- Esboçando Ideias - https://www.esbocandoideias.com -

Ilustrações cristãs: você tem quinze minutos de poder!

Há muitos e muitos anos, dois aprendizes de anjos estavam frequentando a escola de anjos para se tornarem anjos de verdade e servirem a Deus. Mas antes que isso acontecesse, eles precisariam passar por um estágio para comprovar suas qualidades.

Junto com os outros anjos estagiários eles saiam todos os dias em duplas a cumprir as ordens de Deus e fazer o bem por onde quer que fossem. E no final de cada dia apresentavam um relatório detalhado ao anjo mestre de tudo que realizaram.

Em um dos dias de estágio a dupla de anjos buscava algo de bom para realizar na terra para os homens, mas não conseguiram achar nenhuma tarefa para fazerem o bem. Nesse dia regressavam à escola de anjos frustrados por não terem tido oportunidade de trabalhar.

Ilustrações cristãs: você tem quinze minutos de poder! [1]

Mas enquanto voltavam um deles teve uma grande ideia.

– Está vendo aqueles dois lavradores que estão andando por aquela trilha?
– Sim, estou!
– Que tal darmos a eles um pouco do nosso poder de realizar grandes feitos para vermos o que eles fazem?
– Acho isso perigoso. O anjo mestre não vai gostar nada disso!
– Vai sim, depois contamos a ele o resultado de nosso experimento.

Então o anjo estagiário insistiu tanto que o colega concordou. Os dois estenderam as mãos em direção aos dois lavradores e deram a eles o poder de realizar grandes feitos por 15 minutos. Então ficaram acompanhando os dois para ver o que aconteceria.

Logo os dois lavradores se separam, cada um deles foi por uma parte da estrada. Um deles, assim que entrou na nova estrada, avistou muitos pássaros voando sobre a sua plantação. Então, olhou para os pássaros, e disse:

– Passarinhos, as coisas estão tão difíceis, eu sei que vocês estão com fome, mas não comam a minha plantação, pois eu preciso que ela cresça para sustentar minha família.

De repente, o lavrador ouviu um estrondo e em questão de segundos a lavoura cresceu e todos os grãos ali plantados estavam em ponto de colheita.

Assustado, o lavrador achou que estava ficando doido e continuou o seu caminho.

Como estava andando rápido, meio assustado pelo que viu, tropeçou em um pequeno porquinho que havia fugido do chiqueiro da propriedade. Então olhou para o porquinho e disse:

– Puxa, meu porquinho, você fugiu de novo. Desculpe por ainda não ter consertado o seu chiqueiro e feito um lugar decente para você viver.

Veja também:
- Conheça Sua Bíblia de Capa a Capa (Comece aqui) [2]
- Teologia sem mensalidades (Comece aqui) [3]
- Formação de Professores Para o Ministério Infantil (Comece aqui) [4]
- Memorização Fácil da Bíblia (Comece aqui) [5]
- Método Como Ler a Bíblia E Entendê-la Mais Facilmente (Comece aqui) [6]
- Outros Materiais (Comece aqui) [7]

Um novo estrondo acontece e ele vê ao longe o pequeno chiqueiro ganhando instalações novas e modernas e o porquinho instalado em sua baia com água, comida e total segurança. Então pensou:

– Devo estar cansado, estou sonhando! Melhor voltar logo para casa!

Assim que chegou em casa e foi abrir a porta, uma das trancas de cima soltou e caiu em sua cabeça. O lavrador olhou para a porta e disse:

– Faz quanto tempo que essa porta está assim e eu não conserto? Mas o tempo e o dinheiro estão tão curtos! Mas creio em Deus que em breve poderei ter uma casa melhor para acomodar minha família!

Naquele momento ele ouve um grande barulho e sua casa começa a mudar e a ganhar novos cômodos e nova pintura, tudo fica maior e mais confortável.

Estranhando tudo aquilo e crendo que era fruto do grande cansaço, se deitou no primeiro sofá que viu à sua frente e pegou no sono. Nem sequer conseguiu cochilar, quando o outro lavrador do qual ele havia se separado no caminho a menos de 15 minutos, chegou desesperado:

– Compadre! Compadre! Socorro! Me ajude!
– O que foi compadre, o que aconteceu?
– Lembra que nos despedimos na encruzilhada da estrada?
– Sim, lembro.
– Então, assim que nos despedimos vi um bando de pássaros voando e tentando comer a minha lavoura. Isso me deixou irado e eu gritei a eles: Vocês de novo, tomara que seque tudo e vocês morram de fome!

E logo depois que falei isso, compadre, a minha lavoura secou toda e todos os pássaros caíram mortos!

– Continuei andando achando que tudo era um sonho e tropecei em um porco que estava andando pela estrada. Isso me deixou mais irado e eu gritei ao porco: Você fugiu de novo?! Por que não morre logo e para de me dar trabalho?!

E logo depois que falei isso, compadre, o porco morreu ali mesmo em minha frente!

– Então corri ainda mais para chegar em casa para espairecer um pouco a mente. Chegando em casa a maldita da tranca da porta caiu em minha cabeça. Então olhei para a casa e gritei:

– Essa porcaria de casa caindo aos pedaços poderia pegar fogo logo e cair, assim acabava logo com meu sofrimento!

Para minha surpresa, compadre, a casa pegou fogo e caiu diante de meus olhos!

Depois de observarem tudo que aconteceu, e acabarem os 15 minutos de poder dos dois lavradores, os dois anjos estavam com muito temor sobre o que iriam falar ao anjo chefe.

Após contarem todos os acontecimentos ao anjo chefe, eles foram parabenizados por ele e ficaram muito surpresos por isso. E a partir daquele momento o anjo chefe levou a Deus o pedido de que todo ser humano tivesse 15 minutos de poder todos os dias, a fim de que suas obras fossem feitas. Só que ninguém saberia quando seriam esses 15 minutos, poderiam acontecer a qualquer momento.

E você, o que tem feito com os seus “15 minutos” de poder que tem para fazer as coisas acontecerem em sua vida? Que seja como o primeiro lavrador, que soube usar esse poder para realizar coisas construtivas e abençoar! Que o exemplo do segundo lavrador, que usou o poder para amaldiçoar, não seja seguido!