- Esboçando Ideias - https://www.esbocandoideias.com -

Precisamos dar liberdade para o Espírito Santo agir?

Algumas frases, pelo fato de serem ditas tantas vezes nas igrejas e por cristãos, às vezes acabam por estar na mente das pessoas como sendo verdades quando, na realidade, não são totalmente. Já falamos aqui no site, por exemplo, sobre a famosa frase que para Deus não existe pecadinho e pecadão” (acesse aqui) [1] que é tão falada nas nossas igrejas. Também falamos sobre os anjos desejarem pregar o evangelho em nosso lugar” (acesse aqui) [2]. Hoje vamos falar de mais uma expressão que tem sido muito dita por aí e que merece ser analisada à luz da Bíblia.

Você já deve ter ouvido alguma vez as seguintes frases: “deixe o Espírito Santo agir em sua vida” ou “você precisa dar liberdade ao Espírito Santo para Ele fazer a obra”, ou ainda, “deixe Deus agir em sua vida”. Essas são frases que necessitam de uma avaliação bíblica, pois nos levam a um entendimento contrário ao que a palavra de Deus ensina. Vejamos:

Precisamos dar liberdade para o Espírito Santo agir? [3]

Dar liberdade para o Espírito Santo agir?

(1) Analisando o significa da palavra liberdade, podemos notar que, quando alguém diz que você precisa dar liberdade para o Espírito Santo agir está querendo dizer que você precisa “conceder o direito Dele proceder conforme deseja” ou dar ao Espírito Santo a “licença para que Ele aja em sua vida”. Esse é o significado da palavra liberdade aplicada nas frases que ouvimos por aí. Liberdade significa exatamente “conceder o direito, a licença de proceder em algo”. Mas será que isso é bíblico?

(2) Uma rápida análise nos leva a algumas perguntas: Deus precisa de alguma autorização para agir segundo a vontade Dele? Se Deus quiser agir e nós não dermos liberdade, Ele não pode agir? A vontade de Deus só acontece em nossa vida quando nós damos liberdade a Ele para que Ele faça o que deseja? O Espírito Santo só faz a Sua obra nas pessoas que lhe dão liberdade?

Veja também:
- Conheça Sua Bíblia de Capa a Capa (Comece aqui) [4]
- Teologia sem mensalidades (Comece aqui) [5]
- Formação de Professores Para o Ministério Infantil (Comece aqui) [6]
- Memorização Fácil da Bíblia (Comece aqui) [7]
- Método Como Ler a Bíblia E Entendê-la Mais Facilmente (Comece aqui) [8]
- Outros Materiais (Comece aqui) [9]

(3) A resposta a essas perguntas são dadas por um único versículo: “Ainda antes que houvesse dia, eu era; e nenhum há que possa livrar alguém das minhas mãos; agindo eu, quem o impedirá?” (Isaías 43:13). A Bíblia nos ensina que Deus é soberano sobre tudo e todos e que os propósitos de Deus estão acima dos nossos: ”Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos, os meus caminhos, diz o SENHOR, porque, assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos, mais altos do que os vossos pensamentos” (Isaías 55:8-9). Essa fala de Deus nos deixa claro que os propósitos humanos não podem se sobrepor aos propósitos divinos, pois os propósitos de Deus são perfeitos e superiores.

(4) Analisando ainda alguns casos da Bíblia podemos notar que Deus age independentemente se alguém lhe der liberdade ou não. Vejamos, por exemplo, o clássico caso do profeta Jonas. A vontade de Deus era que ele pregasse a palavra em Nínive. Jonas deu liberdade a Deus? Não. Antes, fugiu da missão. Deus não agiu porque Jonas não deu liberdade a Ele? Não, pelo contrário! Deus mandou um grande peixe para que engolisse a Jonas [10] e para que ele fosse reconduzido ao caminho da missão que Deus preparou para Ele.

(5) Outro caso bastante conhecido foi o do apóstolo Paulo. Ele era perseguidor da igreja de Cristo. Logo, não dava “liberdade” à ação de Deus em sua vida. Lutava contra a obra que Deus estava fazendo após Cristo. O que Deus fez? Não agiu na vida de Paulo porque ele não deu liberdade? Pelo contrário, Deus o fez cair diante de uma forte luz, deixou-o cego por três dias e disse sobre Paulo: “pois eu lhe mostrarei quanto lhe importa sofrer pelo meu nome” (Atos 9:16). Deus fez a obra na vida dele independentemente de qualquer liberdade que ele pudesse ter dado ou não.

(6) Tudo isso nos mostra que a vontade de Deus é totalmente livre. Ela não pode ser detida. Não pode ser limitada por nós como se pudéssemos fazê-la parar diante da nossa própria vontade. Isso nos leva a concluir que não temos que dar liberdade ao Espírito Santo, pois Ele já a tem de forma plenamente completa e, por isso, faz a Sua vontade acontecer onde e quando quer e no momento certo. Evidentemente, isso não deve nos levar a pensar que podemos ser relaxados, que não temos a obrigação de andar nos caminhos de Deus e de aumentar a presença de Deus a cada dia em nossa vida. Isso é nossa obrigação como crentes e faz parte do desejo de Deus em nós.