- Esboçando Ideias - https://www.esbocandoideias.com -

Por que a colheita é grande e são poucos os trabalhadores? Como resolver esse problema?

Todos que de alguma forma são envolvidos com a obra de Deus concordam que falta pessoas para o grandioso trabalho da obra de Deus. O próprio Jesus já havia falado a respeito disso a Seus discípulos, quando disse: “E, então, se dirigiu a seus discípulos: A seara, na verdade, é grande, mas os trabalhadores são poucos.” (Mateus 9.37).

Eu mesmo já me lamentei muito com meus irmãos em Cristo sobre essa realidade, e muitas vezes conversamos a respeito do por que temos tão pouca gente envolvida na obra de Deus, mesmo com as igrejas estando abarrotadas de gente. Estariam os crentes frios? Distantes de Deus? Desobedientes ao chamado do Senhor? Virando as costas para Seu Salvador? Tentamos ansiosamente achar motivos e soluções para esse problema, mas ele persiste ao que sei em quase todas as comunidades cristãs espalhadas por esse Brasil.

Por que a colheita é grande e são poucos os trabalhadores? Como resolver esse problema? [1]

Veja também:
- Conheça Sua Bíblia de Capa a Capa (Comece aqui) [2]
- Teologia sem mensalidades (Comece aqui) [3]
- Formação de Professores Para o Ministério Infantil (Comece aqui) [4]
- Memorização Fácil da Bíblia (Comece aqui) [5]
- Método Como Ler a Bíblia E Entendê-la Mais Facilmente (Comece aqui) [6]
- Outros Materiais (Comece aqui) [7]

Já levantamos muitas teorias sobre o assunto, já “reclamamos” no púlpito, já buscamos incentivar a igreja, dar “dura” nos crentes, etc. Creio que a maioria das pessoas que lideram ou trabalham na igreja até tenham boas intenções em desejar ardentemente que mais pessoas abracem a obra de Deus como elas abraçam, porém, creio que precisemos olhar para o que a Bíblia diz a respeito disso para sabermos como podemos lidar melhor com essa situação e até mudá-la.

Jesus fez essa triste constatação de que havia poucos trabalhadores, mas em momento algum disse que essa era uma realidade que não tem solução ou que devêssemos ficar acomodados com isso. Pelo contrário, Jesus deu uma solução interessante para a resolução dessa demanda: “Rogai, pois, ao Senhor da seara que mande trabalhadores para a sua seara.” (Mateus   9.38).

Ao analisar esse texto vejo alguns pontos que temos de ter em mente quando falamos da realização da obra de Deus:

(1) Deus é o Senhor da seara e não nós. Apesar de termos uma ansiedade até certo ponto boa a respeito do avanço da obra de Deus, não podemos nos esquecer de que Deus é o soberano sobre toda a Sua obra. Focar o avanço da obra de Deus em nossos méritos, métodos e forças é ir contrário ao que Deus quer.

(2) É o Senhor da seara que manda trabalhadores e não nós. Apesar de nos esforçarmos de alguma forma para motivar, repreender e incentivar as pessoas para que sejam trabalhadoras fieis do reino de Deus, não podemos esquecer de que é o Senhor da seara que tem poder para mandar trabalhadores, conforme nos ensina o texto. Os esforços humanos sozinhos não podem produzir trabalhadores para o reino de Deus.

(3) Jesus manda orar a Deus para que a questão da falta de trabalhadores seja solucionada. Infelizmente hoje em dia damos muito pouco valor à oração. Isso é uma realidade. Às vezes preferimos dar uma “dura” geral na igreja a levantar um clamor constante pelas necessidades do reino de Deus. Precisamos tirar o foco de nós mesmos e colocar o foco em Deus para que essa situação mude. O clamor é a chave dada por Jesus para que a porta da qual vêm os trabalhadores seja criada e aberta por Deus.