Quem é o devorador citado na Bíblia?

Postado por em: O que significa isso?

Se você é evangélico provavelmente já deve ter ouvido alguém falar a respeito do devorador. Muitas igrejas pregam a respeito desse ser. Algumas corretamente, outras, por falta de conhecimento bíblico, erroneamente, trazendo ao povo confusão e engano.

ONDE ESTÁ O DEVORADOR NA BÍBLIA?

O que é devorador?

O texto mais famoso citado para falar a respeito do devorador é Malaquias 3. 11, que diz:

“Por vossa causa, repreenderei o devorador, para que não vos consuma o fruto da terra; a vossa vide no campo não será estéril, diz o SENHOR dos Exércitos.”

Esse texto é a continuação de Malaquias 3.10, o tão famoso texto que fala a respeito de dízimos no Antigo Testamento. Um bom grupo de pessoas diz que o “devorador” mencionado nesse texto é um demônio que destrói as finanças daqueles que não dão os 10%, ou seja, que não são dizimistas. As pessoas que pregam nessa linha trazem ameaças de destruição financeira aos seus ouvintes se os mesmos não forem dizimistas fieis.

O DEVORADOR É MESMO UM DEMÔNIO?

A resposta é não! Os que afirmam que esse devorador citado no texto é um demônio, no mínimo, faltaram em algumas aulas de interpretação da Bíblia. A primeira coisa a sabermos é que no Antigo Testamento, a aliança que vigorava era uma aliança baseada na obediência. Se o povo fosse obediente às leis de Deus seriam abençoados. Essas bênçãos eram visivelmente mandadas em forma de paz e boas colheitas e prosperidade. Se fossem desobedientes, seriam amaldiçoados. Falta de paz e colheitas ruins estavam em vista aqui. (Deuteronômio 28). Em uma das ameaças de maldições em suas colheitas, que Deus manda ao povo através do profeta Joel, vemos que: “O que deixou o gafanhoto cortador, comeu-o o gafanhoto migrador; o que deixou o migrador, comeu-o o gafanhoto devorador; o que deixou o devorador, comeu-o o gafanhoto destruidor.” (Joel 1. 4). Uma maldição que tinha em vista a destruição da lavoura.

O texto de Malaquias 3. 11 diz a mesma coisa: “Por vossa causa, repreenderei o devorador, para que não vos consuma o fruto da terra; a vossa vide no campo não será estéril, diz o SENHOR dos Exércitos.”. Esse devorador certamente se tratava de um tipo de gafanhoto altamente destrutivo ou outro “bicho” que acabava com as plantações (que eram a base da economia do povo de Israel). A ação devastadora desse “ser” acabava com a prosperidade do povo em pouco tempo atacando suas lavouras.

Quando o povo era obediente a Deus e cumpria a Sua lei, que no caso desse texto é a lei de dizimar, Deus abençoava suas colheitas e negócios. Esse é o sentido desse texto. Assim, não faz sentido usar esse texto para afirmar que o devorador era um demônio ou coisa parecida. Nem faz sentido ameaçar as pessoas hoje em dia com esse devorador.

155 comentários

  • Fabio Silveira DE Faria disse:

    O devorador pregado na maioria de nossas igreja pentecostais é um animal todo especial, pois em acordo com as explicações miraculosas feitas a seu respeito, a impressão que fica é a de que ele se alimenta unicamente dos neurônios das pessoas que acreditam nessas explicações.

    Responder
    • André Sanchez disse:

      kkkkkk…. boa!

      Responder
      • marino rodrigues da silva disse:

        eu peço permissão para entrar na conversa sobre ser os gafanhotos ou não e sim o demônio a destruir as lavouras de trigo e outras culturas da época.e ele é tão maldito, eu não quis por o acento mas o sistema acusou e tive que por.os gafanhotos atacavam outras terras alem das dos judeus,mas com relação a palavra de deus no entendimento dos judeus por acreditar num único deus ,ate por que se você for la em jó deus deixou o diabo tirar tudo de jó menos a vida então faltou tudo pra jó água, comida devido aos ataques de pestes ,pragas daninhas etc ,tudo vindo sem ter ele causado a desobediência a deus. se os gafanhotos ou outros insetos destroem as lavouras isso pode sim ser uma maldição caso contrario deus com seu poder e gloria ,mudaria a rota dos insetos para outros povos de muitos deuses,mas ele querendo castigar não o faz mas sim libera o demônio para tal tarefa então nos dias de hoje falando espiritualmente o inimigo pode sim devorar seu salário que é a forma de você colher o fruto da terra pense bem amigos .de uma forma ou de outra os gafanhotos tem que comer para se cumprir os planos de deus seja na minha plantação que sou fiel ou na plantação do injusto que adora outros deuses ,mas o reino de deus é como as águas dos rios ha peixe bom e peixe ruim ,tudo que vier de ruim na sua vida ,bater o carro,perder dinheiro esta relacionado na desobediência e nos cuidados com as coisas. só o fato de você ser organizado com tudo já é de deus e a desordem é do diabo independente do pastor ser dramático ou não ajude a obra sinta esse prazer no coração com alegria como paulo disse.claro que 80%da grana muitas igrejas gastam atoa com luxo e tudo mais,mas não são todas,tem muito homem e mulher de deus por esse mundo afora sendo usado para o bem do próximo como ensina o senhor jesus QUEM QUIZER TROCAR IDEIAS COMIGO É SO ME ACEITAR NO FA [email protected]

        Responder
        • Claudio disse:

          Deus de israel devemos usar D maiúsculo e não minúsculos….

          Responder
          • Rafael disse:

            Puts…

        • mário disse:

          Olá,marino,tudo bem ? concorco com voçê,entretanto e os ricos e milionário que não são dizimistas, esses devores não vão dar uma atacadinha só leve nas suas colheitas ?

          Responder
    • Carlos Erivan da Silva Faria disse:

      Bom dia todos irmaos que vao ler os comentarios,estao sendo feito sobre o Dizimo Jesus disse eu vim trazer o reino de Deus, certo todo Reino voce paga tributo,Primicias e o primeiro, segundo dizimo Jesus disse que veio nao para revogar velho testamento mais cumprir, e ele disse que se nos o amamos deveriamos fazer a vontade do Pai, quem e o Pai do Velho testamento e o mesmo do novo testamento,Quando voce da primicia em Proverbio diz Honra sr com a primicias de toda tua renda e se encherao teus lagares e Honrar o sr do Reino que voce pertençe Dizimar faz parte da honra ao sr do Reino,isto tudo deve ser feito por fe, demonios existem sim

      Responder
      • luci disse:

        vamos viver sobe a lei da antiga aliança? cumpra a lei da circuncisão !

        Responder
      • Wagner Bruno Da Fonseca Fonseca disse:

        JESUS cumpriu a LEI,p.pagar o pecado do mundo,ELE não poderia agir contra a LEI da época,depois de sua morte,a LEI passou a ser o AMOR(TBM ERA NAQUELE TEMPO)Hoje as pessoas preferem dar uma coisa p.a igreja do que ajudar ,inclusive pessoas da sua família.(E.T.A LEI ESCRITA ELES TENTAVAM SEGUIR,MAS NÃO TINHA NADA NO INTERIOR).AÍ DE VÓS FARISEUS HIPÓCRITAS QUE FAZ ISSO E AQUILO..MATEUS 23.23.(O problema que a maioria lê só o que interessa,e muitos sabendo disso,ganha grana encima dos preguiçosos que não querem ler a bíblia)

        Responder
      • IZIAIAS disse:

        BOA ODIZIMO NAO E DA LEI SIM ANTES PARAABENS POR DEFENDER O VELHO TESTAMENTO

        Responder
        • irmão Gaio disse:

          A Paz irmão Izaías, se Jesus não veio revogar a Lei, então você deverá guardar o sábado, se circuncidar, não comer de porco, dar dízimo da agricultura e pecuária e não em dinheiro; enfim, observar todas as Leis que estão em Êxodo, Números, Levítico e Deuteronômio; cumprir os 613 preceitos da Lei de Moisés. Confira se o dízimo não é Lei, lendo os versículos abaixo:
          Também todas as dízimas do campo, da semente do campo, do fruto das árvores, são do SENHOR; santas são ao SENHOR (Levítico 27:30)
          Estes são os mandamentos que o SENHOR ordenou a Moisés, para os filhos de Israel, no monte Sinai. (Levítico 27:34)

          E os que dentre os filhos de Levi recebem o sacerdócio têm ordem, segundo a lei, de tomar o dízimo do povo, isto é, de seus irmãos, ainda que tenham saído dos lombos de Abraão. (Hebreus 7:5)

          Responder
      • Ronelle disse:

        Jesus morreu em vão? o sangue de Jesus só nos livra em parte das maldições? A contribuição desde abraão foi feita não por medo do devorador ou busca de prosperidade mas sim por que melquisedeque além de ser obediente a Deus precisava de provisão e abraão tendo um coração moldado por Deus repartiu aquilo que Deus já tinha prosperado em sua vida, em toda a vida de Abraão ele só dizimou uma vez, hj em dia os pastores vivem ensinando o medo ao devorador e as pessoas nunca são transformadas e moldadas por Deus para darem por amor e pra uqe sirva de mantimento para aqueles que não tem muito ou nada. demonios existem e esta comprovado na biblia meu amigo mas a autoridade maior é Jesus porque aquele que conhece a Jesus entrega a sua maior contribuição que é a propria vida. base biblica Galatas cap.3 e 4

        Responder
    • josé carlos disse:

      dízimo
      (latim decimus, -a, -um, décimo, décima parte)
      s. m.
      1. Décima parte. = DÉCIMO, DÍZIMA
      2. Contribuição avaliada na décima parte de um rendimento. = DÉCIMA, DÍZIMA
      3. Contribuição que a Igreja Católica exigia dos fiéis, e que consistia na décima parte dos frutos que colhiam.
      4. Antigo imposto de pescado cobrado pela Guarda Fiscal. pra vc e outros agora é grana??????

      Responder
  • Jaime Alves disse:

    É mais uma interrogação do que uma exclamação:

    Não poderia de forma mais branda aludir estes devoradores como uma analógica metáfora para os dias atuais?

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Não. Não existe aplicação metafórica desse texto para os dias atuais, pois, sob a nova Aliança de Cristo, a aliança da graça, as maldições da Lei não são aplicáveis aos servos de Deus que estão em Cristo.

      Abs!

      Responder
      • José Ricardo Ferreira Netto disse:

        Parabéns André Sanchez, por primar pela correta interpretação bíblica. Outra coisa: um texto bíblico não pode ter significado diferente daquele que teve para os destinatários originais. Para que o texto fosse metafórico, seria necessário uma confirmação no NT, o que não há!

        Responder
      • apostolo Ricardo de Jesus disse:

        Desculpa amigo, mais você precisa de estudar as coisas espiritual mesmo, olha apalavra do Senhor e bem claro e objetiva em tudo, esses veciculo citado são ex.de o devorador, destruidor cortador, são mesmo demónio verdadeiro, o Senhor colocou esse texto baseado na forma espiritual, que apessoa não dar o Dizimo será amaldiçoado, pq, pq existem uma forma de dar esses tres espirito demoniaco os dizimo deles, vc pode mim pergunta, como assim, o dizimo deles , são cerveja,prostuição,droga,cigarros,cachaça, oferenda etc, esse são sim os dizimo de satanas, quando fazem oferenda eles começa agir de uma forma estrategico para desfalecer apessoa que estar sendo ategido pelo tres espirito, dai o devorador trabalha na forma tirando tudo dele oque ele tem, eo migrador trabalha na forma de coloca-lo como medigando um a outro precisando de ajunda finaceira e não consegue vencer, eo cortador eo mesmo trabalho do devorador ele agi em forma de cortar os projetos de vidas da pessoa deixando ao fundo do poço colocando até mesmo ao suicidio para leva-lo ao inferno, por isso meu amigo que não e mito e verdadeiro eles sou sai da vida de uma pessoa nem em jeju e nem oração , sou sai da vida de uma pessoa dando o Dizímo a casa do Senhor, a palavra do Senhor nos ensina a ler não como Historia e sim aprender enteder e colocar em pratica as coisas espiritual.ass:mestre e professor Apostolo RICARDO de JESUS QUE DEUS ABÇÕES E TER GUARDE E QUE O SENHOR TE DER MUITA SABEDORIA ESPIRITUAL. [email protected]

        Responder
        • André Sanchez disse:

          Mestre e professor apóstolo Ricardo de Jesus, acho que você está querendo tirar do texto aquilo que ele não diz. Por favor, me apresente a base bíblica para essas conclusões que você colocou nos comentários.

          Abs!

          Ass: André Sanchez, nada mais do que um servo inútil.

          Responder
          • Josias disse:

            Servo Inutil não meu querido…. rs .. servo bem util para abrir os olhos de quem quer!

            Não havia pensado desta forma como aplicou neste texto, embora ja acreditava não se tratar de um demonio… Obrigado!

          • André Sanchez disse:

            Obrigado pelo comentário, Josias!

            Abs!

          • andre disse:

            uma coisa eu sei esse apostolo ai matou muitas aulas de portugues

          • SENTTNL@ disse:

            Amigo(irmão),como esse tal “apóstolo” falou incoerências biblicas,ô sujeito mais sem noção e místico.E pensar que eu já fui dessa maneira,pregava para o coitadinho do irmão que se não devolvesse o dízimo,o devorador ia acabar com tudo o que ele tinha(quando na verdade já não tinha quase nada).Era uma pessoa infeliz,e achava que estava fazendo a obra de DEUS,quando na realidade praticava a obra de uma religião.Hoje contribuo,mas com alegria,não por coação psicológica. “Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria”. 2 Coríntios 9:7

            “Vós sereis meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando”. João 15:14,(não o que a lei,os fariseus e judaizantes modernos mandam,pois os próprios são inimigos da cruz”Porque muitos há, dos quais muitas vezes vos disse, e agora também digo, chorando, que são inimigos da cruz de Cristo”, Filipenses 3:18), [email protected],paz!

          • Elilson disse:

            Bom então cumpra o que diz em atos entregue tudo as pes dos apostolos, ou nao diz isso a palavra, nao quer entregar o dizimo como vc pensa entregue tudo como a igreja primitiva fazia, falar de amor, bom isso parece sr amor ao Senhor, agora me diz vc está sujeito a entregar tudo o que vc tem? nao estamos aqui pra julgar coisa que acontece hoje dentro das igrejas uma querendo mostrar umas para as outras que é a certa e vc nunca achará, porque o Único que é verdadeiro e correto é Cristo e temos que olhar para ele, o que importa é que Cristo seja pregado e vidas sejam salvas e nao ficar discutindo doutrinas. A pessoa entrega o seu dizimo amem se ela nao entrega amem nao devemos julgar ninnguem é a pessoa com Deus se guarda dias se guardo festividades seja obediente e pessa revelação ao Espirito Santo.

        • Josias disse:

          Desculpa ai irmão!

          Me diga onde tu é mestre e professor para eu passar o mais longe possível!!! Fora a heresia, o português ta dificil de compreender!

          Apostolo??? ok!

          Pois deverias ensinar a verdade bíblica e não um pensamento particular ou senso comum errado.
          Outra coisa, este negócio de falar que tudo é demonio é uma teologia estranha. Não é biblico. Existe o ego do ser humano, existe o livre arbítrio e uma série de fatores que faz o homem errar e agir de forma “monstruosa”, que não tem nada a ver com demonios.

          Voltemos ao evangelho de Jesus, a nova aliança. o AT é para conhecimento da história, é base biblica, nós precisamos viver pelo Novo testamento de Jesus Cristo e não distorce-lo!!!

          Se quiser ser mestre, seja humilde. Jesus, o maior dos mestres, o perfeito, nunca saiu divulgando seus titulos. Ele era reconhecido como a pessoa que era, não por titulos humanos!

          Em Cristo,

          Josias, servo e adorador.

          Responder
          • Carlos Erivan da Silva Faria disse:

            Josias voce e servo e adorador,deveria ter temor de Deus ao escrever tais bobagens de teu irmao que voce nao conhece,percebi que voce e uma pessoa culta ao julgar o que ele escreveu,porem Deus olha o coraçao dele ele esta defendendo a Fe na palavra que ele aprendeu , ti amo em Jesus meu irmao que Deus cuide de todos os detales que ,voce se encontra neste momento

        • ygor disse:

          só Deus na causa desse povo que inventa essas cousas para tirar dinheiro do povo.devoradores é esses que rouba as lãs e as gorduras das ovelhas para apascentar a sir. essa historia dos gafanhotos é muito fácil de entender porque em apc 10:10 Deus ta dizendo que os gafanhotos são exército que irão devorar aqueles que ñ tem o selo de Deus e eles vão chamar a morte e não vão encontrar….os gafanhotos são exercito de Deus meu povo não demônios esses falsos pastores inventar coisas

          Responder
        • Wagner Bruno Da Fonseca Fonseca disse:

          Á partir de Êxodo 20 foram dadas as LEIS p.ISRAEL,perfazendo-se 613 LEIS.O sr.segue dez,onze,603 ou 613 mandamentos.(DEZ SÃO MANDAMENTOS DE DEUS,MAIS 603 P.A NAÇÃO ISRAELITA).o SR.JÁ CIRCUNCIDOU,JÁ MATOU UM CORDEIRO,JA LEVOU OFERTA A JERUSALÉM?

          Responder
        • wagner bruno da fonseca disse:

          Se o senhor ler Deuteronômio 14.22a29,verá que dízimo nunca foi dinheiro.

          Responder
        • Rogerio Lázaro disse:

          Prezado apostolo Ricardo de Jesus, depois de ler atentamente seu comentário com a minha Bíblia aberta eu acabei chegando à seguinte conclusão a respeito do seu entendimento do assunto:

          KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

          Responder
        • Mirelle Mirão disse:

          EM NOME DE JESUS, VAI LER A BÍBLIA!

          Responder
        • eduardo disse:

          Concordo!

          Responder
        • Ricardo disse:

          Mestre, apostolo, professor, etc; qual o lugar que o senhor dá as suas aulas ? Prometo que jamais me matricularei lá.

          Responder
      • Rene Italo disse:

        Bom dia.
        Estou acompanhando seus estudos a algum tempo.
        Vejo que vc e um homem sabio. Mas me explica uma coisa.
        Voce fala que não D-us no velho testamento tratava as pessoas de uma forma que elas tinham que ser obedientes, e que agora nos vivemos no novo testamento. Bem vi um comentario seu solicitando que o Ap. Ricardo de Jesus te mostra-se na biblia base para aquilo que ele ta dizendo.
        Pois bem.
        Gostaria que vc me mostra-se apenas 1 versiculo seja ele o mais fora de contesto se tive, mas apenas 1 versiculo que a 1 aliança ela e velha. Aquilo que vcs chamam de Velho testamento a palavra diz que e novo.
        Pois a propria palavra diz que: A palavra de D-us se renova todos os dias.
        Como uma coisa que se renova pode chega a ser velho.
        Pois bem. A primeira aliança de D-us com o homem e tao nova quanto a segunda. E como e uma alinça Deus nao vai desconsidera aquilo que Ele disse na primeira.
        Voce André e um homem sabio estudioso. Tome muito cuidado com aquilo que vc fala ou tenta ensinar. Pois isto sera cobrado de vc. Nao cometa o erro de achar que so por vivemos sobre a Graça que tudo esta bem. Cristo prestara conta de cada um de nos. Quanto ao dizimo. D-us nao precisa do meu dinheiro ou so seu dinheiro. Mas ele testa no nosso amor com aquilo que o ser humano mais ama. A onde esta o seu coração ai estara o seu tesouro. Pessoas avarentas nao podem dizer que tem D-us em primeiro lugar. Quando uma pessoa entrega o seu dizimo ela esta dizendo a D-us. Senhor a primicia do meu coração e para ti, eu te amo de toda a minha alma de todo o meu coração.
        Lembre-se D-us esta em busca de verdadeiros adoradores. Adoradores que o adore em espirito e em verdade.
        Ficarei muito feliz de te mostra na palavra tudo aquilo que acabo de escrever.
        E caso vc ache algum teste que diz que a 1° alinaça e velha por favor me mostre ficarei muito feliz de rasga e queimar a minha biblia.

        Mas quanto ao que escrevi posso te mostra varios testos que a palavra me de respaldo.

        Responder
        • André Sanchez disse:

          Rene, faça a leitura de toda a carta aos Hebreus e estude-a e você entenderá o que estou falando. A primeira aliança foi transitória e apontava para a segunda, que a aliança de Cristo. Por isso, diversas leis não são mais praticadas, pois não são mais necessárias.

          Responder
        • mário disse:

          Amado irmão Rene, você esta correto é verdade o dízimo é uma atitude de amor ao nosso Deus,todavia o que eu não concordo é o pastor e sua familia tendo do bom e o melhor atraves dos dizimos e ofertas, enquanto uma boa parte dos dizimistas sofrem em razão das condições financeiras não subrir suas necessidades básicas e de suas famílias ou seja temos lideras de igrejas evangélicas com patrimonios milionários… é justo,Deus qur isto ?

          Um forte abraço e fica com Deus.

          Responder
      • Adriano Fernandes Melo disse:

        Parabéns , pr mim hoje muitos devoradores são Bispos ,Apostolos ,Pastores e outro lideres religiosos que devoram os dinheiro dos fiéis e deixam os nececitados a deriva, não ajudam viuvas ,orfãos e doentes , esses sim são devoradores modernos

        Responder
      • Pr.Jayjairo Castelo (@prcastelo) disse:

        Na nova aliança Jesus disse que a nossa justiça deve exceder a dos escribas e fariseus

        Responder
  • Uellington Pimentel disse:

    Algo que acho muito interessante é que Deus não criou a bíblia somente para ser entendida pelos sábios e cultos, mas sim, para aqueles em que pela fé em Cristo, sejam alcançados pelo Espírito Santo que nos revela a sua vontade na mesma! Reconheço que afirmar que o devorador seja um demônio seja algo embasado. Mas não podemos negar que estas bênçãos e constrangimentos não sejam para o dia de hoje? A verdade é que o dízimo é bíblico e isto desde o período de Abraão! Mas se hoje não trabalhamos com lavoura, alguns podem entender que através desta palavra anterior, não se haja necessidade de dizimar! Gostaria que enfatizasse um pouco mais sobre isto! E esta abertura das janelas dos céus?

    Responder
    • Jussa Jo disse:

      Amen,Deus te abençoe muito mais pela rica sabedoria insperado.

      Responder
    • Wagner Bruno Da Fonseca Fonseca disse:

      o dizimo é bíblico,a circuncisão é biblica,Deus mandou construir uma arca é bíblica,os 613 mandamentos dados aos israelitas(não é israelenses)são bíblicos,Quais destes os evangélicos cumprem?

      Responder
  • Georges disse:

    Puxa, até que fim achei alguém que concorda comigo.
    Devorador, migrado etc., não têm nada a ver com dízimo!
    E mais – Malaquias foi escrito para os sacerdotes, logo, ladrões eram os sacerdotes. Quem se arvora em sacerdote hoje em dia precisa ler Malaquias 1:6,7; e 2:1, 7, 8 antes de jogar 3:10,11 sobre o povo.

    Responder
    • Ricardo Leandro disse:

      Opa meu irmão, Malaquias foi escrito para o povo de Israel em geral, claro que com as suas repartições, até o capítulo 2 no verso 9 foi direcionado para os sacerdotes, daí em diante para o povo. Os sacerdotes não dizimavam se vc não se lembra, eles não plantavam.. Deus te abençoe meu querido..

      Responder
  • Calixto disse:

    No meu limitado entendimento, o dízimo não é mais devido e sim apenas ofertas, vide apóstolo Paulo a respeito do processo de semeadura.

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Calixto, nos moldes da Lei no Antigo Testamento não há mesmo aplicabilidade do dízimo. Porém, o dever de contribuir para a obra ainda é do povo de Deus. E os 10% é um bom referencial para uma contribuição justa, mínima e proporcional. Mas, para falar a verdade, deveríamos fazer bem mais.

      Abs!

      Responder
    • Hell disse:

      não é certesa mais creio eu que os dizimos antigamente se baseavam em arrecadar este dinheiro para ajudar os necessitados por que jesus disse “dai de comer a quem tem fome e dai de beber a quem tem cede” e dis tb “se vc tiver duas tunicas de uma para seu irmão que não tem ……..
      ressumindo ele apelo para o senso de bondade das pessoas mais com a globalização do capitalismo muitos que talves quisessem se aproveitar da boa fé das pessoas viram um mercado bem lucrativo não é atoa que no brasil a criaçao de muitas igrejas evangelicas deram o parecer de que se vc quer ter dinheiro facil sem ter que trabalhar só tem dois modos primeiro fundar uma igreja evangelica segundo ser politico.

      Responder
      • André Sanchez disse:

        Hell, você está confundindo o dízimo no Antigo Testamento com o Novo Testamento. Os dízimos no Antigo Testamento não serviam somente para ajudar necessitados.

        Abs!

        Responder
    • Pinheiro disse:

      “Ofertar” é outro nome que se da para “dizimar”

      Responder
  • AdelinoGoiano disse:

    É impressionante as reviravoltas que as pessoas fazem para justificar e negar o dizimo, confunde graça com benção e maldição, QUEM ESTA EM CRISTO É NOVA CRIATURA, dizimo não salva, mas, demonstra o amor que você tem pela obra missionaria de Cristo. Todos que falam mal do dizimo, torce o nariz nas passagens da Igreja primitiva que doava todas as suas posses a favor do Reino, não quero ser hipócrita eu não fiz isso em integralmente, mas dizimo eu faço e sou feliz com isso, as coisas materiais já não faz mais sentido para mim, Jesus é o meu alvo, sou feliz por pertencer ao seu Reino, dizimo não compra, não paga, mas é para mim uma demonstração para com o meu PAI (JESUS), eu o adoro com minhas bênçãos, VOCÊ NÃO QUER DIZIMAR, NÃO DIZIMA, O DINHEIRO É SEU, o reino não vai ser tirado de você, TEM ALGO QUE NOS SEPARARÁ DO AMOR DE DEUS? Nada dessa vida vai impedir de eu o adorar, “Se ele quisesse sacrífico eu o daria”, mas ele só quer um coração contrito e obediente, não sei se eu sou, mas não vou perturbar com isso, mas esperar pacientemente que ele venha me buscar, enquanto isso eu o adorarei com que ele me der à mão.

    Responder
    • Milton disse:

      Olá amados a paz a todos…
      Quando entendermos que natureza Divina e aliança são coisas diferentes, fica mais fácil relacionarmos com o ser
      magnífico que ele é. Bem diferente do conceito apregoado por aqueles que manobram a palavra ao seu bel prazer.
      Natureza Divina é o que ele nos já revelou.
      Ex: Quando ele diz algo de sua natureza isso é, revela seu caráter, então é para todo o ser racional.
      Já a aliança, não faz parte da sua natureza pois pode ser somente pessoal, territorial, nacional, ou universal.
      Deus pode fazer aliança com uma pessoa específica baseado em algo que ambos propõe entre si e aceito só entre eles mas que pode não servir para outro.
      Vejam a expressão na aliança condicional proposta por Jacó. O Senhor será o meu Deus (Gn.28:20-21)
      (Gn.12) Deus ao chamar Abrão, propôs uma aliança em que ambos formariam uma nação Teocrática com fronteiras demarcadas, leis próprias, exército e sistema tributário específico para por meio dela trazer salvação ao mundo.
      Como toda nação necessita de uma organização, Deus seria o organizador da mesma ao seu modo.
      Estranho, quando a nação estava de posse da terra pediram um Rei nacional, Saul foi apresentado e o Senhor foi rejeitado na pessoa de Samuel. (1ºSm.08:07-08)
      Agora leia com atenção, o testemunho que ele da dos tributos terrenos. (1ºSm.08:09-18) atente para o (v.18)
      Deus não apóia o sistema tributário costumeiro dos Reis da terra pois os mesmos são opressores e coloca o ser humano sob um jugo pesado principalmente na atualidade, pois são baseados em moeda que é a raiz de toda injustiça e corrupção conforme a parábola de Jesus.(Lc.16:09)
      Quando Jesus ordenou dar o tributo de Cesar foi um exemplo de cumprimento a lei que imperava e também poupar o tributado de ficar vendido sob penhora do Rei local.
      Resumindo pois o assunto é vasto.
      Na trajetória do deserto Deus foi organizando a nação com leis , alianças diversas nacionais e abrangentes.
      Entre elas um estatuto de lei de caráter social e específico a nação baseados em 10% do fruto da terra administrado e recolhidos pelo agricultor e 10% das crias dos animais administrado e recolhidos pelo pecuarista.
      Observem (Dt.14:22-29)
      Ao final da trajetória já perto da entrada na terra de Canaã. Esse estatuto de lei já estava pronto e devidamente regulamentada para ser aplicada assim que tomassem posse da terra.
      Como era um estatuto de lei regulamentada ou seja, orientações de como ser executada, note que a mesma contém regras de quem deve administrá-la, donde ser tirado, quanto ser tirado, e a quem ser destinado e seus períodos determinados.
      É um estatuto de lei devidamente regulamentada específico a nação formada.
      Amados, não se pode tomar uma lei específica a uma nação ou desvincular um estatuto de uma lei regulamentada pois viola a mesma além de mudar o destino para qual foi criada.
      A Igreja é um organismo vivo espiritual universal e sem fronteiras.Tem Cristo como cabeça e não pode ser tributada nem sufocada por uma organização.
      A moeda gera toda sorte de injustiça corrupção e ganança corrompendo a mesma.
      Tributar a Igreja em 10% na moeda corrente é um conceito que deve se revisto pois se Deus não apóia jugo conforme (1ºSm.08:18) nem fez aliança com a mesma baseada em moeda nem com a nação física conforme (Dt.14:24-26)
      Há grandes contradições não dele… mas dos homens.
      No local em que estivermos… Na Jerusalém, Judéia ou Samaria, não precisamos de moeda para pregar o evangelho.
      Mas sem amor fica difícil.
      Contamos com as ofertas amorosa para suprir as necessidades dos mais necessitados a exemplo da Igreja primitiva e manutenção da Igreja local.
      Que o Senhor nos abençoe e nos de graça.
      A paz….
      Milton

      Responder
  • nilma ferreira leal disse:

    Tenho aprendido muito o que me enriquece bastante vejo que de fato somos muito ignorantes

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Nilma, o aprendizado é uma das coisas mais gostosas da vida. Que Deus te abençoe!

      Abs!

      Responder
  • paulo aderico disse:

    senhores professores, mestres, pastores; apostolos e servos claramente digo que o melhor é obedecer a Deus e pedir a consoloção do espirito santo em nossa vida pois há muitas correntes teológicas e nos só podemos dende-las ao nosso próprio saber e respeitar nosso próximo ( e quando chegar-mos lá saberemos muito mais que Deus continue abençoando a todos
    pastor paulo aderico igreja de Deus…

    Responder
  • BETI disse:

    tenho muito amor a obra de Deus, e espero estar viva ainda, para ver todas as igrejas se unirem, pois quando vc muda de denominação o pastor fica bravo com você, e diz que não vai te abençoar, ajudar a manter a obra de Deus não é para qualquer um tem que ter muito amor pela obra, sentir que realmente Deus te ama e ter desprendimento das coisas materiais,

    Responder
  • Nayara Cristina de Oliveira disse:

    Quando falamos do assunto dízimos e ofertas a coisa fica meio estreita, a palavra de Deus é para ser compreendida, vivida e obedecida, quando lemos por ler raramente entendemos, mas a partir do momento que a meditação na palavra do SENHOR passa a ser REVELA pelo ESPÍRITO SANTO DE DEUS tudo começa a fazer sentido. Acredito sim que o devorador seja um demônio que sai somente quando se devolve os dízimos. Tudo o que temos é porque Deus nos proporcionou e estariamos apenas devolvento uma parte daquilo com o que O SENHOR nos abençoou, seja o salário, seja a lavoura. Muito pelo contrário daquilo que alguns pensam que Deus não precisa de dinheiro e que quando ofertamos estamos enriquecendo os pastores, o dízimo é uma forma de fidelidade para com Deus ou melhor para com a obra DELE. Quando Malaquias escreve está profetizando acerca da falta de cinceridade na adoração do povo, na recusa deles entregarem o dízimo completo e a falta de atenção aos madamentos de Deus, Malaquias entretanto não apenas condenou suas falhas (povo judeu), mas também prometeu grandes bençãos por sua obediência.
    Posso até concordar que naquela época o devorador era um bicho e atacava as lavouras, mas a Bíblia tem que ser revela como eu já mencionei para os dias atuais. E se hoje não trabalhamos com lavouras? É fato que aquilo com que trabalhamos se não dizimarmos o devorador entrará e a causa de sermos infiéis ao SENHOR nos dízimos é essa: a miséria e isso são consequências de seres malignos espirituais. Devemos honrar a Deus acima de todas as coisas e uma das formas é dizimando e se não fizermos abrimos brechas para a detruição da nossas vidas e aí é que entra o devorador, mas quem acha que o devorador era somente para ser encaixado na realidade do povo judeu e que os dízimos hoje é opcional precisa de mais temor de Deus e de amor pela sua obra. Existem sim pastores que administram mal, mas nem por causa disto vamos deixar de por Deus em primeiro lugar, a salvação é individual e cada um será julgado conforme as suas obras.

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Nayara, esse tipo de “interpretação” é ótima para criar heresias como essa de que o devorador é um demônio. Até concordo que devemos contextualizar os ensinos bíblicos, mas desde que a contextualização não vá contra o ensino do texto.

      Na paz de Cristo!

      Responder
      • Nayara Cristina de Oliveira disse:

        mas então o que diz o Malaquias 3 v. 10 e 11, para os dias de hoje me explique por favor o que significa o devorador para os dias atuais e o dízimo em que âmbito deve ser enquadrado na vida espiritual de um cristão de que forma deve ser interpretada o devorador digo ainda no sentido espiritual ou o devorador não existe mais hoje???

        Responder
        • André Sanchez disse:

          Nayara, esse devorador deve ser interpretado à luz da Antiga Aliança. É a mesma coisa dos sacrifícios. Não os fazemos mais e não seremos amaldiçoados com as maldições da Lei, que eram específicas para aquele momento da história. Assim, esse devorador deve ser entendido com o significado que ele tinha para época. Não podemos forçar o texto e achar um devorador para os dias de hoje a partir desse texto.

          Os dízimos são da época da Lei. Porém, o usamos como um bom referencial de contribuição para o tempo da graça. Pois ele traz em si aspectos de justiça e equidade na contribuição. Porém, as maldições descritas na Lei não podem ser aplicadas. O que pode ocorrer é a pessoa ser avarenta, sem sentimento de colaboração com a obra, insensível… ai sim ela está pecando em não colaborar com a obra de Deus, coisa que o Senhor deixou sob a responsabilidade de seus servos.

          Na paz de Cristo!

          Responder
          • Agnaldo Fogaça disse:

            Graça e paz caríssimo irmão em Cristo!
            São tantas as opiniões e tanta gente se achando Mestres no assunto que acabam por confundir aqueles que ainda não possuem conhecimentos necessários para sua própria conclusão. Até aqui, me identifiquei mais com a opinião da Nayara. Devemos sim obediência a Deus e obviamente, o devorador em Malaquias eram os gafanhotos, que Deus mandava para “devorar” a lavoura daqueles que desobedeciam. Obvio também que hoje Deus não coloca gafanhotos em nossa conta corrente, em nossas dispensas, no motor do nosso carro, etc. Materialmente falando, já que no antigo testamento, tudo teve que ser de forma material, uma vez que naquela época não se contava com o Espírito Santo entre o povo. Hoje, por termos o consolador entre nós, precisamos enxergar com os olhos espirituais e confesso à você André, o testemunho da minha vida e de muitos irmãos que confessam a fé me faz crer que espiritualmente, o devorador, o migrador e o cortador atuam sim nas vidas daqueles que, interpretam as escrituras da forma que melhor lhe convém, ou seja, não precisando “mexer no bolso”, desobedecendo assim a Deus. Na pior das hipóteses, prefiro continuar dizimando para não ocorrer no mesmo erro meu do passado e ver novamente minha vida estagnada, minha finanças em desordem e uma tristeza profunda em meu Espírito sem saber “o porque” de tudo aquilo. Hoje, após minha obediência, não enriqueci, pois não é esse o propósito do dízimo como pregam algumas denominações. Se erro em dizimar, o que não creio que faço, prefiro continuar “errando” na certeza de estar em obediência com o Pai.

          • wagner disse:

            Eram 613 leis no velho testamento,pq.vc.só pratica o dízimo?//Pastor não é sacerdote,e o sacerdote recebia o dízimo do dízimo.Tem tanta coisa errada,que no momento n.dá p.escrever.///Será que o semi árido brasileiro n.prospera,pq as pessoas de lá n.dão o dízimo?Pense bem,a motivação das ofertas é o amor,mas se olharmos ao nosso redor tem muita gente precisando de ajuda além de das igrejas.Abçs Wagner.

          • irmão Gaio disse:

            Que absurdo também comete o André. Quer o dízimo agropecuária da Lei, como referencial na Graça Redentora de Jesus Cristo, convertendo o dízimo agropecuário em dinheiro e despreza o devorador que também faz parte da Lei do dízimo. Parece-me que o evangelho monetário é o que vale.

        • Gaio disse:

          A Paz Nayara. Eu gostaria de ajudar a irmã, caso seja do seu interesse, pois escrevi um livro sobre o dízimo, explicando os quase cinquenta versículos por toda a bíblia. Escrevi sobre o dízimo anterior à Lei de Moisés, ou seja, dízimo de Abrão e de Jacó, sobre o dízimo da Lei de Moisés, sobre o devorador, sobre o dízimo no Novo Testamento, ou seja, Mateus 23:23, Lucas 11:42, Hebreus 7, sobre Dai a Cesar o que é de Cesar e Ananias e Safira, que os pastores dizem que é dízimo. Não sou vendedor de livro, apenas envio via e-mail. Meu endereço é: [email protected]. Nayara, primeiramente, envio o meu artigo explicando o que é Lei e Graça, para você entender a questão do dízimo e outros assuntos do NT e VT. Deus abençoe

          Responder
    • Milton disse:

      Olá Nayara ,
      Se tu crê que Jesus é realmente o Senhor absoluto, então tu já está protegida, não pelo motivo de que tu quer, mas sim porquê ele quer.
      Em Cl.2:09 Paulo escreve que nele abita corporalmente toda a plenitude de Deus.
      A aliança salvadora trouxe a nós tudo o que precisamos para nos realizarmos independente de quem somos ou o que ofertarmos.
      O que fará valer nessa aliança é a oferta da tua alma. Deixe ofertas em espécie para segundo plano.
      Se para ele a oferta vale mais que tu, então tu, não vale nada para ele, pois se tu, precisa usar o princípio da devolução do dízimo ou oferta para ser abençoada então ele é arrogante e prepotente mesmo a semelhança de um deus pagão das religiões oriundas do Indu…
      Não faz nenhum sentido ter dado a vida por ti e querer algo de ti para te abençoar.
      Na aliança salvadora Satanás não tem nenhum poder de por a mão .
      Olhe para a oração sacerdotal em Jo.17:15-20 aí mesmo ele amarrou o poder do inimigo de sobre ti e de suas finanças pois ele é o dono de tudo e da a quem quer e tira de quem quiser.
      Se dissermos como de costume que 10% é dele e 90% é nosso, contradiz o Sl.24 e outros textos onde diz que 100% é dele, e 100 % nos deu para administrarmos como quisermos, Sl 115:16.
      Ele espera é que administremos com justiça Mq.6:08 Lembrando que em Ec.9:11 diz que o tempo e a sorte pertence a todos e Pv.10:22 aponta para Cl.2:09
      Se ele te priva do tempo e da sorte só pelo fato de não ofertar algo a ele. Um…! é mau mesmo…
      Tu tem o tempo e a sorte e ainda a benção, tu esta um passo a mais a frente do que eles que só tem ao seu favor o tempo e a sorte.
      Vá em frente ofertando com alegria e devoção lançando fora todo o misticismo.
      Espero estar contribuindo para que possa crescer na graça e conhecimento porém respeitando suas base de fé assim como as de todos os demais.
      A paz…
      Milton

      Responder
      • Cristina Machado disse:

        A Paz, amém. É bom ver textos que mostram que o coração está cheio do amor de Cristo. Obrigada

        Responder
        • André Sanchez disse:

          Obrigado, Cristina!

          Responder
    • Wagner Bruno Da Fonseca Fonseca disse:

      Alguém faz algum bem p.o próximo,ou só dá díimo?NOVO MANDAMENTO VOS DOU:AMEIS UNS AOS OUTROS COMO EU VOS AMEI.FAZENDO ISTO TODOS VEREIS QUE SOIS MEUS DISCIPULOS.JOÃO 13.34.35.a IGREJA é parede ou o corpo humano?Porque o pastor pode ter e o seu irmão não pode?A salvação é individual,mas ,quando comecei ler a bíblia parei de frequentar “igreja’que vive a pedir dinheiro.

      Responder
  • AdelinoGoiano disse:

    Eu dizimo não mais para agradar á pastores, ou liderança, ou medo de maldição, ou demônio. É impressionante o que lhe faz a verdade revelada. Não busco entre linhas, brechas na lei bíblica, para não dizimar, como faz um advogado perspicaz buscar desesperadamente uma brecha na lei para favorecer o seu cliente e dar ganho de causa a sua defesa. Se não quiser dizimar não dizimo, e entendo que meu Jesus ainda me salvará se caso for pecado, lembro-me que “onde abundou o pecado superabundou a sua graça”. Sei o que é graça, misericórdia, perdão, Sangue de Cristo, Cruz, sacrifício do Cordeiro. Nada posso acrescentar a minha salvação, ou seja: “Já está consumado”, a maldição está desfeita, o preço foi pago, a condenação já não existe para quem esta em Cristo, é claro. Mas eu sou homem, há algo em mim que me trai a mim mesmo e traz consequências tanto para mim como as pessoas ao meu lado (principalmente família). Se não cuidar torno ou continuo a ser mesquinho, ridico (sofina), ganancioso. O dizimo ajuda a balancear o meu ser. Já não o faço por pressão, ou obrigação, mas sim em plena consciência, sabendo que não é para receber benção, mas como forma de adoração ao meu Deus, e que sutilmente eu não venha adorar o deus mamom. Não jogo o dízimo na mesa, como se fosse obrigação, mas antes, ajoelho com o dizimo na mão e adoro meu Deus, pelas bênçãos que me deu e apresento o meu dizimo em adoração e agradecimento, em seguida levo ao tesoureiro do Senhor. Esforço a ser aquele que recebe e volta para agradecer e não o que recebe e não volta e não agradece. Não é pagamento e adoração e agradecimento, me ajuda a entender quem Dá e quem recebe, que ele e Grande e eu pequeno, que Ele é o Senhor e eu o servo, e servo é a posição que quero estar, atento e vigilante, para que quando ele voltar não achar eu vivendo dissolutamente. Ele tem me abençoado não porque eu dizimo nada disso, é a sua natureza, ele dá o sol para o ímpio tanto quanto aos seus filhos. Vejo que muitos ímpios são abençoados, não acredito que seja sempre dado pelo maligno, claro com exceções. Mas eles trabalham honestamente negociam sabiamente, estudam, esforçam, no fim recebem o fruto de seus trabalhos, com exceção dos corruptores. Mas vejo a diferença nos adoradores, os que adoram com o que recebe com os que não adoram ai sim, vejo a diferença com o qual Deus age segundo a sua justiça. Paz, Muita Paz. É o que deseja esse pequeno indigno pecador, mas coberto pela graça e pelo sangue do cordeiro de Deus. SOLUS CHRISTUS e SOLI DEO GLÓRIA.
    Parabéns! A todos Protestantes. No dia 31 de Outubro é comemorado o dia da Reforma Protestante, 495 anos de muita alegria e liberdade em adorar o criador e ter a Bíblia em nossas mãos. SOLA SCRIPTURA.

    Responder
  • Gaio disse:

    É tão fácil entender, o dízimo é um preceito da Lei Mosaica, não tem lugar na Graça Redentora de Jesus Cristo. Precisamos viver o Novo Testamento. O referencial para a contribuição neotestamentária está fundamentada em I Cor 16:2; II Cor 8:12 e II Cor 9:7. Esse devorador simplesmente é um inseto gafanhoto que destruía as lavouras em Israel, o gafanhoto foi demonizado na Graça. É uma vergonha. Voltemos ao evangelho puro e simples. O show tem que parar.

    Responder
    • irmao paz disse:

      jesus nasceu, morreu ressucitou e foi para o ceu . seus dicipulos continuaram sua obra da pregaçao na terra . qual deles pediu dizimos em dinheiro ou em cereais alimentos etc…? cite o nome dele,cap. e vers.?

      Responder
      • irmao paz disse:

        Deus disse em num.18;21 que o dizimo era pra ser entregue apenas à tribo de Levi que era o 3 filho de Jacó.será que esses pastores que pedem dízimos hoje são israelitas também? da tribo de Levi? será que cumprem todo ritual da lei mosaica? ainda oferecem sangue de touros em expiação pelo pecado do povo? se for, então continue cobrando seus dízimos e esqueça de salvação através do sangue de cristo.

        Responder
    • Zaqueu disse:

      Concordo plenamente contigo Gaio

      Responder
  • Sandra Souza disse:

    OU SEJA QUE O DEVORADOR SO AGIA NO PASSADO NAO? (OS GAFANHOTOS) HJ EM DIA JA NAO DEVEMOS DAR O DIZIMO?

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Sim, o devorador só agia (naqueles moldes) no Antigo Testamento. Sim, o dízimo é um ótimo referencial a usarmos hoje. Não nos moldes da Lei, mas como um referencial.

      Responder
  • Gaio disse:

    Caro André Sanchez, parece-me que o dízimo é EXIGIDO hoje, para provimento dos salários dos “Pastores”, que por sinal são ótimos salários. O dízimo é um péssimo referencial para usarmos hoje, pois se trata de uma Lei Mosaica, introduzida estelionatariamente na Graça Redentora de Jesus Cristo. Volto a repetir, o referencial para a contribuição neotestamentária está fundamentada em I Cor 16:2; II Cor 8:12 e II Cor 9:7. Faço doações com generosidade, se eu quiser, quanto quiser, conforme propõe meu coração, conforme minha prosperidade; se tiver pouco, dou pouco, se tiver muito, dou muito, se não tiver nada, não dou nada, e não tem nenhum problema, não sou ladrão, maldito e devorador nenhum vai me atacar. Os sabatistas também vão achar que o sábado é um ótimo referencial para o dia de descanso; os idólatras vão achar que imagem de escultura é um ótimo referencial para adorar a Deus.Esta história de usar o dízimo da Lei, como referencial na Graça, é dita pelo reverendo Augusto Nicodemus Lopes.
    Temos que viver segundo a Graça. VOLTEMOS AO EVANGELHO PURO, SIMPLES E GRATUITO DE JESUS CRISTO

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Concordo com algumas partes de seu comentário, mas não com o todo. As opiniões estão ai. Todos podem ler e tirar suas conclusões.

      Responder
      • irmao paz disse:

        até agora nenhum cão guloso defensor do dizimo me respondeu sobre o comentário que fiz no dia 7 de novembro ás17;28. volta um pouco acima leia e me responda.

        Responder
        • Gaio disse:

          Irmão Paz, sua resposta é simples varão. O Senhor Jesus e os Apóstolos, não falaram em dízimo. No NT não existe ordenança de dízimo, o que existe é referência do dízimo. Estes 10% mensais do salário em dinheiro das ovelhas, que é EXIGIDO vergonhosamente pelos “Pastores”; biblicamente nunca foi dízimo e nunca será; é um jeitinho estelionatário de arrecadação, para garantir os salários dos “Pastores”, que são verdadeiros cães gulosos, como você disse. (Isaías 56:11). Outra coisa Irmão Paz; ladrões são os “Pastores” coletores dos 10%, e não as ovelhas inadimplentes. ([email protected])

          Responder
          • irmao paz disse:

            irmão gaio,que a paz do eterno esteja sempre contigo. fico felicíssimo em saber que ainda existe um remanescente como você, que prima pela verdadeira interpretação das sagradas escrituras. continue divulgando o evangelho puro, genuíno,simples como jesus ordenou e deixe estes cães gulosos espernearem.fique na paz.

  • Flavio disse:

    Que a graça e a paz do Senhor Jesus esteja sobre as suas vidas!
    Irmãos, antes de mais nada, devemos observar que o dízimo é um ato de fé, gratidão e honra a Deus, quem não tem por princípio básico, o amor a Deus, sendo este o maior dentre todos, fica difícil praticá-los.
    Dizimar ou não dizimar? O ponto é simples, a palavra nos diz que devemos respeitar a crença do irmão, porque se para um é importante dizimar que o faça, o que não podemos é criticar ao ponto de matarmos a convicção e fé sobre a revelação da palavra, afinal, como muitos aqui concordam, é um mesmo Espírito, um mesmo Deus. O Pai age na multiformidade, porque Ele é Oniciente, Onipresente e Onipotente; e até onde sei não existe a 4ª pessoa da trindade como alguns estão tentando ser, mas enfim…
    Não cabe a nós julgarmos se alguém está certo ou errado, porque a palavra nos ensina a não julgarmos os nossos irmãos, porque cabe somente ao Pai esta tarefa que é o justo juiz.
    Quanto aos que dizimam, continuem praticanto este ato profético de fé e honra a Deus. Para aqueles que se baseiam na lei moisaica a cobrança de dízimos e a revogação da lei por Jesus, a palavra nos ensina que Jesus veio para cumprir a lei e não para revogá-la; e cumprir não significa deixar de praticar, mas aperfeiçar. O dízimo é para ser aplicado na expansão do Reino de Deus, se algum pastor, bispo, presbítero ou qualquer um aplicar erroneamente estes recursos, com certeza serão cobrados pelo Pai, mas não devemos ser nós aqueles que apontam os defeitos ou erros dos outros, muito menos criticar. Jesus não nos ensina, quem não tiver pecados que atire a primeira pedra? Este julgamento tem nome “Religiosidade”.
    O período da graça nos ensina que hoje podemos entrar no Santo dos Santos (na presença de Deus), pois o véu se rasgou com a obra da cruz e temos livre acesso ao Pai, o que não tínhamos antes, somente o sumo sacerdote poderia entrar e uma única vez ao ano, o qual se estivesse em pecado era punido com a morte e hoje somos templos do Espírito Santo de Deus, esta é a graça.
    Irmãos, o princípio do dízimo, observe bem, princípio e não lei vem de antes da lei mosaica, como podemos observar em GN 14:20 (Abraão entregou o dízimo a Melquisedeque que é a representação do nosso Senhor Jesus), portanto, cada um faça conforme o seu coração, pois devemos entregar os dízimos, primícias e ofertas com alegria de coração e não por constrangimento ou obrigação.
    A palavra também nos ensina em SL 105:15 que não devemos tocar nos ungidos do Senhor e o maior exemplo é Davi, mesmo sendo ungido rei, teve 2 oportunidades de acabar com a vida de Saul e não o fez, porque dependia totalmente de Deus para que a justiça fosse feita por Deus e não por homens.
    Deixem Deus ser Deus na vida de cada um.
    Deus abençoe.

    Responder
    • Gaio disse:

      A Paz irmão Flávio. Varão, estes 10% em dinheiro mensal, EXIGIDO hoje nas Igrejas, BIBLICAMENTE nunca foi dízimo e nunca será; repito, é um jeitinho que os pastores deram para dar sustentabilidade aos seus salários. O dízimo bíblico é agropecuário ( Lv 27:30 a 34; Dt 14:22 a 29), quem dava era as 11 tribos, filhos de Jacó/Israel, e quem recebia era a tribo de Levi, que não recebeu herança em Israel, e estendia aos pobres, viúvas, estrangeiros. Você citou Mt 5:17, dizendo que Cristo veio cumprir a Lei de Moisés e não anular; é o seguinte meu irmão, Jesus nasceu sob a Lei (Gál 4:4), Jesus em vida não anulou a Lei, porque ele veio para cumprir, obedecer, para nós cristãos ficarmos livres da Lei, porém, na sua morte e ressurreição, a Lei foi cumprida, não vale mais; o fim da Lei é Cristo (Rm 10:4), a Lei e os profetas duraram até João (Lc 16:16). O testamento só vale com a morte do testador (Heb 9:16, 17). Você menciona o dízimo de Abrão à Melquisedeque, é o seguinte irmão Flávio, Abrão deu dízimo voluntariamente, não havia ordenança, Deus não pediu, não obrigou Abraão dar dízimo, o dízimo de Abrão não foi em dinheiro, foi de depojos de guerra (Heb 7:4). E ainda varão, Abrão não é fundamento doutrinário ou salvítico, para os cristãos remidos pelo sangue de Jesus, pois o fundamento agora é Cristo (I Cor 3:11). Se você quer seguir Abrão no dízimo, poderá ter duas mulheres, pois Abrão teve Sara e Hagar e tinha até concubinas, você também terá que praticar a circuncisão, pois Abrão se circuncidou e circuncidou filhos e criados.
      O dízimo não é demonstração de fé não varão; em Lucas 11:42 Jesus diz que os fariseus dizimavam e desprezavam o amor de Deus. Não preciso dar dízimo da Lei de Moisés, se a Graça de Jesus Cristo me aponta para uma contribuição voluntária, conforme minha prosperidade, conforme meu coração, minha prontidão de vontade (I Cor 16:2; II Cor 8:12, II Cor 9:7). Flávio, ninguém está desrespeitando religião de ninguém, apenas é um fórum com opiniões diversas. Eu não dizimo porque estou na Graça de Jesus Cristo e quem dizima está se justificando pelas obras da Lei, no entanto, está anulando a Graça de Deus, (Gál 2:21); está separado de Cristo e caído da Graça (Gál 5:4). Flávio, falar que estes 10% em dinheiro mensal é dízimo, é pura deturpação da palavra de Deus. Deus abençoe. [email protected]

      Responder
      • Flavio disse:

        Graça e paz irmão,
        Pois é irmão, Jesus nos ensina a ofertar tudo 100% e não 10%, conforme a parábola do jovem rico. A própria palavra nos ensina que Jesus falava por parábola para a multidão e a revelação com os 12 discípulos em separado.
        Quem é apegado ao dinheiro, jamais aceitará, e continuará usando a palavra em seu favor, não tem olhos espirituais para o Reino de Deus e sim para as práticas dos pastores (homens). Jesus nos ensina a olharmos para “Deus e o Reino de Deus”.
        Como Jesus mesmo nos mostra que os fariseus e saduceus julgavam estar certos. Quem somos nós para julgar alguém?
        Temos que tomar cuidado, porque argumento se torna altivez e altivez em fortaleza!
        Como embaixadores de Cristo não podemos pegar um texto sem o contexto para que não se torne um pretexto e por consequencia uma verdade interpretativa.
        Não mate a fé de quem quer dizimar ou critique um ungido do Senhor. Ninguém está acima da revelação da palavra. Só temos que tomar cuidado ao nos expressarmos, porque Deus age na multiformidade, e se você não crê… amém, Deus te abençoe e que o Pai continue te usando no ide, mas não seja pedra de tropeço para quem crê e pratica!
        Posso garantir a você irmão, praticar o ato profético de fé do dízimo e primícia é para quem não tem apego ao dinheiro e ama o Reino de Deus.
        Se os pastores estão envergonhando o nosso Pai, quem vai julgar é o Pai e não nós.
        Como o apóstolo Paulo nos ensina “O qual nos fez também capazes de ser ministros de um novo testamento, não da letra, mas do espírito; porque a letra mata e o espírito vivifica. (2 Coríntios 3:6)”.
        Eu posso falar por mim e pelo que tenho vivido justamente por ter liberdade de escolha, pois a palavra nos diz “Conhecerei a verdade e a verdade vos libertará”. Pergunte a quem é dizimista fiel e questione porque ele o faz, se é por pressão da igreja ou por amor ao Reino.
        Os irmão que conheço que são dizimistas fiéis, de diversas denominações, o fazem por amor ao Reino e não por lei a, b ou c.
        Por princípio uma lei só serve para quem tem a intenção de violar ou a viola.
        Pois é… como bem disseste… o dízimo é voluntário…. e ser voluntário é amar a Deus…
        Porque será que Jesus tinha tesoureiro não é? Jesus não era pobre e as ofertas recebidas por ele eram superiores aos meros 10%. Apego meu irmão, simples apego ao dinheiro gera a polêmica dos dizimos.
        Deus abençoe.

        Responder
  • Fabrício. disse:

    Irmão Gaio à Paz do Senhor.
    Foi comentado várias vezes que 10% é uma oferta justa para darmos a casa de Deus.
    Na bíblia está escrito em Rm. 14:12 -De maneira que cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus.
    Se o Pastor da Igreja tal rouba, ele dará conta de seus atos à Deus. Correto?
    A partir do momento em que você afirma: é um jeitinho estelionatário de arrecadação, para garantir os salários dos “Pastores”, que são verdadeiros cães gulosos; ladrões são os “Pastores” coletores dos 10%,
    você está cometendo o que diz em Matheus 7 – Não julgueis, para que não sejais julgados.
    Porque com o juízo com que julgardes sereis julgados, e com a medida com que tiverdes medido vos hão de medir a vós.

    O que alguns pastores fazem de errado, não é problema seu, você não vai pro inferno por causa disso. O que importa é sua sinceridade em Adorar a Deus e contribuir para que a obra de Deus não pare.

    Espero ter Ajudado em sua afirmação.

    Responder
    • Sueli da Hora Moreira disse:

      Obrigada irmão André Sanchez!
      Eu interpretava errado esse versiculo
      Nunca tinha analisado no contexto que estamos debaixo da graça e não da lei.
      Deus o abençoe ainda mais que me abençoou o estudo acima.
      No amor de Cristo,
      Sueli

      Responder
  • irmão paz disse:

    Flavio , que a paz seja contigo , você que defende tanto o dizimo com seus argumentos, me de pelo ao menos o nome de um dicipulo do senhor jesus que pedia dízimos aos cristãos que iam se comvertendo no novo testamento . eu disse DIZIMO, e não ofertas. Eu quero capitulo e versiculo.fique na paz.

    Responder
  • Dario Apareciso são josé Silva disse:

    Nossa quanta sabedoria, sinto um ar de ironia ou seria soberba entre os teus argumentos, mas eu nunca entraria em uma disputa contigo até por que vai que eu perca minha salvação por ser menos entendido na palavra não é… até porque com tanta sabedoria creio que muitas almas se convertem através de tanto que DEUS encontra espaço em meio a tua humildade!, mas enfim em meio a muito de você no texto reio que Deus me fará meditar, Fica na paz do SENHOR.

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Dario, não entendi o comentários. Só uma correção ainda em tempo: Um salvo não perde a salvação.

      Responder
  • wander disse:

    boa tarde !! bom primeiro coisa dizimos biblicos nunca foi dinheiro e si alimentos ; e foi dado em duas etapas quando o povo saiu do egito e depois foi firmado em israel e era uma lei levitica cerimonial voltada aos sacerdotes aos pobres viuvas orfãos e estrangeiros na lei so fazendeiro dizimava pk era em sementes carnes e frutos , cristo não veio revogar a lei bom não mesmo ele veio cumprir a lei mas ao ser crusssificado ele cumpriu a lei a risca ai a lei caiu pk foi feita uma nova aliança agora no sangue do filho do homem e não no sangue de animais como antes a lei acabou na cruz abraços

    Responder
  • Gaio disse:

    APRENDA DEFINITIVAMENTE O QUE ERA O GAFANHOTO DEVORADOR EM MALAQUIAS 3:11

    EXISTE O CONTO DO VIGÁRIO.
    CONHEÇA AGORA O CONTO DO PA$TOR.

    MILHÕES DE CRENTES SÃO VERGONHOSAMENTE ENGANADOS E TORTURADOS PSICOLOGICAMENTE PELOS PA$TORE$ E ACREDITAM QUE ESTE INSETO GAFANHOTO, QUE DESTRUÍA AS LAVOURAS EM ISRAEL; SOFREU UMA METAMORFOSE E VIROU ESPÍRITO DE DEMÔNIO DEVORADOR, NA GRAÇA REDENTORA DE JESUS CRISTO, E DEVORA SUAS FINANÇAS E SUA SAÚDE, CASO NÃO DÊ 10% DO SALÁRIO TODOS OS MESES PARA OS PA$TORE$, CÃE$ GULO$O$, PROFI$$IONAI$ DA FÉ, ESTELIONATÁRIO$.
    Será que João Batista, comia demônio, pois se alimentava de gafanhotos?(Mat 3:4; Lev 11:22).
    ISTO SÓ ENVERGONHA O EVANGELHO PURO, SIMPLES E GRATUITO DE CRISTO.
    Os Pa$tore$, para$ita$ da fé, são os melhores cientistas do mundo, pois espiritualizaram inseto, para estelionatariamente subtrair 10% do salário, todos os meses, das ovelhas, chamadas sorrateiramente de dizimistas fiéis; para garantirem seus altos e gordos salários e suas mordomias, às custas de um povo pobre. Pa$tore$ são mer$$enário$ (João 10:12,13).
    Abra a sua bíblia e veja que os gafanhotos não eram espíritos de demônios, eram literalmente insetos que destruíam as plantações no Velho Testamento; inclusive existia espécie de gafanhoto que podia ser comido, (Lev 11:22; Deut 28:38; Amós 4:9; Joel 1:4; Mal 3:11. Em Joel, esses gafanhotos podem ser simbólicos, pois o profeta descreve uma invasão de Judá por esses insetos. Cuidado, os PA$TORE$ estão te enganando, são mentirosos.
    EM MATEUS 7:15, JESUS DIZ QUE OS DEVORADORES SÃO ESSES PA$TORE$:
    ACAUTELAI-VOS, porém dos falsos profetas, que vem até vós vestidos como ovelhas, mas interiormente são LOBOS DEVORADORES. (Mateus 7:15).
    DEPOIS DA MORTE E RESSURREIÇÃO DE CRISTO, NINGUÉM PRECISA DAR, PAGAR OU DEVOLVER DÍZIMO. O SANGUE PRECIOSO DE JESUS, ANULOU O DÍZIMO E OS DEMAIS PRECEITOS DA LEI DE MOISÉS E O VELHO TESTAMENTO. (II Cor 3:6,14; Rom 10:4; Col 2:14).
    E JESUS respondendo, disse-lhes: ACAUTELAI-VOS, que ninguém vos ENGANE; e surgirão muitos falsos profetas, e ENGANARÃO a muitos. É ME DADO TODO O PODER NO CÉU E NA TERRA. (Mateus 24:4,11 e Mateus 28:18).
    GUARDE O QUE TENS PARA QUE OS PA$TORE$ NÃO TOMEM A TUA COROA, POIS O SEU DINHEIRINHO SUADO, ELES ESTÃO TOMANDO HÁ MUITO TEMPO.
    QUEM TEM OUVIDOS, OUÇA O QUE O ESPÍRITO DIZ ÀS IGREJAS. (Ap 3:11, 13).

    O gafanhoto é frequentemente mencionado nas escrituras, encontra-se no original, nove termos diferentes desse inseto:
    1 – ARBEH, geralmente e corretamente, traduzido gafanhoto. A descrição da oitava praga do Egito (Êxodo 10), apresenta uma narração autêntica de severa invasão de gafanhotos. O vento do oriente os trouxe do outro lado do istmo de Suez e o vento do ocidente tornou a lançá-los no Mar Vermelho, onde pereceram. Em Levítico 11:22, os gafanhotos estão incluídos na lista de animais limpos.
    2 – SOLAM, 3 – HARGOL e 4 – HAGABO (Levítico 11:22), representam três espécies de locustas que se podiam comer, mas sua designação é incerta. João Batista, possivelmente comia destes gafanhotos (Mateus 3:4; Marcos 1:6; Deuteronôm. 14:12)
    5 – GAZAM, (Joel 1:4; Joel 2:25; Amós 4:9), talvez esta referência à locusta no estado de larva, ou à larva de outro inseto (lagarta).
    6 – YELEK, difícil de interpretação, especialmente sabendo-se que diversos autores não tinham em mente o mesmo inseto. Em Joel 1:4; Joel 2:25 e Números 3:15,16, sua tradução é locusta. Em Salmo 105:34 e Jeremias 51:14,27, lê-se pulgão. Etimologicamente o vocábulo significa bicho que devora relva, evidentemente designação de inseto de praga.
    7- ZELAZAL (Deuteronômio 28:42), termo que significa instrumentos musical que tilinta, portanto, aplicado ao inseto que produz sons musicais. O autor possivelmente o empregou como nome de gafanhoto, cujo som frequentemente é bastante forte para se ouvir de longe; talvez tivesse em mente a bem conhecida cigarra que existe em todo mediterrâneo.
    8 – GOB, aparece diversas vezes (Isaías 33:4; Amós 7:1 e Naum 3:17), traduzido por gafanhoto; não significa nenhuma classe especial.
    9 – HASIL, geralmente mencionado em conexão com o gafanhoto ou locusta (I Reis 8:37; Salmos 78:46; Isaías 33:4; Joel 1:4 e Joel 2:25), portanto, acredita-se que o vocábulo significa a larva desses insetos, traduzido: lagarta.

    PORQUE A LEI FOI DADA POR MOISÉS; A GRAÇA E A VERDADE VIERAM POR JESUS CRISTO (João 1:17)
    E CONHECEREIS A VERDADE, E A VERDADE VOS LIBERTARÁ (João 8:32)
    [email protected]
    DEUS ABENÇOE

    Responder
  • Vessosi disse:

    Boa tarde; Paz seja com todos que participam deste debate, contra ou a favor!
    Tenho observado por vezes pessoas, concordando ou discordando do escritor do texto inical de acordo com seu próprio interesse; oque não é bom , afinal de contas o que realmente importa não é o que nós penssamos,ou o que nos beneficiará, mas o que realmente a Bíblia nos ensina; Portanto sim, o que o Irmão em Cristo André escreve quanto as pragas de gafanhotos, e os tipos deste insetos descitos na Bíblia estão corretos!
    Porém como bom Presbiteriano, que também já fui durante mais de 30 anos, frequentador de estudos Bíblicos, e mesmo professor de escola Bíblica; NÂO, esta afirmação amados não está totalmente certa.
    Para que possas entender melhor, a Bíblia foi um livro escrito por inspiração do Espirito Santo para servir de prumo , bússola para todas a gerações por milhares e milhares de anos, até que Jesus volte para nos buscar, e por isso deve se renovar dia a pós dia.
    Desta forma muitas das coisas que um dia foram comuns para uma determinada época , tornaram- se obsoletas e muitas extintas em nossos dias. Desta forma Deus em sua eterna sabedoria, fez com que todos os assuntos descrito na Bíblia tenham um paralelo no mundo espiritual. Desta forma o gigante enfrentado por Daví, é sim em nossos dias , problemas adversidades, lutas que temos que enfrentar, e sim devemos considerar o GIGANTE, O VALENTE, como nosso adversário que veio para matar roubar e destruir. Também quando a Bíblia decreve o rei ´da Pérsia, tambem é uma tipificação de um Principado( demônio) que lutava contra o povo de Deus.
    Este mesmo paralelo foi usado por Jesus ao se referiri ao templo, que se fosse derrubado em 3 dias o levantaria de novo , não se tratava do templo sinagoga , mas do seu proprio templo corpo e espírito.
    Por conhecer a fundo vossa denominação, provavemente muito mais que você, e o tipo de ensino puramente teológico, não tentarei pedir que entendas o que descrevo, mas aconselho que abra mão do seu conhecimento teológico, jejue e ore para que o Espírito Santo te revele, coisas que a letra não será capaz.
    Eu mesmo só passei a ver , entender e viver o mundo espiritual, quando mesmo relutando contra mais de 30 anos de teologia, fui Batizado com poder de Deus, então nossos conceitos caem por terra… Acredite tenho vivido um novo tempo de Deus em minha vida, experimentado do sobrenatural do Senhor, e creia apesar de amar os irmãos de minha antiga denominação, e cativar um grande amor por meu antigo lider, oro todo dia Deus venha abrir seus olhos para o mundo espiritual, e que sejam cheios do Espírito Santo, então entenderá mistérios que estão bem alí em sua frente, que que hoje apenas com o conhecimento teológico não podes entender.
    Deus o abençoe. Paz seja contigo

    Responder
  • isnaldo A. S disse:

    irmao vessosi que a paz do eterno esteja contigo irmao vessosi como ja comentei aqui outras vezes,volto agora para dizer que discordo do seu ponto de vista, quando voce disse que a biblia por ser um livro antigo precisa sofrer mutaçoes para adapta-la aos nossos dias modernos.quero dizer que a propria biblia ja nos diz para nao aumentarmos e nem diminuirmos nem se quer um til do que esta escrito sob pena de sermos condenados desde o inicio da criaçao do homem ate hoje Deus nunca adaptou a sua palavra ao sistema de vida do homen,mas sempre convidou o homen a viver na observancia da sua palavra.se jesus e seus dicipulos estivesse aqui entre nos ate hoje,com certeza eles estariam pregando;o amor ao proximo, o perdao,a humildade,a temperança,ensinando nos a fugir da corrupçao deste mundo,da ganancia,das idolatrias,da inveja e estariam entre outras coisas nos ensinando a fugir destes caes gulosos,dos maus obreiros fraudulentos como fez à dois mil e poucos anos atrás fique na paz

    Responder
  • LEONARDO disse:

    Por favor, amigo e esse negócio de Dizimo, estou muito confuso, porque a palavra não cita o dinheiro, é correto que se de os 10 %, pois eu parei de dar faz tempo meu dinheiro a pastores, porque o único Pastor é Jesus cristo, é ele que dá a vida pelas ovelhas, os outras só degolam, estou confuso neste negócio de lei e graça, o ministério que eu frequento prega a graça, e diz que aqueles que são de obras da lei estão debaixo de maldição, como cita a biblia, o que vc me diz a respeito desta parte, eu temo muito a Deus, pois tenho que saber o correto para não desagradar ao Senhor ,obrigado

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Não vejo nada contrário a graça sustentarmos a igreja com os dízimos. É claro que não estamos debaixo das maldições da Lei se assim não o fizermos, mas creio ser o mínimo que podemos fazer. Faremos menos que nossos pais estando em superior aliança? O dízimo é um bom referencial a praticarmos para o sustento da obra de Deus. É claro que você tem todo direito de sustentar uma obra que seja justa.

      Responder
  • Gaio disse:

    Caro irmão André Sanchez, já postei uma vez respondendo este seu comentário e estou postando novamente e postarei mil vezes, enquanto o irmão achar que o dízimo Mosaico é referencial na Graça, dizer que os 10% em dinheiro, mensal, obrigatório, que você chama de dízimo e que BIBLICAMENTE não é: Varão, o que você chama de dízimo, não é dízimo bíblico mesmo, nunca foi e nunca será. O dízimo bíblico ERA agropecuário e não em dinheiro ( Lv 27:30 a 34 e Dt 14:22 a 28), era da Lei de Moisés; quem somente poderia receber era a tribo de Levi, (Núm 18:21, Heb 7:5); quem tinha a obrigação de dar ou pagar o dízimo era as 11 tribos, ou seja, os filhos de Jacó/Isarael: tribo de Dã, de Manassés, de Benzamim, de Simeão, de Issacar, de Efraim, de Zebulom, de Rubem, de Gade, de Aser, de Naftali. A Graça de Jesus Cristo, me aponta somente para ofertas voluntárias, veja: I Cor 16: 1 e 2 – ORA, quanto à coleta que se faz para os santos, fazei vós também o mesmo que ordenei às igrejas da Galácia.
    No primeiro dia da semana cada um de vós ponha de parte o que puder ajuntar, CONFORME A SUA PROSPERIDADE, para que não se façam as coletas quando eu chegar. Veja: II Cor 12:8 – Porque, se há prontidão de vontade, será aceita SEGUNDO O QUE QUALQUER TEM, e não segundo o que não tem. Veja: II Cor 9:7 – Cada um contribua segundo POPRÔS NO SEU CORAÇÃO; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria. Até quando você vai mesclar a Lei de Moisés com a Graça de Jesus Cristo, adulterar a palavra de Deus, para defender interesses financeiros de Pastores, ou melhor; defender salários de Pastores. André Sanchez, já passou da hora dos pastores arrumar serviço, trabalhar, como todo mundo trabalha e como manda a palavra em Gênesis 3:19, veja: No suor do teu rosto comerás o teu pão, até que te tornes à terra; porque dela foste tomado; porquanto és pó e em pó te tornarás. Varão, largue Moisés, abrace Cristo, quem quer se justificar pela Lei de Moisés, pagando dízimo, anula a Graça e considera que a morte de Cristo foi em vão, veja: Gálatas 2:21- Não aniquilo a graça de Deus; porque, se a justiça provém da lei, segue-se que Cristo morreu debalde; quem paga dízimo está separado de Cristo e caído da Graça, veja: Gálatas 5:4 – Separados estais de Cristo, vós os que vos justificais pela lei; da graça tendes caído. Agora veja porque eu não pago dízimo e não acho o dízimo um referencial na Graça, veja: II Cor 2:17 – Porque nós não somos, como muitos, falsificadores da palavra de Deus, antes falamos de Cristo com sinceridade, como de Deus na presença de Deus.
    André Sanchez, é hora de desjudaizar as Igrejas. [email protected]

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Poste quantas vezes quiser, eu também postarei quantas vezes quiser.

      Responder
  • Milton disse:

    Olá meus amados!
    Não estou aqui como mestre. Todos nós estamos aprendendo sempre não é mesmo?
    Meu prazer é dividir a graça de Deus com todos no entendimento para um assunto que gera muitas dúvidas e tantas polêmicas.
    Para entendermos Dízimos; Taxas e Tributos, se faz necessário um estudo muito exaustivo da evolução dos primeiros sistema de governo da terra logo após a torre de Babel, como foram se organizando para tornarem-se nações, seus tributos para custear a própria organização e a guerra em busca de novas conquistas em fim… não cabe aqui.
    Antes disso, o sistema era o Patriarcal em que o Pai de família era o governo de sua própria casa e não tinha ponto fixo pois viviam na forma de pastoreio em busca de pastagem para seus rebanhos livres de taxas,tributos etc…
    O Dízimo só pode ser explicado no que o próprio Deus falou. Fora disso são especulações. (1ºSm.08:09-18)
    Dízimos Tributos e Taxas; é bem antes da lei enregue a Moisés, é um sistema tributário das nações da terra.
    Como já postei anteriormente.O Dízimo do fruto da terra e da cria dos animais era um estatuo de lei entregue especificamente a nova nação que iria tomar posse de um território sob direção Divina.
    Porém; diferente das demais nações, taxando somente a ” agropecuária,” aqui já se observa que outras atividades estavam fora da taxação.

    REGRAS PARA O DIZIMO ANUAL (Dt.14:22-26)

    a) (v.25) NUNCA FOI E NUNCA SERÁ SOBRE DINHEIRO
    Se fosse, o dízimista não precisaria vendê-lo trocando por dinheiro e posteriormente ao chegar no lugar em que o Senhor escolhera para culto de gratidão, trocá-lo novamente por mantimento como manda o estatuto.

    b) (v.26) O DÍZIMO ANUAL PERTENCIA AO PRÓPRIO DIZIMISTA
    Ele mesmo administrava usufruindo com toda sua casa perante o Senhor pois era culto de ação de graça no local previamente escolhido.
    .

    REGRAS PARA O DIZIMO TRIENAL OU DO 3º ANO (Dt.14:27-29)

    a) (v.28) O DIZIMO DO ” 3º ANO NÃO PERTENCIA AO DIZIMISTA

    b) (v.29) DEVERIA SER ENTREGUE NA FORMA DE AÇÃO SOCIAL
    Pertencia ao Levita, ao órfão, viúva e o estrangeiro doados na sua própria terra como ação social.

    Portanto amados; a quebra desses estatutos foi o que causou ameaças a classe sacerdotal e toda a nação la no contexto de Malaquias.

    A questão de Mt.23:23
    Nessa ocasião o sistema sacerdotal ainda estava de pé até a cruz. Jesus então repreende os Fariseus pois dizimavam mas não amavam, era só hipocrisia, legalismo. Não falou de dinheiro mas hortaliças, frutos da terra conforme o estatuto.
    Não há nenhuma aliança com a Igreja baseado em moeda pois a mesma é um corpo espiritual e não um reino físico, se ele fizesse tal aliança conhecendo o coração do homens, seria o pai de toda corrupção.
    Mesmo assim colocaram mamom para disputar espaço com ele dentro da igreja.
    Quanto a manutenção de sua organização falaremos em outra ocasião se Deus permitir.
    Paz a todos…

    Responder
  • Gaio disse:

    Caro irmão André Sanchez, tenho que reconhecer que seu blog é justo, imparcial, pois você publica opiniões de ambas as partes, prol e contra. Tenho opinado em várias blogs e sites, mas não publicam meus comentários, me deletam e me bloqueiam, são unilaterais, ou parciais. Parabéns, pois a palavra de Deus corta reto, doa a quem doer. Deus abençoe.

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Valeu, Gaio! Democracia acima de tudo. Acho que o espaço é aberto para todos colocarem seus pontos de vista. Isso enriquece o leitor. Obrigado também pelas suas ponderações.

      Responder
  • Georges disse:

    Perfeita a explicação. Apenas um adendo, que creio que já deve ter sido citado em outra postagem: A advertência de Malaquias foi feita aos sacerdotes, e não ao povo em geral, como se quer fazer crer hoje em dia. Se lermos todo o livro e não apenas o texto de 3:10, veremos que todas as admoestações do Senhor se dirigem “a vós, sacerdotes”. Portanto, mais um ponto a ser refletido por aqueles que querem chamar o povo de ladrões, porque “não trazem o dízimo à casa do tesouro”. Deus os adverte justamente porque eles recolhiam (e recolhem hoje) os dízimos e o retinham (como hoje) para si, na totalidade, e não repartiam entre os levitas, as viúvas e demais necessitados como mandava a lei. Esse é o motivo pelo qual os levitas abandonavam o serviço do Senhor e voltaram às suas cidades (Neemias 12:44, 47 e 13:10-13). Aí surgem outras perguntas: a Igreja do NT precisa de sacerdote (cf. I Pe 2:9); existe ministério levítico na Igreja? etc, etc…

    Responder
  • irmão paz disse:

    caro irmao Andre sanchez, que a paz do eterno esteja contigo.como o irmao gaio ja comentou, o seu blog e bastante democratico. e é por isso que ele faz a diferença dos demais.como eu ja pedi referencias biblicas a respeito da continuaçao do dizimo em Dinheiro ou em alimentos no novo testamento,e ninguem nunca me respondeu dirijo-me agora a voce.onde eu posso ler na biblia no NT,um texto,em que algum dos dicipulos pede dizimo aos irmaos que iam se convertendo? pois como o irmao gaio ja frisou, paulo pediu ofertas voluntarias, e nem foi pra ele, mais sim para os irmaos pobres. ,leia ||cor.9;1,8,9,12.por favor me responda com biblia, e nao com argumentos. fique na paz.

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Não temos menção de ninguém pedindo dízimo. Mas temos menção, por exemplo, das pessoas vendendo suas propriedades e distribuindo o valor à medida que alguém tinha necessidade. Não estou pregando o dízimo conforme se vê na lei mosaica, mas também não posso deixar de observar que a igreja no NT sustentava financeiramente seus obreiros e também socorria os necessitados. Isso é licito

      Responder
      • Gaio disse:

        A Paz irmãos. Irmão André Sanchez, na Igreja Primitiva ninguém tinha salário para pregar e não se falava em dízimo, muito menos em devorador. Em Atos 4:32 a 37 e Atos 5:1 a 11, era uma comunidade de bens entre os primeiros cristãos, e não se tratava de salário para os Apóstolos, tanto é que, o que os irmãos depositavam aos pés dos Apóstolos, os Apóstolos repartiam segundo a necessidade de cada um irmão. Veja em Atos 3:6, que o Apóstolo Pedro era pobre; hoje os Pastores, muitos são ricos, possuem emissoras de TV, de Rádio, Editoras, Gravadoras, fazendas, haras, etc, etc, etc, muitos pastores ganham 10, 15, 20 mil reais, outros poucos ganham R$ 50 mil reais. Em Atos 18:1 a 3, veja que Paulo trabalhava, tinha a mesma profissão que o Judeu Áquila; trabalhava com montagem e desmontagem de tendas. Em I Tess 1:1 e 2:9 e II Tess 1:1 e 3:8, Paulo diz que ele, Silvano e Timóteo trabalhavam dia e noite e pregavam o evangelho de graça, veja (I Cor 9:18 e II Cor 11:7). Varão, todo mundo tem que trabalhar, viver do suor do rosto, pois digno é o obreiro do seu salário, cumprir Gên 3:19. Pedro também era voluntário para pregar, veja I Pedro 5:2. Quem quiser pregar, não seja profissional da fé, seja voluntário, cumpra o que Jesus disse em Mateus 10:8, ……DE GRAÇA RECEBESTES, DE GRAÇA DAI. Deus abençoe. É bom lembrar que não estou tirando o direito dos líderes, de receber dinheiro de gastos com passagens térreas, fluviais ou aéreas, hotéis, combustíveis, pois quem anuncia o evangelho, tem que viver do evangelho, (I Cor 9:14), não podemos atar a boca do boi que debulha.(I Cor 9:9). Deus abençoe.

        Responder
  • Milton disse:

    Olá amado Georges!
    Não sei se o amigo refere-se ao meu comentário, se for; fico bastante grato pela observação, pois isso ajuda no aprendizado. Tu sabe que quando a liderança se desvia, induz os demais ao erro também não é mesmo?
    O desvio começou pela calasse Sacerdotal por-isso a repreensão vem primeiro a eles que eram os representante do povo diante de Deus e extendendo assim a toda nação.
    O desvio deles, levou toda a nação ao desvio também a ponto de tornarem-se levianos com o Senhor ofereçendo até animais doentes etc…
    É amigo! A liderança mudou o foco do povo, do provedor para mamom.
    O assunto é extenso e há muito o que ser dito ainda, más aos poucos, vamos conhecendo melhor esse Deus sem fim…
    Fique na paz.

    Responder
  • irmão paz disse:

    paz a todos. caro irmao andre sanchez; fiquei feliz em ter a sua resposta , e ver tamanha humildade da sua parte em reconhecer que no NT nao há ninguem pedindo dizimos. quanto ao salario dos obreiros,nao precisa eu comentar mais nada, porque o irmao gaio ja disse tudo.a biblia diz que eles sao DIGNOS ou seja;MERECEDORES mas a biblia nao mostra nenhum deles cobrando ou recebendo como forma de pagamento pelas suas pregaçoes. isto e uma coisa voluntaria que tem que partir dentro de cada comunidade sem pressao de ninguem muito menos de versiculos isolados do velho testamento.quanto ao vender bens, era uma decisao singular de cada um e nao por imposiçao de ninguem, mas reconheço que quando vendiam, usavam parte do Dinheiro para socorrer os necessitados, e isto é justo e plausivel por Deus até nos dias de hoje. o que nao concordo é que se, vendendo uma propriedade, ter que entregar 10% à algum pastor como mandamento biblico porque isto nao existe. mas se o pastor for homem de Deus ,que prega a verdadeira palavra do evangelho dentro do seu contexto,sem extorquir nada de ninguem e estiver entre esses necessitados, ai sim como bom cristao nao vejo o porque nao socorre-lo voluntariamente segundo Deus propuser no meu coraçao, como a biblia nos ensina. fique na paz.

    Responder
  • garbo disse:

    legal irmaõ meu nome é donizeti como faço para ter o acesso do livro de dizimo que voce escreveu, não existe mesmo mais dizimo quanto mais eu leio a palavra mais concordo, jesus só falou do dizimo porque vivia na lei , e gafanhoto não é demonio,apostolo paulo apostolo dos jentio não ensina nada sobre o dizimo mas do amor pelas pessoas , existe pastor que fala que devemos primeiro dar na igreja, mas eu digo se você conhece alguem próximo a sua casa que precisa de uma cesta basica e voce náo der e preferir dar na igreja cuidado, voce pode ficar fora do céu , se voce falar que tem que dar o dizimo e que não pode ajudar essa pessoa infelismente não queria estar em sua pele

    Responder
  • O melhor disse:

    Boa tarde a todos!! Estava eu procurando algo sobre o tal do devorador, revirando esse grande amontoado de informações que é a nossa “santa” internet dispretenciosamente e acabei chegando a esse site no qual li e reli os comentarios feitos pelos amados e humildemente com muito amor e a permissão dos irmãos também quero compartilhar o meu ponto de vista do assunto: Dízimos.

    Não sou experiente na fé cristã, na verdade tenho apenas 3 meses de conversão. Também não sou avançado em idade pois tenho apenas 22 anos. Não sou consagrado a cargos em minha comunidade evangélica, tampouco tenho diplomas de teologia, doutorados e mestrados que permitam que eu me equipare aos presbíteros, sábios e mestres que encontrei acima. Enfim, darei a minha simples e pura opinião.

    Depois de pensar sobre o que é ser Cristão, cheguei a uma conclusão que uso para todos as decisões da minha vida e essa conclusão se firma nos seguintes versículos:

    14 – Porque o amor de Cristo nos constrange, julgando nós assim: que, se um morreu por todos, logo todos morreram.

    15 – E ele morreu por todos, para que os que vivem não vivam mais para si, mas para aquele que por eles morreu e ressuscitou.
    2 Coríntios 5:14-15

    Não devemos nos prender apenas às interpretações ou opiniões com relação ao trato com nossos irmãos e consequentemente a Casa do Pai, antes devemos pensar apenas com amor e avaliar o quanto amamos a obra que Cristo nos deixou; ora se plantamos muito, colhemos muito mas não colhemos para essa realidade e sim para a realidade que há de vir.

    O reino de Cristo é muito mais do que tijolos e mantimentos, porém para que cheguemos até ele, ainda dependemos de tijolo e mantimentos. Não é possível se fazer um culto no meio da rua; logo se pensarmos no amor ao Reino, e tivermos a medida de nossas contribuições o amor puro e simples, chegaremos interiormente ao que devemos contribuir.

    Abraços.

    Responder
  • Gaio disse:

    O MELHOR, me perdoe, mas o fraterno falou e não disse nada, ou eu não entendi. Claro que também te perdoo pois você disse que tem apenas 3 meses de convertido. Vou te adiantar, o devorador não é demônio, conforme pregam os denominados pastores cães gulosos. O dízimo fazia parte de uma Lei de Deus, dada a Moisés no Monte Sinai; o dízimo desceu do Monte Sinai, mas ficou crucificado no Monte Gólgota. O sangue, as dores e as angústias de Cristo, cobriu o dízimo, então, esta doutrina não se pode aplicar hoje para nós cristãos. A GRAÇA é de graça, fique esperto, não acredite nesses pastores mentirosos, que vê dinheiro em tudo. Se precisar, meu e-mail está aqui: [email protected] – Oremos uns pelos outros. Deus abençoe.

    Responder
    • O melhor disse:

      Peço perdão ao irmão se eu não me expressei de forma clara, de fato, o que quis dizer é que independente do sentido: demonios, gafanhotos, hortaliças ou o próprio sangue precioso de Cristo, a obra de Cristo necessita de recursos e mantimentos.

      pensemos: “Dai a César o que é de Cézar” logo Cristo nos ensina que devemos pagar nossos impostos, quer sejam as contas de água, luz, telefone, gás etc. Não é um bom exemplo para o mundo que a igreja seja isenta de impostos, não pega bem e digo isso porque quando eu era do mundo eu não concordava e ninguém concorda.

      Pois bem, se na minha humilde opinião, o próprio Altíssimo nos instrui para que paguemos os nossos impostos, eu creio que Ele não fará chover dinheiro do céu para que as contas da igreja sejam pagas apesar de ele ter Poder pra fazer isso..(risos).

      Nos resta concluir que cabe a própria igreja sustentar a obra, igual se fazia nos tempos dos Atos dos Apóstolos e honrosamente essa tarefa se faz necessária para que a mesma continue de pé. Com a medida de amor, sem medo, sem esperar lucro, retorno e por livre e espontânea vontade, ao contribuirmos estamos acrescentando um pequeno auxilio para o Reino que é muito maior do que um templo feito de Tijolos.

      Responder
      • luci disse:

        minha filha de ate um milhão por més se tua prosperidade alcança mas também não se constranja de dar só cinquenta reais,de segundo o desejo de seu coração e sua prosperidade.mas por favor não limite jesus a dez por cento,por que por ele e para ele são todas as coisas,

        Responder
  • irmao paz disse:

    irmao paz. o melhor, li seu humilde comentario e levei em conta seu pouco tempo de convertido como voce disse,mas quero aqui fazer algumas consideraçoes no seu comentario; voce disse que Deus nao faz chover dinheiro do ceu para pagar as contas da igreja.pois bem a biblia nos ensina que igreja somos nos e nao construçoes de paredes,portanto se eu como membro deste corpo que e a igreja de cristo faço alguma conta, quem tem que pagar sou eu . voce tambem disse que cabe a propria igreja sustentar a obra de Deus.bom eu nao sei o que voce entende como obra de Deus . se for contruçoes de templos, que com certeza gera despesas como; agua, luz, bancos, sons,instrumentos,papel hig.,convites a pregadores livre de passagens aereas hoteis cinco estrelas,cachês altos etc,,, se for isto saibam todos que pensam assim estao na contramao da biblia,pois certa vez os dicipulos perguntaram a jesus,como fariam para praticarem a obra de Deus. jesus lhes respondeu que a obra de Deus é crer naquele que Deus enviou joao 6;28, 29.na primeira pregaçao de pedro ele cresceu a obra de Deus em quase 3 mil almas, e nao pediu nem um centavo à ninguem para construir nada atos 2; 40,41.a biblia nos ensina tambem ,que a casa e o templo onde Deus habita, somos nós,o nosso proprio corpo.leia com atençao;hebreus 3; 5 ,6 / i cor;3,16 no começo do cristianismo os dicipulos ainda tentavam ir ao templo para orar, mas depois daquele episodio que aconteceu com pedro e joao por ter curado aquele coxo na porta do templo chamada formosa leia o texto todo e veja o que aconteceu,tambem com aquele cego de nascença que foi expulso por ter afirmado que fora jesus que-o havia curado,e tambem depois de ver que o proprio jesus havia sido expulso de la à pedradas, eles nunca mais voltaram ao templo e nem tampouco construiram algum.entao meu querido,se queres contribuir para o crescimento da obra de Deus,pregue o evangelho puro ,santo genuino como jesus nos ordenou em marcos 16;15 à todos que estiverem ao seu alcance,estenda sempre as maos para fazer o bem, fuja da corrupçao do mundo,fuja tambem destes caes gulosos como diz isaias 56;11 porque destas coisas o senhor se agrada heb;13;16 fique na paz

    Responder
  • marino rodrigues da silva disse:

    amigos vamos definir primeiramente o que é dizimo e dizima ou seja a decima parte do dizimo,muitos falam, outros também falam, mas o que é quem nesta historia toda ?.na antiga plantação ,criação de animais em fim tudo que se cortava, arrancava ,extraía,ou pescava,matava degolava etc significava como até hoje a palavra dizimo. ou seja esta dizimando do que é inteiro por exemplo eu mato um boi ou um carneiro eu separo a decima parte para o altar como oferenda para deus ou oferta,as pessoas querem separar tudo,eu conheço uma pessoa que é contra dar o dizimo mas da uma otima oferta até maior do que deveria ,mas so por causa da questão de o dizimo estar na lei e não no novo testamento trazei a decima parte do dizimo isso deus fala por intermédio do profeta malaquias,mas ele dizia para os fariseus hipócritas que desviavam os alimentos que eram para as viúvas, estrangeiros, doentes em fim você sabe. não que o dizimo esteja errado, ora se você for no culto e levar uma galinha morta e limpa das dez que você produziu a igreja aceita por que não ,se você levar um saco de feijão dos dez que colheu por que a igreja não vai aceitar ? claro que vai quantos não estão precisando por isso será distríbuido para quem precisa, nem todo mundo planta ou cria galinhas mas tem seus rendimentos com seu trabalho sua empresa,claro desde que seja uma produção onesta, isso é com você e deus .nos pagamos a dizima em tudo hoje!!! para pra pensar quantos impostos nos temos!!! essa pouca vergonha desse pais que deixa as crianças morrerem!!! e pouca vergonha de muitas igrejas também que não faz nada pra edificar o nome do senhor jesus ,fazem lindos e caríssimos templos, gastam uma fortuna do dizimo e ainda tem muitas que dizem que o dízemo é sinônimo de salvação eu só acho que as igrejas deveriam destribuir melhor o dinheiro arrecadado esse papo de evangelizar em outros lugares ,tem gastos com viagens etc é tudo marmelada vai por uma vidraça ja quer por a mais cara e diz que é pra jesus,é nada ,é pra satisfazer o ego do pastor e outros jesus fala até que ele não precisa de louvores de ninguem e sim do verdadeiro espirito em comunhão com ele e ai alguem pode ou consegue dizer ao contrario do que falei ,claro que não são todos ,é como eu disse tem muitos homens e mulheres de deus sendo usados para o bem do proximo por esse mundo afora meu muito obrigado por ler tudo e me aceite no fa meu endereço é [email protected]

    Responder
  • irmao paz disse:

    irmao marino a paz seja contigo. li o seu comentario e ate entendo a sua boa intençao em defender o dizimo,mas tenho que lhe esclareçer alguns pontos; dizimo como voce ja frizou e da velha aliança,e Deus autorizou apenas aos filhos de levi como herança num;18 21,24.nenhum pastor brasileiro é descendente de levi e nem é judeu.a finalidade dos dizimos era sustentar os levitas e os sacerdotes,pelo serviço que eles prestavam no templo.hoje nao existe nem levitas nem sacerdotes para oferecerem sacrificios nos templos pelos nossos pecados, porque o verdadeiro sacrificio cristo ja fez pelos nossos pecados.outra coisa, apesar de naquela epoca ja existir dinheiro, dizimo nunca foi pago em dinheiro.em mateus 23;23 jesus estava repreendendo aqueles fariseus e confirmando pra eles que dizimo era da lei e nao da graça.leia com atençao que voce vai ver. tanto é que nem jesus e nem os dicipulos pediu dizimos. se voce achar algum capitulo ou versiculo no novo testamento deles pedindo dizimo, me mostre.nem DEus nem a biblia pede dizimo na nova aliança quem pede sao estes homens mal intençionado que se intitulam de pastores que usam de todos os meios, de todas estrategias para arrancar dinheiro dos menos desavisados.vou te dar um conselho,fuja o quanto antes puder destes cães gulosos como diz isaias 56;11 saiba que o fim deles esta perto fique na paz

    Responder
  • irmao paz disse:

    irmao gaio,voce esta meio sumido e eu ja estou sentindo sua falta. o marino entrou no blog e fez seu comentario.leia, tente entender e comente. fique na paz

    Responder
  • Gaio disse:

    A Paz a todos
    Irmão Paz, venho acompanhando periodicamente o site, porém, nem preciso responder, tendo em vista que os seus comentários já deixam claro este assunto do mentiroso dízimo; vou deixar aqui a minha frase às ovelhas não esclarecidas chamadas sorrateiramente de dizimistas fiéis: “GUARDA O QUE TENS PARA QUE OS PA$TORE$, CÃE$ GULO$O$ não tomem a tua coroa, pois o seu dinheirinho suado, eles estão tomando há muito tempo” Quanto ao irmão Marino, é o seguinte, apesar de Israel ser predominante agrícola na época, na época também existia dinheiro, então não justifica OBRIGAR o cristão hoje, dar, pagar ou devolver dízimo em dinheiro, até porque o dízimo foi crucificado e não ressuscitou. Quem exige dízimo em dinheiro hoje, é ladrão e quem ganha salário e cachê para pregar, às custas de dízimo de pessoas pobres, é vagabundo da fé. Deus abençoe. [email protected]

    Responder
  • irmao paz disse:

    valeu gaio,contra fatos não ha argumentos.fico feliz.toda honra e gloria seja ao eterno Deus.voltaremos quando houver fatos novos.fique na paz

    Responder
  • Hildebrando Santos disse:

    Ainda não entendi do porque tanta discussão e agressividade ; o Irmão André Sanchez apenas colocou em texto a revelação que Deus o deu , embora o direito de cada um não concordar eu sei que vocês tem ; mais se vocês acham que tanto o Irmão André ou qualquer outro esta errado Orem uns pelos outros ” pois reino dividido não subsiste ! Fiquem na Paz …

    Responder
  • irmão paz disse:

    amados,não tenho aqui nenhuma intenção de agredir ninguem,o meu objetivo e tao somente esclarecer a verdade do evangelho à outros irmãos,colaborando naquilo que estiver ao meu alcançe.porem sabemos que a verdade sempre incomodou àqueles que se opoe a ela.se ficarmos preocupados com aqueles que vão se sentir ofendidos,nós não conseguiremos pregar a verdade do evangelho nunca,pois nem cristo nem os dicipulos se preocuparam com isto.vejam por exemplo joao batista chamando os novos convertidos ao serem batizados de RAÇA de VÍBORAS,Luc,3; 7.O próprio jesus chamando os escribas e farizeus que eram judeus como ele de;HIPOCRITAS,SERPENTES,e tambem RAÇA DE VIBORAS leia ,Mat,23;29 a 33.até de filho do diabo jesus chamou aquele povo,joão 8;42 a 44.será Hildebrando,que se jesus estivesse entre nós hoje,e passasse perto de voce pregando desse jeito voce diria pra ele;CALMA JESUS,DESSE JEITO O SENHOR AGRIDE AS PESSOAS,E NÂO VAI GANHAR NINGUEM;muitos costumam dizer que a verdade DÓI,mais jesus continua dizendo que a verdade LIBERTA. fiquem na páz.

    Responder
  • Abraão disse:

    Certo ou errado eu só sei de uma coisa só prega contra o dizimo quem não devolvem o dizimo para a sua igreja ´certo ou errado eu devolvo meu dizimo e pronto quem trabalha sou eu e e meu meu dinheiro.

    Responder
    • Wagner Bruno Da Fonseca Fonseca disse:

      quando o dinheiro é nosso podemos fazer o que quiser com certeza,mas gostaria de perguntar se vc.é capaz de ajudar uma pessoa que está em dificuldade,se o dinheiro que está no momento é o seu dízimo?É o amor ou é a lei que te influencia?

      Responder
  • Gaio disse:

    Abraão, ninguém está sendo agressivo não varão. Abraão, você tem sítio, fazenda ou trabalha em qualquer área rural,pra dizer que devolve dízimo bíblico? pois o dízimo bíblico foi agropecuário e anual, ou seja, era produto do campo, como: semente, grãos, vaca, ovelha. Os 10% em dinheiro mensal, que os pastores chamam de dízimo; biblicamente nunca foi e nunca será dízimo. Os 10% em dinheiro mensal, e 10% de algum bem adquirido e vendido, os 10% de fundo de garantia ou de prêmios ganhos, não é dízimo, é meio de vida dos seus pastores que não têm coragem de trabalhar, como todo mundo trabalha. O dízimo bíblico você encontra em Lv 27:30 a 34 e Dt 14:22 a 29. O dízimo é preceito da Lei de Moisés e se você obedecer uma Lei, terá que obedecer toa Lei (Tiago 2:10) e se você paga, dá, ou devolve o dízimo, você está maldição, está separado de Cristo, caído da graça e considera que Cristo morreu em vão (Gálatas 3:10, 21, Gálatas 5:4. Eu não pago dízimo mas oferto conforme determina o Novo Testamento, I Cor 16:2; II Cor 8:12, II Cor 9:7. Dízimo em dinheiro é mentira dos pastores. Um abraço. [email protected]

    Responder
    • Tomaz disse:

      Oi.. Percebo que á um grande conflito em relação a esses “10%”. Sinceramente, se alguém realmente se sente bem em contribuir (o não), se de fato gosta da obra que está acontecendo e quer que ela continue então faz. Mas que seja de livre e espontânea vontade. Se por acaso vc se sente influenciado em fazer algo, é melhor não fazer, a não ser que aquela vontade esteja em vc. Muitos não contribuem por condições financeiras, mas com certeza, a vontade está ali. Não porque o pastor fala, mas sim porque NÃO querem que aquela obra termine.
      Sim, estão errados em falar que “Se não o fizer acontece isso, aquilo e aquilo outro”. Por tanto se alguém quer contribuir com a sua igreja com seja lá qual for a quantia, faça mas FAÇA DE CORAÇÃO. Essa discussão não vai levar á lugar algum a não ser ao conflito. Porém sempre é bom se informar. Fiquem na Paz. ;)

      Responder
  • Daniel Flávio Vidal disse:

    Amados, sou pastor, e não prego a obrigatoriedade do dízimo, nem
    tão pouco condeno quem não paga, mas faço a minha colocação;
    o banco que você se senta e a luz que te clarea e o chão lavado que você piza na Igreja , tem um custo, seja um colaborador;para meditar 2Co 9:6a7

    Responder
  • Flaviano Júnior disse:

    Parece que os pastores não conhecem estes versículos, veja: ORA, quanto à coleta que se faz para os santos, fazei vós também o mesmo que ordenei às igrejas da Galácia. No primeiro dia da semana cada um de vós ponha de parte o que puder ajuntar, CONFORME SUA PROSPERIDADE, para que não se façam as coletas quando eu chegar. (I Cor 16:1, 2).
    Porque, se há prontidão de vontade, será aceita SEGUNDO O QUE QUALQUER TEM, e não segundo o que não tem. (I Cor 16:2). Cada um contribua SEGUNDO PROPÔS O SEU CORAÇÃO; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria.(II Cor 9:7). [email protected]

    Responder
    • wagner bruno da fonseca disse:

      Concordo com o senhor.Parece que as pessoas esqueceram também do amor ao próximo,solidariedade,caridade,misericórdia.A gente houve falar mais de dízimos do que tudo o mais.Se alguma pessoa pode ter um avião,porque um mendigo não pode ter um barraco?wagnerbrufon@hotmail,com

      Responder
  • Fernando viana disse:

    Se você não gosta de dar o dizimo,pega os textos da Biblia que falam sobre o dizimo e rasga,!

    Responder
  • Douglas Santos disse:

    André Sanchez, isto significa que não devemos Dizimar só porque passamos da Lei para a Graça? Na época a prosperidade estava relacionada com a colheita mas hoje está nas finanças. Não poderíamos interpretar este “devorador” como sendo juros, muitas dividas por exemplo como sendo o devorador da atualidade?

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Douglas, não podemos interpretar ou atribuir um significado que não era o objetivo da palavra. Se fazemos isso manipulamos e colocamos palavras na boca do autor que ele não quis pronunciar.

      Responder
  • irmao paz disse:

    Fernanda, voce disse que quem nao gosta de dar dizimo, pega os textos da biblia e rasga,quero dizer minha amada que nao se trata de rasgar a biblia, mas sim de estudar e entender o que realmente ela está dizendo.As leis e os estatutos do velho testamento ,Deus estabeleceu apenas aos povo de israel que ele havia tirado do egito rumo a terra de canaan tendo moisés como lider.entre muitas leis e ordenanças,estava tambem a lei do levirato,coisa que hoje na graça nao e mais permitido,a expiaçao do pecado através do sangue de touros e bodes,o homen podia ter mais de uma mulher ,como no caso de jacó que casou com as duas irmãs,e abraao que teve filhos com as duas mulheres dentro da mesma casa e Deus abeçoou os dois,e entre todas estas coisas,estava tambem a lei do dizimo, mas todas direcionadas ao povo de israel povo judeu que sairam do egito.Malaquias falou claramente a respeito do dizimo,mas preste atençao e veja pra quem ele escreveu,confira malaquias,1;1(APALAVRA DO SENHOR QUE VEIO POR INTERMEDIO DO PROFETA MALAQUIAS PARA ISRAEL) está vendo ? malaquias estava falando pra o povo de israel, e nao pra igreja da graça dos apostolos que cristo implantou na terra. veja tambem que ele estava repreendendo ,era os sacerdotes da epoca ou seja os lideres do povo,leia MAL.2;1.Deus disse em NUM.18;21 que todos os dizimos ele havia dado aos filhos de Levi que é o terceiro filho de jacó,e sua descendencia.biblicamente,nenhuma outra naçao ou tribo e muito menos brasileiros que nunca foram descendentes de judeus,tem o direito de apoderar de uma herança que pertencia à apenas aos levitas que eram os sacerdotes do tempo da lei.Veja que nem cristo nem seus dicipulos pediram dizimos à mais ninguem,porque cristo veio implantar na terra uma nova dimençao de vida e de fé cristâ.as ordenanças e os velhos rudimentos da lei ficavam para trás no momento em que ele disse na cruz do calvario;PAI TUDO ESTÀ CONSUMADO,EM TUAS MAOS ENTREGO MEU ESPIRITO.Fernanda eu teria muitas outras coisas ainda pra lhe dizer concernente a este tema ,mais fica pra outra oportunidade, o meu unico objetivo aqui foi de levar até voce um pouco de esclarecimento à respeito do dizimo na biblia.fique na paz ,e que Deus ilumine voce e toda sua familha.

    Responder
  • Samuel ribeiro de Souza disse:

    Irmãos . para inicio de conversa existem regras especificas para interpretar um texto , que é o contexto. para se interpretar um livro todo é preciso passar por 5 passos .1- quem escreveu o livro.
    2- para quem foi escrito. 3- o tempo. 4- o que esta escrito.5-que lingua foi escrito.( a igreja não existia ainda porque jesus disse: e sobre esta pedra edificarei a minha igreja ; era nação de israel . com leis especificas , direitos e deveres .

    Responder
  • Augusto César disse:

    É notório que quem estava consumindo a lavoura daquela época foi a praga chamada “gafanhoto” ” para que não consuma o fruto da terra;a vossa vide do campo;não será estéril…”
    Venhamos ver quem é o “devorador” Levítico 11.22.
    “Deles comereis estes; a Locusta segundo a sua espécie, o gafanhoto devorador, segundo a sua espécie…”
    Os quatro tipos de gafanhotos citados em Joel 1.4 não são quatro tipos de demônios:“O “Cortador” “O Migrador” “O Devorador” “E o Destruidor” Não são quatro tipos de demoníos e sim apenas quatro tipos de gafanhotos, porém é bom salientar que quando Deus permitiu a Satanás ir tocar em tudo que Jó tinha, menos a sua vida, não foi Satanás pessoalmente que levou as criações e servos e sim os sabeus,saraiva e caldeus (Jó 1:14-17), quem matou os filhos de Jó uma forte tempestades (Jó 1:19), mas em tudo isso havia a intervenção do Diabo!
    Devemos examinar a Bíblia para aprendermos as verdades contidas nela.Creio que Deus,abençoa os fiéis em todas suas áreas que contribuem para sua existência.O que se deve ficar claro é que não devemos acrescentar nada na Bíblia Sagrada. Damos o dizimo ou oferta porque por que somos gratos ao Pai que tem nos abençoados ( Malaquias 3:10-12) e não por barganha que fazem alguns com o evangelho.É por isso que a biblia diz “Nada acrescentes às suas palavras, para que não te repreendas e não sejas achado mentiroso.” Provérbios 30.6. Presb. César AD Estância-SE

    Responder
  • carlos disse:

    ô irmã?paz de Cristo, pega leve…testo para contesto está claro.
    na verdade, existem várias formas de se pregar, porém só uma forma de entendimento.pega leve irmão, decoberta apenas, conhecimento apenas,nõ me agrada ver nossos irmãos batendo boca.paz.

    Responder
  • Danilo disse:

    Nós estamos debaixo da lei de Cristo como diz o apóstolo Paulo. E o nosso Jesus diz: Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas, porque dais o dízimo da hortelã, do endro e do cominho e tendes negligenciado os preceitos mais importantes da Lei: a justiça, a misericórdia e a fé; devíeis, porém, fazer estas coisas, sem omitir aquelas!” (Mt 23.23).

    Responder
    • florice disse:

      Digo, pois, que todo o tempo que o herdeiro é menino em nada difere do servo, ainda que seja senhor de tudo;
      Mas está debaixo de tutores e curadores até ao tempo determinado pelo pai.
      Assim também nós, quando éramos meninos, estávamos reduzidos à servidão debaixo dos primeiros rudimentos do mundo.
      Mas, vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei,
      Para remir os que estavam debaixo da lei, a fim de recebermos a adoção de filhos.
      E, porque sois filhos, Deus enviou aos vossos corações o Espírito de seu Filho, que clama: Aba, Pai.
      Assim que já não és mais servo, mas filho; e, se és filho, és também herdeiro de Deus por Cristo.
      Mas, quando não conhecíeis a Deus, servíeis aos que por natureza não são deuses.
      Mas agora, conhecendo a Deus, ou, antes, sendo conhecidos por Deus, como tornais outra vez a esses rudimentos fracos e pobres, aos quais de novo quereis servir?
      Guardais dias, e meses, e tempos, e anos.
      Receio de vós, que não haja trabalhado em vão para convosco.
      Irmãos, rogo-vos que sejais como eu, porque também eu sou como vós; nenhum mal me fizestes.
      E vós sabeis que primeiro vos anunciei o evangelho estando em fraqueza da carne;
      E não rejeitastes, nem desprezastes isso que era uma tentação na minha carne, antes me recebestes como um anjo de Deus, como Jesus Cristo mesmo.
      Qual é, logo, a vossa bem-aventurança? Porque vos dou testemunho de que, se possível fora, arrancaríeis os vossos olhos, e mos daríeis.
      Fiz-me acaso vosso inimigo, dizendo a verdade?
      Eles têm zelo por vós, não como convém; mas querem excluir-vos, para que vós tenhais zelo por eles.
      É bom ser zeloso, mas sempre do bem, e não somente quando estou presente convosco.
      Meus filhinhos, por quem de novo sinto as dores de parto, até que Cristo seja formado em vós;
      Eu bem quisera agora estar presente convosco, e mudar a minha voz; porque estou perplexo a vosso respeito.
      Dizei-me, os que quereis estar debaixo da lei, não ouvis vós a lei?
      Porque está escrito que Abraão teve dois filhos, um da escrava, e outro da livre.
      Todavia, o que era da escrava nasceu segundo a carne, mas, o que era da livre, por promessa.
      O que se entende por alegoria; porque estas são as duas alianças; uma, do monte Sinai, gerando filhos para a servidão, que é Agar.
      Ora, esta Agar é Sinai, um monte da Arábia, que corresponde à Jerusalém que agora existe, pois é escrava com seus filhos.
      Mas a Jerusalém que é de cima é livre; a qual é mãe de todos nós.
      Porque está escrito: Alegra-te, estéril, que não dás à luz; Esforça-te e clama, tu que não estás de parto; Porque os filhos da solitária são mais do que os da que tem marido.
      Mas nós, irmãos, somos filhos da promessa como Isaque.
      Mas, como então aquele que era gerado segundo a carne perseguia o que o era segundo o Espírito, assim é também agora.
      Mas que diz a Escritura? Lança fora a escrava e seu filho, porque de modo algum o filho da escrava herdará com o filho da livre.
      De maneira que, irmãos, somos filhos, não da escrava, mas da livre.

      Gálatas 4:1-31
      Porventura começamos outra vez a louvar-nos a nós mesmos? Ou necessitamos, como alguns, de cartas de recomendação para vós, ou de recomendação de vós?
      Vós sois a nossa carta, escrita em nossos corações, conhecida e lida por todos os homens.
      Porque já é manifesto que vós sois a carta de Cristo, ministrada por nós, e escrita, não com tinta, mas com o Espírito do Deus vivo, não em tábuas de pedra, mas nas tábuas de carne do coração.
      E é por Cristo que temos tal confiança em Deus;
      Não que sejamos capazes, por nós, de pensar alguma coisa, como de nós mesmos; mas a nossa capacidade vem de Deus,
      O qual nos fez também capazes de ser ministros de um novo testamento, não da letra, mas do espírito; porque a letra mata e o espírito vivifica.
      E, se o ministério da morte, gravado com letras em pedras, veio em glória, de maneira que os filhos de Israel não podiam fitar os olhos na face de Moisés, por causa da glória do seu rosto, a qual era transitória,
      Como não será de maior glória o ministério do Espírito?
      Porque, se o ministério da condenação foi glorioso, muito mais excederá em glória o ministério da justiça.
      Porque também o que foi glorificado nesta parte não foi glorificado, por causa desta excelente glória.
      Porque, se o que era transitório foi para glória, muito mais é em glória o que permanece.
      Tendo, pois, tal esperança, usamos de muita ousadia no falar.
      E não somos como Moisés, que punha um véu sobre a sua face, para que os filhos de Israel não olhassem firmemente para o fim daquilo que era transitório.
      Mas os seus sentidos foram endurecidos; porque até hoje o mesmo véu está por levantar na lição do velho testamento, o qual foi por Cristo abolido;
      E até hoje, quando é lido Moisés, o véu está posto sobre o coração deles.
      Mas, quando se converterem ao Senhor, então o véu se tirará.
      Ora, o Senhor é o Espírito; e onde está o Espírito do Senhor, aí há liberdade.
      Mas todos nós, com rosto descoberto, refletindo como um espelho a glória do Senhor, somos transformados de glória em glória na mesma imagem, como pelo Espírito do Senhor.
      Porque tendo a lei a sombra dos bens futuros, e não a imagem exata das coisas, nunca, pelos mesmos sacrifícios que continuamente se oferecem cada ano, pode aperfeiçoar os que a eles se chegam.
      Doutra maneira, teriam deixado de se oferecer, porque, purificados uma vez os ministrantes, nunca mais teriam consciência de pecado.
      Nesses sacrifícios, porém, cada ano se faz comemoração dos pecados,
      Porque é impossível que o sangue dos touros e dos bodes tire os pecados.
      Por isso, entrando no mundo, diz: Sacrifício e oferta não quiseste, Mas corpo me preparaste;
      Holocaustos e oblações pelo pecado não te agradaram.
      Então disse: Eis aqui venho(No princípio do livro está escrito de mim),Para fazer, ó Deus, a tua vontade.
      Como acima diz: Sacrifício e oferta, e holocaustos e oblações pelo pecado não quiseste, nem te agradaram (os quais se oferecem segundo a lei).
      Então disse: Eis aqui venho, para fazer, ó Deus, a tua vontade. Tira o primeiro, para estabelecer o segundo.
      Na qual vontade temos sido santificados pela oblação do corpo de Jesus Cristo, feita uma vez.
      E assim todo o sacerdote aparece cada dia, ministrando e oferecendo muitas vezes os mesmos sacrifícios, que nunca podem tirar os pecados;
      Mas este, havendo oferecido para sempre um único sacrifício pelos pecados, está assentado à destra de Deus,
      Daqui em diante esperando até que os seus inimigos sejam postos por escabelo de seus pés.
      Porque com uma só oblação aperfeiçoou para sempre os que são santificados.
      E também o Espírito Santo no-lo testifica, porque depois de haver dito:
      Esta é a aliança que farei com eles Depois daqueles dias, diz o Senhor:Porei as minhas leis em seus corações,E as escreverei em seus entendimentos; acrescenta:
      E jamais me lembrarei de seus pecados e de suas iniqüidades.
      Ora, onde há remissão destes, não há mais oblação pelo pecado.
      Tendo, pois, irmãos, ousadia para entrar no santuário, pelo sangue de Jesus,
      Pelo novo e vivo caminho que ele nos consagrou, pelo véu, isto é, pela sua carne,

      Hebreus 10:1-20
      2 Coríntios 3:1-18

      Responder
  • antonio disse:

    meu amigo andre hoje em dia a tanta gente ensinando a biblia de sua forma que isso me assusta vc tem alguma coisa em relação a ISSO?

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Antonio, é preciso cautela mesmo. Por isso é tão importante nos dedicarmos ao estudo da Palavra para podermos desmascarar quem ensina mentiras

      Responder
  • josé carlos disse:

    é so ver no dicionario oque é dizimo e rendimento.dízimo
    (latim decimus, -a, -um, décimo, décima parte)
    s. m.
    1. Décima parte. = DÉCIMO, DÍZIMA
    2. Contribuição avaliada na décima parte de um rendimento. = DÉCIMA, DÍZIMA
    3. Contribuição que a Igreja Católica exigia dos fiéis, e que consistia na décima parte dos frutos que colhiam.
    4. Antigo imposto de pescado cobrado pela Guarda Fiscal. VEJA TBM Significado de Rendimento

    s.m. Ato ou efeito de render.
    Produção: rendimento da terra.
    Resultado satisfatório obtido por um trabalhador manual ou intelectual.
    Renda; lucro.

    Responder
  • flavio disse:

    Amado escritor; vc. ainda tem coragem de dizer que tem conhecimento quanto ao devorador, (A bíblia foi escrita em tres linguagens 1ª linguagem literal, 2ª linguagem simbólica, 3ª linguagem figurativa.) Nesse testo citado o gafanhoto, é uma linguagem figurativa, ou seja uma figura de linguagem, o gafanhoto de auto poder destrutivo, como esta escrito no livro de Numeros:cp. 13 :33 Moises, compara um gigante como um gafanhoto, no sentido figurado: o diabo ele tem suas legiões de demonios, entre eles estão os migradores, que vão tirão a paz e voltão, tambem os demonios devoradores que ficam permanentemente, no trabalho improspero, nas financias que acabam não dando pra nada, seu lar não prospera, muitos passão fome, ai vem o pior de todo o demonio destruidor, que leva você ao desespero, a rouba, matar , se tornar violento, os filhos entrão nais DROGAS, e o maior alvo de satanas que é destruir a familia.

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Flávio, você está enganado. Não existe figura de linguagem no texto. É bastante óbvio e claro a relação do devorador com os frutos da terra. Alguns pregadores tentam forçar o texto e criar um demônio, mas o texto não diz isso em nenhum momento. É só você aplicar uma hermenêutica nem básica que isso já salta aos olhos.

      Responder
  • adriano disse:

    Ola Paz do senhor Feliz ano novo ..mudando o assunto mais dentro do assunto …estudo analise de desenvolvimento de sistemas e tenho um professor que estuda a cabala e já estou tudo que é tipo de seitas de espiritismo que existe …Certo dia fiz uma pergunta para ele dar o dizimo que os cabalista acha disso ? ele me respondeu isso é bíblico temos que devolver para a terra o que ela da para nos, ou melhor o que Deus da para nós ajudando uns aos outros ….hum achei legal a resposta do cabalista que segue a tora dos judeus ou Melhor ainda esta no antigo testamento …mais é um outro assunto….

    .Ai segui a conversa e o meu professor falou assim Adriano ..vou te falar uma coisa …se você nascesse em um lugar a onde ninguém nunca falasse pra você que se sua mulher ti traísse isso é errado você não saberia não verdade!!! .e se ninguém falasse para você que andar pelado é errado!!! você andaria e não estaria nem ai !!!porque ninguém te ensinou ..Hum Eu respondi Verdade Professor. Assim também são as religiões e as igrejas …pessoas seguem que aprendem ..por isso que cheio de igrejas para todos os lados cada hum com sua opinião própria .vou te dar um estudo leia esse assunto ( Egrégora ) que vai entender que acontece no mundo ….

    Leia parte do assunto : http://pt.wikipedia.org/wiki/Egr%C3%A9gora

    Egrégora
    Segundo as doutrinas que aceitam a existência de egrégoros, estão presentes em todas as coletividades, sejam nas mais simples associações, ou mesmo nas assembleias religiosas. É gerado pelo somatório de energias físicas, emocionais e mentais de duas ou mais pessoas, quando se reúnem com qualquer finalidade.

    Eu ….não sou Dizimista congrego em uma igreja a onde se prega que o devorador vai acabar com tudo vai arruinar as finanças etc….mais na minha opinião 10% para igreja é muito pouco pelo que ela faz para com a humanidade com as pessoas que antes vivia na escuridão hoje tem a graça de Jesus ..porque penso assim quando você fica ali limitado a 10% meu irmão isso acaba virando uma obrigação que cidadão faz todo mês ai acaba virando é maldição sim na vida da pessoa pois deixa muitas vezes de dar o sustento em casa para dar para o Pastor que faz uma lavagem na cabeça da pessoa …porque será né vou Responder muitos tem seus alto salário então tem que defender seus R$2.000 até seus R$20.000 por mês isso é claro distorcer a palavra para manter seus salário quero ver fazer por amor a obra de DEUS sem nada a receber queria ver não que não tenha pastor que não receba nada … mais fazer o que né. e não me venha que todo obreiro e digno do seu salário ou sustento ..porque apóstolo Paulo antes de se ajudado ele evangelizou ensinou pra depois ser digno do seu salário hoje abrir igreja uma na costa da outra isso e concorrência para arrecadar mais dizimo para mandar para sede e pagar salário de Pastor presidente

    voltando ao Dizimo

    caia na parte da bíblia

    Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! pois que dizimais a hortelã, o endro e o cominho, e desprezais o mais importante da lei, o juízo, a misericórdia e a fé; deveis, porém, fazer estas coisas, e não omitir aquelas Mateus 23:23

    Irmão Jesus estava falando .justamente que está acontecendo nos dias de hoje estão estamos se degradando por causa de Dizimo se é certo ou é errado e esquecendo de praticar a misericordiosa o amor com o próximo ai irmão 10% é muito pouco temos que dar com alegria para ajudar os que precisa de comida roupa s viúvas …e não para comprar fazenda avião etc…

    Eu nunca vi um pastor falar que paga pensão para uma viúva de (DIZIMISTA FIEL ) A BÍBLIA trata a respeito disso ou não em ajudar as viúvas…antigamente convidava a pessoa para visitar a igreja para aceitar conhecer a cristo ….HOJE NÃO VAI PARA CONHECER A MINHA IGREJA E NÃO A JESUS CRISTO e sem falar na concorrência meu Deus …de maquininha de CARTÃO de credito a Carne dentro Das igrejas ..mais fazer o que né Me desculpe o meu desabafo …..Jesus Esta Voltando
    qualquer duvida [email protected]

    Responder
  • Irineu Aparecido disse:

    GRAÇA E PAZ: AMADOS CONCORDO COM OS IRMÃOS, VEJA BEM DEUS ESTA FALANDO DE PLANTAÇÃO; COMO QUE GAFANHOTOS PODEM VIRAR DE INSETO PARA DEMONIOS; QUAL A TEOLOGIA APLICA NESTE CASO. OUTRO PONTO NO MESMO TESTO DE MALAQUIAS; COMO PODEMOS FALAR QUE MEU IRMÃO E LADRÃO; POIS O MESMO FOI SALVO POR JESUS CRISTO.?

    Responder
  • pb :marinaldo disse:

    parem de descutir ,hoje os pastores tem enteresse proprios, ou seja são aproveitadores das ovelhas – em outras palavras,canbadas de mesenariosssssssssssss, porque não dizer – ladrões
    pb:marinaldo

    Responder
  • marildo amaral disse:

    Meus amados irmãos e desconhecidos . vocês precisam ter experiências com Deus ,vocês creem em filosofias das suas mentes , foram mau ensinados , por isso não compreendem a palavra do Senhor, para conhecer a palavra tem que ter discernimento espíritual , muitos não querem devolver o dízimo por que são mesquinhos , e desobedientes apenas acham que estão certos , mas realmente não conhecem a palavra se vocês realmente tivessem experiências com Deus ,não estariam discutindo , a palavra é clara,apenas eu reparei nos comentários com muito deboche , se achando, eu sinto pena , do coração de vocês, cada vez mais corrompidos com a dúvida de satanás

    Responder
  • Jose Carlos Ferreira da Rosa disse:

    Ao procurar algo para pregar na igreja sobre finanças,fiquei perplexo com os comentários; li “sim e não”, sobre DÍZIMOS…Os contrários que não são Pastores titulares de igrejas, e estão criticando os PASTORES,por favor uma sugestão ::VÃO PARA A CONGREGAÇÃO CRISTÃ NO BRASIL, pois lá não tem Pastor mas ANCIÃO; e nem Dízimos, mas coleta o que não é o mesmo…. Aos Pastores titulares uma sugestão ::Ore muito para ter visão espiritual e enxergar as coisas de Deus espiritualmente ( O Apóstolo Paulo disse que o homem NATURAL não compreende as coisas do Espírito de Deus, pois lhe parecem loucura, e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente.). Muitos estão discernindo na LETRA (literalmente) no que leem e não usado pelo Espírito Santo…Se os escribas e fariseus eram dizimistas ate das hortaliças…Imaginem se jesus não fosse fiel nos dízimos,.. seria um prato cheio para eles o acusarem,… mas nesta acusação nem tocaram…podiam acusar de tudo mas não disso….

    Responder
  • amilton disse:

    O dízimo é o mínimo que uma pessoa até de bom senso e por amor investiria para o crescimento do Reino de Deus, mas se o sujeito é miserável, jamais vai concordar com isso, vai sempre esmolar. O dízimo é bíblico no antigo e novo testamento. Quer ser fiel seja, não quer não seja é uma decisão pessoal. Quanto ao devorador, quando se usa a figura do gafanhoto em suas diversas fases, está falando que a ação de Deus é misericordiosa para que a pessoa abandone a infidelidade e retorne a benção do pai. Quanto a ação de Deus naqueles que não estão debaixo do temor, como diz o salmista, tente contemplar o final deles.

    Responder
  • WAGNER BRUNO DA FONSECA disse:

    Os, Apóstolos(APOSTOLOS)em nenhum momento fala de dízimoé sim de oferta com AMOR

    Responder
  • Elizete disse:

    Polêmico esta assunto, porém quanta ignorância pude perceber.Se você ama a Deus, e sua igreja seus 10% não será nenhum sacrificio,simplesmente um prazer de ver a obra crescer, seu pastor tendo suas necessidades supridas.(Deixo claro sou contra a teologia da prosperidade, o que pra mim é enriquecimento ilicito.) Deus não precisa de dinheiro, porém sua obra aqui nesta terra necessita do nosso amor em ofertar e dizimar, e fazendo com amor certamentenão ficaremos sem recompensa, pois o Senho Deus não fica a dever nada para ninguem. E se os pastores aterrorizarem, e usarem mal o dinheiro dos fieis eles que se entendam com Deus, e o fiel que tiver se sentindo mal naquela denominação que procure outra mais idonêa.

    Responder
  • WAGNER BRUNO DA FONSECA disse:

    Se o cristão crê nos DEZ MANDAMENTOS,O DIZIMISTA aumentou um mandamento,se crê na lei de Moisés que são 613 ordenanças,esqueceu de praticar 612 ordenanças.É elementar meu caro Watson(amigo do Sherlock Holmes)Maldito todo aquele que não perseverar em cumprir todas as coisas escritas no LIVRO DA LEII GALATAS 3.10

    Responder
  • carla disse:

    Concordo com a parte que diz migradores não são demonios,realmente não são.Discordo sobre o dízimo, ele é inquestionável,esse tipo de teoria só faz aumentar o número de cristãos anti-dizimistas crescerem…é sempre bom lembrar que a igreja tem custos,com luz,equipamentos de som,cadeiras,produtos de limpeza,papel,revista de escolas dominical etc…infelizmente não cai do céu,vem dos dízimos e ofertas!

    Responder
  • wagner bruno da fonseca disse:

    Concordo que a igreja precisa de ofertas,mas inventar algo que não existe que é o verdadeiro problema,em tempo,os dizimistas fiéis deveriam não só ofertar,mas,viver o evangelho.Embora errado,muitos são fiéis no dízimo e infiéis no viver o EVANGELHO.Outra coisa é alguém dizer que é da religião evangélica;pois JESUS nunca falou nome de religião.

    Responder

Seu comentário é muito importante! Comente! Regra 1 - Seja respeitoso. Regra 2- Não aprovamos comentários de anônimos. Obs.: Todos os comentários são moderados antes de serem publicados.