- Esboçando Ideias - https://www.esbocandoideias.com -

Você é bom de imitação?

[1]
Por André Sanchez
Os melhores imitadores são aqueles que conseguem se aproximar ao máximo da pessoa ou situação imitada. Os humoristas saem ganhando nesse aspecto, pois adquirem a quase perfeição em suas imitações…

Por natureza, todos nós somos imitadores. Quando crianças imitamos nossos pais, e no decorrer de nossa vida imitamos várias pessoas e situações e adquirimos vários hábitos que vimos.
Interessante é a nossa habilidade para imitar o que é errado. Salta aos olhos a facilidade das crianças, ainda tão novas, de imitar o que é errado, sem esforço algum. 
Quando jovens e adultos essa capacidade parece aumentar; nos tornamos imitadores perfeitos do que é pecado. E nossas imitações parecem que vão ficando cada vez melhores [para o que é errado] e cada vez piores [para o que é correto]. A imitação do que é correto não parece ser o nosso forte.
Encontramos na palavra de Deus dois versos que falam um pouco sobre imitação:
No primeiro Deus orienta: “Sede santos, porque eu sou santo.” (1 Pedro 1:16) Devemos imitar a santidade de Deus sendo santos também. Um desafio!
No segundo, Paulo, um imitador como qualquer um de nós, fala de seu ministério de imitação: “Sede meus imitadores, como também eu sou de Cristo.” (1 Coríntios 11:1) 
Cada um de nós terá, durante a sua vida, que escolher a que tipo de imitação iremos nos dedicar:
A imitação das coisas erradas ou a imitação do que é correto
A primeira é fácil e quase instintiva. Imitar o que é errado não demanda esforço e nem dedicação, porém, nos leva para longe de Deus e de Sua vontade. 
Imitar o que é correto, porém, é um trabalho de uma vida. É a vontade de Deus para todos. Demanda esforço, dedicação, empenho…suar a camisa. É, no final das contas, a melhor imitação e a que trará mais bênçãos as nossas vidas.
A que tipo de imitações você tem se dedicado mais?