- Esboçando Ideias - https://www.esbocandoideias.com -

Precisamos confessar nossos pecados uns aos outros para sermos perdoados?

Você Pergunta: É necessário confessar meus pecados publicamente ou para alguém para que eu seja perdoada? Um irmão da igreja me disse que isso era necessário baseado em Tiago 5.16, que manda confessarmos os nossos pecados uns aos outros. E, inclusive, disse que alguns pecados precisam ser confessados perante toda a igreja. Isso é certo?

Cara leitora, infelizmente tenho recebido diversos e-mails de pessoas desesperadas por causa de orientações errôneas como essa que você citou de pessoas que estão interpretando os textos bíblicos de forma equivocada e trazendo grande peso à vida de muitos. Porém, um exame claro das Escrituras nos traz a verdade e a tranquilidade de agirmos conforme a vontade de Deus e não dos homens.

Precisamos confessar nossos pecados uns aos outros para sermos perdoados? [1]

Vejamos o texto que seu amigo usou para embasar que temos que confessar os pecados para outros para sermos perdoados: “Confessai, pois, os vossos pecados uns aos outros e orai uns pelos outros, para serdes curados…” (Tiago 5.16).

O contexto que Tiago está trabalhando aqui é o da oração inteligente ou eficaz. Ele começa falando da oração dos presbíteros em casos urgentes (Tg 5.13-14) e fala também do exemplo de oração do profeta Elias, que é humano e semelhante a nós (Tg 5.17-18). Nesse contexto ele fala sobre confessar os pecados uns aos outros.

Veja também:
- Conheça Sua Bíblia de Capa a Capa (Comece aqui) [2]
- Teologia sem mensalidades (Comece aqui) [3]
- Formação de Professores Para o Ministério Infantil (Comece aqui) [4]
- Memorização Fácil da Bíblia (Comece aqui) [5]
- Método Como Ler a Bíblia E Entendê-la Mais Facilmente (Comece aqui) [6]
- Outros Materiais (Comece aqui) [7]

Mas o que ele está querendo dizer com isso?

Tiago está falando sobre confessar os pecados uns aos outros para que uns orem pelos outros. É a oração eficaz, onde um intercede pelo outro, onde um se interessa pela dificuldade do outro. É claro que você “confessa” no sentido de buscar orientação e ajuda do irmão para a sua dificuldade. Você reconhece sua dificuldade e erros, numa atitude de busca da cura desses males. Note que o texto fala que o objetivo do “confessar” é para que uns orem pelos outros e haja então a cura: “Confessai, pois, os vossos pecados uns aos outros e orai uns pelos outros, para serdes curados”.

Esse texto de Tiago não apoia o pensamento de que é obrigatório confessar o pecado a alguém para ser perdoado, nem que haja a necessidade de confessar publicamente o pecado e nem que é necessário confessar secretamente a um sacerdote seu pecado para obter o perdão de Deus.

Pelo contrário, a Bíblia afirma claramente que o perdão de Deus é pleno mediante um coração arrependido que se confessa diretamente a Ele: “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça.” (1 João 1.9). Não há qualquer menção da necessidade de fazer confissão a pessoas para que o perdão tenha validade.

Assim, cara leitora, tenha sempre ao seu lado irmãos em Cristo de confiança com quem você possa contar nos seus momentos de dificuldade. Não há a necessidade de confessar nada a ninguém para obter o perdão de Deus.

Porém, tenha em mente que o arrependimento traz consigo a necessidade de reparação de nossos erros e, muitas vezes, isso tem de ser feito pedindo perdão a pessoas que prejudicamos e assumindo nosso erro de forma humilde diante delas.

Um alerta: Tome muito cuidado com aquilo que confessa perante as pessoas. Só confesse algo buscando ajuda caso tenha plena confiança na pessoa. Imagine você confessando um pecado grave que cometeu buscando ajuda em alguém que tem problemas com a fofoca? Certamente terá problemas!