- Esboçando Ideias - https://www.esbocandoideias.com -

Por que em Levítico 21:17-23 Deus proíbe pessoas deficientes de prestar culto?

Você Pergunta: na Bíblia diz que Deus não faz acepção de pessoas, mas, quando analisamos, por exemplo, Levítico 21:17-23, vemos que Deus proibia pessoas com deficiência de serem sacerdotes e prestar os cultos. Isso não é uma acepção que Deus está fazendo? Não deveria haver igualdade para com todos?

Caro leitor, sempre que analisamos uma questão na Bíblia é preciso compreender o contexto [1] e analisar com profundidade o texto considerando a época em que foi escrito para que haja uma compreensão correta. Vamos fazer isso agora.

Por que Deus Levítico 21:17-23 proíbe pessoas deficientes de prestar culto?

Deus proíbe pessoas deficientes de prestar culto?

(1) É verdade que a Bíblia diz em Romanos 2:11 que Deus não faz acepção de pessoas [2]. No entanto, nesse texto Paulo está tratando do julgamento de Deus. Deus punirá o ímpio sendo ele judeu ou de outro povo e honrará o fiel sendo ele judeu ou de outro povo. Esse é o foco de Paulo. Não podemos aplicar esse texto quando vemos Deus estabelecendo pessoas a Seu critério para trabalhos especiais no Antigo Testamento [3], pois Deus estabelece as regras necessárias ao trabalho e isso não é fazer acepção de pessoas, conforme veremos a seguir.

Veja também:
- Conheça Sua Bíblia de Capa a Capa (Comece aqui) [4]
- Teologia sem mensalidades (Comece aqui) [5]
- Formação de Professores Para o Ministério Infantil (Comece aqui) [6]
- Memorização Fácil da Bíblia (Comece aqui) [7]
- Método Como Ler a Bíblia E Entendê-la Mais Facilmente (Comece aqui) [8]
- Outros Materiais (Comece aqui) [9]

(2) Em Levítico 21:17-23 encontramos algumas regras para os sacerdotes da família de Arão e não uma regra geral para qualquer pessoa com deficiência. Sacerdotes eram representantes das outras pessoas, assim, simbolicamente, representavam a santidade e perfeição plena, que deveria ser visível tanto em seu corpo físico quanto em seu caráter. Por isso, Deus estabelece aqui que pessoas com certos defeitos físicos não poderiam realizar esse trabalho específico: Fala a Arão, dizendo: Ninguém dos teus descendentes, nas suas gerações, em quem houver algum defeito se chegará para oferecer o pão do seu Deus” (Levítico 21:17).

(3) Também devemos pontuar que estamos falando de uma época onde não havia acessibilidade como hoje em dia, fazendo com que a maioria dos trabalhos realizados pelos sacerdotes fosse quase impossível de ser realizado, por exemplo, por um cego ou coxo. Temos aqui uma proteção visível de Deus a essas pessoas, pois as regras das práticas do sacerdócio eram bem severas, sendo quase impossível que alguém com deficiência as cumprisse plenamente naquele tempo.

(4) Por isso, Deus não faz nenhuma acepção preconceituosa aqui. Tanto isso é verdade que Deus provê às pessoas com deficiência que existam na família sacerdotal que se alimentem da porção devida aos sacerdotes: “Comerá o pão do seu Deus, tanto do santíssimo como do santo” (Levítico 21:22). Ou seja, eles poderiam aproveitar os direitos que as pessoas da família de Arão tinham, mas estariam liberados dos deveres devido sua deficiência, o que indica um cuidado especial de Deus pela família sacerdotal.

(5) Hoje em dia não temos mais quaisquer regras nesse sentido. Observe, por exemplo, em 1 Timóteo 3, lá temos as qualificações para os presbíteros da igreja e não encontramos quaisquer requisitos físicos listados. Isso nos leva a entender que essas regras de Levítico tinham um objetivo específico e pontual focado nos trabalhos dos sacerdotes na antiga aliança. Além, é claro, da proteção às pessoas com certas deficiências que teriam dificuldade em realizar os trabalhos, temos a simbologia do sacerdote perfeito fisicamente que representava o povo e que aponta para um sacerdote perfeito em todos os sentidos, que hoje sabemos ser Jesus Cristo. Em Cristo Jesus todos nós somos sacerdotes, deficientes ou não: “Vós, porém, sois raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus, a fim de proclamardes as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz” (1 Pedro 2:9).