- Esboçando Ideias - https://www.esbocandoideias.com -

O homem mais bonito e o homem mais feio da Bíblia

Você sabe qual é o homem mais lindo mencionado na Bíblia e qual o homem mais feio? Aquele apontado como tendo uma beleza singular é citado em 1 Samuel 9.2: “Tinha ele um filho cujo nome era Saul, moço e tão belo, que entre os filhos de Israel não havia outro mais belo do que ele; desde os ombros para cima, sobressaía a todo o povo.”. Também vemos a menção de outro personagem que arrancava suspiros por onde passava devido a sua beleza: “Não havia, porém, em todo o Israel homem tão celebrado por sua beleza como Absalão; da planta do pé ao alto da cabeça, não havia nele defeito algum.” (2Sm 14. 25).

O homem mais bonito e o homem mais feio da Bíblia [1]

Mas qual seria o personagem mais feio? A menção a respeito dele está em Isaías 53.2: “Porque foi subindo como renovo perante ele e como raiz de uma terra seca; não tinha aparência nem formosura; olhamo-lo, mas nenhuma beleza havia que nos agradasse.”. Sim, a profecia de Isaías dava conta que Jesus Cristo não era alguém provido de beleza segundo padrão humano. Ele era alguém feio segundo os padrões humanos. Não temos outra descrição na Bíblia de um homem desprovido de beleza como era Jesus Cristo.

O que percebemos nas menções do feio e do bonito é o quão distante é o conceito de beleza do homem e o de Deus. Nesse caso, os belos Saul e Absalão foram homens feios diante de Deus. Saul foi rejeitado pela sua desobediência, por sempre fazer as coisas conforme queria e não conforme Deus desejava.

Ele se mostrou um homem feio por todos os pecados que cometeu, apesar de sua boa aparência física. A mesma coisa aconteceu com Absalão. Saul foi considerado feio diante de Deus: “Então, Samuel lhe disse: O SENHOR rasgou, hoje, de ti o reino de Israel e o deu ao teu próximo, que é melhor do que tu” (1Sm 15.28).

Mas o que dizer daquele que não chamava a atenção de ninguém por causa de sua aparência? De Jesus Cristo Deus disse: “E eis uma voz dos céus, que dizia: Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo.” (Mt 3.17). Quanta beleza havia em Jesus! Não beleza que os homens apreciem, mas a verdadeira beleza que permanece diante de Deus. Quanto contraste entre aqueles que eram considerados belos e queridos e aquele que foi considerado feio e rejeitado, claro, pelos olhos ofuscados dos homens, mas não pelos olhos claros e cheios de sabedoria de Deus.

Um grande aprendizado para aqueles que buscam com todas as forças a beleza física e se esquecem da beleza que realmente importa diante de Deus. A beleza que realmente permanecerá!