- Esboçando Ideias - https://www.esbocandoideias.com -

O que significa abandonar o primeiro amor?

Você pergunta: Li recentemente um trecho do livro de Apocalipse que fala sobre abandonar o primeiro amor. Gostaria de saber o que significa esse primeiro amor e como que alguém abandona esse amor. Teria alguma coisa a ver com abandonar a fé a em Deus? Pode me ajudar a entender essa questão?

Caro leitor, essa expressão “abandonar o primeiro amor” aparece em Apocalipse 2:4, onde Jesus Cristo diz em uma carta que envia à igreja de Éfeso: “Tenho, porém, contra ti que abandonaste o teu primeiro amor”. Vejamos o que isso significa:

O que significa abandonar o primeiro amor?

O que significa abandonar o primeiro amor?

(1) Essa fala de Jesus Cristo [1] ocorre no envio de uma carta à igreja de Éfeso [2]. Jesus começa elogiando essa igreja, dizendo da grandeza de seus trabalhos, da sua perseverança e da sua forte resistência contra falsos apóstolos que tentaram se infiltrar ali (Apocalipse 2:2-3). Portanto, temos aqui uma igreja amada por Jesus. No entanto, era uma igreja com problemas. Jesus aponta que o principal problema era o abandono do primeiro amor.

Veja também:
- Conheça Sua Bíblia de Capa a Capa (Comece aqui) [3]
- Teologia sem mensalidades (Comece aqui) [4]
- Formação de Professores Para o Ministério Infantil (Comece aqui) [5]
- Memorização Fácil da Bíblia (Comece aqui) [6]
- Método Como Ler a Bíblia E Entendê-la Mais Facilmente (Comece aqui) [7]
- Outros Materiais (Comece aqui) [8]

(2) Não temos nesse texto uma explicação clara do que seria em detalhes esse abandono do primeiro amor citado por Jesus e todas as suas características. Mas uma análise dos contextos bíblicos [9] nos mostra que em diversos textos a igreja é comparada a uma noiva e Cristo a um noivo. Jesus parece usar aqui essa figura para chamar a atenção dessa igreja. Primeiro amor, então, seria o amor puro de uma esposa para com seu marido. Mas quais as características desse primeiro amor?

(3) Levanto aqui algumas características importantes desse primeiro amor como a submissão, o amor sacrificial, o amor fervoroso, o amor desejoso de estar junto, etc. Essa igreja parece ter perdido essa “paixão” por Jesus Cristo, parece ter se esfriado, perdido o avivamento espiritual, desanimado do relacionamento em aspectos importantes e essenciais. Isso parece ser verdade, pois Jesus chega a considerar tais coisas como uma queda, solicitando que houvesse arrependimento, mudança de postura e um retorno as atitudes do começo desse relacionamento (primeiras obras): “Lembra-te, pois, de onde caíste, arrepende-te e volta à prática das primeiras obras; e, se não, venho a ti e moverei do seu lugar o teu candeeiro, caso não te arrependas” (Apocalipse 2:5).

A importância do primeiro amor

(4) É muito comum também relacionar o período em que nos convertemos e temos um encontro sincero com Jesus Cristo como sendo o primeiro amor. Nesse período geralmente se tem muito amor por Deus, fervor espiritual, amor por missões, etc. Essa igreja de Éfeso parece ter perdido essas boas características iniciais tão importantes na vida da igreja e da cada cristão.

(5) Assim, abandonar o primeiro amor é um grave erro que aconteceu na igreja de Éfeso e que também pode acontecer conosco como igreja e particularmente em nossa vida. Não podemos deixar o amor se esfriar, não podemos deixar as características poderosas e marcantes do verdadeiro amor cristão serem apagadas de nossas vidas e, consequentemente, serem apagadas de todo o serviço que prestamos como igreja relevante de Cristo. Isso é um grave risco e não agrada a Deus.