- Esboçando Ideias - https://www.esbocandoideias.com -

A fé sem obras é morta: Obras são necessárias na salvação?

Você Pergunta: Eu fico muito confusa sobre essa questão da fé e da salvação, pois a Bíblia diz que a fé sem obras é morta, isso é claro, mas muitos dizem que as obras não têm papel nenhum na salvação de alguém. Então, eu pergunto: como pode alguém ser salvo sem ser uma pessoa boa? Como podem as obras não serem importantes em nossa salvação? Pode me ajudar a esclarecer isso?

Cara leitora, muitas pessoas confundem a questão da fé sem obras é morta e a relacionam à salvação, principalmente por conta da ideia espírita [1] muito difundida de que fazer obras é necessário à salvação da pessoa. Ou seja, as obras teriam papel na salvação, segundo eles. O problema é que esse pensamento não é bíblico. Vejamos porquê:

O que quer dizer a fé sem obras é morta? Obras são necessárias na salvação?

O que quer dizer a fé sem obras é morta? Qual a relação das obras na salvação?

(1) É preciso compreender em que lugar a Bíblia coloca as obras e em que lugar coloca a salvação. A Bíblia coloca a salvação [2] totalmente nas mãos de Deus. Isso significa que não existe mérito humano na salvação. Ninguém pode dizer, segundo a Bíblia, que salvou a si mesmo e nem que por conta da soma de suas boas ações conseguiu a sua salvação. Isso é bastante claro no texto de Efésios 2:8-9: ”Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus; não de obras, para que ninguém se glorie”.

(2) Fica extremamente claro no texto que não existe na obra de salvação qualquer merecimento humano por obras que tenha feito. O ser humano apena recebe o presente de Deus (graça [3]) através da fé (que o próprio Deus dá ao indivíduo para que ele possa receber essa graça). Isso tira qualquer glória que alguns poderiam ter em si mesmos e coloca toda a glória em Deus, o autor da salvação do começo ao fim.

Veja também:
- Conheça Sua Bíblia de Capa a Capa (Comece aqui) [4]
- Teologia sem mensalidades (Comece aqui) [5]
- Formação de Professores Para o Ministério Infantil (Comece aqui) [6]
- Memorização Fácil da Bíblia (Comece aqui) [7]
- Método Como Ler a Bíblia E Entendê-la Mais Facilmente (Comece aqui) [8]
- Outros Materiais (Comece aqui) [9]

Fé sem obras é morta: As obras são, então, desnecessárias?

(3) Aqui muitos se confundem e tratam as obras como algo menor. As obras, na realidade, têm também um lugar de destaque na Bíblia, mas não como a causa da salvação, mas como algo que decorre dela. Com relação a alguém salvo, “eu faço boas obras porque sou salvo e não sou salvo porque faço boas obras”. O texto explica isso de forma cristalina: “Pois somos feitura dele, criados em Cristo Jesus para boas obras, as quais Deus de antemão preparou para que andássemos nelas” (Efésios 2:10). Somos salvos (para) boas obras e não (pelas) boas obras.

Fé sem obras é morta: a importância das boas obras

(4) Essa realidade da importância das obras é tratada em muitos outros textos bíblicos. Mas os que acho mais impactantes são os que tratam as obras como frutos e nós (salvos) como árvores. A árvore sadia (salva) deve produzir bons frutos (obras). Isso é o natural, é o comum, é o apropriado, é o mandado de Deus aos Seus salvos: “Assim, toda árvore boa produz bons frutos, porém a árvore má produz frutos maus” (Mateus 7:17). Os maus frutos (falta de boas obras) podem indicar que não houve conversão verdadeira, mas apenas convencimento. O que chamamos geralmente de pessoa convencida e não convertida.

A fé sem obras tratada por Tiago

(5) É essa questão da fé sem obras que Tiago trabalha em sua epístola. Tiago analisa o comportamento de alguns que diziam ter fé [10], diziam ser salvos, mas que não tinham obras que demonstrassem essa realidade em suas vidas. A conclusão a que ele chega é que essas pessoas estavam iludidas com o que achavam que tinham. Tiago propõem um desafio: “Mas alguém dirá: Tu tens fé, e eu tenho obras; mostra-me essa tua fé sem as obras, e eu, com as obras, te mostrarei a minha fé” (Tiago 2:18). De forma alguma Tiago está aqui contrariando o ensino visto em Efésios 2:8-9. Tiago está combatendo o pensamento de alguns que achavam que uma vez crentes de que estavam salvos não precisariam fazer mais nada, quando, na realidade, é ai que começa nossa missão de vida de forma mais alinhada com os propósitos de Deus, fazendo obras que Deus designa aos Seus servos.

(6) Assim, concluímos que obras não são necessárias para que uma pessoa seja salva, mas as obras são necessárias na vida de alguém que foi salvo, são frutos preciosos que devem brotar de um coração que agora tem Deus, que agora reconhece o Senhor e Sua santa palavra. Se essas obras não brotam diariamente desse coração, deve-se questionar se realmente houve uma obra de salvação naquela vida! Esse é o xeque-mate que Tiago dá em algumas pessoas que não faziam questão de cultivar esforços positivos (boas obras) em suas vidas.