- Esboçando Ideias - https://www.esbocandoideias.com -

A justiça e o justo viraram E.Ts!

Por André Sanchez
Série sabedoria dos provérbios
justo, justiça, palavra de Deus, Bíblia Sagrada, verdade, Deus [1]

“Praticar a justiça é alegria para o justo, mas espanto, para os que praticam a iniqüidade.” (Pv 21. 5). 

Praticar a justiça é agir conforme aquilo que é correto e, para nós que servimos a Deus, a Bíblia Sagrada é o manual que nos mostra a vontade de Deus, aquilo que devemos e que não devemos fazer. Aquele que age corretamente, segundo os mandamentos de Deus, a Bíblia chama de justo.

Veja um exemplo conhecido dessa realidade: “Havia um homem na terra de Uz, cujo nome era Jó; homem íntegro e reto, temente a Deus e que se desviava do mal.” (Jó 1. 1).Jó é um exemplo de uma pessoa justa.

A sabedoria de provérbios nos ensina que a pessoa que ama a justiça tem alegria por praticá-la: “Praticar a justiça é alegria para o justo…” (Pv 21. 5). Sabemos que ser verdadeiro e correto não é fácil, é enfrentar a nossa natureza, o mundo e o diabo que, dia a dia, nos indicam o caminho da injustiça e da desobediência a palavra de Deus.

Vivemos em um mundo onde cada vez mais a justiça tem sido colocada de lado, onde a cada dia a bandeira do mal tem sido levantada e defendida por muitos. Parece que o mal está na moda e não o bem. O legal é ser injusto e não justo. A justiça e o justo viraram um espanto, uma espécie de “E.T” para as pessoas.

Veja também:
- Conheça Sua Bíblia de Capa a Capa (Comece aqui) [2]
- Teologia sem mensalidades (Comece aqui) [3]
- Formação de Professores Para o Ministério Infantil (Comece aqui) [4]
- Memorização Fácil da Bíblia (Comece aqui) [5]
- Método Como Ler a Bíblia E Entendê-la Mais Facilmente (Comece aqui) [6]
- Outros Materiais (Comece aqui) [7]

A sabedoria dos provérbios também nos mostra essa realidade, pois aqueles que não querem seguir a vontade de Deus, que a menosprezam, se espantam diante da justiça e das atitudes do justo. “Praticar a justiça é alegria para o justo, mas espanto, para os que praticam a iniquidade.” (Pv 21. 5)

Um exemplo claro disso é o esforço dos homossexuais em aprovar o casamento gay e leis que impeçam qualquer pessoa de levantar a voz contra aquilo que desagrada a Deus, nesse caso a homossexualidade. Quando um justo levanta a sua voz proclamando a verdade de Deus, as pessoas o olham com espanto e, em alguns casos, com ódio de sua justiça que as desagrada. A justiça e o justo viraram mesmo um E.T em nosso mundo (uma pena).

Na realidade, enquanto vivermos nesse mundo, sempre haverá justos buscando seguir a vontade de Deus e ímpios buscando seguir o maligno. Isso não é de se espantar. O que precisamos pensar, mais do que nunca, é de que lado nos posicionaremos:

Do lado dos justos que se alegram em obedecer a vontade de Deus, por maiores que sejam as dificuldades, ou do lado dos que se espantam com a vontade de Deus e preferem desprezá-la.

Leia mais da sabedoria dos provérbios:

Veja aqui todos os artigos da Série sabedoria dos provérbios [12]