O que significa bode expiatório [na Bíblia]?

Postado por em: O que significa isso?

bode expiatório, Bíblia, Antigo Testamento, o que é bode expiatórioEste termo que vem da Bíblia é muito usado também em nosso país como um ditado popular. No ditado popular, bode expiatório é alguém que leva a culpa por algo que, normalmente, não cometeu. Ou é usado para alguém que é pego como exemplo numa situação onde várias pessoas participaram, mas somente uma é punida. Mas e na Bíblia, o que significa bode expiatório?

No Antigo Testamento vemos Deus ordenando que uma vez ao ano o povo celebrasse uma espécie de ritual onde o sumo sacerdote deveria, numa cerimônia ritual, oferecer sacrifícios a Deus pelos pecados de todo o povo de Israel. (O relato sobre essa cerimônia encontra-se em Levítico 16. 5-28). Esse sacrifício promovia a expiação, ou seja, o perdão dos pecados do povo arrependido, que se dava mediante a oferta de uma vitima inocente que sofria a punição pelo pecado no lugar deles. No Antigo Testamento alguns tipos de animais faziam esse papel.

Nessa cerimônia, dois bodes eram escolhidos para o ritual. Um deles era oferecido em sacrifício pelos pecados de todo o povo. “Assim, fará expiação pelo santuário por causa das impurezas dos filhos de Israel, e das suas transgressões, e de todos os seus pecados. Da mesma sorte, fará pela tenda da congregação, que está com eles no meio das suas impurezas.” (Lv 16. 16).

O outro bode era chamado de bode emissário e também ficou conhecido como bode expiatório. Esse bode era solto no deserto e representava que os pecados de todo aquele povo estavam sendo enviados para longe, tinham sido esquecidos e perdoados por Deus.

“Arão porá ambas as mãos sobre a cabeça do bode vivo e sobre ele confessará todas as iniqüidades dos filhos de Israel, todas as suas transgressões e todos os seus pecados; e os porá sobre a cabeça do bode e enviá-lo-á ao deserto, pela mão de um homem à disposição para isso. Assim, aquele bode levará sobre si todas as iniqüidades deles para terra solitária; e o homem soltará o bode no deserto.” (Lv 16. 21-22).

Assim, na Bíblia, o bode expiatório era um animal escolhido para levar sobre si os pecados confessados de todo o povo de Israel, representando o perdão de Deus a eles.

Aprenda outros significados interessantes:

8 comentários

  • Paulo Queiros disse:

    André, parabéns pela sua dedicação aos assuntos da Palavra de Deus. Quero fazer uma pequena observação sobre o dois bodes do dia da expiação, em Levítico 16:7-10. Os dois eram trazidos à presença do Senhor. Após lançamento de sorte, o primeiro sorteado era o bode pelo o Senhor e o segundo era chamado de Azazel ou emissário (enviado). Sobre a cabeça do bode que a sorte saiu para o Senhor os pecados anuais de todo povo eram confessado e em seguida o animal era sacrificado, derramava o seu sangue. Este primeiro representava o nosso Salvador Jesus Cristo que levou sobre si as nossas transgressões, perdoando assim nossos pecados. Quanto ao segundo animal é dito:Que era apresentado vivo ao Senhor para fazer expiação (EX) para fora. Os pecados do povo também eram confessados sobre a cabeça deste segundo animal, mas com uma diferença: Ele não era morto. Não derramava sangue. Era levado por um homem deserto a dentro a uma distância de três dias de caminhanda e lá era solto; vindo então a morrer de fome e de sede e não derramava sangue. Este ato está em conformidade com Hebreus 9:22 que diz: “…sem derramamento de sangue; não há remissão de pecado.” Já João 1:7 afirma: “…e o sangue, de Jesus Cristo seu Filho, nos purifica de todo o pecado.” Sendo assim o primeiro bode representava Jesus Cristo nosso Salvador e o outro (Azazel) simbolizava Satanás. Ele não perdoa nossos pecados, mas levará o sofrimento que ele causou a humanidade, como consequência do pecado que ele trouxe ao mundo. Conforme relatando em Apocalipse 20, depois de passar neste planeta desértico durante mil anos, após a 2ª volta de Cristo, ele será morto no lago de fogo e enxofre. Pr. Paulo Queiros. Ouro Preto – RO.

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Paulo, obrigado pela observação.

      Abs!

      Responder
  • Claudia lira de Oliveira disse:

    Interessante! Hoje me veio à memória( bode expiatório) Tava precisando desse esclarecimento! Obrigada, Presbítero André Sanchez e Pr. Paulo Queiros.

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Por nada, Cláudia

      Responder
  • Luis disse:

    Como sempre os homens são covardes demais de assumirem seus próprio pecados e descontam, seus erros, em animais inocentes pelo simples conforto de achar que estão purificados com a morte de um animal.

    Responder
    • George disse:

      Antigamente isso funcionava sim, o sangue, contém uma energia, uma aura muito poderosa, e com a ajuda de Deus, eles podiam sim se purificar sacrificando animais, até que Jesus deu seu sangue, que tem uma força poderosa incontávelmente, automaticamente livrando qualquer sacrifício de animais vindo de cristãos no futuro.

      Responder
      • André Sanchez disse:

        George, só pra entender seu pensamento: No Antigo Testamento a salvação era pelo sangue de animais? Seria isso?

        Responder
  • adelino agnus disse:

    Hoje em dia soa exótico e nada justo essas antigas práticas tribais!Até mesmo a divindade semita dos antigos hebreus refletia a noção de justiça nada justa desta cultura.Ainda bem que isso virou história.

    Responder

Seu comentário é muito importante! Comente! Regra 1 - Seja respeitoso. Regra 2- Não aprovamos comentários de anônimos. Obs.: Todos os comentários são moderados antes de serem publicados.