- Esboçando Ideias - https://www.esbocandoideias.com -

Como fazer propósito com Deus de acordo com a Bíblia?

Você Pergunta: Gostaria de saber qual é a forma correta de fazer propósito com Deus de acordo com a Bíblia? Eu tenho um grande sonho e gostaria muito de entrar em um propósito grande com o Senhor para conseguir alcançar esse sonho, mas estou sem saber como devo fazer. Pode me ajudar?

Caro leitor, essa questão de fazer propósitos com Deus realmente tem deixado muitas pessoas confusas, principalmente pelos abusos que ensinos incorretos têm cometido a respeito dessa questão. Por isso, quero no estudo de hoje trazer um pouco de luz sobre isso para que você possa agir correto diante de Deus.

Como fazer propósito com Deus de maneira correta? [1]

O que é fazer propósito com Deus e onde isso está na Bíblia?

(1) Geralmente ao que muitos hoje em dia têm chamado de fazer propósito com Deus, na Bíblia seria o que as pessoas chamavam de voto. O voto ou propósito é quando uma pessoa resolve fazer um tipo de promessa a Deus. Geralmente pede-se algo a Deus em troca de algo que a pessoa possa fazer em gratidão ao Senhor. Um exemplo disso é o voto feito por Ana, que desejava ter um filho, mas era estéril: “E fez um voto, dizendo: SENHOR dos Exércitos, se benignamente atentares para a aflição da tua serva, e de mim te lembrares, e da tua serva te não esqueceres, e lhe deres um filho varão, ao SENHOR o darei por todos os dias da sua vida, e sobre a sua cabeça não passará navalha” (1 Samuel 1:11).

(2) É muito comum encontrarmos na Bíblia pessoas fazendo votos a Deus. Temos, por exemplo, em Gênesis 28:20, Jacó fazendo um voto a Deus, buscando a ajuda Dele em sua caminhada: “Fez também Jacó um voto, dizendo: Se Deus for comigo, e me guardar nesta jornada que empreendo, e me der pão para comer e roupa que me vista…” (Gênesis 28:20). Temos ainda, por exemplo, o apóstolo Paulo realizando também um voto (provavelmente o voto de nazireado): “Mas Paulo, havendo permanecido ali ainda muitos dias, por fim, despedindo-se dos irmãos, navegou para a Síria, levando em sua companhia Priscila e Áquila, depois de ter raspado a cabeça em Cencréia, porque tomara voto” (Atos 18:18).

Os perigos de se fazer propósito com Deus

(3) Apesar de a Bíblia não nos proibir de fazer propósitos, ela nos dá diversas advertências que são importantes a se considerar antes de fazer qualquer propósito ou voto com o Senhor:

a) Não cumprir os propósitos que fazemos. A Bíblia nos orienta a pensarmos muito bem naquilo que prometemos, pois com Deus não se brinca:  “Quando a Deus fizeres algum voto, não tardes em cumpri-lo; porque não se agrada de tolos. Cumpre o voto que fazes” (Eclesiastes 5:4).

Leia também: Fim um propósito com Deus e não cumpri. O que faço agora? [2]

Veja também:
- Conheça Sua Bíblia de Capa a Capa (Comece aqui) [3]
- Teologia sem mensalidades (Comece aqui) [4]
- Formação de Professores Para o Ministério Infantil (Comece aqui) [5]
- Memorização Fácil da Bíblia (Comece aqui) [6]
- Método Como Ler a Bíblia E Entendê-la Mais Facilmente (Comece aqui) [7]
- Outros Materiais (Comece aqui) [8]

b) Fazer votos que desagradam a Deus. Jefté fez um propósito com Deus que incluía um sacrifício humano, o que não era do agrado de Deus. Por isso, foi um propósito tolo o que ele fez, e de nenhuma forma agradou ao Senhor: “Fez Jefté um voto ao SENHOR e disse: Se, com efeito, me entregares os filhos de Amom nas minhas mãos, quem primeiro da porta da minha casa me sair ao encontro, voltando eu vitorioso dos filhos de Amom, esse será do SENHOR, e eu o oferecerei em holocausto” (Juízes 11:30).

Leia também: O que significa holocausto e como era feito? [9]

c) Fazer propósitos sem haver qualquer necessidade. A Bíblia nos adverte que não devemos usar juramentos e votos para que (só através deles) façamos o que é certo. Devemos fazer o que é certo como algo que faz parte da nossa rotina de vida, como algo comum em nossas ações e não como algo que fazemos por força de propósitos ou votos: “Acima de tudo, porém, meus irmãos, não jureis nem pelo céu, nem pela terra, nem por qualquer outro voto; antes, seja o vosso sim sim, e o vosso não não, para não cairdes em juízo” (Tiago 5:12). Por exemplo, muitos fazem propósito de que vão servir a Deus se Ele lhes conceder algo. Esse é um voto sem necessidade, pois servir a Deus é algo que já devemos fazer independentemente de propósitos.

d) Tentar comprar as bênçãos de Deus. Uma das atitudes mais terríveis é quando pessoas fazem propósitos com Deus com o objetivo de tentar comprar as Suas bênçãos. Com esse objetivo em mente, prometem coisas a Deus para tentar “forçar” Deus a atendê-las em seus propósitos. Esse tipo de voto a Deus é reprovável. Deus sabe diferenciar um coração interesseiro de um que é realmente adorador.

Como fazer propósito com Deus?

(4) Por fim, a Bíblia não traz nenhuma receita de como realizar um voto ou um propósito com Deus. Não existe nenhum passo a passo para isso. Dessa forma, se você deseja realmente firmar um propósito com Deus, se já pensou em todos os perigos que abordei acima e realmente permanece em seu coração o desejo de realizar esse propósito, o que vale é aquilo que você, em oração, combinar com Deus. Não existem regras específicas. O que deve existir acima de tudo é humildade e reverência, pois você estará diante de Deus, o Criador de todas as coisas, o Todo Poderoso. Mas vou deixar algumas dicas para que você faça um propósito que seja abençoado:

a) Analise se sua motivação é correta. Não faça propósitos se suas motivações são egoístas e pecaminosas. Pense muito bem nelas e se realmente são edificantes.

b) Faça apenas propósitos que consiga cumprir. Não faça votos a Deus que sejam absurdos. Já conheci pessoas que fizeram propósitos, por exemplo, de nunca mais colocar um copo de refrigerante na boca. Não preciso nem dizer que essas pessoas quebram seus propósitos diversas vezes. Evite o exagero. Seja coerente.

c) Evite propósitos muito longos. Lembre-se que você é um ser humano. Votos muito longos tem muito maios chance de serem quebrados. Conheça a se mesmo e seja sábio, fazendo algo equilibrado e que agrade a Deus.

d) Na dúvida, não faça propósitos. Se houver muita dúvida em seu coração se realmente deve ou não entrar em um propósito, melhor não fazer. A dúvida é um sério indício de que isso pode não ser algo que vai agradar a Deus. Se houver dúvidas, releia todas as explicações e perceba se suas motivações são corretas.