Ouvir música “do mundo” é pecado?

Postado por em: #VocêPergunta

música do mundo, música secular, música evangélica, ouvir, pecado

Se você quiser fazer uma pergunta clique aqui!

Você Pergunta: Ouvir música “do mundo”, que não é evangélica, é pecado?

Cara leitora, a resposta a sua pergunta vai depender da música que se escuta.

Músicas com letras que [não são] contrárias às verdades da Palavra de Deus podem ser ouvidas sem problema. É claro que você precisa avaliar também os ritmos, pois existem ritmos que incitam a sensualidade e devem ser evitados. Se uma música tem uma letra digna, mas o ritmo te leva em direção ao pecado, evite-a. Precisamos aprender a sermos cristãos críticos e coerentes nas nossas posições.

Evitar ouvir uma música que [você sabe] que não agrada a Deus, é um bem que você faz a si mesma e ao seu relacionamento com Deus.

Precisamos aprender a fazer uma seleção daquilo que ouvimos, separando o que não agrada a Deus e ficando com aquilo que não O desagrada. Isso serve também para todo tipo de arte (Livros, filmes, peças, televisão).

- Dica: Invista em você: Conheça o Curso 24 horas, clique aqui

Existem músicas muito lindas (que não se enquadram no rótulo “gospel” ou evangélica”) que falam da natureza, do amor, de coisas boas e dignas… Qual o problema em ouvi-las? Que pecado pode haver nelas? Vários dos poemas bíblicos não falam diretamente de Deus, mas contém sabedoria e poesia inspiradoras que, no fim, acabam apontando para Deus.

Outra coisa importante: As músicas ditas “evangélicas”, também precisam passar por uma análise criteriosa, pois muitas delas têm letras totalmente contrárias ao que diz a Palavra de Deus. Não é porque é “evangélica” ou “gospel” que podemos ouvir e cantar sem problemas!

Deixo a você o conselho do apóstolo Paulo: “julgai todas as coisas, retende o que é bom; abstende-vos de toda forma de mal.” (1Ts 5. 21-22)

Veja outras perguntas respondidas:

- Se quiser fazer alguma pergunta, preencha o formulário, clicando aqui!

   

Gostou desse artigo? Receba novas postagens em seu e-mail!

Comente usando seu Facebook ou use o sistema de comentários normal no fim da página

122 comentários

  • Daniella Oliveira disse:

    Amém. Muito esclarecedor o seu texto! Glória a Deus …
    Precisamos de fato,ler textos claros e coerentes como esse;e sempre segundo a palavra como são os seus.
    Deus te abençoe ^^

    Responder
  • Anália disse:

    Olá,muito bom este texto.Penso exatamente igual!
    Há músicas "evangélicas" que me causam mal estar,penso logo:isto não pode ser de Deus!
    É mais complicado para o adolescente,constantemente vejo alguns deles se corroendo de dúvida,antes eu dizia :não escute nada que não for louvor,agora já não digo isto,falo exatamente o que vc escreveu neste post,parabéns pela clareza de sempre.Graça e Paz!

    Responder
  • André Sanchez disse:

    Obrigado pelo comentário Anália!

    Precisamos mesmo ser coerentes em nossas posições. Têm muitas pessoas que são escravas de tudo, pois até o que não é pecado chamam pecado… Um apena!

    Abs!!

    Responder
    • Erick Olyvera disse:

      Sou cristão antes de presbiteriano. Acho o seguinte: Se verdadeiramente conheceis a Palavra e o Espírito Santo de Deus habita em ti,porque não orar a Deus e pedi – lo para que te de sabedoria e discernimento naquilo em que tendes dúvidas? Simples assim.Vejo muitos “cristãos” voltados à regras hj em dia. Peçam a Deus que lhe dêem entendimento do que agrada ou não a Ele. Fiquem na Paz do Senhor Jesus e cuidado!

      Responder
      • André Sanchez disse:

        Erick, podemos sim pedir a Deus que nos dê a sabedoria, mas ela não é automática. Vamos ter que exercer nosso senso crítico pensando sobre as questões. Essa é a nossa parte.

        Responder
  • Vera disse:

    Paz!

    Concordo plenamente com o que você disse. Quando vi o link no Twitter, a primeira coisa que me veio a cabeça foi exatamente o versículo que você usou.

    Infelizmente, tem muita coisa dita ‘evangélica’ que em nada edifica, pelo contrário, nos afasta do verdadeiro propósito do Pai.

    Fique com Deus.

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Vera, obrigado por comentar.

      Precisamos mesmo ter cuidado com as coisas que permitimos entrar em nossa vida. Até mesmo as que são classificadas como “evangélicas” ou “gospel”.

      Abs!! =)

      Responder
  • fabrício disse:

    cara, como eu sofro com isso… frequentei uma igreja por muito tempo que praticamente condena quem quer ouvir músicas não evangélicas… eu amo as músicas evangélicas, porém fico muito triste com o radicalismo dogmático que muitos querem impor… eu mesmo quero estudar música numa universidade e pensa como é difícil pra mim querer tocar músicas clássicas e populares lembrando do constante dedo acusador de algumas igrejas… amo Jesus e Deus e penso que temos que selecionar sim o que ouvimos mas daí demonizar tudo que não é gospel… isso me deixou surtado por muito tempo… gostaria de saber se igrejas como a presbiteriana e a batista condenam tanto como as neopentecostais…pois tenho pensado muito em trocar de igreja, uma que aceite eu ouvir músicas clássicas e populares com a graça de Deus…

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Fabrício, também condeno essa postura de “tudo-não-pode”. Esse radicalismo que isola as pessoas. Essas pessoas inventam leis que não estão na Bíblia. Sobre essa questão de música escrevi um artigo um tempo atrás e te convido a ler para poder ver como deve ser uma postura equilibrada: Ouvir música “do mundo” é pecado? http://goo.gl/fb/Oepon

      Valeu pelo comentário!!! Abs!!

      Responder
    • Joana Monteiro disse:

      Meu caro,

      Já cheguei a conclusão que muitas igrejas condenam quase tudo o que uma pessoa faz. Não se pode ouvir música do mundo (essa nunca tinha ouvido falar) é pecado. Pois bem, eu digo que há muita coisa que é bem pior do que ouvir música do mundo. Uma pessoa pode claro ouvir música do mundo desde que não se deixe influenciar por ela. Evangélicos, pensem pela vossa cabeça não deixem que os dogmas ou doutrinas da igreja vos dominem a mente ou façam jogos psicológicos. O que Deus quer de nós é a fé que confiemos nele acima de tudo, que amemos o próximo, perdoarmos, fazermos caridade. Sejamos humildes assim como Jesus foi. Nós vivemos no mundo, então se vocês dizem que ouvir música do mundo é pecado então utilizar um computador também é pecado pois é mundano ou um celular ou qualquer coisa. Por favor. Pensem por vocês. E Deus vos abençoe

      Responder
      • André Sanchez disse:

        Joana, no meu artigo eu falo justamente que respeito dessa questão.

        Abs!

        Responder
  • fabrício disse:

    Sim, obrigado!! eu já havia lido seu artigo sobre o tema… mas minha dúvida é se nas igrejas presbiterianas e na batista existe essa pregação de isolamento e proibição sobre escutar músicas não evangélicas… gostaria que vc me respondesse sobre isso pois frequento uma igreja que nem namorar pode, é uma tal de corte até o casamento… quero muito saber sobre isso, pois sempre quis frequentar e congregar numa igreja mais tradicional que prega o cristianismo simples e não essa avalanche de proibições entende? se vc puder me responder ficaria muito grato, obrigado e abraço, Deus te abençoe!!

    P.S: vc já viu a idolatria que muitos evangélicos que condenam quem não é fazem por artistas como Ana Paula Valadão, David Quinlan, Fernandinho, e tantos outros?? até comunidade no orkut tem pra esses artistas…

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Fabrício, eu sou da igreja Presbiteirana e aqui não temos esse tipo de fanatismo. Somos uma igreja bem voltada para a Bíblia e não voltada a esses fanatismos e exageros que não encontram respaldo na Palavra. Não conheço a igreja Batista por dentro, mas, pelo que sei, é uma ótima denominação, que é pautada na palavra de Deus…

      Eu te aconselho a visitar alguma delas que for perto da sua casa e pedir a Deus direção para que você ache o “seu cantinho”, um lugar pra você crescer como pessoa e como servo de Deus. Vai com fé que Deus vai te guiar!!!

      Abs!!!

      Responder
      • Claudia disse:

        Andre gostei muito do assunto abordado tambem penso como voce cabe a nos buscarmos sabedoria de Deus pra saber oque é licito ou não fazer.
        Ps:uma duvida qual é a igreja presbiteriana?

        Responder
  • fabrício disse:

    Obrigado André, vou sim procurar a Igreja Presbiteriana aqui em Goiânia e pedir a Deus que eu possa sempre louvá-lo em Espírito e Verdade, gostei muito de falar com vc, mesmo que não nos conheçamos sei que vc é um servo de Deus, agradeço a Ele por sua vida, obrigado pela orientação, paz em Cristo sempre.

    Responder
  • Thalia ribeiro disse:

    É pecado fazer sexo antes do casamento

    Responder
    • André Sanchez disse:

      É sim, Thalia. Considerando, é claro, os ensinos bíblicos.

      abs!!

      Responder
    • Erick Olyvera disse:

      Um conselho: Não fique sozinho com seu companheiro, principalmente num quarto. Fuja das tentações e não dê chance a pensamentos maldosos. A carne é muito fraca.Deus te abençoe!

      Responder
  • Tiago Itiel disse:

    A Paz do Senhor…
    É o seguinte tenho 15 anos e nasci num lar cristão, só q apenas recentemente (há uns 2 anos) me converti de verdade.
    Eu discordo pois, eu escutava muito música “mundana”, mais não era do tipo q escutava musicas q incita, a sexualidade não, escutava musicas q falavam de “amor”, “romance” e etc.
    Mais a medida q avancei em minha caminhada, percebi q essas musicas nada me edificavam, só me faziam estar mais propenso ao pecado,.
    Deus fala em sua palavra q estamos no mundo mais não somos dele! Devemos parar de ficar olhando pra essas coisas passageiras e fixarmos nossos olhos na eternidade! Hoje larguei jogos violentos, Filmes q passam coisas q desagradam a Deus e etc.
    Poxa, Deus é fâ de violência? Sexo antes do casamento? Adultério? Pai contra filho e filho contra pai? Roubo? Não! Deus condena isso! E é só isso q vejo em filmes, novelas e jogos.
    So falei isso pra abrir os nossos olhos e vermos q se quisermos mesmo parar de pecar ( q é possível sim) devemos primeiro largar de vez o mundo!
    O pecado tem q ser raridade na nossa vida, como fala em 1 João 2:1 q se VIERMOS a pecar, teremos um advogado junto ao pai, vejamos, viermos, então cogita-se que o pecado é pra ser raridade em nossa vida, então, larguemos o mundo e o q ele oferece para nós

    Responder
    • ale disse:

      Isso mesmo Tiago, continua firme Deus honra!!!

      Responder
      • philip disse:

        Eu acho que devemos só ouvir louvores e louvar a Deus ,musicas do mundo não louva a Deus

        Responder
    • sthefani disse:

      eu tmb tenho 15 anos e era do mundo,escutava rock,e tamb acho que essas musicas só me levaram a mau estar, eu me sentia distante de Deus e pra mim é pecado,porque me leva ao pecado

      Responder
    • Jose pinto moreira disse:

      Ola irmão em Cristo Tiago, Concordo Plenamente com Vc meu Querido musica do Mundo nao Edifica nosso Espirito, temos muitos Hinos que nos Edifica, Tamo Junto.

      Responder
      • André Sanchez disse:

        José, você anda de carro do mundo? Assiste Tv do mundo? Trabalha em empresas do mundo? Se sim, é melhor vigiar, hein, irmão, está pecado (segundo seus próprios argumentos)

        Responder
  • ale disse:

    Não gostei!!! a Deus toda honra toda glória e todo o LOUVOR!!! o inimigo usa de todos os meios para seduzir, não nos esqueçamos que satanás já foi um anjo de luz louvava e adorava o Senhor , é a minha posição temos que por a prova os louvores e seus ritmos, as musicas do mundo já estão reprovadas, Deus não se agrada.

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Ale, sua posição é totalmente equivocada! Dizer que “as músicas ‘do mundo’ já estão reprovadas é generalizar. Existem milhares de músicas que não são religiosas, mas podem ser ouvidas com tranquilidade pelo crente sem prejuízo algum a sua fé.

      Responder
      • Erick Oliveira disse:

        Poxa, não posso mais cantar ou escutar o Hino Nacional, cantar “parabéns a vc”,etc. Fala sério!
        Será o que não edifica é pecado? O que vc acha?
        Um abç irmão

        Erick Oliveira
        I.P. TAUBATÉ

        Responder
      • Jose pinto moreira disse:

        Andre, os jovem estao dentro da Igreja, e ouvido musicas do mundo,vou te fazer uma pergunta eles ouvi mas nao Conhece o Cantor, Mas quando este cantor vier Fazer um Show na boate da cidade ele vai querer ir Conhecer e Certo Isto?

        Responder
        • André Sanchez disse:

          São coisas bem diferentes, né? ir a uma boate e ouvir uma música que seja decente de alguém. A pessoa deverá avaliar o ambiente para ver se convém.

          Responder
    • Eduardo disse:

      Existem letras de amor de uma pessoa para outro por exemplo, não são louvores, mas tb não ofendem Deus, ainda mais por ser um declaração de amor entre um casal, daí não há problema em ouvi-las. Há vários autores brasileiros que compuseram músicas na época da ditadura e as letras continham protestos implícitos, essas músicas tb são tranquilas para se ouvir. Há realmente ritmos que nem cristãos nem ninguém deveria ouvir, mas a decisão do que podemos ouvir esta em nossas mãos, pois Pedro disse que tudo me é LÍCITO, mas nem tudo me CONVÉM!! A música do mundo pode não me edificar, mas isso não me impede de ouvi-la e continuar nas graças de Cristo, claro, usando de bom senso né. Paz do Senhor.

      Responder
  • ale disse:

    Então que cada um fique dentro do que Deus tem revelado em particular, minha posição é esta, não ouço musica do mundo pois não sou do mundo, meus lábios foram feitos para louvar a Deus,não ouço musica RELIGIOSA pois não sou religiosa e sim busco ser discípula de cristo, louvo ele com minha vida e minha boca.Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. 1 João 2:15 Paz do Senhor!!

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Ale, vamos ser mais práticos e menos hipócritas: A música abaixo se enquadra na categoria “músicas do mundo” citada por você. Te desafio a achar nela alguma coisa que a desabone diante de Deus. Fico no aguardo!

      Sapato Velho
      Roupa Nova

      Você lembra, lembra!
      Daquele tempo
      Eu tinha estrelas nos olhos
      Um jeito de herói
      Era mais forte e veloz
      Que qualquer mocinho
      De cowboy…

      Você lembra, lembra!
      Eu costumava andar
      Bem mais de mil léguas
      Prá poder buscar
      Flores-de-maio azuis
      E os seus cabelos enfeitar…

      Água da fonte
      Cansei de beber
      Prá não envelhecer
      Como quisesse
      Roubar da manhã
      Um lindo pôr-de-sol
      Hoje não colho mais
      As flores-de-maio
      Nem sou mais veloz
      Como os heróis…

      É! Talvez eu seja
      Simplesmente
      Como um sapato velho
      Mas ainda sirvo
      Se você quiser
      Basta você me calçar
      Que eu aqueço o frio
      Dos seus pés…

      Água da fonte
      Cansei de beber
      Prá não envelhecer
      Como quisesse
      Roubar da manhã
      Um lindo pôr-de-sol
      Hoje não colho mais
      As flores-de-maio
      Nem sou mais veloz
      Como os heróis…

      É! Talvez eu seja
      Simplesmente
      Como um sapato velho
      Mas ainda sirvo
      Se você quiser
      Basta você me calçar
      Que eu aqueço o frio
      Dos seus pés…

      Talvez eu seja
      Simplesmente
      Como um sapato velho
      Mas ainda sirvo
      Se você quiser
      Basta você me calçar
      Que eu aqueço o frio
      Dos seus pés…

      Responder
    • rodrigo disse:

      vc é fanatico me deu nojo de ler suas palavras!

      Responder
  • Luiz Fernando Souza Claro disse:

    po cara tuta encapetado como vc me fala uma coisa dessa vai se converter

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Luiz, faltam a você os argumentos bíblicos. Não vi nada ainda. Apenas ideias pré-concebidas e errôneas. Cuidado, pois os fariseus viviam sob a mesma concepção de ideias que a Bíblia não apóia.

      Abs!

      Responder
  • Maria Magdália Fortunato Feliciano disse:

    Muito obrigado pela ajuda que tive .Que Deus te abençoe

    Responder
  • Dinaely Paiva Llorente disse:

    Nossa! Muito obrigada! Valeu mesmo! Adorei a forma como foi esclarecida a minha dúvida!

    Responder
  • joel disse:

    olha irmãos sempre fui a favor de procurarmos esclarecer as coisas de deus e aberto a ideias e opinioes e entendo tudo o q os irmãos diseram,mas precisamos buscar mais a coisas que são do alto,pq tem coisas q n são pecado mas nos deixa embaraçados.concordo plenamente em selecionarmos tudo o q vamos ver e ouvir.não é mais tempo de nós perdermos tempo.graça e paz

    Responder
  • Kainã disse:

    Parabéns pelo post, é dificil achar pessoas centradas e sensatas a esse ponto, pois hoje em dia as pessoas são extremas, ou são hipócritas e nem querem ver a verdade e por isso acreditam em tudo que a “igreja” diz, ou são incrédulas. Hoje não faço parte de nenhuma igreja, pois não consigo estar em um lugar sem concordar com seus ideais, e não concordo com nenhuma igreja, pelo menos das quais eu conheci, porém gosto de ler a biblia quase todos os dias, só não leio quando chego em casa exausto, mais leio pq gosto, e tenho certeza que Deus não colocará a salvação dos seus filhos em risco por escutar musicas que falam de amor, da natureza, da vida cotidiana ou até mesmo D’Ele. O problema é que falar mal até papagaio consegue, mais a hipocrisia enquanto reinar a verdade nunca aparecerá. Abraço a todos.

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Obrigado por ler, Kainã. Deus seja contigo!

      Abs!

      Responder
      • Graciete Silva Pedroso disse:

        Parabéns André, sou pastora e concordo com todo esse raciocínio.

        Responder
        • André Sanchez disse:

          Obrigado, Graciete, Deus abençoe!

          Responder
        • darkpenguin350eu disse:

          pastora??? onde esta escrito isso na biblia??? a palavra pastora???

          Responder
  • Raquel Gonçalves disse:

    Pastor frequento uma igreja que diz que namorar é pecado, o certo é fazer a corte, não tenho nada contra a corte, acredito que é uma forma de se evitar o pecado sexual, mas eu conheço pessoas que namoraram (se beijavam durante o namoro) e casaram em santidade, não concordo com o termo, namoro é pecado, corte é o correto. Tem respaldo bíblico para isso?

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Raquel, algumas igrejas têm adotado esse esquema de corte, dizendo que é o modelo bíblico de relacionamento de homem e mulher antes de casar. Eu discordo totalmente. Se alguém tem um namoro dentro dos padrões bíblicos de respeito, de moralidade, onde está o erro? Onde contradiz a Bíblia?

      Relacionamento é uma questão de valores e do tipo de vida que a pessoa tem com Deus. Se um jovem não tem vida com Deus, ele irá aceitar o namoro de corte apenas para ter a garota ao seu lado e irá arrumar um jeito de fazer algo que desagrade a Deus.

      No namoro é a mesma coisa.

      Na realidade, esse esquema de corte visa tentar dar menos estímulo ao casal para pensarem menos em sexo. Porém, é possível dentro do namoro que o casal tenha em mente o que deseja de sua vida, os padrões de Deus, e segui-los.

      Não existe respaldo bíblico para proibir o namoro. Existe respaldo bíblico apenas da forma como devemos nos conduzir dentro do relacionamento.

      Abs!

      Responder
  • Robson Lucas disse:

    muito obrigado ajudou me bastante

    Responder
  • Sergio Augusto disse:

    PARABENS ANDRÉ

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Obrigado por ler, Sérgio!

      Responder
  • wilson disse:

    http://www.youtube.com/watch?v=dWpGsK8Md28
    Luan Santana – Te Vivo (Clipe Oficial)

    pode se escutar essa musica ?

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Wilson, pode escutar o que você quiser. Agora, se você deve continuar ouvindo é outra história. Avalie a letra e decida racionalmente.

      Abs!

      Responder
  • .. disse:

    Eu tenho 12 anos , sou evangélica , mas eu ouço músicas de uma banda chamada One Direction . É pecado ?

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Se as letras das músicas não ofenderem nenhum principio da palavra de Deus não tem problema algum.

      Responder
    • juliana disse:

      Eu tbm escuto e acho que não pois eles só falam de amor e não ofendi a Deus .

      Responder
  • sissomar disse:

    em que livro da biblia fala que pode ouvir musica do mundo

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Sissomar, em que livro da Bíblia fala que existe uma separação entre música do mundo e música de Deus?

      Responder
  • sandra disse:

    André, não sou evangelica e talvez por esse detalhe alguns dos comentaristas aqui podem não dar importancia há meu comentário. mas respondendo a você eu tambem penso como você. eu escuto e aprecio as musicas do Roberto Carlos no cd por titulo mensagem. são musicas que tocam o coração e fala sim de Jesus de uma forma tão suave e profunda. mas eu sou do mundo e para muitos dos evangelicos é normal que eu pense e sinta assim. mas eu quero lhe dar parabens por saber consiliar o amor que você tem a Deus se distanciando do fanatismo. pois as vezes a busca pela perfeição pode levar ao fanatismo e automaticamente afastar da real proposta que é amar a Deus e ao proximo.

    Responder
  • Luiz Marques Lucas Filho disse:

    Não acredito que devemos ver apenas a letra da música, pois se assim fosse, não teríamos problemas em escutar muitas músicas do Raul Seixas, Ana Carolina e afins.

    Responder
  • EDSON disse:

    IRMÃOS NAO SEJAM ENGANADOS MUSICAS DO MUNDO NAO IMPORTAM A LETRA SE NAO ALIMENTA O ESPIRITO ALIMENTA A CARNE TODA HONRA E ADORAÇÃO E PRA DEUS O QUE NAO É PRA ELE E CONTRA ELE.

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Edson, esse pensamento não tem embasamento bíblico.

      Responder
      • renato disse:

        Prezado, não quero aqui despertar a ira e nem contender com ninguém, pois tais atos não provém de Deus e nem é essa a intenção de qualquer pessoa que se diz parte do corpo do Sr Jesus. Apenas dizer que tudo o que fizermos seja para a Glória de Deus já seria motivo sificiente para nos refrearmos de escutar tais músicas. Quando decidimos nos entregar a Jesus, enquanto nosso único e exclusivo salvador, fazemos uma aliança com Deus, jogando fora todo nosso “eu” antigo e carregado de bagagens do mundo. Por essa mesma aliança nos comprometemos de corpo, alma e espirito a somente a ele adorar, servir, louvar, honrar e glorificar, o que implica, NECESSARIAMENTE, não mais servirmos a nós mesmos, nem aos nossos desejos carnais, nem aos nossos caprichos e anseios pessoais. Quando optamos pela vida com Cristo, é racional pensarmos que a Deus, e somente a Deus, por meio de Jesus Cristo, DEVEMOS nos entregar (assim como nossos pensamentos, ações, tudo), de forma que estejamos em acordo com os preceitos bíblicos, pois sabemos que “…importa que os que O adoram O adorem em espírito e em verdade”, conforme visto em João 4:24. Neste sentido, conforme as escrituras ensinam, o verdadeiro cristão é aquele que alimenta o espirito, aquele que põe a sua salvação em primeiro lugar. Entendo que a pessoa que escreve uma música do mundo, não o faz para louvor e nem para glória de Deus. Da mesma forma quem a escuta assim também não faz. Os maiores ensinamentos a esse respeito encerram-se nas cartas de Paulo, sob inspiração do Espírito Santo. Em tais ensinamentos, vemos que o que não alimenta o esírito, alimenta sim a carne. E viver na carne implica em não estar no espírito, o que, por conseguinte, implica em não estar em comunhão com Deus. Estar sem comunhão com Deus, ao final, implica em não ter assegurada a sua salvação, o que é o maior objetivo de um verdadeiro cristão. Resumindo, louvor do mundo é apenas para o mundo, e isso impede que ao mesmo tempo se esteja louvando a Deus. Parece radicalismo de minha parte, mas quem é batizado como Espírito Santo sequer sente a mínima vontade de ouvir louvores que não sejam direcionados ao Deus Todo Poderoso. Não louvar a Deus e louvar ao mundo ou ao “nada”, ou a um amor/pessoa (carne), com certeza não agrada a Deus. Não agradar a Deus, significa ser injusto com ele e ser injusto significa pecar. Sabemos que o pecado se pratica tanto por ação, como por omissão, se nos omitimos de honrar a Deus, louvando ao mundo, com certeza pecamos. Nessa letra do Roupa Nova, vemos um louvor baseado na mentira. Assim sendo, o mesmo não edifica o espirito jamais. Vemos que o objeto da “adoração” nesta música é uma pessoa amada, uma criatura, e não o Criador. Isso por si só a desabona perante Deus. Sem contar que, como em uma novela, a mentira é o mote da música, uma vez que o autor não caminhou jamais as ditas 1.000 léguas. A saber, uma légua quilométrica = 4.000 m = 4 km e as tais 1000 léguas são o mesmo que 1.000 x 4 km, ou 4.000 kilômetros. Deus não é Deus de mentira. Ademais, a letra ainda cita uma “força” maior que a de mocinhos de cowboys, típicos personagens do “far west” norte americano, que viviam na prostituição no oeste dos EUA, homens sem um padrão de vida alinhado com as escrituras e que viviam da cobiça e da busca desenfreada por metais preciosos, matando-se e cometendo barbáries em nome da cobiça humana. No mais, essa letra, e todas as outras cujos panos de fundo são o amor à criatura (homem ou mulher) e não o verdadeiro amor ao Criador em nada edificam nossa fé em Cristo Jesus, em nada engrandece a Deus. Isso por si só já serviria de motivos para não se dedicar a buscar por músicas do mundo. Creio que todo louvor deva ser dado somente a Deus, todo louvor deva ser escutado para edificar nossa fé em Deus e nos aprovar (justificar) diante Dele, de forma a estarmos sempre aptos a subir com Cristo, caso sua vinda seja agora. Não acredito que alguém que escuta música do mundo esteja com a mente conectada em Deus naquele instante.
        Eu até diria que músicas sem letra, instrumentaisque sirvam de fundo para nossa comunhão com Deus, não se encaixem no roll de músicas que desaprovam a Deus, dado que a razão de ela estar sendo tocada é a Glória de Deus (devoção, oração, elevação dos pensamentos a Ele).
        Para finalizar, porque deveríamos nos dedicar apenas ao louvor que provém de Deus e é para Deus? Vejamos que uma das claras razões vem do esplendor, da glória e da majestade do nosso Deus, aquele que criou os céus e a terra (salmos 96.4-6; 145.3; 148.13), aquele a quem devemos exaltar na sua santidade (salmo 99.3; Is 6.3). A nossa experiência dos atos poderosos de Deus, especialmente dos seus atos de salvação e de redenção, é uma razão extraordinária para louvarmos somente ao seu nome (salmos96.1-3; 106.1,2; 148.14; 150.2; Lc 1.68-75; 2.14, 20); assim, louvamos somente a Deus pela sua misericórdia, graça e amor imutáveis (salmos 57.9,10; 89.1,2; 117; 145.8-10; e Ef 1.6). Também devemos nos dedicar somente ao louvor a Deus por todos os seus atos de livramento em nossa vida, como livramento de inimigos ou cura de enfermidades (salmos 9.1-5; 40.1-3; 59.16; 124; Jr 20.13; Lc 13.13; At 3.7-9). Outra razão é o cuidado providente de Deus para conosco, dia após dia, tanto material como espiritualmente. Essa já é uma grandiosa razão para louvarmos e bendizermos exclusivamente ao seu nome (salmos 68.19; 103; 147; Is 63.7).
        Por fim, é importante mencionar que o crente reto e justo (livre de pecado) deve viver sua vida “para a glória de Deus” , deve apenas louvar ao Senhor. Jesus disse que quando o crente faz brilhar a sua luz, o povo vê as suas boas obras e glorifica e louva a Deus por meio delas, conforme visto em Mt 5.16 e em Jo 15.8. Da mesma forma, o apóstolo Paulo também ensinou que uma vida cheia de frutos da justiça (ausência de pecado) louva a Deus, como em Fp 1.11.
        Fica a dica aos que ainda têm dúvidas se é licito o louvor do mundo. Nunca me disseram o que ouvir e o que não ouvir, mas o Espirito, por sua ação e ventade própria, nos conduz a removermos de nossos corações tais canções.
        Renato Barbosa – Membro da IURD – São Paulo

        Responder
        • André Sanchez disse:

          Não concordo com essa posição. Se fosse dessa forma não poderia sentar na minha cadeira porque quem a fabricou não era crente e não a fabricou para a glória de Deus. Outra coisa importante: Não existe na Bíblia diferenciação de música “do mundo” e música “de Deus”. Uma análise mais profunda demonstrará que existem músicas que alguns consideram “do mundo” que glorificam muito mais a Deus do que algumas consideradas “de Deus” por aí.

          Responder
          • RENATO disse:

            Prezado irmão, vc pe batizado com o Espirito Santo? Pergunto pois percebemos que, no seu blog, vc dedica muito tempo em intrigas e controvérsias acerca da palavra de Deus, disseminando raiva e ódio, mostrando inclusive imagens de outros ministérios, contrariando o que Paulo nos ensina 1Cor11:16. Bom, não sou de rodeios e neste sentido, pergunto ainda: As “músicas do mundo” edificam a carne ou o espírito? Depois que me responder com toda sinceridade, medite em seu comportamento, o qual por vezes é contencioso. Isto ficou claro na sua resposta a mim, diferentemente de quando responde a pessoas menos letradas, inclusive na palava de Deus. Aqui vejo que vc tem boa vontade e gosta de elogios dos homens, mas sinceramente, a mim não me convence, pela falta de argumentos e pela compreensão apenas escolástica da palavra em certos casos. Para algumas respostas, vc faz afirmações dizendo serem válidas pois “está na bíblia que…”. Noutras respostas, vc as contraria pois “não está na bíblia que…”. Ok, partindo-se dessa lógica, me mostre na Bíblia que sequer um dos discípulos e apóstolos, ou qualquer um dos homens de Deus anteriores a Jesus, e até mesmo o Sr Jesus, em algum momento louvaram ao homem em vez do criador. Com a sua resposta, vc nega a liberdade, inseparável do bom senso cristãos e dissemina a MENTIRA a alguns incautos, contrariando aquilo ensinado pelo apóstolo Paulo, quando ele nos diz (somente aos crentes) “todas as coisas são lícitas, mas nem tudo me convém, todas são lícitas, mas nem todas edificam”. Para os verdadeiros crente, o que importa é o que edifica apenas o espírito, pois Jesus disse ainda que para se achegar ao Reino de Deus, era necessário nascer da água e do espírito. Enfim, Paulo nos deixou aqui simplesmente TUDO o que precisamos ter em mente para nossas tomadas de ações (e omissões) 24h por dia, em todos os aspetos da nossa vida. Quando eu disse anteriormente sobre o nosso pacto com Deus, isso implica no abandono 100% da nossa carne (e as músicas que louvam à carne e aos homens/mulheres incluem-se aqui). A resposta do amigo Edson acima está perfeitamente baseada na Bíblia, sim. Procure e achará em mais de 3 passagens. Outra fraqueza do seu argumento é citar tais “musicas do mundo” como louvando mais a Deus que “algumas por ai”. Essa é a sua posição. Pois o que é feito para a glória de Deus não se mensura com régua humana. Digo que é fraco pois nenhuma música “louva a Deus”. De fato quem louva a Deus somos nos, as pessoas. A música sem sem cantada, sem ser executada pelo homem, não é nada a Deus. A intenção de louvarmos a Deus é o que nos conecta a ele naquele momento. Vejo que se eu pudesse te aconselhar, seria no sentido de vc levar mais em conta na sua vida o que ainda nos diz Paulo sobre a carne e o espírito em sua carta aos crentes da Galácia em GL5 dos vs 16 ao 25 “Digo, porém: Andai no Espírito, e jamais satisfareis à concupiscência da carne. Porque a carne milita contra o Espírito, e o Espírito contra a carne, porque são opostos entre si; para que não façais o que por­ventura seja do vosso querer”. Para mim, é impossível estar no espírito e ao mesmo tempo estar escutando Roupa Nova, assistindo novela, lendo, fazendo seja lá o que for e que venha “do e para o mundo”. André, sobre a cadeira no seu exemplo, é muito fraca sua lógica tb. Se o seu sentar e o seu levantar forem para a glória de Deus, assim o sejam, independentemente do lugar e da cadeira. O pecador que a construiu, que se concerte com Deus. O pecado de um homem (que fez a cadeira) não recai na outra pessoa (que senta na cadeira), dai vem que a salvação é individual. No mais, aos que lêem, fiquem na paz de nosso Sr Jesus e que tudo que façam, ouçam, vejam, comam, bebam, que seja para a Glória de Deus, sempre dando em tudo graças a Ele.
            Renato Barbosa – Membro da IURD – São Paulo

        • elietebraga disse:

          Renato, vc é totalmente bitolado, incoerente, alienado e fanático…tenho dó de gente assim, sem cultura, sem bom senso.
          Evangélicos, estudem, ampliem seus horizontes para não afastarem as pessoas com essa cultura medieval de achar que tudo é do capeta…Daqui a pouco vai ter gente falando que parabéns a vc é do diabo porque não louva a Deus e sim o aniversariante..kkkkkkkkkkk
          André, vc está de parabéns pelo site, pelas explicações e pela coerência de sempre! Te admiro muito!!

          Responder
          • Renato M. Barbosa disse:

            Querida Eliete, lhe desejo tudo de bom e que O senhor Jesus a abençoe. Inclusive já orei por ti, para que Deus a faça uma pessoa que julgue menos o próximo e que lhe retire o rancor de seu coração. Isso porque você não me conhece (e provavelmente nunca conhecerá). Não sabe nada sobre mim e mesmo assim se achou no direito de dizer tudo o que disse a meu respeito. Não pretendo receber a glória dos homens, nem seus elogios, seu reconhecimento ou coisas do tipo.
            Nunca me apresentei a ninguém, como o farei a ti. Mas seu argumento fraco e carregado de preconceitos contra os evangélicos me faz fazê-lo dessa forma.
            Tenho certeza de que o que você disse foi por puro preconceito e falta de entendimento, ou mesmo por desconhecimento bíblico e de mundo. Ao mandar os evangélicos estudarem, você apenas expressou seu preconceito e externalizou o velho e arcaico falso imaginário, que lhe diz que não somos escolarizados. Enfim, uma vez que você iniciou esse tipo de argumento, questionando a escolaridade dos crentes, duvido que você mesma tenha pelo menos metade da minha escolaridade e formação acadêmica, especialmente em qualidade.
            Tenho tripla formação em engenharias (química, alimentos e mecânica) por universidades públicas que não entram em rankings locais ou nacionais, mas sim mundiais (USP e Unesp), tenho ainda mestrado em energia pela USP e faço doutorado em ciências da energia e ambiente também pela USP, onde sou pesquisador no instituto de energia e ambiente (basta buscar no google). Minha rede de relacionamentos vai de pessoas simples ao nível de governo, e mesmo sendo evangélico, para seu espanto, falo fluentemente inglês, francês, espanhol e ainda “arranho” alemão. Conheço o Brasil de ponta a ponta, além de países e culturas diversas. Sou empresário bem sucedido pela graça do Senhor, e em vez de ser um peso na sociedade, em agradecimento às bençãos do Senhor, faço questão de gerar renda e bem-estar a meus colaboradores. Desenvolvo meus projetos, meus relacionamentos pessoais e profissionais, sempre pautado na palavra de Deus e nos ensinamentos do Senhor Jesus. Não ataco ninguém, mas pelo contrário, oro por todos: amigos e inimigos.
            Devidamente apresentado, espero que você também estude mais, mas não para se vangloriar nesse conhecimento fraco e passageiro do mundo, que inicia-se e finda-se em si mesmo. Estude, porém, a palavra de Deus. Não tente absorver apenas o que os outros pensam, mas interprete correta e coerentemente o que lê. Eu nunca disse que “é pecado” ou “do capeta”, mas sim que louvores seculares “não louvam a Deus”. E a palavra do Senhor nos ensina que “TODO louvor” e toda adoração são dadas somente ao Senhor. Você não acha que Deus, por tudo que nos fez e faz, não merece isso? No mais, Eliete, estude também um pouco de português, interpretação de textos, intertextualidade, redação e metalinguagem. Itens exigidos ainda no 2o grau. Digo isso, pois o Brasil está cheio de analfabetos funcionais, inclusive com títulos acadêmicos de faculdades/universidades do tipo “pagou-passou”, sem critério nenhum de seleção, e portanto de péssima qualidade, com corpos discentes sem nenhuma base prévia ao ingresso, de pessoas que jogam pontos e vírgulas em um texto como quem joga orégano em uma piza (onde cair caiu). Sei que nosso Senhor não olha diplomas e nem títulos. Basta olhar nosso único Mestre Jesus. O que ele quer é que tragamos almas ao reino de Deus, sempre com base na palavra e não em um evangelho fragilizado e carnal. Quantas almas você já ganhou a Jesus em sua vida? Pergunto, já que quem é salvo quer salvar, correto? Essa é nossa meta enquanto cristãos, pois como diz a própria palavra de Deus, o inferno não se farta de receber almas, em específico de incrédulos e crentes carnais, descomprometidos com o reino de Deus. Medite em provérbios 27-20, que diz que “O inferno e a destruição são insaciáveis, como insaciáveis são os olhos do homem”.
            A Bíblia e o evangelho não são religião, nem bitola e nem fanatismo, mas sim normas de conduta e vida deixadas por Deus a todos os seres humanos. Essa mesma palavra diz que a vida do crente está nesse mundo, mas não se finda nele. Assim, faça-se o que fizer nesse mesmo mundo, o foco é Jesus, de forma que o nome do Senhor seja glorificado em nossos testemunhos, nossas vidas e nossos frutos. Não vejo como se glorificar ao Senhor se deleitando em músicas seculares feitas por e para os homens. Com certeza ao estar ouvindo e cantando uma letra secular, não se pode estar em espírito e em devoção ao Senhor ao mesmo tempo. Isso não quer dizer que é pecado. Ficar deitado o dia todo não é pecado, mas da mesma forma não há como Deus ser glorificado por tal atitude e nem por tal testemunho.
            Espero que você fique na paz do Senhor Jesus e que você se dedique apenas ao que realmente edifica e nos faz crescer em conhecimento e em graça, sempre sob orientação do Espirito.Santo de Deus. Renato Barbosa.

  • daniel vieira disse:

    Exemplo: dezenbros-fagner aquela trilha do paco da novela e tals.. e classificada como?

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Daniel, não assisto novela, não sei que música seria essa

      Responder
      • silvano disse:

        André Responde o renato ai meu caro estou no aguardo!?

        Responder
        • André Sanchez disse:

          Achei que estava tão óbvia a absurda opinião dele que nem me propus a responder. Mas como você solicitou, respondi

          Responder
  • Evando disse:

    a paz amado! eu sò acho que bom mesmo è nao julgar,pois davi quilan è um adorador de DEUS,e enquanto muitos estao ai falando das cançoes que ele adora ao pai ,ninguem pode julgar se è fanatismo ou nao,porque Ele è um homen de Deus,ninguem ate hoje tem encontrado no davi mal comportamento,ele pr Antonio Cirilo.CUIDADITO vc que julga eles.`

    Responder
  • Algeu disse:

    A paz do Senhor, peço sua ajuda para analisar a letra de uma musica, gosto muito dela mas não sei se devo continuar ouvindo, ja tentei analisar-lá mas acada vez minha cabeça se confunde mais. Se você pudesse me ajudar. Link: http://letras.mus.br/angra/1794/#traducao .

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Algeu, essa música tem muitos elementos estranhos e que contradizem a Palavra de Deus. Principalmente essa parte:
      “Brilha o novo dia, anjos caídos se levantarão
      Nova Era traz as cinzas de volta à vida
      Tudo acabado, as dores e mentiras
      Anjos te conduzem pelo Paraíso!”

      Não é uma letra correta biblicamente.

      Responder
    • Jackeline Lima disse:

      Amigo, já gostei dessa banda e te digo que todo o conteúdo das letras do Angra são contrarias a palavra de Deus, a maioria das letras não são sadias, gostava muito de ouvir principalmente aquela canção Heroes of sand já com a formação com Edu Falashi, mas depois que passei analisar a letra e as outras constatei que realmente não era bom.

      Responder
  • Morais disse:

    Olha Andre, quero te dar muita forca. E dizer que a sua abordagem sobre o tema foi esclarecedora.

    E mais, nao concordo com as palavras segundo as quais o Irmao planta o odio ou coisas parecidas.

    O simples facto de dedicar o seu tempo esclarecendo pessoas demostrando o quao puro e o seu amor para

    com o seu proximo (e muito poucos tem a coragem de o fazer com receio talvez de nao nao atingir a

    ”perfeicao”). Verdade e que com nossa posicao nunca iremos obter consenso.

    E devemos ter atencao, que existe um perigo em ser ”Extremamente criticos”, repito ” EXTREMAMENTE”,

    corremos o risco de nos desligarmos do computador, carro, roupas que usamos bem como das nossas

    vestes, por conhecer as pessoas que as fabricam (Porque nao fazemos isso?).

    Olha, se conseguimos ouvir somente musica que glorifica a Deus falando do seu nome, ja e muito bom.

    Agora nao acho na minha humilde opiniao, que qualquer outra musica que nao fale no Senhor, ainda que fale

    de coisas bonitas, como o AMOR, FRATERNIDADE e PAZ por exemplo, as quais a biblia nos exorta seja

    algum problema. Sem prejuizo de vermos em que moldes tambem se fala de tais aspectos.

    Responder
  • Tamires disse:

    Também gostei deste artigo, eu ouço músicas que não são gospel gosto muito de ritmos românticos. o importante é louvar a Deus sendo uma verdadeira adoradora. e claro pedir discernimento ao espírito santo que com certeza ele vai orientarmos de certa forma.

    Responder
  • pastor Manuel Panda disse:

    Ouvir MÚSICA do MUNDO É PECADO SIM, parte ja do principio que estamos a chama-la de música do mundo e ou Secular da palavra século, E quem é o príncipe do mundo? (Satanás) João 12:31, 14:30; 2Cor 4:4. O próprio satanás também se transfigura em anjo de Luz, 2Cor 11:14. Isto só prova claramente que Satanás pode até usar palavras santas para corromper os de Deus, quem tem o Espírito santo de Deus não se deixa corromper com enganos que por traz trazem heresias (maldições) e que muitos não o percebem por achar terem a principio coisas e ideias boas. Satanás é astuto irmãos, Ezequiel 44:23; Se Jesus disse dai a César o que é de César e a Deus o que é de Deus, se somos de Deus daremos e receberemos o que é de Deus e não o do mundo! sei que para muitos pode parecer ridículo mas é a verdade, nunca vi na bíblia onde os servos de Deus cantavam e dançavam músicas seculares (do mundo), e se eles nos deram o verdadeiro exemplo de como seguir a Deus então, sigamos somente a Deus e não a Ele junto com o mundo. que Deus vos abençoe! PASTOR MANUEL PANDA [email protected]

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Pastor, e aquele exemplo de Paulo citando poesia “do mundo” na Bíblia?

      Outra pergunta: Defina pra mim como você diferencia uma música “do mundo” e uma “de Deus”

      Responder
      • renato barbosa disse:

        Bom, eu de novo, e sempre à luz da palavra como norte de nossas ações e decisões. Devemos sempre lembrar o que nos diz o ser Jesus, ao afirmar que quem quiser ser seu discípulo (ir após ele, aqui e na gloria, diga-se de passagem), NEGUE-SE A SI MESMO, TOME SUA (NOSSA) CRUZ E SIGA-O. Em nosso dia-a-dia lidamos com e citamos o conhecimento secular a todo instante em nossa jornada diária (no meu caso, como engenheiro pesquisador na área de energia e ambiente). Entendo que estamos, como Jesus, no mundo, mas não somos do mundo. Paulo era da alta sociedade Judaica de Tarso, grande e importante cidade comercial do mundo greco-romano de sua época, Paulo foi instruído no alto conhecimento acadêmico, falava hebraico e grego (creio ainda que tb o latim) e tinha boa vida antes de sua conversão, como ele mesmo diz, que tinha prosperidade. Até mesmo a sua cidadania romana foi recebida por carta através de favores de sua família ao império. Assim, como toda sua bagagem de conhecimento secular (ou do mundo) é óbvio que em 1.Cor 15.33, ele pura e simplesmente cita o Dramaturgo Greco Menandro, ao dizer que ” as más conversações corrompem os bons costumes”. Ele mentiu nessa afirmação? Estaria ele cantarolando tal frase ao exortar o povo nesta carta? Não! Ele, ao citar essa frase célebre aos crentes (e gregos) de Corinto buscava apenas exortar (advertir) os irmãos pressupondo-se que a frase era conhecida, assim, como é conhecida aqui no Brasil a frase “quem fala o que quer escuta o que não quer”. Assim, não confunda dedicar-se a ouvir um louvor secular com exortar instruir as pessoas a andarem nos caminhos do Senhor. Ele ao citar o dramaturgo grego, bem como fez com outras citações em Atos 17:28 e Tito 1:12, o fez para pregar o evangelho, E SÓ. Não foi para satisfazer um prazer pessoal dele (apreciar a poesia ou ao poeta, ou se deleitar com uma música que não louva a Deus, jamais!). Irmão, é preciso ver o contexto. Aqui, a citação de uma verdade, no dito popular grego mencionada a gregos (corintios). Cuidado, pois um texto isolado não traz à luz o cerne da mensagem. A bíblia nos ensina a parecermos tolos para ganharmos um tolo a Jesus. Assim, cuidado. O que se vê é que muitas pessoas, no sentido de alimentarem sua carne e não o espírito, acabam se deixando levar pelas coisas que te desconectam de Deus. Afinal, como nos conectamos com Deus? Somente na igreja? Nosso altar não se estende para nossas atividades diárias? Se somo o templo do espirito santo, como poderíamos manchar nosso oferta (nós mesmos) com aquilo que sequer vai ao encontro de nosso Todo poderoso Deus, como as músicas do mundo.
        A propósito, sei que vc sabe exatamente qual a diferença, mas para os que ainda têm dúvidas, as músicas do mundo são todas aquelas que louvam ao mundo, ressaltam as coisas do mundo, os amores e paixões do mundo, posicionam em pedestais pessoas do mundo. Apenas a saber: Segundo Paulo, “aquele que come do sacrifício não está em comunhão com o altar”? Claro que sim. Se o seu altar é o mundo e suas coisas (e músicas), o seu sacrifício e seu culto racional (seu eu, você) está no mundo e é para o mundo. Se é para o mundo, não é para Deus. Jesus nos libertou para a liberdade (apenas para aquilo que edifica nossa fé e nossa comunhão com o Senhor. Enfim, Paulo não era controverso, a ponto de afirmar e depois negar. Na palavra vemos ainda em 1João 5.19 que “Sabemos que somos de Deus e que o mundo inteiro jaz no Maligno.” Isso quer dizer que nosso mundo (todo ele) bem como tudo que hoje nele há, inclusive as músicas que não louvam a Deus, ao Filho e ao Espirito Santo, tendem a nos levar de encontro ao maligno, no qual se encontra (ou jaz) TUDO aquilo que não leva a Deus.
        No mais, músicas de Deus são TODOS os louvores e adorações musicadas para exaltar eao Criador em sua magnitude. Mais claro que isso, impossível. Já fui roqueiro, baladeiro, já vivi e respirei música eletrônica etc, antes de ser convertido ao Senhor (e não apenas convencido), mas a limpeza que Deus fez em mim me libertou para liberdade de Cristo, a liberdade que edifica e convém, e hoje só escuto louvores cristãos em casa, no carro e onde eu estiver (desde que dependa de mim). Sei que há cristãos fracos na fé e no conhecimento da palavra, os quais fazem coisas tolas e que não edificam, mas que ao mesmo sequer degradam ou escandalizam o evangelho (como ouvir certas músicas seculares), mas se o fazem pensando que agradam a Deus, como Paulo disse, que esta pessoa seja também para o Senhor e que assim seja. Mas se, ao contrário, não o fazem para agradar a Deus, que assim também seja. Amém! No dia do Senhor, cada um será julgado segundo suas obras. Nosso foco nem deve ser neste mundo. Graças a Deus, minha mente se abriu ao evangelho e às verdades espirituais, dessa forma, hoje não me escondo atrás do conhecimento científico que não explica 1% do que somos e nem de onde viemos. Glória a Deus por isso. Essa carnalidade toda me lembra a dogmática ICAR. Lá sim, pode tudo, pode fumar, pode beber, pode idolatria, pode ir pro forró e pode e pode e pode, que basta fazer caridade (mesmo sem fé) e será salvo, embora por lá nos dissessem que “nunca orientam a não fazerem isso ou aquilo”, sendo que sequer orientam dos erros cometidos em missas e pelo povo com suas abominações aos olhos de Deus, conforme a palavra. Poder música do mundo é como apenas se convencer do poder de Deus, mas não experimentar a transformação do EU, é como reconhecer os milagres de Jesus, mas ao mesmo tempo exaltar Maria, como mediadora entre Deus e os homens. Quero ver numa missa serem lidos Êxodo 20:3-4 , Levítico 19:4, 1 Samuel 15:23, Salmos 115:4-8, Ezequiel 14:1-9, 1 Coríntios 10:14, Gálatas 5:19-21, Romanos 1:22-23 e 1 Pedro 4:3, dentre outros. Darei um glória a Deus bem alto se isso ocorrer. Oro a Deus que todos os fracos na fé passem a ler e a compreender os ditos na bíblia e sejam instruídos na luz da única verdade que liberta.
        Fiquem todos na paz e na graça do Altíssimo!
        Renato Barbosa
        Membro IURD São Paulo-SP

        Responder
        • marcos mello disse:

          eita, isso é um comentário um livro kkk.

          Responder
  • FRANCISCO disse:

    REFERENTE A MUSICAS MUNDANAS , TORNO A REPITIR TUDO AQUILO QUE NÃO TRAZ EDIFICAÇÃO TRAZ DESTRUIÇÃO PORTANTO FUJAMOS DAS APARENCIA DO MAL . SALMO 34 V 7 DIZ O ANJO DO SENHOR ACAMPA-SE AO REDOR DOS QUE O TEMEM. PZ MEU IRMÃO ANDRE SANCHEZ.

    Responder
  • Jocimar Malaquias da Silva disse:

    eu ouco musicas seculares e gosto muito das musicas internacionais e show gosto muito das musicas e legal.

    Responder
  • igor patrick disse:

    eu gostaria que me ajudassem a analisar essa musica:

    Eu estou tão viciado em você, baby Hey hey hey .
    Agora estou viciado em seu toque .
    Estou tão animado .
    Eu sou viciado em você, baby oh oh oh.
    Agora estou viciado em seu amor .
    Eu não posso negá-lo.
    Mo Mo Mohombi .
    Craig David
    Greg Parys
    dj Assad
    Eu estou tão viciado .
    Eu estou tão viciado em você, baby Hey hey hey .
    Agora estou viciado em seu toque .
    Estou tão animado .
    Eu sou viciado em você, baby oh oh oh.
    Agora estou viciado em seu amor .
    Eu não posso negá-lo.
    Oh oh oh oh porquê.
    Oi Oh oh oh oh porquê.
    Oi Oh oh oh Hey .
    Dança para mim agora.
    Dança para mim agora.
    Oh oh oh oh porquê.
    Oi Oh oh oh oh porquê.
    Oi Oh oh oh Hey .
    Dança para mim agora.
    Dança para mim agora.
    Se a qualquer momento você precisa de um abraço.
    Você sabe que eu posso ser a sua droga .
    Sim, eu sou viciado em você, garota .
    Não importa quando você tem a minha palavra.
    Eu poderia estar lá eu poderia ser bom.
    Algo que você realmente precisa para cuidar.
    Qualquer que seja coisa que você precisa que eu faço.
    Garota você tem me viciado hey ​​.
    Pela maneira que você coloca em mim esta noite.
    Vibe é hey tão elétrico .
    Deixe-me então cobrar a sua energia esta noite .
    Eu não posso nem escondê-lo Não.
    Coloquei minhas mãos em cima de você que é bom.
    Eu não vou lutar contra isso.
    Quando o sentimento é bom , você sabe que sim.
    Garota venha profunda ela baixa, profunda -lo para o chão.
    Deixe-me ver o seu trabalho , como você está dançando em uma enquete.
    Hoo deixar o espólio agitar , deixar o saque ir.
    Porque eu estou tão viciado então vamos lá e ver um pouco mais.
    Eu estou tão viciado em você, baby Hey hey hey .
    Agora estou viciado em seu toque .
    Estou tão animado .
    Eu sou viciado em você, baby oh oh oh.
    Agora estou viciado em seu amor .
    Eu não posso negá-lo.
    Oh oh oh oh porquê.
    Oi Oh oh oh oh porquê.
    Oi Oh oh oh Hey hey .
    Dança para mim agora.
    Dança para mim agora.
    Oh oh oh oh porquê.
    Oi Oh oh oh oh porquê.
    Oi Oh oh oh.
    Eu estou tão viciado .
    Shake shake shake shake .
    venha
    Eu estou tão viciado em você, baby Hey hey hey .
    Agora estou viciado em seu toque .
    Estou tão animado .
    Eu sou viciado em você, baby oh oh oh.
    Agora estou viciado em seu amor .
    Eu não posso negá-lo.
    Oh oh oh oh porquê.
    Oi Oh oh oh oh porquê.
    Oi Oh oh oh Hey .
    Dança para mim agora.
    Dança para mim agora.
    Oh oh oh oh porquê.
    Oi Oh oh oh oh porquê.
    Oi Oh oh oh.
    Eu estou tão viciado em você baby!

    desde já agradeço.
    mas só para finalizar, eu acho muito correto que devemos excluir as musica que falam de demonio, 666, inferno etc, mas essa de que mesmo que a musica num fale nada de mais tem que deletar, eu num sei se é bem assim, pq se fosse assim a gente num ia poder ouvir a musiquinha do jornal nacinal, num ia poder ouvir um bom pagode de viola. obrigado

    Responder
    • Renato Barbosa disse:

      Prezado amigo Igor Patrick, tudo bem? Que a paz do Senhor Jesus esteja contigo.
      Eu gostaria de apenas comentar que não deveríamos estar nos perguntando se é ou não pecado ouvirmos músicas do mundo, que são aquelas que não louvam a Deus. A questão mais importante é sabermos se a música que iremos ouvir, ou estamos ouvindo, nos conecta a Deus ou não. Precisamos nos responder se a canção louva a Deus ou não. Logo, sempre que desejarmos saber se devemos ou não ouvir essa ou aquela música, devemos nos perguntar: tal música glorifica o nosso Senhor e salvador. Penso assim, pois nosso Sr Jesus padeceu açoites, surras e torturas horríveis em amor a nós e não seria justo nos deleitarmos em músicas que apenas são sons agradáveis aos nossos ouvidos e nossas emoções (músicas do mundo), mas que não glorificam em nada nosso Todo Poderoso. Deus é grandioso, e se em relação a nosso planeta não somos sequer um grão de poeira, imagine então em relação à grandeza de Deus o que somos. Assim mesmo, em nossa pequenez, Deus nos ama, nos quer e nos dá de graça a salvação por meio de nossa fé, temos mais que obrigação de O louvarmos e O honrarmos em tudo e com tudo, com nossos lábios, ouvidos, olhos, braços, pernas, pensamentos etc. Sabe Igor, desde que me converti, não sinto mais a menor vontade de escutar músicas seculares (do mundo), mas pelo contrário, me deleito em louvores diversos. Gosto muito do estilo pop-rock, mas quando desejo estar em comunhão, gosto dos louvores mais calmos, ou mesmo músicas seculares sem letra (clássicas), pois assim me conecto com Deus e medito na sua palavra e em sua grandeza. Desde minha conversão, me pergunto como pude perder tempo ouvindo músicas do mundo, pois há músicas lindas e muito edificantes no meio evangélico, mas devemos ficar atentos, pois há algumas que nem sequer apresentam nas letras as palavras Jesus, Deus, Senhor, etc.
      Essa é a minha opinião à luz do evangelho. Se tiver tempo, você pode ler minhas respostas anteriores, ok. Fique na paz do Senhor e que o Espírito Santo lhe dê sempre sabedoria em suas decisões. Grande abraço. Renato

      Responder
    • cyntia disse:

      cindy

      Tem uma parte da musica q diz
      garota vc tem me viciado pela maneira como coloca em mim a noite ,dando a entender um ato sexual !Musica esta
      falando q o cara da viciando nea pelo sexo,isso n enada cristao

      Responder
  • sergio disse:

    a minha dúvida com relação as musicas seculares é só uma: o que tem por trás, se teve algum tipo de dedicação a satanás por parte dos cantores, se tem algum tipo de ritual de magia negra antes de lançar a música. tem bandas de rock que mais parecem assumidos satanistas! e aí?????

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Sérgio, você sabe se o pãozinho que você come foi feito por um satanista? Sabe se o arroz que você compra no mercado foi embalado por alguém que consagrou aquilo ao diabo? E ai?

      Responder
  • Dinéia disse:

    Não devemos confundir as coisas, devemos analisar se o que estou fazendo agrada a Deus ou não, além disso, não podemos ser pedra de tropeço para ninguém. Diante, disso, cada caso é um caso, de repente eu ouço uma música simples sem nada de mais, porém uma pessoa fraca na fé, vai achar que já pode ouvir tudo que é lançado no mundo, por isso, devemos sim julgar tudo o que está ao nosso redor, para sim tomarmos uma decisão coerente com a vontade de Deus.
    Isso serve não somente para música, mas para todas as decisões de nossas vidas.

    OBS: Achei muito interessante, edificante e esclarecedor o Blog.

    Responder
  • Harildo Priscilla disse:

    obrigado, isso esclarece muita coisa pra mim.
    explicação ótima. Parabéns.

    Responder
    • esbocandoideias disse:

      Que bom, Harildo! Fica com Deus

      Responder
  • Stefanie disse:

    Penso que, se posso escutar uma música que louva ao meu Deus pra quê vou escutar outra coisa? Eu tenho que fazer todas as coisas pra glória dEele, não é? Meu comer, meu dormir, meu levantar…
    Fora que há muitas coisas por traz dessas musicas que a gente não sabe, então é bom evitar.
    Quando digo isso me refiro as vezes às origens das mesmas. Muitas musicas de Cazuza, Raul Seixas etc etc etc são lindas, mas algumas contém mensagens subliminares altamente satanicas. Há quem diga que letras de certos compositores por ai asiram diretamente da boca do capeta (talvez exagero pra alguns). Obvio que eu não acredito em tudo que falam, mas eu não estava lá pra ver (que bom) e não tenho provas, mas vou ficar sempre com um pé cá outro lá. Por via das dúvidas é bom evitar,
    Fora que, eu preciso crescer cada dia mais na presença de Deus, e músicas seculares não edificam em absolutamente nada. O que não me edifica eu prefiro deixar de lado.

    O mesmo principio eu aplico aos filmes, livros etc. Penso que um cristão precisa fazer uma filtragem muito criteriosa nas coisas que vê, escuta e fala. Porém, esse critério é mais frouxo pra uns do que pra outros. Lamentável.

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Stefanie, dentro de seu argumento deveria então também estender essa preocupação a todas as coisas e áreas da sua vida. Por exemplo, porque comer em um restaurante onde um impio irá preparar a comida se posso ficar em casa e comer uma comida que alguém de Deus preparou? Por que comprar um calçado que um impio produziu se posso procurar um feito por um crente?

      Será possível viver dessa forma?

      Responder
  • julianetrf disse:

    Pastor, gostaria de te fazer uma pergunta se me permitir.
    Sou nova na fé, estou tentando seguir ao Senhor Jesus, mas tenho muito medo de desagradar a Deus nas minhas condutas. Há erro em fazer coisas que não sabemos se irão nos edificar? Gosto muito de ler livros de fantasia, romances, mistério; mas inevitavelmente algum personagem faz alguma coisa que fere algum princípio bíblico. Por outro lado, as vezes leio um livro que consigo tirar uma boa lição. Um exemplo é o livro “A última música”, que me ensinou a ser mais paciente e amorosa com meu próximo. Outras vezes eles apenas me distraem, mas nada me trazem de bom ou mau. O mesmo acontece com filmes. É falta de sabedoria gastar parte do meu tempo lendo ou vendo filmes que não me edificam com Deus?
    Obrigada desde já.

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Juliane, não são só coisas feitas por cristãos que nos edificam. Seja criteriosa nos filmes e livros que escolhe ler, mas pode usá-los sim em sua vida. Isso em nada depõe contra a vida cristã.

      Responder
  • Ju disse:

    Oi Pastor! Eu gostaria de saber: a profissão de ator é pecaminosa? Por exemplo se ele tiver que fazer um papel de alguém casado que vai dar um beijo na esposa, isso seria errado?
    E se for errado seguir essa profissão, seria lícito pra nós assistir filmes, pois estaríamos nos divertindo às custas do tropeço de um irmão?

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Não acho que a profissão em si seja errada. Mas como qualquer produção não são todos os “papeis” que edificam

      Responder
  • Ju disse:

    Entendo. . E o que o senhor acha de obras de fantasia, como Harry Potter e O senhor dos aneis, por exemplo? Sempre apreciei essas obras, não acho que fizeram mal à minha fé, claro que não concordo com tudo que os personagens fazem lá, mas se for pecado não quero mais.

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Ju, uma leitura feita com discernimento sempre será positiva

      Responder
  • Renato Barbosa disse:

    Prezados irmãos, que a paz do senhor Jesus reine em vossos corações. Essa semana, já tarde da noite, dirigindo em uma rodovia e ouvindo um cd da bíblia, no livro de Romanos 14:23, tive a real compreensão de como podemos avaliar se algo é pecado ou não.
    Em resumo, se algo põe-se em dúvida no tocante à agradarmos a Deus, o Espiríto Santo, por meio desta carta de Paulo, nos ensina a não prosseguir com tal ato, pois segundo as escrituras “…e tudo o que não é de fé é pecado”.
    Podemos agora verificar se a situação é pecado ou não, mais minunciosamente, através de dois pontos de vista: Primeiramente, há situações claras que a Palavra de Deus aponta como pecado. É o caso das coisas descritas em Provérbios 6:16-19; Gálatas 5:19-21; I Coríntios 6:9-10, como os crimes de morte, como adultério, prostituição, sodomia, contendas, mentira, furto/roubo, homossexualismo, dentre outros.
    A 2a parte da análise está em nos respondermos a nós mesmos o que é pecado e o que não o é, quando não vemos na Bíblia essa resposta diretamente. Nesses casos, a Palavra de deus nos norteia ainda assim, pois temos o real senso (não nosso mas pelo Espírito Santo, e nossa mente nos acusa) se aquilo é bom aos olhos do Senhor ou não, embora aparentemente não seja uma ação “errada” aos olhos dos homens.
    Vemos em Colossenses 4:5 que devemos “remir nosso tempo”. Temos nossa existência terrena em tão curto intervalo de tempo, comparativamente à vida eterna, que isso seria motivo mais que forte para não desperdiçarmos nosso tempo de comunhão com o Senhor Deus em meros “passa tempos” que não nos edificam em nada (Efésios 4:29). Isso inclui ouvir músicas seculares, ver novelas , filmes inadequados à nossa fé no Senhor dos Exércitos, etc, etc.
    Por exemplo, quando comemos, bebemos, ou executamos uma atividade labroral, em geral pedimos de ante-mão ao Senhor que abençoe essa atividade, correto?! Fazemos isso em temor a Deus, pois entendemos que dele e para ele são todas as coisas (“E, quanto fizerdes por palavras ou por obras, fazei tudo em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai” – Colossenses 3:17).
    Ok, seria conveniente, antes, orarmos a Deus para que Ele que abençoe o “ato de ouvirmos música secular”, vermos a novela, jogarmos videogame, mesmo sabendo que estes atos não sejam objeto de adoração a Deus, mas sim uma ação egoista, pela qual sabemos que estamos desperdiçando nosso tempo com a nossa carne e não com a Obra, com a pregação da salvação aos perdidos?
    O que será que Jesus nos ensinou, ao nos ordenar a negarmos a nós mesmos e seguí-lo? Tenho certeza que Jesus nunca ouviu por opção e para prazer próprio qualquer música secular de sua época. Se assim, fora, a palavra nos contaria este fato. Então, sendo seus seguidores, devemos fazer o mesmo. Ele sempre negou os prazeres da carne em favor do fortalecimento do espírito e da obra de Deus. assim devemos ser também em tudo o que ele nos ensinou.
    Mas mesmo assim, muitos podem ainda estar em dúvida se tal programa de TV, se tal música, se tal filme, revista, website etc edificam ou não sua fé.
    Confesso que já vi sites “gospel” de fofocas, intrigas, acusações, discensões etc. Isso não edifica a nossa fé em nada. Tais notícias são apenas “tropeço” aos fracos na fé e tão somente servem para despertar a rancor e nos fazer julgar o próximo, ali veículado com “erege” e “pecador”.
    Avaliemos pela própria palavra que nos diz que “…tudo o que não é proveniente de fé é pecado” (Romanos 14:23).
    A dúvida não é prpveniente de fé. Teve dúvida, é pecado! Simples assim.
    O Espírito de Deus é certeza, é direção e fortalecimento de nossa comunhão.
    Sendo nossos corpos, mente, alma e espírito pertencentes ao Senhor Deus, o que, portanto inclue nossos ouvidos, olhos, lábios e cérebro, esse ensinamento deve nortear nossas ações, além de nos apresentar como carta santa a todos os que nos vêem, bem como nos observam criteriosamente, e em nós se baseiam, pois como está escrito em I Coríntios 6:19-20: “Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos? Porque fostes comprados por bom preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo, e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus”.
    Assim, nossa auto-avaliação espiritual deve abranger nossas atitudes com respeito ao Senhor Deus e no impacto que trazem aos que nos observam (família, amigos, companheiros de trabalho, passantes, etc).
    Citando o exemplo dos alimentos em Romanos 14:21; 15:1, o qual se extende para qualquer aspecto e atitudes da nossa vida cotidiana: …“Bom é não comer carne, nem beber vinho, nem fazer outras coisas em que teu irmão tropece, ou se escandalize, ou se enfraqueça. Mas nós, que somos fortes, devemos suportar as fraquezas dos fracos, e não agradar a nós mesmos”.
    Mas se ainda assim, pelo exposto, o(a) prezado(a) irmão(ã) não se convencer do que é ou não pecado pela prova da fé, vale meditar que o Senhor e Redentor Jesus de Nazaré nos exige que priorizemos a execução de Sua santa vontade, o que automaticamente exclui de nossas ações todos os hábitos e costumes mundanos, que nos igualavam aos incautos incrédulos, como explicitado por Paulo em I Coríntiois 6:12, ao afirmar aos CRISTÃOS que “Todas as coisas me são lícitas (não proibídas pelos homens), mas nem todas as coisas convêm (perante o Senhor Deus). Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma”. “E, quanto fizerdes por palavras ou por obras, fazei tudo em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai” (Colossenses 3:17).
    Que a paz de nosso Senhor Jesus e o entedimento da sua santa vontade sejam sempre nosso norte de vida. Amém!

    Responder
  • Paula disse:

    Pastor, gostaria de saber se ver novela é pecado.
    Obrigada. =)

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Paula, não creio que seja pecado, mas que pode se tornar pecado. Novelas costumam tirar o tempo que poderíamos estar dedicando a Deus. E também tem a questão da mensagem que a novela passa. Se não é uma mensagem edificante, por que assistir isso todos os dias?

      Responder
  • Paula disse:

    Obrigada por responder :). Em relação à ir ao cinema, vc tem a mesma posição?

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Creio que sim, que seja a mesma coisa

      Responder
  • Luciana disse:

    Olá, meu nome é Luciana,agradeço muito pela clareza, pós sou jovem e tinha muitas duvidas a esse respeito.

    Responder
  • Marcos disse:

    Parabens Andre !!!…..acho esse espaco sensacional !!!….sou musico e estava sofrendo a toa ,…rs….basta sermos seletivos,….nao ha mal nenhum em algumas musicas fora do contexto gospel…..fica na paz !!

    Responder
    • marcos mello disse:

      MÚSICA QUE DESAGRADA A DEUS.
      Nem toda a música mencionada na Bíblia agradava a Deus. Considere o incidente junto ao monte Sinai, onde Moisés recebeu a Lei, inclusive os Dez Mandamentos. Quando Moisés desceu do monte, o que foi que ouviu? “Não é o som de um canto de realizações potentes”, “não é o som de um canto de derrota”, mas “o som de outro canto”. Era música associada com idolatria, uma prática que provocou o desagrado de Deus e resultou na morte de uns 3.000 dos que faziam esta música. — Êxodo 32:18, 25-28.

      Responder
  • Matheus Depiante disse:

    Olá, Boa noite
    Bem, eu escutava muita música eletrônica, quase todas sem letra e algumas com letras como: “Quando você sentir vontade de seguir em frente, Basta permanecer forte, porque amanhã é um outro dia”, letras desse tipo.
    Eu posso ouvi-las sem problema ??

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Matheus, se as letras não são contrárias aos princípios bíblicos e o ritmo não te faz pecar de alguma forma, pode ouvir sim.

      Responder
  • fabricio disse:

    paz do senhor ,,,,para mim quando me converti eu deixei as coisas velhas para tras e me fiz uma nova criatura em Deus por seu filho amado Jesus cristo ,se eu deixei o mundanismo para servir a Jesus por que vou servir dois senhores?ouvindo músicas de Deus e musicas do mundo ?nao,nao ,,,,não tem como servir dois senhores ,,ou sirvo a Deus com alegria pois de fato aceitei a Jesus como meu salvador …….ou fico no mundo mesmo sendo que vou continuar ouvindo musicas do mundo….mas se aceitei Jesus cristo como meu único e suficiente salvador de verdade ,,,,eu digo não as coisas do mundo …por que o mundo jaz do maligno,,por isso eu escolho Deus eu escolho ser amigo de Deus/ eu escolho Deus todo dia ja morri pro mundo e vivo a vida de transformação por aceitar Jesus ,ou voce é trevas ou voce e luz,,,,,,

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Fabrício, você sabia que a melodia de vários hinos tradicionais são baseadas em composições que era inclusive tocadas em cabarés?

      Responder
  • Lucas N. Cavalcante. disse:

    Bom meu amigo, se as melodias veio do cabaré, como você disse, não ligo pois Deus pega as coisas vis deste mudo, e as transformam, amo todos os ritimos, desde que sejam gospel, pois música é momento, tem momento que você quer ouvir uma adoração a Deus, outra um rock, outra um pop e assim por diante, temos no nosso meio gospel varios estilos, cabe a gente estar vigiando, pois o nosso adversario esta ai só esperando uma oportunidade para atacar, muitas das vezes se preocupamos muito com as nossas questões e as de Deus como ficam?… as viúvas, os órfãos, os presidiarios, os famintos, os ser roupas para se aquecerem, o evangelho como fica tudo isso, disse Jesus: Pai eles não são do mundo como do mundo não sou, mais não peço que os tire do mundo mais que os livres do mal… para que se preocupar com músicas que não edificam, disse Davi: que em vossos labios estejam os mais altos louvores a Deus e que a espada de dois fios em suas mãos.

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Lucas, muito louca sua frase: “amo todos os ritmos desde que seja gospel”. Que loucura essa conclusão!

      Responder
  • Jose Carlos disse:

    maioria das musicas evangelicas sao pobres de ritmo e de letra, sao muito repetitivas e só falam as mesmas coisas da biblia, ou seja sao copy and paste de cancoes americanas.
    voces tem de ter mais senso critico.

    Responder
  • Pâmela Tatiane Marion disse:

    Olá André me senti mais tranquila, após ler seus comentários, pois ja fazem 2 anos que me converti e não consigo me desligar das musicas românticas mundanas, já Orei fiz jejuns, mas sempre volto á ouvi-las e sempre me senti muito culpada por isso, tenho medo de estar desagradando á DEUS. Após ler alguns comentários dos irmãos e seus, (mesmo me sentindo aliviada em alguns aspectos), fico á me perguntar: Será que ao ouvi-las, não estou alimentando minha carne e enfraquecendo meu espirito? Já ao que diz respeito ao seu comentário sobre ”sentar em cadeira do mundo” ou ”comer alimentos que não foram feitos por crentes” achei meio desnecessário citar, pois tais ações, não irão de modo algum enfraquecer nosso espirito, ao contrario de ouvir uma musica mundana que todos dizem que nos apartam e desagradam DEUS.. o que quero tentar esclarecer é que nunca me perguntei se poderia estar pecando ou não, quando sento em uma cadeira ou como algo, ao contrario de quando escuto uma musica do mundo.

    OBS: desde que me batizei, nunca mais consegui ouvir funk, pagode e musicas eletrônicas… as musicas mundanas que frequentemente escuto (sempre entre um louvor e outro), são somente musicas românticas. E agora o que faço, estou errada ou me perturbando á toa?

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Pâmela, conforme escrevi no artigo existem músicas e músicas. Não é o ritmo que diz o que é do mundo ou não. É uma combinação de fatores. Cabe avaliar e separar o que edifica e o que não edifica. Hoje existem músicas gospel com letram tão piores quando alguns funks por ai.

      Responder
      • Pâmela Tatiane Marion disse:

        Obrigada, compreendi seu raciocínio, desta forma penso que nenhuma das quais que escuto me fazem pecar, até porque sou muito rigorosa em analisar as letras, já teve umas que escutei por um tempo e acabei excluindo… Quanto aos ritimos, não vejo problema algum em nenhum deles.

        Obrigada por sua explicação e pela amizade, agora compartilhada, a igreja do Senhor precisa de pessoas como você..

        Responder
  • Paulo Henrique Luvisoto disse:

    Ouvir música não é errado não. Errado é ser burro e ignorante.

    Responder
  • Hellen disse:

    Pessoas escrevendo textos enormes expondo suas opiniões… Só sei de uma coisa: escuto o que eu quiser, só não ouço aquelas músicas que falam sobre fim de relacionamento e traição, porque, vamos e venhamos, né?

    Responder
  • Renan disse:

    Então, tem alguma afirmação de que o rock é do diabo ou é a invenção da cabeça do crente alienado?

    Responder
    • Walter jose disse:

      Tenho essa mesma duvida do Renan.. Inclusive essa..se o autor da música fez pacto com o diabo para fins lucrativos pessoais porem o mesmo fez por um milagre talvez, pelo menos uma música que não feriu os princípios biblicos ou a Deus.Então, poderia eu ouvir tal música em si desconsiderando que eu tenho ciência que o autor em si fez pacto demoníaco?

      Responder
      • André Sanchez disse:

        Walter, se você não tem ciência do fato não vejo problema

        Responder
  • Carlúcia disse:

    Preste atenção neste texto da bíblia. Cantares 2.15: “ Peguem as raposas, apanhem as raposinhas, antes que elas estraguem a nossa plantação de uvas, que está em flor. “ Temos que ter muito cuidado em todas as áreas de nossa vida. Fico tão admirada do comentário do pastor André sobre a aprovação ao ouvir algumas músicas mesmo que em sua letra há uma menção da natureza, amor e etc., Uma vez ouvi falar sobre as raposinhas, aprendi que essas são perigosas, tomando como base bíblica, pois são as raposinhas que entram mais facilmente, parecem dóceis, pequenas e inofensivas. Ao adquirirmos um cd ” mundano” onde uma das faixas fala de amor, natureza, etc., podemos também começar a ouvir as demais. Isso pode ser perigoso, não que possa no levar para o inferno, mas que venhamos entristecer o Espírito Santo de Deus. Pensem nisso, se alguns de vocês sente que deva ouvir música que não proceda da unção de Deus, então ouça essa voz, pois quando me converti, fui incomodada a para de ouvir essas músicas, e não é fanatismo é nascer de novo, morrer para o mundo. Podemos “entristecer” o Espírito quando andamos como os gentios (4:17-19), quando nos rendemos à nossa natureza pecaminosa (4:22-24), quando mentimos (4:25), quando nos iramos (4:26-27), quando furtamos (4:28), quando usamos linguagem torpe (4:29), quando temos amargura (4:31), quando não perdoamos (4:32), quando cometemos imoralidade sexual (5:3-5). “Entristecer” o Espírito é agir de uma forma pecaminosa, quer seja em pensamento e ação, ou em pensamento apenas. Não estou querendo criticar “a” e nem “b”, apenas façamos uma reflexão daquilo que possa entristecer o Espírito Santo.

    A Paz.

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Carlúcia, sair na rua também é perigoso e saímos. O fato de haver um perigo não significa que aquilo é proibido. O que a Bíblia não proíbe não temos autoridade para proibir.

      Outra coisa, esse conceito de “música gospel” é ungida é totalmente recente. Existem músicas nos ungidos hinários das igrejas que usam melodias criadas por pagãos.

      Responder

Seu comentário é muito importante! Comente! Regra 1 - Seja respeitoso - Regra 2 - Não aprovamos comentários de anônimos - Regra 3 - Não publicaremos mais comentários que não tenham a ver com o tema do artigo - Obs.: Todos os comentários são moderados antes de serem publicados.