- Esboçando Ideias - https://www.esbocandoideias.com -

O que significa fiz-me fraco para com os fracos? Paulo era fingido?

Você Pergunta: Quando Paulo diz fiz-me fraco para com os fracos ele estaria usando algum tipo de dissimulação e fingindo ser algo que ele não é para poder evangelizar essas pessoas? Isso não seria algo incorreto da parte dele, já que a Bíblia nos manda andarmos na verdade? Como podemos entender essa atitude de Paulo, ela foi errada?

Caro leitor, é preciso compreender a profundidade do que Paulo estava dizendo para que não cometamos injustiça para como ele. Fiz-me fraco para com os fracos não é um atitude de dissimulação [1] e nem de fingimento e eu vou te explicar porquê:

O que significa fiz-me fraco para com os fracos? Paulo era dissimulado e fingido?

O que significa fiz-me fraco para com os fracos?

(1) A primeira coisa que temos que determinar aqui é quem são esses fracos. De acordo com o contexto que encontramos em 1 Coríntios 8:1-13 [2], podemos identificar ali que esses fracos são pessoas que ainda não têm uma fé amadurecida, pessoas que ainda têm uma consciência fraca sobre as coisas de Deus e, inclusive, pessoas ainda incrédulas. Inclusive, no trato para com essas pessoas, Paulo disse: “E, por isso, se a comida serve de escândalo a meu irmão, nunca mais comerei carne, para que não venha a escandalizá-lo” (1 Coríntios 8:13). Observe que Paulo está dizendo aqui que aqueles que já tem certo conhecimento devem considerar suas ações para abençoar os fracos (os que ainda não têm uma fé amadurecida).

(2) Mais à frente Paulo diz: “Fiz-me fraco para com os fracos, com o fim de ganhar os fracos. Fiz-me tudo para com todos, com o fim de, por todos os modos, salvar alguns” (1 Coríntios 9:22). Diferente do que pode parecer em uma leitura descuidada, Paulo não está aqui dizendo que ele usava de fingimento para evangelizar as pessoas [9] e nem que fingia ser o que não é para poder de alguma forma persuadir essas pessoas. O foco aqui é totalmente outro.

Fiz-me fraco para com os fracos: uma estratégia para abençoar vidas

(3) Fiz-me fracos para com os fracos significa que Paulo não se colocava no meio daqueles que ainda não eram maduros no conhecimento das coisas de Deus se portando como alguém superior, arrogante, como alguém que apontava o dedo para eles, os julgava e os censurava. Significa que Paulo sabia conversar com essas pessoas no nível de compreensão delas. Ele sabia se adaptar ao público que o ouvia e por isso tinha sucesso quando passava sua mensagem. Isso fazia com que as pessoas recebessem a mensagem do evangelho de uma forma mais aberta. Ele sabia dialogar com os mestres da lei [10] e também com aqueles que eram gentios e nunca tinham tido qualquer contato com as leis de Deus.

(4) Quando ele diz “fiz-me tudo para com todos” está demonstrando sua busca em trabalhar com qualquer tipo de pessoa, buscando sempre achar um terreno em comum onde pudesse impactar vidas e se comunicar na linguagem que elas pudessem entender claramente. Um claro exemplo dessa postura foi a passagem de Paulo por Atenas: ”porque, passando e observando os objetos de vosso culto, encontrei também um altar no qual está inscrito: AO DEUS DESCONHECIDO. Pois esse que adorais sem conhecer é precisamente aquele que eu vos anuncio” (Atos 17:23). Observe que Paulo, apesar de ter ficado chocado com a idolatria daquele lugar [11], foi sábio na forma de passar a mensagem a eles, obtendo espaço para argumentar, coisa que não conseguiria caso chegasse, por exemplo, destruindo os deuses em que eles criam. Esse é um bom exemplo do significado de “fiz-me fraco para com os fracos”.

(5) Assim, concluímos que fiz-me fraco para com os fracos é a aplicação da sabedoria de Deus na missão. É focar no objetivo final e construir pontes de comunicação com as pessoas, pontes essas que irão ajudar na transmissão da mensagem do evangelho. É algo que todos nós deveríamos aprender a fazer para obter maior êxito na pregação da mensagem do Senhor!