do educador Saiba mais
Conheça Sua Bíblia de Capa a Capa (de Gênesis a Apocalipse)Conheça Sua Bíblia de Capa a Capa (de Gênesis a Apocalipse)Aprenda a entender a Bíblia de Gênesis a Apocalipse, no conforto de seu lar, em seu computador, tablet ou celular e com um professor à sua disposição Saiba mais
Kit – Curso Pregador Completo! Aprenda como preparar sermõesKit – Curso Pregador Completo! Aprenda como preparar sermõesConheça as ferramentas e técnicas para preparar sermões e se tornar um exímio pregador da palavra de Deus. Curso completo mais ferramentas Saiba mais
Curso de Memorização da Bíblia – Memo Bible 3000Curso de Memorização da Bíblia – Memo Bible 3000Você já tentou lembrar de um versículo ou fatos da Bíblia e não conseguiu? Este método vai te ajudar a memorizar tudo da Bíblia e com simplicidade! Saiba mais
Curso Livre Bacharel em TeologiaCurso Livre Bacharel em TeologiaVocê não tem muitos recursos financeiros e nem pode fazer um curso de teologia presencial? Conheça este curso! O melhor e mais acessível da atualidade Saiba mais
Clique aqui e veja mais materiais para seu crescimento cristão