- Esboçando Ideias - https://www.esbocandoideias.com -

É pecado fazer tatuagem em homenagem a Deus?

Você pergunta: Eu li seu artigo a respeito de tatuagens, mas ainda me ficou uma dúvida: Eu estaria cometendo algum pecado caso fizesse uma tatuagem em homenagem a Deus? Ou seja, um desenho na pele em louvor ao Senhor?

Caro leitor, apenas relembrando sobre o artigo que você mencionou, lá falei um pouco a respeito de cristãos que desejam fazer tatuagem, se seria ou não pecado nesse artigo aqui [1]. Falei ali daqueles que utilizam o texto de Levítico 19.28 para proibir o cristão de fazer tatuagens: “Pelos mortos não ferireis a vossa carne; nem fareis marca nenhuma sobre vós. Eu sou o SENHOR.”. Vimos que esse texto foi uma ordem pontual de Deus ao povo de Israel e que se tratava de fazer marcas pelos mortos e não de fazer qualquer tipo de marca no corpo. Concluímos ali que esse texto não era um embasamento para proibir todo tipo de marca no corpo, mas apenas a que ele se refere.

É pecado fazer tatuagem em homenagem a Deus? [2]

Também discorremos ali do fato de a Bíblia não proibir a realização de tatuagens não significar que não devamos observar outros pontos, tais como: se está fazendo aquela tatuagem para a glória de Deus, se o tipo de desenho é biblicamente aceitável, se a tatuagem irá causar escândalo ou desobediência, se na idade que a pessoa tem já tem maturidade para fazer uma marca permanente, se existe o respeito à lei no que se refere a idade mínima e se as dúvidas são maiores que as certezas. Você pode ver esses pontos mais detalhadamente nesse artigo aqui [1].

Veja também:
- Conheça Sua Bíblia de Capa a Capa (Comece aqui) [3]
- Teologia sem mensalidades (Comece aqui) [4]
- Formação de Professores Para o Ministério Infantil (Comece aqui) [5]
- Memorização Fácil da Bíblia (Comece aqui) [6]
- Método Como Ler a Bíblia E Entendê-la Mais Facilmente (Comece aqui) [7]
- Outros Materiais (Comece aqui) [8]

Agora sim, objetivamente, vamos falar de sua pergunta sobre tatuagens homenageando a Deus. Bom, tem havido uma moda na atualidade em meio aos cristãos e até daqueles que apenas simpatizam de alguma forma com o cristianismo, de tatuar no corpo imagens que representam de alguma forma o cristianismo, tais como cruzes e outros símbolos do cristianismo, rostos simbolizando Jesus, frases bíblicas, frases em hebraico, etc.

Eu vejo com muito receio esse tipo de moda. Explico por quê:

(1) Porque modas normalmente fazem as pessoas fazerem coisas por impulso apenas para seguir uma tendência ou copiar o que a multidão está fazendo ou mesmo o que uma personalidade famosa faz. Homenagear a Deus com uma tatuagem em forma de imagem, de um versículo ou de uma frase de efeito porque todo mundo está fazendo não me parece uma motivação correta. Infelizmente, basta uma personalidade do mundo gospel aparecer com uma nova modinha e multidões copiam sem sequer refletir sobre aquilo em seu contexto de vida e espiritualidade. Isso é muito perigoso e questionável. Deus leva em conta as motivações com que fazemos as coisas. Por exemplo, até para um ato de bondade de dar esmolas a um necessitado, Jesus orientou que deveria ser feito em secreto, ou seja, aqueles que dão esmolas (algo bom), mas com a motivação de aparecer, transformam seu ato em algo que não agrada a Deus. Com tatuagens é a mesma coisa.

(2) Porque uma homenagem (ou louvor) a Deus é algo que deve acontecer e permanecer primeiramente no coração. Marcar a pele sem que o coração esteja “marcado” nos leva ao pecado da hipocrisia. Eu teria muito temor de fazer uma marca permanente em meu corpo de algo que eu possa não estar vivendo agora ou de algo que eu possa não estar vivendo no futuro. A Bíblia é clara quando diz que com Deus não se brinca (Gl 6.7)

(3) Assim, concluo que, antes de marcar nosso corpo com algo permanente, reflitamos sobre as questões propostas no inicio deste artigo. E quando se tratar de algo com a intenção de homenagear ou louvar a Deus de alguma forma, que reflitamos ainda sobre essas outras duas questões pontuadas por último. Se depois de todas essas reflexões a intenção de fazer uma tatuagem permanecer intacta diante de todos os questionamentos, creio não ser pecado fazer. Caso haja dúvidas, melhor não fazer, pois como Paulo orientou em um assunto diferente, mas que também lança luz sobre esse contexto: “Mas aquele que tem dúvidas é condenado se comer, porque o que faz não provém de fé; e tudo o que não provém de fé é pecado.” (Rm 14:23)