O que é o dia de finados? É bíblico?

Postado por em: O que significa isso?
finados, bíblia, finados é bíblico, Dia de finados, Dia dos mortos, morte, oração pelos mortos

No dia 2 de Novembro é  feriado. Trata-se do dia de finados. Você sabe o que é o dia de finados? Bom, dia de finados também é chamado de dia dos fiéis defuntos ou dia dos mortos. Trata-se de uma data católica fundamentada na crença na oração pelos mortos.

Essa crença é baseada [na tradição] e principalmente no livro de 2 Macabeus 12. 43-46:

“Em seguida, fez uma coleta, enviando a Jerusalém cerca de dez mil dracmas, para que se oferecesse um sacrifício pelos pecados: belo e santo modo de agir, decorrente de sua crença na ressurreição, porque, se ele não julgasse que os mortos ressuscitariam, teria sido vão e supérfluo rezar por eles. Mas, se ele acreditava que uma bela recompensa aguarda os que morrem piedosamente, era esse um bom e religioso pensamento; eis por que ele pediu um sacrifício expiatório para que os mortos fossem livres de suas faltas.” (Bíblia Ave Maria)

O livro citado acima é considerado apócrifo para nós protestantes, ou seja, ele não faz parte do cânon bíblico aceito como inspirado por Deus. Os católicos crêem que os vivos tem a possibilidade de fazer algo pelos mortos, por isso acendem velas, oram por eles e até pedem perdão pelos seus pecados. Essa prática, porém, está definitivamente contrária ao que diz a palavra de Deus. Vejamos alguns textos:

“E, assim como aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo, depois disto, o juízo“ (Hebreus 9. 27). Fica claro neste texto que a morte sela todas as oportunidades dadas às pessoas. Não há como interferir na vida pós-morte. Se logo após a morte vem o juízo, como haveria possibilidade de orar para que alguém já morto fosse perdoado pelas suas faltas? Ele já não foi julgado? Orações pelos mortos são inúteis.

“e o pó volte à terra, como o era, e o espírito volte a Deus, que o deu.” (Eclesiastes 12. 7). Não existem caminhos intermediários entre esta terra e Deus. Não existem purgatório, locais de purificação e nem novas oportunidades de salvação e perdão após a morte da pessoa.

A salvação é somente pela fé em Jesus Cristo. “E não há salvação em nenhum outro; porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos.” (Atos 4. 12)Isso mostra que orações pelos mortos não tem validade para salvá-los, purificá-los ou mesmo perdoar os seus pecados. Em vida isso acontece na vida da pessoa através da fé em Cristo e do arrependimento.

“Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça.” (1 João 1. 9)O perdão se dá através do arrependimento e da confissão dos pecados, o que os mortos não tem condições de fazer. A confissão é pessoal, de modo que eu não posso confessar os pecados de outro. Cada um responde pelos seus erros e só há oportunidade de confissão enquanto há vida.

A obra de Jesus justifica totalmente os que Dele se aproximam através da fé. Não há meia salvação e nem meio perdão. “Justificados, pois, mediante a fé, temos paz com Deus por meio de nosso Senhor Jesus Cristo” (Romanos 5. 1)

Como vimos, a prática realizada neste dia está totalmente distante do que diz a Bíblia.

O que, então, nós evangélicos fazemos no dia de finados? Bom, como o feriado já está proclamado mesmo, creio que o melhor que podemos fazer é lembrar-nos do legado que os nossos falecidos nos deixaram. Seus exemplos, sua sabedoria, seu carinho, seu amor. Ir ao cemitério e deixar os túmulos dos entes queridos honradamente bem cuidados não está contrário ao que a Bíblia diz.

Oremos pelos vivos e pela sua conversão!

   

Gostou desse artigo? Receba novas postagens em seu e-mail!

Comente usando seu Facebook ou use o sistema de comentários normal no fim da página

37 comentários

  • Diego Ribeiro disse:

    Amanhã é dia dos mortos! para me não rsrss
    Amanhã estarei celebrando um que morreu! mais Ele não esta mais morte e sim vivo!! oh gloria!!
    Parabens pelo blog! abraço

    conheça meu blog http://www.dhiegoribeiro.blogspot.com

    Responder
  • EDUARDO CARNEIRO disse:

    Creio que se nos dedicarmos a orarmos por aqueles que mesmo estando vivos ainda estão mortos espiritualmente, estaremos contribuindo e ao mesmo tempo seguindo a determinação de Jesus que é a de levarmos a palavra a toda criatura para que conheçam a verdade e assim conhecendo que seja removida a pedra que ainda as mantêm no sepulcro do pecado. AMÉM.

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Verdade, Eduardo, a morte espiritual acontece ainda em vida…

      Abs!!

      Responder
  • Fernanda disse:

    Sinceramente, esperar um dia específico pra cuidar de túmulos pra mim é uma piada de muito mau gosto…

    Responder
  • Fernanda disse:

    E honrar pessoas que nos são caras e já faleceram apenas no Dia de Finados? Isso é demasiadamente um absurdo!

    Responder
  • reginaldo kolatzki disse:

    Se dia dos finados é um absurdo imagina missa do sétimo
    dia?

    Responder
    • André Sanchez disse:

      São práticas que não encontram amparo nas escrituras sagradas

      Responder
  • djanne disse:

    gostei da explicação sobre o dia de finados.

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Djanne, obrigado por ler!

      Responder
  • Jose Antonio Eliziario disse:

    jesus disse: deixe os mortos enterrarem os proprios mortos.

    Responder
  • FILHO DE DEUS disse:

    Deus é bom mas a bondade dele tem limites … Ou agente faz o que ele quer ou ele nos manda para o inferno … Cabe a cada qual escolher o caminho a seguir …

    Responder
  • Silmar Pereira disse:

    Foi muito bom a explicação. Meu marido pediu p que eu lesse na biblia se esse dia é biblico !

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Silmar, que bom que foi útil!

      Responder
  • Jailson disse:

    A paz do Senhor irmão André, sou novo convertido e estava pesquisando sobre o assunto em outros sites, e em um deles tem um questionamento em relação ao dia da morte do evangélico, onde vai o pastor e faz orações e tudo.
    Que Deus te abençoe.
    Jailson

    Responder
  • Miúcha disse:

    O que se entende por dia de finados não seria por acaso abrangente ao fato dos evangélicos que fazem visitas bíblicas a Israel e vão sempre ao túmulo vazio onde supostamente esteve o corpo de Jesus?

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Não, Miúcha, essa comemoração da ressurreição de Cristo é a páscoa.

      Responder
  • Fernanda disse:

    André, acho que entendi o que a sra. Miúcha quis dizer. Parece que ela compara a visita que o pessoal faz em dia de finados aos túmulos de seus amados falecidos à visita que os crentes fazem ao túmulo onde se acha que Jesus esteve quando morreu. Isto é como visitar mais um túmulo, só que depende do dia que a pessoa faz a excursão “bíblica”, ou seja, neste dia seria então dia de finados pra ela? É isso?

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Fernanda, acho que pode ser. Só que não foi esse fato que originou o dia de finados.

      Responder
  • Tony disse:

    Você interpreta muito de acordo com o que quer ver(ou que lhe foi enfiado goela abaixo), pois se DEUS ouviu Abraão quando este orou por “Sodoma”, porque ELE não escutaria um ente querido rezando por outro? Não tenha a mente tão fechada, pois desta mesma “Sodoma” que teria sido destrída por atos imorais, DEUS poupou duas filhas que praticaram “boa-noite, Cinderela ” seguido de incesto.

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Tony, rezar por alguém que esteja vivo é bíblico, rezar por mortos, buscando qualquer benefício a ele não é bíblico.

      Responder
      • Tony disse:

        É uma maneira de interpretar, mas devemos acreditar no amor e compreensão de DEUS e interpretar os textos com uma mente aberta e atual, pois se formos viver levando o biblíco ao da letra e apenas fazer o que estaria nas escrituras, devemos bancar os ignorantes perantes ossos de dinossáuros(os répteis gigantes lá citados coexistiram com o homem), esqueletos de hominídeos(jamais é citada uma mudança nas caracterícas do “homem” criado por DEUS), ignorar a era do gelo e, para não citar diversos outros elementos em ordem cronológica, deveríamos estar tendo está conversa?Pois a internet não citada na biblía, é? Pense bem, para esta questão e ‘briguinhas” das igrejas a respeito do que é ou não é biblico(tratando-se de coisas não prejudiciais), penso que cabe muito bem o:
        “Por que você repara no cisco que está no olho do seu irmão, e não se dá conta da viga que está em seu próprio olho?”
        Mateus 7:3
        Pois, adiantando a reposta da pergunta sobre internet, creio que os amishs mais fervorosos diram que não.

        Responder
        • André Sanchez disse:

          Tony, a Bíblia é sim um livro atual. É óbvio que ela não contém tudo sobre todos os assuntos. Porém, os princípios que advém dela nos dão direção em qualquer tempo e qualquer época. O problema são pessoas que são leitores superficiais da Bíblia e tentam fazer teologia com sus superficialidade.

          Responder
          • Tony disse:

            Seria o povo amish apenas leitores superficiais da Bíblia? Ou tal resposta cabe para qualquer argumento que vá de encontro com suas crenças/necessidades e para o qual você não tenha respostas? Pois você usou Hebreus, Eclesiastes, Atos e João para argumentar contra o dia de finados, mas esqueceu que Jesus disse:

            8 Pois todo o que pede, recebe; e quem busca, acha; e ao que bate, abrir-se-lhe-á.
            9 Ou qual dentre vós é o homem que, se seu filho lhe pedir pão, lhe dará uma pedra?
            10 Ou, se lhe pedir peixe, lhe dará uma serpente?
            11 Se vós, pois, sendo maus, sabeis dar boas dádivas a vossos filhos, quanto mais vosso Pai,
            que está nos céus, dará boas coisas aos que lhas pedirem?

            Então, se alguém for ao cemitério no dia de finados e orar:

            “Senhor, peço-lhe que cuide da minha filha…..”

            Ou:

            “Meu querido, pedirei a Deus que cuide de você…”

            DEUS não ouvirá, por não poder “intervir na vida pós-morte”( Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que morra) e por “logo após este vir o juízo”, sendo que Jesus ressuscitou Lárazro a pedido das irmãs dele e muitos outros? Este mesmo Jesus que ressuscitou mortos a pedidos de outros nada poderia fazer pela alma de um ente querido? DÚVIDO!

          • André Sanchez disse:

            Tony, Deus concede pedidos que estão de acordo com sua vontade. Todos já pediram coisas a Deus que não foram concedidas. Por quê? Por que não estavam de acordo com a vontade de Deus. As doutrinas referentes ao dia de finados como oração para salvação de quem já está morto estão em desacordo com a doutrina bíblica.

          • tony disse:

            Orarei por sua alma no dia do Juízo Final, pois enquanto o DEUS da Bíblia é amoroso:

            “8 Pois todo o que pede, recebe; e quem busca, acha; e ao que bate, abrir-se-lhe-á.
            9 Ou qual dentre vós é o homem que, se seu filho lhe pedir pão, lhe dará uma pedra?
            10 Ou, se lhe pedir peixe, lhe dará uma serpente?
            11 Se vós, pois, sendo maus, sabeis dar boas dádivas a vossos filhos, quanto mais vosso Pai,
            que está nos céus, dará boas coisas aos que lhas pedirem?”

            “Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que morra, viverá;”

            “Jesus, pois, quando a viu chorar, e chorarem também os judeus que com ela vinham, comoveu-se em espírito, e perturbou-se”

            “Jesus, pois, comovendo-se outra vez”

            e ouve pedidos do tipo:

            “Disseram então os judeus: Vede como o amava.”
            “Mas alguns deles disseram: Não podia ele, que abriu os olhos ao cego, fazer também que este não morreste?”
            “E mesmo agora sei que tudo quanto pedires a Deus, Deus to concederá”,

            O seu deus(minúsculo para não ofender o SENHOR) está preso a uma interpretação varia que “religião” para “religião”(tal como a tecnologia para os amish, finados e afins…) e picuinhas das mesmas.

          • André Sanchez disse:

            Já ficou claro a todos que você distorce o que argumento, então, pra mim, posto todos os argumentos, encerro minha participação com você

  • Tony disse:

    Há fundamento bíblico para programas como “Fazenda”, pastores comprado jatos de 54,4 milhões e/ou passando conta de banco na tv, sendo este paga R$10milhões para estar no horário nobre (somas que poderiam ajudar muita gente)? Ah, em: “Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria” (II Coríntios 9:7), o fato dos homossexuais serem dispensados durante 3 anos teria algum fundamento bíblico? Como você tem profundo conhecimento e não deve ter o que esconder, acredito não só irá publicar meus comentários, como irá refutá-los.

    Obs.Não sou católico nem evagélico, pois creio que todos devemos ser apenas cristãos, e fora o fato de tais igrejas não terem “fundamento nas escrituras”, não suporto hipocrisia.

    “Tais ensinamentos vêm de homens hipócritas e mentirosos, que têm a
    consciência cauterizada”
    1 Timóteo 4:2
    “Cuidado com os falsos profetas. Eles vêm a vocês vestidos de peles de ovelhas, mas por dentro são lobos devoradores.”
    Mateus 7:15

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Tony, os desvios de boa parte de alguns evangélicos não tem fundamento bíblico. Esses não podem ser considerados verdadeiros cristãos e suas pregações não podem ser consideradas com vindas de Deus.

      Responder
  • Tony disse:

    Sim, mas os incestos bíblicos também não podem ser considerados como vindos de DEUS e/ou bíblicos, ou seriam estes atos mais toleráveis que rezar um por ente querido?

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Tony, você poderia ser mais exato citando sobre qual citação da Bíblia está falando? Digo isto porque na Bíblia nem tudo é mandamento. Existem citações de situações também. Não podemos confundir.

      Responder
  • Tony disse:

    Já citei tal parte no comentário acima:
    “desta mesma “Sodoma” que teria sido destruída por atos imorais, DEUS poupou duas filhas(filhas de Ló) que praticaram “boa-noite, Cinderela” seguido de incesto.” Ah, vi que você usa calendário no sistema de comentários e, tendo em vista que ele foi criado por pagãos e homenageia deuses pagãos, não seria isto uma blasfêmia/idolatria?Fora o fato de usar diversas imagens no site, incluisive a de virgem Maria com Jesus(claramente inspirada em Isis e Hórus).

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Tony, Leia todo o contexto da história de Ló e veja se Deus aprovou ou não aquele ato. Sobre o calendário, não há problema algum. O tempo é criação de Deus. O diabo não cria nada. Sobre imagens, o erro apontado pela Bíblia é adorá-las.

      Você precisa parar de tentar fazer manipulação do texto bíblico usando-o fora de contexto. Essa técnica é bem fraca e qualquer leitor mais-ou-menos da Bíblia percebe isso em seus comentários.

      Responder
      • tony disse:

        Não é Questão DELE ter aprovado ou não, mas da contradição e falta de lógica:
        Destruir uma cidade inteira de “pecadores”, mas salvar filhas que irião cometer “boa noite cinderella” seguido de incesto? Diga onde na Bíblia ELE puniu tais atos?
        Quanto ao caléndario, além de eu nunca ter citado o diabo, mas sim deuses pagãos, teria DEUS criado o tempo afim de que ele servisse para homenagear deuses pagãos, ou esta é mais uma reposta que vem acalhar com suas necessidades/contradições? Penso que seja este o caso, pois o povo judeu não faz uso desse caléndário. Sobre as imagens, esse é outro argumento usado para empurrar crenças goela abaixo, pois esse mesmo DEUS mandou Moisés pôr uma serpente milagrososa sobre uma haste, não é? Meu conselho é o seguinte, não tenha a mente tão fechada, pare de sempre refutar algo que você não tenha resposta com omissão e ar de superioridade, pois além de tais atos serem desprezados na Bíblia, meus argumentos não são fora de contexto nem tratam-se de tentantivas de manipulação, pois são usados por povos cristão que existiam muito antes de você nascer(ex. Amish e Católicos).

        Responder
  • Tony disse:

    Correção: Iriam cometer…

    Responder
  • Rosana disse:

    Parabéns pela publicação ir. André. De fato percebe-se facilmente que você é conhecedor da verdade, pois foi liberto por ela, ao invés de ficar aí à toa como muitos deturpando textos bíblicos para interesses próprios.
    Louvo a Deus pela sua sabedoria e Que Ele continue lhe abençoando.

    Responder
  • Andréa Barros disse:

    Parabéns Andre,não ligue para criticas de quem logo se vê que não conhece a biblia,Jesus foi muito criticado também pelos fariseus que diziam entender e obedecer a Deus,mas no fundo o coração estava distante da verdadeira palavra.Deus continue te usado com sabedoria.Amém.

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Obrigado, Andrea.

      Responder

Seu comentário é muito importante! Comente! Regra 1 - Seja respeitoso - Regra 2 - Não aprovamos comentários de anônimos - Regra 3 - Não publicaremos mais comentários que não tenham a ver com o tema do artigo - Obs.: Todos os comentários são moderados antes de serem publicados.