- Esboçando Ideias - https://www.esbocandoideias.com -

Quem são as pessoas da “nuvem de testemunhas” citadas em hebreus 12:1?

Você Pergunta: Ouvi um pastor pregar sobre bom testemunho, mas ele usou Hebreus 12:1 dizendo que a nuvem de testemunhas citada ali são as pessoas que estão à nossa volta vendo nossas atitudes como crentes, por isso, deveríamos sempre ter atitudes de bom testemunho. Gostaria de saber se essa interpretação que ele fez da “nuvem de testemunhas” está correta.

Caro leitor, um dos grandes riscos de errar a interpretação de um texto é considera-lo de forma isolada e fazer uma aplicação com base nesse texto isolado. Se pegarmos Hebreus 12:1 de forma isolada acabamos aplicando hipóteses para tentar “achar” quem seria a “nuvem de testemunhas” citada ali pelo autor. Alguns fazem isso e erram na interpretação. Iremos analisar o contexto [1] e veremos que nele temos a resposta de quem são essas pessoas dessa “nuvem” e qual a intenção de citá-las.

Quem são as pessoas da “nuvem de testemunhas” citadas em hebreus 12:1?

Quem são as pessoas da “nuvem de testemunhas” citadas em hebreus 12:1?

(1) Quando o texto bíblico foi dividido em capítulos e versículos ajudou muito na memorização e estudo [2], porém, também trouxe o problema das pessoas negligenciarem um pouco o estudo dos contextos, achando que quando um capítulo começa significa que o assunto começa ali, o que não é a realidade. Vejamos o texto de nossa análise: Portanto, também nós, visto que temos a rodear-nos tão grande nuvem de testemunhas, desembaraçando-nos de todo peso e do pecado que tenazmente nos assedia, corramos, com perseverança, a carreira que nos está proposta” (Hebreus 12:1). Observe que o verso começa com “portanto”. Essa palavra é uma conjunção conclusiva [3], usada no português para trazer a conclusão de uma questão tratada anteriormente. Isso mostra que esse primeiro verso tem o objetivo de concluir o assunto que foi dito antes.

(2) Anteriormente (Hebreus 11) o autor trata sobre os heróis da fé, pessoas que enfrentaram grandes desafios e perseguições para fazer a vontade de Deus (em suas épocas) e permanecer firmes nela: “Foram apedrejados, provados, serrados pelo meio, mortos a fio de espada; andaram peregrinos, vestidos de peles de ovelhas e de cabras, necessitados, afligidos, maltratados…” (Hebreus 11:37). Esses foram os heróis do passado! Já em Hebreus 12:1 o autor passa a usar a figura de uma corrida de arena (corramos…). Os heróis do passado fizeram a sua parte, agora, cabe a nós, os servos do presente, fazermos a nossa (portanto, também nós… Hebreus 12:1).

(3) Logo, os heróis do passado agora são os espectadores (pois não estão mais na arena da vida em combate), eles são a nuvem de testemunhas que estão nesse “estádio” nos vendo, os servos do presente, também lutarmos como eles lutaram. São esses heróis da fé que são a nuvem de testemunhas. Nuvem é usada provavelmente no sentido de muitas pessoas, uma quantidade grande de servos do passado. Eles, que já foram vitoriosos, agora torcem para os servos do presente também trilharem o caminho de vitória que eles trilharam: “desembaraçando-nos de todo peso e do pecado que tenazmente nos assedia, corramos, com perseverança, a carreira que nos está proposta” (Hebreus 12:1). A luta não é nossa luta, mas a “carreira que nos está proposta”, o que indica que são os planos de Deus que devem estar em foco e não os nossos próprios. Como no passado os heróis da fé foram vitoriosos cumprindo a vontade de Deus, espera-se que diante do exemplo deles, nós também façamos dessa forma, seguindo esses heróis!

(4) Sendo assim, concluímos que o exemplo dos heróis da fé do passado representa para aqueles que estão na luta no presente uma forte motivação de observar como Deus os honrou, como Deus os fez vitoriosos, mesmo diante de grandiosas lutas. A fidelidade também nos levará a alcançar essa vitória e seremos para outros também uma nuvem de testemunhas, capazes de inspirar, motivar e transmitir os valores para os novos corredores dessa grandiosa corrida que é a vida cristã, que é trilhar a vontade de Deus nesse mundo caído!