O Rei Davi e Jônatas tiveram um relacionamento homossexual?

Postado por em: #VocêPergunta

Sempre houve um debate muito grande entre cristãos e homossexuais a respeito do que a Bíblia fala sobre homossexualidade. Aqueles textos bíblicos que falam sobre o assunto, condenando a prática, sempre foram rechaçados pelos homossexuais como sendo textos que não representam o pensamento de Deus sobre o assunto. Porém, nos últimos tempos temos visto muitos homossexuais procurando na Bíblia textos que possam apoiar suas práticas. Um dos textos que têm sido usados é o que fala a respeito de Jônatas, filho do rei Saul, e o rei Davi. Os dois textos mais contundentes usados para afirmar que Jônatas e Davi tinham um relacionamento homossexual são os dois abaixo:

O Rei Davi e Jônatas tiveram um relacionamento homossexual?

“Sucedeu que, acabando Davi de falar com Saul, a alma de Jônatas se ligou com a de Davi; e Jônatas o amou como à sua própria alma. Saul, naquele dia, o tomou e não lhe permitiu que tornasse para casa de seu pai. Jônatas e Davi fizeram aliança; porque Jônatas o amava como à sua própria alma.” (1 Samuel 18.1-3)

“Angustiado estou por ti, meu irmão Jônatas; tu eras amabilíssimo para comigo! Excepcional era o teu amor, ultrapassando o amor de mulheres.” (2 Samuel 1.26)

A pergunta é: Esses textos realmente demonstram que Jônatas e Davi tiveram um relacionamento homossexual e aprovam essa prática?

(1) Sendo o pecado da homossexualidade claramente condenado pela Lei (Lv 20.13; 18.22), caso Davi e Jônatas realmente tivessem tido uma relação homossexual, teriam seu pecado condenado, conforme estipulava a Lei, ainda mais considerando a natureza publica desse – considerado – “amor homossexual” retratado nos textos bíblicos acima. Vemos claramente essa realidade quando Davi foi punido por ter cometido adultério – que também era proibido pela Lei – e tentou manter isso oculto, mas foi desmascarado pelo profeta Natã (2 Sm 12.1-12) e recebeu a punição de Deus pelo seu erro. Assim fica claro que os textos não apontam para uma relação homossexual “apoiada” por Deus.

(2) Em 1 Samuel 18.1 vemos uma expressão usada pelos homossexuais pra dizer que o rei Davi e Jônatas tinha uma “amizade colorida”. O texto diz que “a alma de Jônatas se ligou com a de Davi; e Jônatas o amou como à sua própria alma…”.  Segundo eles essa expressão é clara e mostra algo “diferente” entre os dois. Mas será que essa expressão é um indicativo de que ali havia uma relação “homem com homem”? É evidente que não! Em primeiro lugar a palavra “ligou” usada nesse texto, no hebraico, é a mesma palavra usada em Gn 44.30 para expressar o relacionamento de amor (ligação) de Jacó para com seu filho Benjamim, ou seja, não era uma palavra comumente usada para indicar relacionamentos eróticos ou de homossexualidade. Foi usada na Bíblia para indicar uma ligação especial fraterna. Em segundo lugar, uma observação básica do contexto nos mostra que se trata de uma amizade verdadeira e forte. A leitura de todo o contexto da história desses dois homens de Deus mostra que Jônatas entendia claramente que seu pai Saul perderia o trono e que Davi era o escolhido do Senhor para reinar. Nesse sentido Jônatas mostra compromisso de amizade e lealdade ao futuro rei, mesmo ainda ele não sendo o rei empossado. (1 Sm 23. 15-18; 1 Sm 18.4-5; 1 Sm 20. 12-29;).

(3) A amizade entre Jônatas e o rei Davi não está contrária as indicações bíblicas sobre o exercício de amor ao próximo por ser relatada como intensa, pelo contrário, está dentro do padrão exigido pela Lei: “…mas amarás o teu próximo como a ti mesmo.” (Levítico 19.18). Esse é o padrão máximo do exercício do amor fraternal: Amar como se ama a si mesmo. Infelizmente em nosso tempo cheio de malícia e maldade, quando um homem exerce o amor para com seu próximo da forma que a Bíblia orienta, é taxado por muitos como sendo um homossexual “no armário”. Davi e Jônatas se amaram conforme a Lei e não em descumprimento da Lei tendo uma relação homossexual.

(4) Um outro argumento muito forte dos homossexuais está ligado ao texto onde Davi diz: “Excepcional era o teu amor, ultrapassando o amor de mulheres.” (2 Samuel 1.26). Essa expressão “ultrapassando o amor de mulheres”, segundo os homossexuais, seria um indício de que havia ali uma relação homossexual. A minha pergunta é: Desde quando a relação homossexual ultrapassa o amor de mulheres? Onde está esse parâmetro? Quem o determinou? Fica claro que taxar essa declaração de Davi como sendo um indicio de homossexualidade é um grave erro de interpretação! Uma breve olhada no contexto mostra que Davi presta uma homenagem póstuma a Jônatas, que acabara de morrer. Davi destaca a  lealdade e compromisso de Jônatas para com Ele. Tal compromisso de Jônatas, para Davi, não era comparável nem ao amor de um relacionamento amoroso entre homem e mulher. É evidente que Davi não teve a intenção de colocar o amor de amigos como sendo superior ao amor conjugal hetero, mas o de destacar a impressionante abnegação de Jônatas para com ele, o que fez com que a amizade deles fosse especial, forte e única.

(5) O livro de provérbios destaca que existem amizades tão fortes que podem até superar o amor de irmãos: “O homem que tem muitos amigos sai perdendo; mas há amigo mais chegado do que um irmão.” (Provérbios 18.24). Era esse tipo de amor especial, forte, leal, compromissado que havia entre Jônatas e o Rei Davi, conforme os relatos bíblicos!

(6) Dessa forma concluímos que, qualquer tentativa de dizer que o rei Davi e Jônatas tinham uma relação homossexual, está contrária ao que os textos expressam, sendo uma tentativa de “forçar” o texto para que ele se enquadre em desejos e pensamentos humanos, o que é reprovável.

98 comentários

  • Raphael Oliveira disse:

    Perfeito!!!

    Responder
    • joão mario pereira disse:

      e verdade que davi usava brinco esta é minha pergunta.

      Responder
      • André Sanchez disse:

        Não existe essa informação na Bíblia.

        Responder
        • leo disse:

          desde aquela epoca ja existia homoxessuais……..quem sabe nau tiveram mesmo….e dai

          Responder
          • lucas disse:

            bíblia divide a palavra amor em quatro definições Amor
            Ágape…. o amor incondicional de Deus
            Eros …humano, físico.
            Storge.. é o amor familiar
            Filia …relacionada a amizade
            o amor de davi por jonas era filia
            a bíblia e contra a pratica homossexual Davi era um mulherengo que só ele cada uma que tenho que escutar
            Davi matou um cara por causa de uma mulher depois pagou pelo seu pecado

    • Bi. disse:

      Desculpa mas não vejo argumentos válidos nesse texto.
      Concordo que, com esses dois trechos, não dá para dizer que eles tiveram um relacionamento homo-afetivo, muito menos que Deus ‘apoiava’ tal ato. Contudo, também não podemos afirmar que eles não tiveram tal relacionamento.
      O texto é um tanto longo e tenho muitas premissas para contestar no mesmo porém, vou me deter à um único argumento, fazendo assim a MINHA ANÁLISE PESSOAL sobre o texto.

      Esse texto nos trouxe algumas perguntas: “A minha pergunta é: Desde quando a relação homossexual ultrapassa o amor de mulheres? Onde está esse parâmetro? Quem o determinou?”
      Não é esse o ponto de vista, caro amigo. Você fala, logo abaixo, em ‘amigos mais chegados que irmãos’, pois bem, em toda a história bíblica, quando se trata DESSE TIPO DE AMIZADE (amor de amigo, de irmão), é bem clara. No entanto, em se tratar de Devi e Jonatas, nunca foi dito que ele era mais chegado que um irmão e sim que ‘o amor de Jonatas ultrapassava o amor de mulheres’ para Davi.
      Abrindo um parênteses, nunca foi dito ou estabelecido padrão qualquer por homossexual ou simpatizante algum que a relação homo-afetiva ultrapassava o amor de mulheres, mas eu digo e afirmo, em se tratando de AMOR DE ALMA (como no caso em questão) ultrapassa qualquer tipo de amor seja de mulher, de homem…
      Voltando… isso é meio óbvio: Davi amava Jonatas muito mais que amava alguma mulher. Ok, isso não prova nada, não prova que os dois tinham um relacionamento homo-afetivo, a única coisa que quero mostrar aqui é que seu argumento é falho.

      Abraço.

      Responder
      • André Sanchez disse:

        Bi, o fato de existir uma expressão bíblica que denote uma amizade profunda não inviabiliza que outras expressões possam aparecer em outros textos. Sobre sua posição de que não podemos afirmar que eles não tiveram um relacionamento homossexual, digo que baseado no que está escrito podemos sim afirmar que não tiveram. Basta uma leitura do contexto todo para observar isso.

        Responder
      • Marky disse:

        Perfeito! Você analisou da maneira que eu analisei! A análise do autor do texto foi um tanto convincente ATÉ “A minha pergunta é: Desde quando a relação homossexual ultrapassa o amor de mulheres? Onde está esse parâmetro? Quem o determinou?”. O ponto de vista, o foco, não era esse. Parece que não tinha como argumentar e começou a dissertar coisas avulsas.

        Nada prova de fato, de maneira explícita, o relacionamento homo-afetivo. Como, também, não descarta. Argumentos falhos, realmente. Parabéns!

        Responder
    • Isvaldino dos Santos disse:

      Davi nunca foi gay! Isso é abominação perante Deus. A lei no Brasil e em vários países permite tal comportamento. Mas os que praticam tal ato saberão melhor da realidade assim que passarem desta vida para a eternidade.

      Quem pensa em homo afetividade em relação a Davi e Jônatas, revela não ter qualquer conhecimento das Escrituras Sagradas. A Bíblia diz que para os puros, tudo é puro. Pureza não se confunde com atos contrários ao Deus Supremo. Se Davi foi um homem segundo o coração de Deus, e Deus ordenou a Moisés, em sua lei, que em Israel “homem com homem não se deitaria”, como Davi poderia ter algo a mais com Jônatas? Além disso, Davi era cunhado de Jônatas. Quem pratica tal comportamento, é uma questão pessoal, mas a Bíblia registra que cada um dará conta de si a Deus, ou seja, cada um estará em juízo perante Deus, mediante o seu caso concreto, que ficou fora do alcance da cobertura do sangue de Jesus, que apaga todo o pecado.

      Veja o texto sagrado: “13 Se um homem se deitar com outro homem, como se fosse com mulher, ambos terão praticado abominação; certamente serão mortos; o seu sangue será sobre eles. 14 Se um homem tomar uma mulher e a mãe dela, é maldade; serão queimados no fogo, tanto ele quanto elas, para que não haja maldade no meio de vós. 15 Se um homem se ajuntar com um animal, certamente será morto; também matareis o animal. 16 Se uma mulher se chegar a algum animal, para ajuntar-se com ele, matarás a mulher e bem assim o animal; certamente serão mortos; o seu sangue será sobre eles: 17 Se um homem tomar a sua irmã, por parte de pai, ou por parte de mãe, e vir a nudez dela, e ela a dele, é torpeza; portanto serão extirpados aos olhos dos filhos do seu povo; terá descoberto a nudez de sua irmã; levará sobre si a sua iniquidade. 18 Se um homem se deitar com uma mulher no tempo da enfermidade dela, e lhe descobrir a nudez, descobrindo-lhe também a fonte, e ela descobrir a fonte do seu sangue, ambos serão extirpados do meio do seu povo. 19 Não descobrirás a nudez da irmã de tua mãe, ou da irmã de teu pai, porquanto isso será descobrir a sua parenta chegada; levarão sobre si a sua iniquidade. 20 Se um homem se deitar com a sua tia, terá descoberto a nudez de seu tio; levarão sobre si o seu pecado; sem filhos morrerão. 21 Se um homem tomar a mulher de seu irmão, é imundícia; terá descoberto a nudez de seu irmão; sem filhos ficarão. 22 Guardareis, pois, todos os meus estatutos e todos os meus preceitos, e os cumprireis; a fim de que a terra, para a qual eu vos levo, para nela morardes, não vos vomite. 23 E não andareis nos costumes dos povos que eu expulso de diante de vós; porque eles fizeram todas estas coisas, e eu os abominei”, Levíticos 20.13-23.

      Responder
      • Nay disse:

        Falar mais o que?!?! Perfeito.

        Responder
  • sandra disse:

    Só quem esta cego nao consegue percerber que nao tem nada aver a relaçao de Jonatas e David com a homossexualidade! eu quando li a primeira vez a historia de Jonatas Davi e o rei saul,me emocionei muitissimo! e logo David tendo a oportunidade de te matar Saul,nao o fez… quem dera que todos nos pudesemos amar assim!

    Responder
    • rogerio da silva santos disse:

      muito bem davi e jonatas eram muito amigo e só nada mais

      Responder
      • Epicuro disse:

        todos os gays são muito amigos nada mais

        Responder
        • Wahesdw disse:

          sò que Não! ‘-’

          Responder
    • maxwell disse:

      muito bom o estudo gostei muito

      Responder
    • darkpenguin350 disse:

      Nao matou Saul mas matou Urias pra pegar a mulher dele. Belo exemplo de amor!

      Responder
      • marcelo disse:

        JÁ SE VÊ QUE NÃO ERA GAY!

        Responder
      • Robson disse:

        Assim é o ser humano, somos falhos. Colhemos o que plantamos e Davi pagou caro por isso, Deus não colocou pano quente pra cobrir o erro de Davi. Que a misericórdia de Deus possa alcançar os que profanam as escrituras, pois cometem um grave erro por não buscarem o conhecimento da palavra de DEUS…

        Responder
        • Carool disse:

          Fato, ai daqueles que escandalizam a palavra de Deus. Realmente Davi pecou e pegou um alto preço por isso e não será diferente com aquele que brinca com as coisas de Deus.

          Responder
      • Jessyca disse:

        Não matou porque Deus o havia escolhido como rei, mas não foi por falta de oportunidade; Deus entregou Saul duas vezes na mão de Davi, mas sempre Davi se negou a matar um escolhido de Deus, tanto é que quando Davi ficou sabendo quem matou Saul, ele também o matou.

        Responder
  • PREGAI O EVANGELHO disse:

    Amei o texto irmão André!Que Deus abençoe. Permita-me re-publicar no @pregai o evangelho.
    Abraços!

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Fique à vontade

      Responder
  • Georges disse:

    Irmão, permita-me inserir um texto que publiquei em meu blog a propósito desse assunto (homossexualidade de Davi e Jônatas):
    O rabino Henry Sobel joga a pá de cal no argumento “contemporâneo” da homossexualidade de Davi:
    Abre aspas – O relacionamento entre Jônatas e Davi é visto na Bíblia como um modelo de amizade. Em nenhum lugar das Escrituras se encontra referência a uma ligação homossexual entre eles. É importante observar que a palavra hebraica usada na passagem de I Samuel 1:26 (ahavá) não significa amor no sentido conjugal/sexual, mas sim no sentido paternal (“Isaque gostava de Esaú”, em Gênesis 25:28), no sentido de amizade (“Saul afeiçoou-se a Davi”, em I Samuel 16:21), no sentido de amor a Deus (“Amarás o Senhor, teu Deus”, em Deuteronômio 6:5) e no sentido de amor ao próximo (“Amarás o próximo como a ti mesmo”, em Levítico 19:18). Em todos estes exemplos, o verbo usado na Torá (a Bíblia hebraica) é ahavá” (Extraído da revista Ultimato nº 254, cf. cit. em http://www.desafiodasseitas.org.br/m-05.htm ). – fecha aspas
    Abraços, Paz do Senhor.
    Georges

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Obrigado pelo acréscimo, Georges.

      Responder
    • Jefferson Van de Graaf disse:

      muito boa sua colocação. é por aí mesmo. Deus abençoe.

      Responder
  • Nathália disse:

    Ótimo texto, esta passando da hora de começarmos a esclarecer a bíblia para nossos colegas que utilizam viseiras e distorcem as palavras da bíblia, nada com que uma analise mais criteriosa das escrituras para mostrar o equivoco destas pessoas.

    Responder
    • Jefferson Van de Graaf disse:

      pois é nathália. algumas pessoas procuram distorcer a bíblia tentando encontrar uma justificativa para seu estilo de vida pecaminosa. ao invés d seguirem a palavra d Deus, querem q a palavra acompanhe seu estilo d vida. temos q realmente, fazer uma análise criteriosa, como vc falou, da palavra d Deus para estarmos preparados para qualquer assunto q venha a nos colocar em dúvidas e para podermos defender a nossa fé e mostrar o equivoco destas pessoas. vc falou pouco, mas falou tudo. Deus abençoe.

      Responder
  • olinto ferreira da costa disse:

    Muito bom André! tema oportuno eseclarecedor!continue assim ampliando nosso conhecimento e argumentos destes temas polemicos.Graças a Deus sua Palavra tem TODAS as respostas!

    Responder
  • karimy disse:

    Reposta para esta é simples: NÃO.

    Responder
  • Ashton disse:

    O relato apresenta um intenso relacionamento de amor entre dois homens e, de forma textual, compara este amor como superior ao amor das mulheres, tendo eles inclusive feito uma aliança de compromisso com a relação. Tal aliança se provou verdadeira pois Jônatas, segundo a passagem, amou David até sua velhice, mesmo depois da morte de seu companheiro. Em função do explícito caráter homoafetivo do relato bíblico, tal é tido como fonte de constrangimento à maioria dos cristãos tradicionais, a ponto da maioria das versões bíblicas deixarem de traduzir a palavra “amor” (na passagem “…mais maravilhoso me era o teu amor do que o amor das mulheres”) como “amizade”. Assim, busca-se adequar o texto à posição majoritária dos religiosos cristãos que aponta todos esses trechos como se referindo a apenas relações amistosas muito fortes, a despeito do texto falar literalmente em “amor” de um pelo outro, sendo este sentimento, como vimos, relatado como ainda maior do que o tido pelas mulheres, em uma possivel referência ao amor erótico. Os religiosos consideram essas passagens bíblicas como forma de demonstração de comprometimento fraternal entre Davi e Jônatas, interpretando o texto conforme as tradições do oriente médio à época, considerando que a lei mosaica reprovaria o ato homossexual, e concluindo que o Senhor não escolheria para rei de seu povo um homossexual.

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Ashton, você forçou bastante quando disse: “explícito caráter homoafetivo do relato bíblico”. Somente olhos deturpados enxergam dessa forma.

      Responder
      • GABRIEL disse:

        NO MINIMO VC E UM PASTOR E DOMINA A ARTE DE CONVERTER QUALQUER SITUAÇAO QUE VA DE CONTRA AO EVANGELHO CRISTAO! É DISSO QUE VIVEM OS PASTORES DE ENGANAR O POVO MESMO QUE PAREÇA OBVIO MAS ELES SABEM QUE O POVO GOSTA DE SER ENGANADO INFELISMENTE ISSO NÃO VAI MUDAR!!!

        Responder
        • André Sanchez disse:

          Gabriel, você nem se deu ao trabalho de ler o “sobre o autor”. Não sou pastor. E a sua forma de generalizar todos os pastores é bem infeliz

          Responder
        • Jefferson Van de Graaf disse:

          poxa gabriel, não podemos generalizar as pessoas. isso tbm é pré – conceito. não posso lhe julgar, mas talvez vc ainda não leu a bíblia suficientemente para colocar um comentário pré-conceituoso contra os pastores. nós evangélicos defendemos a nossa fé, pq estudamos a bíblia, e não pq somos evangélicos e outra, não tem lógica uma bíblia q condena o homossexualismo, relatar de forma tão natural um possível romance entre dois homens, sendo q um foi escolhido por Deus. e tbm não tem lógica, Deus passar a mão na cabeça de davi em relação ao homossexualismo, e castiga-lo pelo adultério q ele cometeu com bete-seba. é sem lógica e aliás, esse assunto não deveria nem ser cogitado. o problema é a ignorância das pessoas em relação ao assunto.

          Responder
      • Neuza Santiago disse:

        Concordo com Ashton. A Biblia foi escrita por mortais iguais a nós, passíveis de acertos e erros. Homossexualidade existe desde os primórdios dos tempos. A Bíblia é um livro histórico considerado sagrado, só isso.O importante é estar em paz com Deus.

        Responder
        • André Sanchez disse:

          Neuza, o fato de algo existir há muito tempo não faz dessa prática algo legítimo.

          Responder
          • Carool disse:

            Como não faz legitimo? Tenho a plena certeza que vc nem sabe o que diz, provavelmente deve ser um sensacionalista “qualquer” que não difere um olho do outro. A bíblia é um livro escrito por homens sim, mas homens inspirados por Deus.

          • TIago Freitas disse:

            a diferença é que as variações da palavra amor são do grego e nao do hebraico e aramaico, então no original é amor, sem distinção de qual tipo de amor, aí diz que era amor fraternal, mas lá não diz isso… é uma suposição, uma forma que eu vejo cada um interpretando como lhe convem…

        • joaobatistadefreitas disse:

          lembre-se eles não eram iguais a vcs eles tinham comunhão com deus , falavam com Deus, ouviam Deus fala e vcs pelo que eu li.. não ouviram ainda nem a voz de vossas conciências, como vc pode se achar igual a qualquer um deles hahahahahah só um insane falaria uma coisa dessa durma bém.

          Responder
        • Marcio disse:

          Interessante dizer que a Bíblia, um compêndio de livros esplendidamente inspirados pelo Espírito Santo de Deus, é um livro meramente histórico escrito por mãos humanas! Quando aparece um título belo, descrito como psicografado por alguém, através do espírito de luz Fulano de Tal, muitos ficam emocionados, achando que um espírito qualquer de um morto pode escrever mensagens do além através das mãos de um pecador!

          Responder
    • José Welisson disse:

      Sua tese cai por terra na analise do texto no original hebraico, como já citado. É muito facil interpretar sem estudar o texto e o cristão que se vê constrangido ou numa saia justa com esse debate é pq lhe falta conhecimento biblico.

      Responder
      • Jefferson Van de Graaf disse:

        vc falou tudo, falta de conhecimento bíblico

        Responder
    • Marky disse:

      Concordo, plenamente!
      Talvez, até não esteja explícito, mas está lá. Provavelmente, implícito. Existe a possibilidade. Você foi excelente no seu comentário.

      Responder
  • suzi disse:

    Gostei do estudo,hoje em dia com todas essas discussões sobre homossexualismo as pessoas estão levando tudo pra esse lado,tanto que um homem não pode ter uma amizade forte com outro homem,nem uma mulher ter a mesma amizade com outra mulher que as coisa já são levadas pra esse lado.

    Responder
  • Ester Alice Paiva Viana disse:

    Achei sua página muito enriquecedora, é ótimo ter estes ensinamentos.
    Muito obrigada, que o Senhor o ilumine sempre!
    Ester Alice

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Obrigado, Ester!

      Responder
  • Domingos Manuel Uarrota disse:

    Gostei o seu relato sobre ”O rei Davi e Jonatas tiveram relacionamento homossexual?”
    Na verdade nao houve nada de homossexualidade, sinao amor fraternal. Imagine so: Deus tem o amor fraterno para connosco. Deus nos ama de tal modo que fez o mundo para noz. Entao, Ele tem relacionamento homossexual com todos os homens da terra?

    Responder
  • Ricardo Alves disse:

    A Bíblia interpreta a Bíblia sendo desde então de fundamental importância a analise dos contextos para que conclusões precipitadas não fomentem heresias.Parabéns amado continue assim sempre coerente e esclarecedor em seu blog. Abraços

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Obrigado, Ricardo, valeu por ler!

      Responder
  • _CH_ disse:

    Jônatas tinha discernimento que Davi seria de grande utilidade no reino, e principalmente nas guerras (até porque Davi já era ungido o rei de Israel), Davi havia acabado de matar Golias, e isso já demonstra alta fidelidade com Israel e as suas causas. Tal atitude levou Jônatas amá-lo muito, c/ a sua própria alma, tanto como levou Saul a tomar Davi para si. No versículo 4 de 1Samuel 18, Jonatas doou a sua capa, roupa e armamentos para Davi, talvez ele mesmo sabia que Davi poderia ser até mais útil como filho para Saul e como príncipe p/ Israel (uma provável consideração de irmão de Jônatas por Davi), oq seria bem possível já que a alma de Jônatas se ligou com a de Davi. Se essa relação fosse homoafetiva, haveria uma referência de que Davi CONHECEU (Palavra usada para apontar uma relação sexual) a Jônatas.
    Davi lamenta a morte de Jônatas e Saul em 2Samuel 1:26, não só ele mas todas as filhas de Israel choravam por Saul já que ele sempre as enchia de ornamentos v24, Davi porém suplicou a morte de Jonatas por um amor legítimo e não só de interesse como as mulheres por Saul, “Mais maravilhoso me era o teu amor do que o amor das mulheres.”
    As mulheres choravam por Saul, por puro interesse, mas Davi reconhecia a morte de Jônatas como dolorosa no meio da peleja e tb conhecia o caráter de Jônatas, v25, algo q as filhas de Israel possivelmente não sabiam.
    Vale ressaltar também algumas boas referências de amizade, que mesmo que tenham sido escritas depois por Salomão vale a pena considera-las.
    “Em todo o tempo ama o amigo e para a hora da angústia nasce o irmão.
    Provérbios 17:17″
    “Quem tem muitos amigos pode chegar à ruína, mas existe amigo mais apegado que um irmão. Provérbios 18:24″

    AMIZADE linda, exemplo para a igreja!!!!!
    Abraços a tds!!!!

    Responder
    • Klei disse:

      Nossa’ muito boa explicação e a mais convensente’ excelente resposta’

      Responder
  • Vinícius Souza disse:

    Davi e Jônatas não eram homossexuais. Pois o amor que eles sentiam um pelo outro era de pureza. Um amor puro onde não existia prostituição (práticas sexuais) nem mesmo querer ” incorporar ” uma mulher. Esse é o mesmo amor que Jesus (homem) tem por todos nós homens e mulheres. O amor que cuida, que dá atenção, que não esquece, que ajuda, que nos protege, que nos acompanha. Aquele que consideramos no fundo do coração. o mundo seria muito melhor se muitos amasses seus amigos muito mais que irmãos. Vejamos as mulheres: Elas amam as amigas, as vezes até ciumam, choram, andam de mãos dadas, MAS nunca deixam a sua forma natural de ser mulheres de ter como conjugue o ser oposto. Existe diferenças entre amar e se prostituir (homossexualismo). Jesus é lindo, quando entra em nossas vidas ele dilata o amor em nossos corações!

    Responder
    • Paulo Roberto disse:

      homossexualidade não é prostituiçãom é so uma forma diferente de amor

      Responder
  • nunes disse:

    Jonatã tira todas as roupas, entrega a Davi e se deita com ele. “E inclinou-se três vezes, e beijaram-se um ao outro” (Samuel I).

    Responder
    • Isaque Neves disse:

      nunes, tu tirou isso daonde? 1º Não existe Samuel, existem os livros de 1ºSamuel e 2ºSamuel. 2º em cada um desses livros, os capítulos falam sobre Ana e sobre a Guerra, a morte de Saul e a coroação de Davi como rei, respectivamente.

      Responder
  • Daiken disse:

    … Vejo esse fato como uma forma de de Deus realizar a sua obra através de homens tementes. E assim, através de Daví, honrar a própria casa de Saul até a sua geração futura. Embora mesmo sendo interpretados da forma que as pessoas trazem segundo os seus próprios interesses, tiveram a maior preocupação em obedecer a Deus, mantendo um caráter de integridade conforme o mandamento de Deus. (Acredito que algumas coisas na biblia são justamente um mistério para que somente aqueles que estudam no espirito possam entender. Não pela letra, mas através do Espirito que nos dá a clareza na obediência a palavra).

    Responder
    • Diatribe disse:

      Tá bom… estudam no espírito: que lorota é essa? E qual importância tem se os dois se amaram? Eles deixaram de ser filhos de Deus por isso? Dizem que o pior cego é aquele que não quer ver… aí não tem jeito mesmo!!!

      Responder
  • Wallace Miapet disse:

    Pastor eu acredito que a biblia passou pelas mãos de muitas pessoas durante esse milênios e creio que a igreja Católica sempre distorceu a Bíblia para as pessoas se comportassem como ela quer e acho que se houve um caso entre Davi e Jônatas esse houve um envolvimento amoroso foi bem-vindo aos olhos do Senhor porque eu acho que ele é o Deus do amor e considera valida toda a forma de amar.

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Wallace, você tem evidências que houve distorções da Bíblia? Quando fazemos esse tipo de afirmação precisamos apresentar argumentos concretos. Não é suficiente “achar”.

      Responder
      • GABRIEL disse:

        ANDRE SANCHEZ DA MESMA FORMA PROVE O CONTRARIO, VC DEVE SABER QUE EXISTE VARIAS VERSOES DA BIBLIA OU NAO? A CATOLICA E A DOS JEOVAS SAO EXEMPLOS

        Responder
    • Jefferson Van de Graaf disse:

      wallace, Deus condena a prática homossexual. A Bíblia nos diz de forma consistente que a atividade homossexual é pecado (Gênesis 19:1-13; Levítico 18:22; Romanos 1:26-27; I Coríntios 6:9). Romanos 1:26-27 ensina especificamente que a homossexualidade é resultado de negar e desobedecer a Deus. Quando a pessoa continua em pecado e incredulidade, a Bíblia nos diz que Deus “a abandona” o pecado ainda mais perverso e depravado para mostrar-lhe a futilidade e desesperança da vida longe de Deus. I Coríntios 6:9 proclama que os “transgressores” homossexuais não herdarão o reino de Deus. então wallace, não tem lógica, um Deus q condena a prática homossexual, apoiar um romance entre davi e jhonatas. vc não acha q é contraditório? como vc disse, Deus é amor, mas é justo. não é pq q Deus é amor, q ele vai aceitar um “amor” homo afetivo. Deus é amor, mas odeia o pecado (4 Adúlteros e adúlteras, não sabeis vós que a amizade do mundo é inimizade contra Deus? Portanto, qualquer que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus.Tiago 4-4).

      Responder
  • jeferson disse:

    Um bando de retardados mesmo viu? Todos heteros comentando. Meu Deus, o senhor cria as pessoas da uma vida a cada um e eles crescem para cuidar da vida dos outros. Vai cuidar da vida de vcs e deixem os gays em paz. Ridiculos!!!!!

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Jeferson, alguém aqui está perseguindo gays? Dê uma olhada no título do artigo e observe que é um explicação de um texto bíblico. Não veja chifres em cabeça de cavalo, amigo.

      Responder
  • Jõji disse:

    Bem, quem estuda sabe que a homossexualidade é natural e sempre existiu.

    Davi foi segundo coração de Deus e foi um dos homens que mais pecou na bíblia, quase todos os tipos de pecado ele cometeu, e o amor incondicional que ele sentia por Jônatas, ligado a época que a bíblia retrata, pode ter sido sim afetiva.

    Levando também em consideração que não foi Davi quem “escreveu a sua própria história”, não podemos dar a certeza de nada, mas para quem via de fora, realmente observou que os dois eram extremamente próximos.

    E o mais engraçado é que a história de Davi se assemelha muito com a de Alexandre, O Grande.

    Uma coisa que muitos cristãos não veem é que a bíblia não foi inspiração divina, nem escrita por deus, mas sim, por homens, naquela época os romanos praticavam sexo com pessoas de ambos os sexos normalmente, e é bem provável que os judeus envolvidos na criação da bíblia, viam aquilo como uma abominação, muitos personagens da bíblia, tem paralelo semelhante a personagens históricos romanos, porém, com práticas contrárias, condizentes com as práticas judeias, sem falar na semelhança da história de Jesus com a de outros deuses que existiram muito antes dele, como Hórus.

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Quanta bobagem escrita junta! Prove que a homossexualidade é natural. Ela é comportamento, mas não é natural. Pode até ser considerada natural, mas não é.

      Responder
    • Caetano disse:

      No jardim do Éden não havia pecado. O homossexualismo é mais uma tentativa do Diabo para destruir a família (homem sua mulher e sua prole). O diabo veio pra roubar, matar e destruir.

      Em Romanos no cap1 verso 22 “Dizendo-se sábios, tornara-se loucos. Verso 27, “E, semelhantemente, também os varões, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, varão com varão, cometendo torpeza e recebendo em si mesmo a recompensa que convinha do seu erro. E por ultimo no verso 32, “Os quais reconhecendo a justiça de Deus (que são dignos de morte os que tais coisas praticam), não somente as fazem, mas também consentem aos que as fazem.

      Então praticar ou concordar com tais práticas é sinal de loucura (verso 22) e a justiça de Deus é a morte (verso 32). MORTE ETERNA, NÃO ENTRARÃO NO CÉU.

      Responder
  • Marcos Edmo S Amaral disse:

    Gostei muito desse estudo mas é uma pena de quem duvide da palavra de Deus

    Responder
  • Eni disse:

    gostei muito desse estudo achei muito interessante pois,temos que estar bem informados para ter respostas dentro da palavra de DEUS quando formos surpreendido,DEUS o abençõe e continue de usando para ajudar as pessoas.

    Responder
  • Adriana Abenathar Lopes disse:

    Sou cristã e fui batizada quando criança na Igreja católica, e, aos dezoito anos batizei-me por convicção e não imposição numa igreja considerada pentecostal. Fiz dois cursos na faculdade: Biologia e Direito. Sempre fui dada à leituras, tanto de cunho religioso (a Bíblia) como de base filosófica. A Argumentação de André Sanchez, e dos demais participantes são todas interessantes, e corretas, e são fundamentadas dentro de uma perspectiva judaico-cristã e de outra perspectiva considerada clássica, greco-romana. Toda afirmação deve ser cautelosa, porque a verdade absoluta é algo arrogante. Explico: se observarmos a variabilidade dos seres vivos, observaremos que dentro de um espectro “macho e fêmea” há sempre os dois extremos, qual seja, super-macho e super-fêmea e todas as variabilidades, até o espectro de nem macho e tampouco fêmea. Percebemos que há animais que tomam o comportamento “homo” para dar continuidade a variabilidade genética, como ocorre nas aves. Isso, igualmente acontece em toda a biologia do comportamento. Também seguir o fervor da cresça absolutista, podemos ser injustos com a própria criação Divina e os preceitos cristãos. Hoje, continuo Cristã e respeito e pratico os preceitos cristão. Todavia, afirmar com veemência que não houve um amor mais acendrado entre Jônatas e Davi é igualmente perigoso de que realmente eles tiveram uma relação homoafetiva. O mais interessante é que o tema nos induz às demais formas de debates. Dizer que NUNCA um homem desejou um igual a ele, e que NUNCA uma mulher desejou uma igual a ela é completamente falso. Por óbvio, somos “recalcados” pelas condutas sociais (que está carregado de valores morais, religiosos, políticos e principalmente econômico). Talvez Jônatas e Davi não chegaram a consumar a relação que julgamos ser homoafetiva, mas, podem ter sentido uma atração que nem fosse entendida por eles mesmos. Será uma discussão estéril se sustentarmos tudo como verdade absoluta, sem qualquer nível de razoabilidade. Sobre o tema em epígrafe, se houve ou não uma manifestação homossexual entre Jônatas e Davi, é algo que permanecerá em aberto, e escapa qualquer argumento imposto por meio de convicções de fé, religiosidade, e de outros “achágoras”, porque sempre encontrarão respostas pautadas na Bíblia e fora dela. A Biologia prova isso com exatidão. O Direito sempre observará os dois lados da argumentação. O próprio direito canônico diz que seremos julgados de acordo com a severidade que julgarmos. Para desfecho desta análise, concluo que a resposta jamais será estanque, e convido os participantes para lerem o seguinte artigo: Eu encontrei esta discussão porque ontem foi alvo de questionamento realizados pelos meus pais, que são religiosos às cegas, algo que, apesar da minha crença religiosa, eu reprovo e nunca escondi dentro da igreja. Feliz pelo canal de discussão. Valeu por todas as argumentações.

    Responder
    • David da Silva Santos disse:

      Muito bom teu discurso. Gostei e penso igualmente a não ser quando se fala sobre o homem ter desejo por outro e a mulher também. A ideia me da nojo. Pensar é como o ditado que fala sobre as aves voarem sobre nossas cabeças…

      Mas penso que este tema é inútil discutir. Quem nasce gay será gay independente do que pensamos ou falamos ou fazemos. Cada um com o seu fim.

      Não estou comparando, mas o mesmo Deus que criou a vaca, a galinha, o peixe também criou o rato, a barata, os vermes e a morte. Tudo tem o seu fim e deve ser respeitado independente de ser certo ou não. O que nunca deu certo é um cruzar o caminho do outro e tentar impor suas convicções. Já pensou um urubu tentando convencer uma pessoa de que comer arroz e feijão é errado e o certo é comer carniça?

      Dá uma lida no Provérbios 28.4. Traduz o que penso e como me comporto.

      O resto deixo que Deus cuide. Basta para “eu cuidar de mim”.

      Deus a abençoe.

      Responder
      • André Sanchez disse:

        David, cientificamente ninguém nasce gay.

        Responder
  • Adriana A. Lopes disse:

    Desculpem, esqueci de inserir a leitura recomendada no escrito anterior: http://www.observatoriodaimprensa.com.br/news/view/_ed756_nem_todo_macho_e_homem_nem_toda_femea_e_mulher
    Agradeço ao André por ter publicado minha opinião anterior. Abraço fraterno a todos.

    Responder
  • welsantana disse:

    Muito bom. Mas, todos nós temos que vigiar para não dar-mos motivos para falarem de nós. Querem falar de nós que falem, mas que falem sem dar-mos motivos.

    Responder
  • Wilson Carvalho disse:

    Em parte concordo com td que o Sr. escreveu, so nao concordo com a frase EXCEPCIONAL ERA O TEU AMOR, ULTRAPASSANDO O AMOR DE MULHERES, pois como comparar um amor de uma mulher com o amor de homem. Para mim so DEUS tem este amor por todos nos.

    Responder
  • maria costa disse:

    cuidado irmãos isso tudo e pra confudi suas fé.

    Responder
  • Wagner Corcetti disse:

    Quem ama a DEUS, a seu filho ama, JESUS CRISTO. Quem obedece a DEUS, é porque o teme. Não daria DEUS, inspiração a ninguém para escrever palavras de contradição, ou que correspondesse à dúvidas ou incertezas sobre sua palavra!

    Responder
  • Edvaldo disse:

    bom …um homem dizer publicamente que ama outro homem com amor verdadeiro, não faz dele homossexual, mas pra gente da mente preconceituosa é como se fosse uma pedra jogada na calmaria de um lago !!

    Responder
  • Edilson disse:

    Edilson Manganaro em 17 de Outubro de 2013: Para quem ainda tem duvidas sobre o rei Davi,dê uma olhadinha ou melhor estude a revista de ESCOLA BíBLICA deste trimestre (BETEL), depois tire suas conclusões.

    Responder
  • Edilson disse:

    Edilson Manganaro em 17 de Outubro de 2013 Quem é espiritual entende as coisas do Espirito.Realmente a bíblia da base para muitas coisas,mais para entende-las é preciso pedir a Quem à inspirou a ser escrita para a interpretar.Para quem sustenta a tese de homossexualismo,sugiro que leia a bíblia com atenção (texto e contexto)e não se prenda em comentários segundo seus próprios desejos. OBS. Para conhecer melhor o rei Davi,sugiro que estude a REVISTA DE ESCOLA BÍBLICA deste trimestre (BETEL) Irmão André que o Altíssimo continue te dando graça e sabedoria.

    Responder
  • Junior disse:

    É engraçado relação entre homens na opinião do autor necessariamente deve ser erótica e de cunho sexual ,amor não pode existir.
    Um homem se relaciona com uma mulher apenas por desejos sexuais ?
    Se é assim não existe amor.

    Responder
  • Ezequias Dias disse:

    Achei este estudo muito interessante irei leva para escola Dominical neste Domingo para tira qualquer dúvida dos meus alunos.

    Obrigado,que Deus continua abençoando.

    Responder
  • Kelvin Santana disse:

    Jesus também amou a todos! Davi e Jonatas tiveram um laço de irmãos, porém acho que se ouvesse ato de homossexualidade a biblia diria diretamente e com clareza. Não vimos esse laço hoje na atualidade por causa da alienação, muitos se importam com os que os outros individuos irão dizer e pensar, então reprimem os seus pensamentos e sentimentos com medo de que a sociedade ache um ato de homossexualidade.

    Responder
  • Henrique disse:

    Se em Levitico a bíblia condena o homossexualismo, em levítico também era lei e Deus aprovava escravizar pessoas, coisa completamente abominável nos dias de hoje. Em levítico também fala que mulheres adúlteras devem ser apedrejadas, se é lei e condenam o homossexualismo que é a natureza de uma pessoa, então vamos apedrejar as mulheres adúlteras, mas não, porque se fosse, não iria sobrar mulher no planeta.

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Hnerique, você sabe o que são leis morais e cerimoniais?

      Responder
      • Moacir disse:

        A turma do armário se vira como pode, a homossexualidade não tem necessidade de ser exposta, pois não trata-se de soluções puramente espiritual e sim, de que seja estudado suas causas, visto no meu entendimento ser uma relação irregular; É importante primeiramente respeitar aqueles que se encontram nessa condição; Em segundo é estudar suas causas, para os cientistas não interesse pois estão sobre o controle do sistema consumista, nem as cúpulas religiosas pois são compostas em sua maioria por homossexuais, principalmente os da igreja católicas, pois que isso gera produtos de consumo e giro financeiro; Não nenhum privilegio em não ser homossexual, antes liguem para os autores de novelas da Rede Globo para que parem de fabricarem e estimularem a homossexualidade.

        Responder
  • alexandre dorletto disse:

    acredito que nos temos que partir da seguinte conclusão: a não perseguição a homosexuais ou quem quer que seja. a Biblia nos fala que os homens colocam fardos pesados nas costas de outros homens sem ao minimo carregarem os seus. Não é só homosexualidade que é pecado. Davi foi tambem um sanguinário, tanto que Deus não permitiu que ele construisse o templo e sim seu filho salomão, pois as maos de Davi estavam sujas de sangue. Eu acredito que Davi teve um relacionamento com Jonas,só que as pessoas classificam a homosexualidade como o mais imundo dos pecados. E matar pessoas não é? Procurem as verdades sobre nosso Deus, e não pre julgando coisas que as pessoas acreditam que possa ser. Deus na sua infinita sabedoria escolheu a davi para linhagem de cristo por ser digno, pois Deus vasculha os corações dos homens esquecendo dos seus pecados e procurando os verdadeiros homens de fé.

    Responder
  • suyane disse:

    Sinceramente, não acho nada a ver! Pra mim a amizade mais linda que eu já vi foi a de Davi e Jonatas. Eles amavam um ao outro como a si mesmo, e o amor entre a amizade deles era tão forte, mas tão forte, que até ultrapassava o amor das mulheres. Ou seja, pra vocês verem o poder da amizade que se tem. Tanto que fico pensando como Davi deve ter ficado completamente estristecido com a morte de Jonatas.

    Responder
  • Murilo disse:

    Esta explicação que você deu sôbre e Rei Davi e Jónatas é muito importante, pois muitas pessôas não conhecem as Escrituras Sagradas e à interpretam de acordo com as suas conveniencias.Ele acham que os textos Bíblicos tem que se encaixarem de acordo com o que eles pensam e vivem.

    Responder
  • David da Silva Santos disse:

    A cada um de nós não interessa a verdade, mas sim defender nossas ideias e crenças. Se o católico tomar as Escrituras dirá, baseado nos textos que fazer imagem é certo. Agora vem o homossexual e acha textos apoiando a prática. Vem os espíritas e idem.

    Assim caminha a humanidade. Uns usando os textos para cobrar dízimos e outros para participar do meio mais corrompido da sociedade: a política.

    Todos usam a Bíblia para se apoiar e praticar aquilo que o bom senso e a consciência indica estar errado. Mas alguns até a consciência é morta, então…

    Disse Jesus que a salvação será de todos quantos nosso Pai chamar e for fiel até o fim. Depende do Pai chamar e de ser fiel até a morte. Que cada um faça o que bem entender.

    Também diz o provérbio: “Os que deixam a lei louvam o ímpio, mas os que guardam a lei contende com eles. (Prov 28.4).

    Então que o homossexual faça o que quiser, o espírita, o católico, o político… cada um responderá por seus atos.

    Responder
  • haloaston disse:

    quando deus fez o paraizo ele afirmou, pode comer todas as frutas menos a que estava no centro do jardim, sendo não podia tocar na eva o resto pode tudo

    Responder
  • Sandra Rosa disse:

    A melhor explicação sobre esse trecho da bíblia. Vou compartilhar no meu face! Deus abençoe!!

    Responder
  • Alan Goetten disse:

    2 Samuel 1 e 26: Davi falou da grande amizade entre ele e JÔNATAS EM TERMOS DE MÚTUA admiração, dedicação e união de propósitos, JÔNATAS ACATARA SEM INVEJA, NEM AMARGURA, A ESCOLHA DO SENHOR POR DAVI, COMO O PRÓXIMO REI. ( 1 SAMUEL 20. 13- 16).

    Responder
  • Marcos Vitor disse:

    Eu fico impressionado como a maioria das pessoas tem uma compreensão tão limitada acerca da Bíblia justamente porque a tradução e a tradição criou uma concepção cristã de mundo firmada numa padronização heteronormativa capitalista, como se na Antiguidade, a época em que foram escritos os textos biblicos, o mundo fosse igual ao nosso.
    Qualquer pessoa letrada sabe que na Antiguidade a homossexuallidade era ultracomum e dissociada dos valores condenatórios e dos mitos que existem hoje. A fragilidade da vida nas guerras produziu uma relaçao afetiva entre os homens guerreiros onde se estimulava a relação entre eles, intima e sexual; a mulher tinha um mundo completamente a parte, excluída da sociedade. Davi mesmo e Jônatas foram exemplo de duas pesssoas (guerreiros) que tiverem uma relação homoafetiva e os cristãos literais não conseguem enxergar isso por causa dessa cultura biblica que cega esse tipo de possibilidade. O centurião de Carfarnaum foi um outro exemplo de homem guerreiro que tinha um amante, o criado, ao qual Jesus curou e, mais, honrou a relação entre eles. Era mais do que comum na época centuriões terem amantes do mesmo sexo.
    Era muito mais compreendida na época uma relação afetiva entre pessoas do mesmo sexo do que de sexos diferentes; sabemos que a mulher era esterco na sociedade e valorizada somente para procriação (ai dela, se fosse estéril), sua natureza era considerada vil e pecaminosa. Os homens tinham varias mulheres, casavam e descasavam quando queriam, era um dominio excessivo sobre elas. O próprio judeu do sexo masculino glorificava a Deus por não ter nascido gentio, camelo ou mulher.
    Mas eu fico impressionado como que a nossa cultura cristã construiu uma compreensão biblica associada a ideia de que a homossexulidade é algo que somente existe nos dias atuais; como se na época de Cristo, por exemplo, nao tivesse existido. Eram muitos os homossexuais ao redor de Cristo e ele não condenou nenhum; e mesmo assim, eu nunca vi na Bíblia “de ponta a ponta” e te desafio a encontrar onde esta escrito Deus repreendendo “um espirito de homossexualismo” (vulgarmente falando) ou transformando um homossexual em hétero como muitos por ae pregam. Muito pelo contrario, Jesus nunca sequer falou acerca disso. A Bília relata pecados homossexuais sim, mas não define que a homossexualidade em si é pecado;
    É impossivel se falar de sexualidade na Antiguidade sem falar de homossexualidade; como dissociar isso? Mas a tradução e as interpretações equivocadas mudou os termos e os contextos, dando uma outra interpretação para o pecado de sodomia e usando termos que nunca existiram no passado como: ‘homossexuais’, além de rapazes escandalosos, efeminados.
    Se muitos pudessem ver a relação que Jesus tinha com João, a forma como eles se amavam e se abraçavam, e ate se beijavam, ficariam literalmente escandalizados, os tão zelosos cristãos moralistas. Na época era muito mais aceito um homem dizer que amava outro do que dizer que amava uma mulher. O Senhor Jesus é quem vai mudar esse contexto, mas nao para condenar a homossexualidade, mas para retirar os excessos.
    Portanto essa noção de familia e sexualidade quadrada que se prega para construir mitos a cerca da homossexualidade é completamente alienatória porque faz parte de um mundo a parte, heterocentrico e sem significado para o homossexual. Nem todos precisam ou devem viver esse realidade, e nem por isso, a familia de hoje é ameaçada. Jesus mesmo disse que quem é o verdadeiro parente dele era quem fazia a vontade dele e nao a mãe e o pai dele carnais. Não é que Deus não honra as nossas relações familiares, mas a gente tem que compreender onde estão os mitos que existem por detras de uma noção heterocêntrica e heteronormativa que muitas vezes é aparente e sem significado.

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Marcos, seu comentário não considera o que a Bíblia diz sobre o fato. Como sempre só pega um pedacinho do texto que quer expor e ignora o restante do texto bíblico. Seria essa uma boa regra de hermenêutica?

      Responder
  • sandra disse:

    não entendo nada da biblia. mas acredito que Deus não é contraditório pois como seria se ele que representa a justiça pode dar margem ao que ele condena. pois está escrito que ele reprova essa pratica. apesar do texto ser um pouco tendecioso. digo tendecioso porque não entendo essas linguagem. não consigo acreditar que eles tivessem se relacionado dessa forma. não pelo fato de ser ele um mulherengo, mas por ser um escolhido de Deus. assim acredito que uma amizade verdadeira traz um amor diferente do amor erotico. como no caso deles. agora fiquei intrigada com um texto que colocaram acima. de samuel onde fala que jônata tirou a roupa deitou se com davi e se beijaram. e logo a baixo você pergunta aonde ele viu isso? eu já tinha ouvido isso antes mas não tive curiosidade para procurar na biblia.

    Responder
  • Paulo Lopes disse:

    Boa tarde!

    A biblia relata que Jonatas se despiu na frente de David, afirmam que só se tiravam a roupa para fazer sexo.
    eu não acredito no homossexualismo por parte destes dois homens de Deus.
    Mas veja o que diz em (1 Samuel 18:4).
    “E Jônatas se despojou da capa que trazia sobre si, e a deu a Davi, como também as suas vestes, até a sua espada, e o seu arco, e o seu cinto.”
    Se despir na frente de outra pessoa era proibido veja o que aconteceu com NOÉ e o filho dele , só porque o viu despido ele o amaldiçoou.
    Temos que tentar entender o texto sim, mas não na frieza da carne, orar e buscar a direção de Deus.
    Deus seria hipócrita se condenasse uma cidade ou duas por motivo de homossexualismo que é o caso de Sodoma e deixasse dois homens sem punição.
    Portanto gente temos que acreditar e sabemos que Deus é justo, se realmente fossem, seriam castigados.
    Deus é um juiz justo e fiel.

    Paulo Lopes
    Assembleia de Deus

    Responder
  • Augusto disse:

    Nossa, que início de texto interessante!
    A introdução, muito bem feita, colocou-me numa boa reflexão a cerca do assunto.
    Quanto ao resto, o desenvolvimento e a conclusão, que decepção! Argumentos frágeis, dogmatizados, baseados na certeza enrijecida…
    Podem até refutar a idéia de que Davi teve um caso com Jônatas, mas esses argumentos? :(

    Responder
  • marcio arteman disse:

    quando ha biblia fala de amor fala de amor mesmo puro e verdadeiro igual aquele que jesus sentia pelos homens poque deus e puro amor porque amor e diferente de sexo eu nao sei porque as pessoas confunden sexo com amor este eo erro nos dias de hoje por exemplo quando dois homens sempre andan junto viajan juntos pescan juntos toman cerveja todo tempo juntos se sente bem em estar juntos tem uns que moram ate juntos nao sgnifica que sao viados nao quer dizer nada o poblema que hoje em dia se voce falar que ama tal pessoa todos vao dizer ha este cara e viado cristo foi o que mais falou de amor sempre declarou seu amor pelos seus dicipulos e por acaso ele era viado para endender bem e so nao confudir amor com sexo so isso

    Responder

Seu comentário é muito importante! Comente! Regra 1 - Seja respeitoso. Regra 2- Não aprovamos comentários de anônimos. Obs.: Todos os comentários são moderados antes de serem publicados.