Explicando as parábolas de Jesus: A pérola de grande valor

Postado por em: Explicando as parábolas de Jesus

Série explicando as parábolas de Jesus Cristo (Por André Sanchez)

parábolas de jesus cristo, pérola de grande valor, reino de deus, jesus cristoA pérola de grande valor (Mateus 13. 45-46)

Resumo da parábola:
Nessa parábola, Jesus usa como ilustração um negociante em busca de boas pérolas. Esse negociante, quando acha uma pérola de grande valor, vende todas as pérolas que tinha em mãos e compra a de grande valor, reconhecendo o altíssimo valor dela.

Ensino:
A pérola de grande valor é o próprio Jesus Cristo e o Seu reino. Antes de conhecer Jesus, olhamos nossa vida como se tivéssemos verdadeiras pérolas em nosso poder, mas quando reconhecemos o valor de Jesus Cristo, essa mentalidade muda, pois ele nos faz ver que as nossas “pérolas”, na realidade, não são tão valorosas como a que Ele nos oferece.

O grande desafio do ensino dessa parábola é o negociador (cada um de nós) saber reconhecer a pérola de grande valor, Jesus Cristo. Isso não é algo fácil, já que o negociador precisa reconhecer o valor da grande pérola e sacrificar suas outras “pérolas” por ela.

Temos o exemplo de um jovem que falhou em reconhecer o valor de Jesus Cristo. Ele até tinha boas intenções, mas quando Jesus o chamou para reconhecer que Ele, Jesus Cristo, tinha que ser a pérola de maior valor em sua vida, ele preferiu ficar com as outras de pequeno valor. “E Jesus, fitando-o, o amou e disse: Só uma coisa te falta: Vai, vende tudo o que tens, dá-o aos pobres e terás um tesouro no céu; então, vem e segue-me. Ele, porém, contrariado com esta palavra, retirou-se triste, porque era dono de muitas propriedades.” (Mc 10. 21-22).

Porém, temos também pessoas que “venderam” tudo que tinham para fazer de Jesus Cristo sua única pérola valorosa. Uma dessas pessoas foi Paulo: “Sim, deveras considero tudo como perda, por causa da sublimidade do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor; por amor do qual perdi todas as coisas e as considero como refugo, para ganhar a Cristo…” (Fp 3. 08)

Diante do ensino da parábola da pérola de grande valor, cabe a cada um de nós avaliarmos: Sou como o jovem rico que recusou a pérola de grande valor (Jesus Cristo) ou como Paulo que “vendeu” tudo para que ela fosse sua única e mais preciosa pérola?

Veja outros artigos interessantes:

Comente usando seu Facebook ou use o sistema de comentários normal no fim da página

45 comentários

  • Pedro Mendes Carvalho Mendes disse:

    excente comentario;simples e objetivo, que abre nosso ententimento para as coisas espirituais..

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Obrigado, Pedro! Fico feliz por você ter sido edificado!!

      Abs!

      Responder
      • filipe disse:

        de nada

        Responder
      • PR. CARLOS AUGUSTO disse:

        MUITO BOM ESSE SAITE DEUS CONTINUE TE ILUMINANDO

        Responder
    • valmiro macedo disse:

      bom dia a todos nem tudo que ta na biblia e verdadeiro nela tem duas passagen que foi que nao se encontra nos textos originais datadas do 4 seculo e o nome jeova nem os apostolos conheceu esse nome ele foi porto na biblia 1400 anos depois que os apostolos morreu os versiculos falsos sao. joao 7: 53 a 8:11 e marcos 16:9 a 20. esse verciculos nao existe no code sinal manuscrito mais antigo da biblia

      Responder
  • Marco disse:

    Vi uma outra interpretação desta parábola que diverge do que aqui é descrito, onde se afirma que na verdade o Homem é Cristo e a pérola é aquilo que Ele considera como Tesouro e que no futuro após Ele abrir mão de toda as suas riquezas compraria, ou seja a própria Igreja.
    Base para esta interpretação: Nós não temos nada de valor para dar em troca por tudo aquilo que o Senhor Jesus nos oferece. O que o cego entregou pra o Senhor? seria a sua cegueira. E o Leproso a sua enfermidade e a sua vida de pouco valor? E o ladrão da cruz o que ele tinha para vender para adquirir um grande Tesouro? seria os cravos e madeiro e o ultimo sopro de vida de um condenado?
    Irmão gostei muito do seu blog. Se for possível de uma resposta ao meu comentário, pois o significado desta parábola para a maioria dos Cristãos estão de acordo como o que você descreve, mas essa outra interpretação certamente tem muito fundamento!
    Graça e Paz e que o Senhor continue te abençoando!!!

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Marco, tenho dúvidas com relação a interpretação colocada por você. Veja:

      V.15 = “O reino dos céus é também semelhante a um que negocia e procura boas pérolas”

      Se esse “um” que procura boas pérolas fosse Jesus, certamente não acharia nenhuma “boa pérola”, pois todo ser humano é mal por natureza. Todos pecaram e estão debaixo da condenação de Deus.

      V. 16 = “e, tendo achado uma pérola de grande valor, vende tudo o que possui e a compra.”

      Quem poderia ser essa “pérola de grande valor”? Nós? A Bíblia é clara com relação a situação do homem com relação a Deus. A descrição de Isaías diz sobre quem somos e não condiz nada com uma pérola de grande valor: Isaías 64.6 = “Mas todos nós somos como o imundo, e todas as nossas justiças, como trapo da imundícia; todos nós murchamos como a folha, e as nossas iniqüidades, como um vento, nos arrebatam.”

      Assim, nenhum homem se enquadra no status de pérola. Essa pérola de grande valor só pode ser Jesus Cristo e o seu reino. O negociante só pode ser o ser humano habilitado pelo “valor” que a fé salvadora dada por Deus lhe dá, pois esta fé o justifica.

      Com relação ao fato de não termos nada de valor a oferecer a Deus, você está certo. Por isso, a parábola diz que o homem junta tudo que tem (no caso do ser humano apenas a fé que é dada pelo próprio Deus, ou seja, o “valor” exato) e “compra” a pérola (o reino de Deus através de Jesus Cristo).

      Espero ter contribuído!

      Abs!

      Responder
      • Carlos Alberto disse:

        Meu nobre pastor, a paz!
        Gostei muito de sua interpretação, mas tenho uma dúvida quanto a expressão “encontrou” uma pérola de grande valor. Acredito que nós não encontramos a Jesus, e sim ele que nos encontrou. Outrossim, não tínhamos condições de comprar a salvação (Jesus) e foi Ele quem nos comprou com seu precioso sangue. Ninguém consegue comprar Deus, Ele nunca esteve á venda!!

        Responder
        • André Sanchez disse:

          Carlos a parábola é ilustrativa. Quando Deus nos toca é, para nós, um encontro com Ele. Não que nós o tenhamos encontrado, mas tivemos um encontro com Ele.

          Responder
      • Marco Trindade disse:

        É exatamente aí que está a beleza de tudo o que o Senhor JESUS faz! De fato nós não temos nenhum valor, mas Ele não nos vê assim. Não acredito que Ele daria a vida por criaturas às quais não considerasse preciosas. Ninguém daria R$ 1 bilhão por um balde de esterco!!!!

        Responder
      • CARLOS AUGUSTO disse:

        o que o ser humano tem de valor e a nossa vida que não tem preço
        se vcs se acha que não tem valor e poblema de vcs, particulamente eu tenho um valor muito granda para o senhor JESUS.

        Responder
  • Miriam disse:

    Ola, André,estou estudando as parabolas de Jesus,mas tenho dificuldade de entender,entao gostaria no momento que explicasse sobre” nao por a candeia sob o alqueire”

    Obrigada,Deus te abençõe

    Miriam C. Reis

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Miriam obrigado por acessar meu blog!

      O alqueire é uma espécie de vaso. A candeia é uma espécie de lâmpada. Jesus mostra que a luz não é acesa para ser colocada debaixo de um vaso, pois não iluminaria nada! A luz deve ser colocada no alto para iluminar todos em uma casa. Essa comparação que Jesus faz é com os cristão que escondem a sua luz. O cristão deve mostrar a sua luz ao mundo.

      Abs!!

      Responder
      • wagner fonseca disse:

        MELHOR AINDA JESUS FALA DE PESSOAS QUE NÃO TÊM LUZ POR ISSO NÃO ILUMINAM, POIS SE TIVESSEM, ESTARIAM BEM À MOSTRA E NÃO ESCONDIDA COMO UMA CANDEIA DEBAIXO DO ALQUEIRE!

        Responder
        • wagner fonseca disse:

          CORRIGINDO: TAMBÉM AO INVÉS DE MELHOR.

          Responder
  • Hellen Santos disse:

    muito bom esse comentario

    Responder
  • Mario Sergio Batista disse:

    Parabéns pelo comentário. Deus te abençoe.

    Responder
  • gildenilson disse:

    muito bom esse estudo q nos possamos deixar nossos propios valores e correr atraz do precioso jesus

    Responder
  • Cristiano Fuchs disse:

    Eu concordo com você,muito boas suas explicações

    Responder
  • Valdecir de Paula disse:

    Andre o que vc acha da parábola, que só Lucas descreve no cap. 16:20-31 vc ache que te fato foi Jesus quem falou aquilo, ou é coisa da cabeça de Lucas???

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Valdevir, não tenho dificuldade nenhuma em crer que a parábola é da forma como está descrita.

      Responder
      • PR. CARLOS AUGUSTO disse:

        AMEI AS PARÁBOLAS , NÃO DE OUVIDO AOS ADVERSÁRIO QUE NÃO TEM O DON DO ESPIRITO SANTO DE DEUS PRA FAZER AS ILUSTRAÇÕES E FICA CRITICADO

        DEUS CONTINUE ABENÇOANDO VC E SUA FAMILIA

        Responder
  • elci nascimento viana disse:

    irmão andré sanchez, paz do senhor acho muito importante a parabola da perola nas nossa vidasé muito lindo seguir a jesus abraços.

    Responder
  • pr. Sergio borges disse:

    gostei muito dos estudos das parabolas

    Responder
  • Pr.luciano Borges soares disse:

    o meu coração tem queimado com a mensagem do reino,tanto que estamos iniciando um ministerio denominadoTemplo do Reino e eu creio que jesus é a perola de grande valor.

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Deus abençoe, Luciano. Que a obra de Deus seja abençoada!

      Na paz de Cristo!

      Responder
  • wagner fonseca disse:

    GOSTO MUITO DE ESTUDAR AS PARÁBOLAS, E TODAS AS MENSAGENS SOBRE O REINO DE DEUS!
    BOA MENSAGEM IRMÃO.

    Responder
  • david gomes disse:

    as parabolas de jesus, são ensinamentos., que na realidade aplicadas, nos nossos dias, digo isso, pois já ouví pessõas falarem q essas comparações, só eram pro tempos de jesus. muito bom o conteudo do estudo presb: andre

    Responder
    • André Sanchez disse:

      David, os ensinos bíblicos ensinam também em nosso tempo, por isso foram deixados por Deus a nós. Você tem razão.

      Deus abençoe!

      Responder
  • Reny m.Silva disse:

    Sou da Igreja Presbiteriana de Muriaé-MG, utilizo seus estudos maravilhosos em minhas aulas de ensino
    religioso em um Colégio que trabalho. Obrigado que o nosso Deus contine te abençoando grandemente,
    Reny MSilva
    professora de História e Ensino Religioso

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Reny, fico muito feliz pelos textos estarem sendo úteis. Obrigado!

      Deus abençoe!

      Responder
  • Paulino Mendes disse:

    Exelente, simples e prático.Parabéns.

    Responder
  • TIRZA MIRANDA disse:

    gOSTARIA DE RECEBER EM MEU EMAIL AS PARABOLAS DE jESUS, FICO GRATA POIS QUERO APRENDER.

    Responder
  • mirian aparecida da rosa disse:

    Olá, eu também GOSTARIA DE RECEBER EM MEU EMAIL AS PARABOLAS DE jESUS,

    Responder
  • katia disse:

    Nossa..Foi de grande valor pra mim..ler seu estudo..maravilhoso!!!!

    Responder
  • pedro isael honorio disse:

    Os Apostolos de Jesus Cristo,nunca viveram as custas da Igreja.
    Quem prega o evangelho,que viva do evangelho,é interpretado erroneamente.
    Devemos pregar o que vivemos,e,viver o que pregamos. Ou seja. Dar de graça o que de graça recebemos.

    Responder
  • pedro isael honorio disse:

    A Ceia que Paulo aborda nitidamente,não tem nada a ver com o pão da padaria. Quem não comer da minha carne e beber do meu sangue não terá vida em sí mesmo. Pão e vinho,não tem nada a ver.

    Responder
  • Domingos Samuel V. Songuile disse:

    Acho isto um excelente trabslho, que Deus o cuidade ti como cuida todos
    A minha dúvida é o seguinte:
    Porque uns adoram no sábado e outros mo domingo. Não consigo explicar aos meus amigos porque a razão disso.

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Alguns pregam que o sábado pregado na Lei deve ser mantido. Outros adoram no domingo seguindo a forma que os apóstolos faziam.

      Responder
  • Domingos Samuel V. Songuile disse:

    De mais

    Responder
  • muito bom; me salvou. temos que morrer para que ele viva. disse:

    Ó VÓS, todos os que tendes sede, vinde às águas, e os que não tendes dinheiro, vinde, comprai, e comei; sim, vinde, comprai, sem dinheiro e sem preço, vinho e leite.
    Isaías 55:1
    isto se chama licença poética…comprar sem dinheiro
    apreço não tem preço….

    Responder
  • dionisio gomes disse:

    parabens pastor q o senhor continui usando vc para abencoar vidas com seus comentarios biblicos e q cada dia Deus possa lhe muito + doq ja tem….

    Responder
  • Francisco Elias Cadastro Fonseca disse:

    meu irmão amado, sou Pr. ELIAS do ministerio de Madureira e tenho sido muito edificado com os seus estudos. desejo a vc bençãos sem medidas.

    Responder
  • Diego Nascimento disse:

    Interpreto que somos a pérola de valor, Deus é o comprador, o que Ele tinha de maior valor é Jesus Cristo, que foi dado em troca de nos ter.. para que possamos esta com Ele no Reino de Deus, pois se não tivesse feito isso, nunca nos teria, pois queimaríamos no lago de fogo.

    Responder
  • Rodrigo Mota disse:

    O Processo para gerar uma pérola é muito árduo, a Ostra absorve uma pequena partícula de areia e começa a sofrer para gerar a pérola, Jesus veio a este mundo sofreu muito, para gerar a pérola de grande valor, a salvação é sim esta pérola de grande valor, ou seja Jesus, por que Jesus vem de Yeshua que siguinifica SALVAÇÂO, então Jesus é a salvação, este projeto o pai arquitetou na eternidade, um dia nós vendemos tudo o que tinhamos, vendemos a nossa razão, a nossa vaidade, o desejo ardente das coisas materiais, para conhecer a graça, passamos a conhecer o valor desta salvação, pois para nós é o Bem maior, então não trocamos, não vendemos e nem negociamos, pois esta salvação é tudo para nós, assim como Nabote não negociou a sua vinha, também não negociamos a nossa salvação pelos valores desta vida.

    Responder

Seu comentário é muito importante! Comente! Regra 1 - Seja respeitoso. Regra 2- Não aprovamos comentários de anônimos. Obs.: Todos os comentários são moderados antes de serem publicados.