Explicando as parábolas de Jesus: O juiz iníquo

Postado por em: Explicando as parábolas de Jesus

ONDE ESTÁ?

A parábola dos talentos está registrada em Lucas 18.1-8

RESUMO DA PARÁBOLA

Nessa parábola temos dois personagens principais: Um juiz e uma viúva. A viúva tinha uma causa justa contra um adversário que não é revelado no texto. O que se vê é que ela desejava ardentemente que o juiz julgasse sua causa, fazendo justiça. O juiz a desprezou várias vezes ignorando o seu pedido. No entanto, pela insistência da viúva, e pela importunação que ela causava a ele, o juiz decide que iria julgar a causa.

Explicando as parábolas de Jesus: A parábola do juiz iníquo

EXPLICAÇÃO

O juiz dessa parábola representa o lado mais forte da sociedade. O cargo que ocupava demonstrava que era alguém muito importante e que não temia nada nem ninguém. Era poderoso e iníquo (ou seja, não era um juiz justo). A viúva representa o extremo frágil e sem recursos. As viúvas eram marginalizadas na sociedade dos tempos de Jesus, porém, essa viúva através da sua busca justa, convenceu um juiz injusto a julgar corretamente sua causa.

LIÇÕES DA PARÁBOLA

O tema central da parábola é a oração perseverante. O texto já revela isso logo no início: “Disse-lhes Jesus uma parábola sobre o dever de orar sempre e nunca esmorecer” (Lc 18. 1). A viúva é a personagem que nos mostra que devemos buscar a solução das nossas causas justas. Observe que ela não busca vingança contra seu adversário, antes, busca que o juiz dê o ganho de causa a ela, pois tinha certeza que estava correta. Isso mostra fé da parte dela. Podemos identificar essa viúva com os servos de Deus.

Deus ouve as orações e faz o que é correto. Esse juiz iníquo faz um contraste com o juiz justo, que é o Deus todo poderoso. Se um juiz iníquo ouviu uma pessoa das mais simples e humildes da sociedade, e julgou a sua causa, Deus, o todo poderoso juiz justo, não iria fazer muito melhor do que isso? Com certeza! Por isso, o texto mostra claramente essa verdade: “Não fará Deus justiça aos seus escolhidos, que a ele clamam dia e noite, embora pareça demorado em defendê-los?” (Lc 18. 7)

Deus não é demorado em responder ao clamor de seus servos. A ansiedade da viúva certamente era muito grande para ver a sua situação resolvida. Porém, precisou de vários encontros com o juiz para que ele a atendesse. Precisou ser resistente e persistente. Deus faz todas as coisas no tempo certo. A nossa ansiedade e imediatismo muitas vezes destroem a nossa persistência e a nossa fé. A parábola termina dizendo que Deus faz justiça depressa e não demorada. “Digo-vos que, depressa, lhes fará justiça.” (Lc 18. 8). Assim, se um juiz humano e iníquo consegue trazer soluções para as questões apresentadas a Ele, Deus muito mais!

Existe fé verdadeira nas orações das pessoas? A conclusão da parábola é impressionante. Jesus derruba a questão do imediatismo e mostra que na realidade o que falta muitas vezes nas pessoas é a fé. A viúva teve fé, mas muitos não têm. Com uma pergunta de efeito Jesus questiona se aqueles que vêm até Deus com suas orações serão como a viúva cheia de fé perseverante ou não. “Contudo, quando vier o Filho do Homem, achará, porventura, fé na terra?” (Lc 18. 8)

22 comentários

  • Irenita Romeiro Leoni Campos disse:

    Amei a explicação da parábola. Que Deus continui te abençoando. Me sinto como aquela viúva, com certeza Deus vai julgar a minha causa, no tempo certo.

    Responder
  • Viviane Gomes disse:

    Eu gostei muito da sua explicação, muito facil de compreender que nosso Deus continue abençoando a sua vida e de sua família fica na paz do Senhor Jesus.

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Obrigado, Viviane!

      Responder
  • Fabiana disse:

    Que bencao de explicacao!!! Deus continue o capacitando!!!

    Responder
  • sidney lopes disse:

    amei a explicação peço que ore para que Deus possa derramar essa graça de interpletação sobre minhavida

    Responder
  • Rafael disse:

    Glória à Deus. Orar, orar e orar… alicerçado na oração = crente íntimo de Deus.
    Ajuda-nos Pai a sempre te buscar e te servir em constante oração.

    Responder
  • Marcos andré disse:

    A paz do Senhor Presbítero André!! de um jeito prático e simples explicou essa parábola.Que Deus continue te abençoando.

    Responder
  • crenilte disse:

    tenho aprendido muito com esses estudos

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Que bom, Crenilte! Deus abençoe!

      Responder
  • Anderson disse:

    O seu blog é uma benção, sua explicação simples e prática é uma benção, porque temos a oportunidade de entender o que o Senhor quer nos dizer através de suas parábolas.

    Que o nosso Senhor possa continuar abençoando a você e a sua família.

    Fique na Paz!!

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Anderson, que bom que foi útil. Agradeço por ler!

      Responder
  • Dina Curty disse:

    Que explicação linda!!! Fácil de entender! Que Deus continue te abençoando e te usando para nos ensinar.

    Quando você puder, faça uma explicação de Provérbios 9

    Responder
  • Daniela disse:

    Nossa parabenss pela explicacao DEUS me deu esta palavra para ministrar hj mais algumas coisas nao sabia.. Agora aprendii que bencao..

    Deus abencoe..

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Obrigado, Daniela…

      Responder
  • Patresi disse:

    Gestos valiosos como o seu levam verdadeiramente a palavra de Deus !!!!Qie Deus continue te usando.

    Responder
  • Ricardo disse:

    Nota-se que é um homem bastante inteligente e abençoado por Deus, que o Senhor te concerve sempre assim para ajudar as pessoas entender um pouco mais a biblia e os propositos de Deus para humanidade.

    Responder
  • jader Fernandez disse:

    esse texto está falando na verdade sobre a volta do Senhor Jesus, se ele quando voltar a terra, encontraria fé em nas pessoas pelo seu retorno… é só ler o texto antes e o depois!

    Responder
  • Mardokeu lopes. disse:

    Esta explicação me ajudou muito a entender melhor o significado desta parábola. Que o Senhor continue te abençoando.

    Responder
  • rogerio francisco de brito disse:

    bem exemplicados o texto com foco central na viuva e no juiz.

    Responder
  • cristiane disse:

    amei tudo isso e verdade precisamos mais de fe

    Responder
  • Elizeth disse:

    Obrigada e que Deus continue lhe iluminando e abençando ainda mais;.

    Responder
  • Irmão Meirere Lucio disse:

    Deus continue te abençoando, você foi bem objetivo e claro.

    Responder

Seu comentário é muito importante! Comente! Regra 1 - Seja respeitoso. Regra 2- Não aprovamos comentários de anônimos. Obs.: Todos os comentários são moderados antes de serem publicados.