- Esboçando Ideias - https://www.esbocandoideias.com -

Ano novo, vida nova?

Por André Sanchez

ano novo, vida nova, novidades, expectativas [1]É impressionante como a virada de um ano para outro traz tanto fascínio a todos nós. A maioria de nós fica numa grande expectativa de que o novo ano nos trará uma vida nova, uma vida melhor. As pessoas fazem de um tudo para tentar garantir que terão essa vida nova [e melhor] no ano que virá. São superstições, promessas, planos, simpatias, pensamentos positivos, oferendas, e por ai vai. Mas será que todas estas coisas citadas [e as outras feitas] garantem uma vida nova [e boa] no ano que virá?

Garanto que não, por um simples fato. Não há vida verdadeiramente nova e boa à parte de Deus. O mundo com as suas crendices tenta manipular as pessoas a ir à direção errada. O mundo busca a todo custo iludir as pessoas mostrando algo que não terão. Quantos inícios de ano já se passaram e as coisas não melhoraram? Por que mesmo com tanta busca de coisas “novas” e “boas” por parte das pessoas, o mundo ainda não melhorou? Por que as pessoas estão se tornando cada vez mais más e intolerantes mesmo buscando uma vida nova nos inícios de ano? Por que nós muitas vezes estamos vivendo os mesmos erros se todo inicio de ano buscamos uma vida nova?

Simples! Não há vida nova e boa à parte de Deus. As pessoas fazem somente rituais vazios, seguem a maioria, as tradições; buscam fazer o que é aceito pela sociedade, mas que, na verdade, não representa nada. Alguns, dizem que creem em Deus, mas O excluem dos planos de uma “nova vida” no ano que está entrando. Por tudo isso, tudo se mantém como nos anos anteriores, ou pior. Não há vida nova verdadeira, só há ilusão.

A única forma de termos um ano novo, uma vida nova é sendo servos de Deus, tementes a Deus. Não adianta pular ondinhas, comer sementes de romã, usar lingeries amarelas, vermelhas, brancas, oferecer sacrifícios, fazer promessas, ficar de joelhos à meia noite…

À parte de Deus não há ano novo, vida nova!

Jesus comparou a vida abundante a uma árvore e seus ramos. Ele, o Deus Todo Poderoso é o tronco, os galhos de sustentação; nós, os ramos. “Eu sou a videira, vós, os ramos. Quem permanece em mim, e eu, nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer.” (João 15. 5).

O que está “grudado” com Cristo, esse tem um ano novo, vida nova. Os outros, infelizmente, vivem uma ilusão que logo acabará! Repito as palavras de Jesus: “porque sem mim nada podeis fazer.” (João 15. 5).