- Esboçando Ideias - https://www.esbocandoideias.com -

Por que Deus quis matar Moisés logo após tê-lo escolhido?

Você pergunta: Estou estudando Êxodo e fiquei com uma dúvida naquela passagem onde Deus quis matar Moisés. Eu não entendi muito bem porque Deus quis matá-lo se tinha acabado de escolher Moisés para tirar o povo da escravidão do Egito. Como Deus iria matar Moisés se tinha acabado de escolhê-lo? Isso não faz sentido.

Cara leitora, vamos analisar juntos esse texto para compreender o que realmente aconteceu, se Deus quis realmente matar Moisés ou não e, se quis, porque teria feito isso caso Zípora (esposa de Moisés) não interferisse.

Por que Deus quis matar Moisés logo após tê-lo escolhido? [1]

Deus quis mesmo matar Moisés?

(1) O texto onde isso ocorreu é Êxodo 4:24: “Estando Moisés no caminho, numa estalagem, encontrou-o o SENHOR e o quis matar”. Não sabemos ao certo com detalhes como Deus quis matar a Moisés, porém, o que sabemos é que de alguma forma sua esposa Zípora, percebendo o que deveria ser feito, interveio: “Então, Zípora tomou uma pedra aguda, cortou o prepúcio de seu filho, lançou-o aos pés de Moisés e lhe disse: Sem dúvida, tu és para mim esposo sanguinário” (Êxodo 4:25).

(2) Essa intervenção de Zípora deixa claro o motivo do desagrado de Deus. Note que Zípora realiza no filho deles (Gérson) a circuncisão [2], usando um instrumento cortante. A circuncisão, apesar de ainda não existir na lei de Deus escrita, era praticada pelo povo de Deus por conta da ordem de Deus a Abraão: “Esta é a minha aliança, que guardareis entre mim e vós e a tua descendência: todo macho entre vós será circuncidado” (Gênesis 17:10). O que percebemos com isso é que Moisés e Zípora não haviam observado esse sinal da aliança (a circuncisão realizada nos meninos de oito dias) por algum motivo que não é relatado. Mas nos parece pelo forte “puxão de orelha” de Zípora em Moisés que essa negligência deva ter partido dele: “Assim, o SENHOR o deixou. Ela disse: Esposo sanguinário, por causa da circuncisão” (Êxodo 4:26).

Veja também:
- Conheça Sua Bíblia de Capa a Capa (Comece aqui) [3]
- Teologia sem mensalidades (Comece aqui) [4]
- Formação de Professores Para o Ministério Infantil (Comece aqui) [5]
- Memorização Fácil da Bíblia (Comece aqui) [6]
- Método Como Ler a Bíblia E Entendê-la Mais Facilmente (Comece aqui) [7]
- Outros Materiais (Comece aqui) [8]

Por que Deus foi tão severo a ponto de querer matar Moisés?

(3) Uma das explicações mais claras sobre essa questão é a relevância grandiosa que Deus dá ao testemunho de Seus servos. Moisés, sendo um servo de Deus, deveria observar detalhadamente as exigências de Deus. Como alguém que iria proclamar as verdades de Deus a outros, não era permitido por Deus que a vida dele fosse uma coisa e as palavras, outra. Tudo deveria estar alinhado com a vontade do Senhor. Moisés não observou um ponto importante que deveria ter observado, a circuncisão de Seu filho.

(4) Moisés recebeu revelações grandiosas e tinha uma proximidade muito grande com Deus. Isso lhe foi dado como bênção e, por isso, a cobrança seria também grande, como Jesus ensina: “(…) Mas àquele a quem muito foi dado, muito lhe será exigido; e àquele a quem muito se confia, muito mais lhe pedirão” (Lucas 12:48). Isso explica um nível de exigência maior para com Moisés. Mais tarde, inclusive, Deus não permitiu que Moisés e Arão entrassem na terra prometida por causa de uma desobediência deles, mostrando claramente o nível alto de exigência para com eles.

Leia também: Por que Moisés não entrou na terra prometida? [9]

(5) Sendo assim, observamos que nessa ocasião em que Deus quis matar Moisés temos Deus deixando claro a Ele que sua missão era de muita seriedade e que exigiria dele uma dedicação à altura dessa grandiosa missão. O que podemos ver na sequência é que Moisés e Arão seguem para o Egito para cumprirem a missão de Deus. Deus quer que Seus servos estejam santos [10] para usá-los sempre da melhor forma possível! Deus não precisa de nós, somos nós que precisamos dele. Moisés aprendeu isso de forma clara.