- Esboçando Ideias - https://www.esbocandoideias.com -

Por que a Bíblia diz que Deus é fogo consumidor?

Você Pergunta: Em um texto que li em Hebreus, diz que Deus é fogo consumidor. Parece-me que o foco ali seja falar sobre ira de Deus, sobre como Deus derrama seu julgamento. Mas como isso se harmoniza com o amor de Deus? Se Deus é fogo consumidor como pode ao mesmo tempo ser um Deus amoroso e misericordioso?

Caro leitor, a Bíblia usa muitas figuras de linguagem [1] que exige que o estudante avalie sempre com cuidado para compreender o significado que o autor quis comunicar ali. Vamos analisar o que significa Deus ser fogo consumidor?

Por que a Bíblia diz que Deus é fogo consumidor?

Deus é fogo consumidor! O que significa isso?

(1) O texto é citado está em Hebreus 12:29: “porque o nosso Deus é fogo consumidor”. Por sua vez, Hebreus faz essa citação com base em Deuteronômio 4:24: “Porque o SENHOR, teu Deus, é fogo que consome, é Deus zeloso”. A primeira coisa a fazermos aqui é entender o uso que se faz do “fogo” como figura de linguagem. O fogo aparece muito na Bíblia representando diversas coisas, por exemplo, a tentação [2] (Provérbios 6:27), provações [3] (Salmos 66:12). Mas o uso que mais aparece na Bíblia é o fogo como figura do derramar da ira e do julgamento de Deus, veja: “porque com fogo e com a sua espada entrará o SENHOR em juízo com toda a carne; e serão muitos os mortos da parte do SENHOR” (Isaías 66:16). Já a palavra “consumidor” traz a ideia do poder destruidor, devorador do fogo sobre aquilo sobre o qual ele está.

(2) No texto citado de Deuteronômio a advertência do contexto é sobre as pessoas se entregarem à idolatria e quebrarem, assim, a aliança que fizeram com o Senhor: “Guardai-vos não vos esqueçais da aliança do SENHOR, vosso Deus, feita convosco, e vos façais alguma imagem esculpida, semelhança de alguma coisa que o SENHOR, vosso Deus, vos proibiu” (Deuteronômio 4:23). Se essas pessoas não observassem a vontade de Deus atraíram para si o juízo de Deus que as consumiria devido Sua justiça ser precisa (fogo consumidor).

(3) No texto citado em Hebreus 12:29, o foco é Jesus Cristo. Rejeitar Jesus Cristo, rejeitar a obra que Deus fez por meio Dele, servindo-o de qualquer jeito, sem temor, sem reverência e de um modo que não agrada a Deus (Hebreus 12:28) atrairia para as pessoas o justo juízo de Deus [10], comparado ao fogo que consome aquilo sobre o qual ele está. Mas isso não seria algo muito drástico? Não seria algo contrário ao amor de Deus e a sua grandiosa misericórdia?

O fogo consumidor e a justiça de Deus

(4) Temos que ter em mente que tanto na citação de Deuteronômio quando na de Hebreus, as pessoas tinham conhecimento do desejo de Deus, da forma como Deus deseja que as coisas sejam. Esse conhecimento representa a grande graça e misericórdia de Deus, que se fez conhecido, que enviou Seu Filho, que trouxe o perdão aos arrependidos. No entanto, estamos falando de pessoas que O rejeitam e não somente isto, mas também se alegram em desagradá-Lo. A justiça de Deus não invalida Seu amor e nem diminui a Sua misericórdia. É por isso que o autor traz isso como advertência, ou seja, um aviso antecipado que deveria servir para que as pessoas tivessem mudança de comportamento, algo como: “estejam atentos com as orientações de Deus, pois Ele não é um Deus de brincadeira, Ele cumpre as Suas promessas, é como um fogo consumidor que irá derramar a justiça e consumir aquele que permanecer no caminho dos ímpios”.