- Esboçando Ideias - https://www.esbocandoideias.com -

O primeiro amor é apenas uma fase?

Por André Sanchez 

conversão, primeiro amor, esfriamento da fé, fé [1]

No livro de Apocalipse Jesus endereça sete cartas a sete igrejas diferentes. Nestas cartas Ele fala a respeito destas igrejas e destaca os pontos positivos e negativos de cada uma delas. Na carta à igreja em Éfeso, encontrada em (Ap 2. 1-7), Jesus faz uma observação muito interessante: “Tenho, porém, contra ti que abandonaste o teu primeiro amor. “ (Ap 2. 4) 

O que seria esse primeiro amor?

Primeiro amor é o nome que damos ao nosso encontro com Cristo e início da caminhada com Ele. Normalmente, esse início de relacionamento com Jesus é marcado por um entusiasmo e ânimo muito grandes, que impulsiona o nosso coração na direção da vontade de Deus. As pessoas que estão no primeiro amor costumam ser animadas para a obra de Deus, para a evangelização, para o serviço; não costumam ficar presas aos defeitos e problemas, pois focam sempre na direção de Deus, amando e servindo de todo o coração. Apesar das suas falhas, estão buscando a Deus apaixonadamente e mudando sua forma de vida dia após dia.

Veja também:
- Conheça Sua Bíblia de Capa a Capa (Comece aqui) [2]
- Teologia sem mensalidades (Comece aqui) [3]
- Formação de Professores Para o Ministério Infantil (Comece aqui) [4]
- Memorização Fácil da Bíblia (Comece aqui) [5]
- Método Como Ler a Bíblia E Entendê-la Mais Facilmente (Comece aqui) [6]
- Outros Materiais (Comece aqui) [7]

Porém, a experiência prática mostra que o “primeiro amor” é considerado uma fase por muitos crentes. É comum, diante do entusiasmo dos novos convertidos, ouvirmos frases como: “logo esse entusiasmo irá acabar!”, “daqui a pouco ele cai na realidade!”. Infelizmente é assim que acontece. Mas será que é assim que deve acontecer?

Em nenhum lugar da Bíblia encontramos que o primeiro amor é uma fase que deverá passar! Pelo contrário, a repreensão de Jesus mostra claramente que Ele não aceita que o primeiro amor seja deixado para trás ou passe. Jesus é veementemente contra deixarmos o primeiro amor! Quando ele “puxa a orelha” dos crentes da igreja em Éfeso, demonstra claramente isto: “Tenho, porém, contra ti que abandonaste o teu primeiro amor. “ (Ap 2. 4)

Diante disso, cabe questionarmos a nós mesmos: as características do primeiro amor ainda permanecem em minha vida? Ainda sou movido por esse amor puro, forte, apaixonado? A chama do primeiro amor ainda queima em meu peito como no início?

Se a resposta a estas perguntas é não, cabe a nós uma renovação de nossa aliança com Deus! É preciso se achegar diante Dele, pedir perdão e começar a recuperação das características de um apaixonado por Deus, as características do primeiro amor.

Se a resposta a estas perguntas é sim, cabe a nós zelarmos pela manutenção desse amor que tanto agrada a Deus. Para mantermos esse amor aceso é preciso cultivar um relacionamento com Jesus a níveis profundos e cada vez mais profundos!

Que Jesus olhe para nós e diga: “Tenho, porém, a favor de vocês que permaneceram no primeiro amor!”.