Por que os evangélicos não fazem o sinal da cruz? É errado fazer esse sinal?

Postado por em: #VocêPergunta

Você pergunta: Olá, tudo bem? Sou católica e aprecio muito seus textos. Gostaria que você me respondesse por que os evangélicos não fazem o sinal da cruz? Seria errado fazer esse sinal?

Cara leitora, antes de responder a questão que você colocou, descreverei abaixo o que o site de uma paróquia em que pesquisei sobre esse tema diz a respeito do sinal da cruz:

Por que os evangélicos não fazem o sinal da cruz?

“O Sinal da Cruz é uma oração importante que deve ser rezada logo que acordamos, como a nossa primeira oração, para que Deus, pelos méritos da Cruz de Seu Divino Filho, nos proteja durante todo o dia. Com este Sinal, que é o sinal do cristão, nós pedimos proteção contra os nossos inimigos. (…) O Sinal da Cruz bem feito é riquíssimo em significado. Por Ele expressamos três verdades ou dogmas fundamentais da nossa fé: o Dogma da Santíssima Trindade, da Encarnação e da Morte de Jesus Cristo. Quando se diz: “em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo”, você está proclamando o Mistério da Santíssima Trindade. Quando você leva à testa a mão direita aberta, dizendo: “Em nome do Pai” e desce com a mão na vertical e toca na altura do estômago continuando: “e do Filho”, você está indicando o mistério da Encarnação: o Filho de Deus desceu ao seio da virgem Maria. Depois, levando a mão direita para o ombro esquerdo completando a cruz tocando o ombro direito, está se indicando a morte de Jesus na Cruz.” (Site paróquia São Pedro e São Paulo).

Em primeiro lugar, para responder por que os evangélicos não têm o costume de fazer o sinal da cruz, é importante analisarmos que não existe qualquer ordem bíblica para que façamos o sinal da cruz para que tenhamos proteção em nosso dia a dia e nem para que simbolizemos a obra de Cristo na cruz através desse pequeno ritual.

Um dos pilares da reforma protestante é o sola scriptura (Somente a Escritura), ou seja, aquilo que não está de acordo com as Escrituras Sagradas não é lei e pode ser rejeitado. Jesus não nos ordenou que fizéssemos o sinal da cruz, antes, nos deu um modelo de oração que inclui em seu corpo o pedido da proteção do Pai.

Conforme vimos no relato acima, no site da Paróquia, o sinal da cruz na realidade é um pequeno ritual embasado na tradição e não em relatos bíblicos sólidos. Isso não significa que quem o faz esteja errado. Porém, podemos observar na prática que um grande número de pessoas faz esse sinal com objetivos místicos, como se o sinal em si tivesse algum poder de livrar a pessoa de algum mal. Não é incomum também vermos pessoas fazendo o sinal da cruz quando passam próximo de cemitérios e de Igrejas sem qualquer propósito claro e de acordo com a Palavra de Deus. Esse tipo de enfoque é incorreto.

Como não existe ordenança bíblica para o uso do sinal da cruz, os evangélicos decidiram não adotá-lo como prática, entendendo que o fato de não adotá-lo seria muito mais positivo à fé do que fazer uso dele.

Eu entendo que os simbolismos devem ser usados com cautela, pois o ser humano tem a grande capacidade de elevar os simbolismos acima daquilo que eles simbolizam, adotando certo misticismo pecaminoso no uso deles. Foi o caso da serpente levantada no deserto na época de Moisés (Nm 21.8), que tinha um objetivo claro determinado por Deus, mas que virou um deus para os israelitas e até ganhou um nome (2 Rs 18.4).

Assim, todo cuidado é pouco com relação a simbolismos, mesmo aqueles que parecem ser aceitáveis.

Comente usando seu Facebook ou use o sistema de comentários normal no fim da página

98 comentários

  • simone silva disse:

    muito bem explicado deus abençoe ,

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Obrigado, Simone

      Responder
      • Ailza Freitas disse:

        Excelente! Deus o abençoe…

        Responder
      • Leonardo Batista disse:

        Um detalhe importante para informar e engrandecer essa conversa. O sinal da cruz feito em frente da igreja é um sinal de respeito ao passar na frente do Rei dos reis que se faz presente de forma sacramental pela ostia consagrada como corpo de Cristo, nada de representação. Seria o mesmo que se curvar diante de um rei. O fato do sinal da cruz diante do cemitério não me lembro exatamente o motivo. Certo que o cemitério é um lugar santo onde os corpos de todos aguardam a ressurreição conforme prometido por Jesus Cristo. Mesmo estando ali apenas o corpo sem alma, por isso que defuntos evangélicos em sua maioria são esquecidos, esquecendo que ainda podemos pedir a Deus intercessão sobre suas almas e cabendo a Deus e somente ele a decisão de salvação ou perdição.

        A propósito, otimo site!

        Responder
        • Saulo disse:

          Pelo que eu sei a salvação é em vida. Não adianta pedir intercessão a Deus depois que as pessoas morrem. infelizmente a forma que o catolicismo conduz as coisas nos deixa bem claro a falta de comprometimento com a verdade e exime seus fieis das responsabilidades. O céu é tomado a força e não de qualquer jeito. ahhh inclusive purgatório não existe.

          Responder
          • Rafael disse:

            Os protestantes ou evangélicos acham que só eles têm razão, pois se julgam próprios santos, com poderes de curar com um copo d’água ou passando a mão na cabeça. No entanto para cada Templo Religioso Católico, que é a verdadeira Igreja Cristã, erguida a mando de Jesus, quinhentos locais evangélicos são inaugurados visando lucro financeiro.

          • André Sanchez disse:

            Rafael, não sabia que a igreja católica é a verdadeira igreja cristã e nem que Jesus mandou erguê-la. Poderia me mostrar isso na Bíblia? Outra coisa, quando você cita erros de evangélicos e generaliza que todos são assim comete um erro também. Recentemente o vaticano excomungou 900 padres pedófilos. Deveria eu considerar que todos os padres são vagabundos pedófilos? Não, né? Generalizações são perigosas e erradas.

        • eliana reis disse:

          Da mesma forma, como o homem está destinado a morrer uma só vez e depois disso enfrentar o juízo, infelizmente não adianta nada rezar depois que morreu, por isso devemos andar nos caminhops do senhor aqui depois de morto acabou so esperar o juizo de Deus

          Responder
        • Adriano miguel lima disse:

          Vc tade brincadeira filha vai ler a biblia
          Cemiterio lugar santo nada

          Responder
          • Leonardo Batista Nunes disse:

            Infelizmente tive a conclusão que não existe esse “amor” um pelos outros. Presenciei o pai de uma colega morrendo e eles todos protestantes torcendo para acabar logo. Depois são esquecidos como objetos ou lixo nos cemitérios.. mas, eu sou pecador e não sei se o PAI vai ser piedoso comigo diante dos meus pecados. Você também quando morrer vai desejar que alguém tenha lembrado de entoar uma oração por sua alma por amor a sua pessoa, pelo desejo de sua salvação. Mas, não se preocupe nós católicos oramos por todos para que alcancem sua salvação e que Deus tenha piedade de todos.

          • André Sanchez disse:

            Leonardo, a sua experiência ruim com esse grupo não pode ser embasamento para que julgue que o todo seja dessa forma.

      • carogus disse:

        André Sanchez que papo furado é esse de “Deus levantou homens para levar o povo novamente à Sua Palavra?
        Por acaso Deus desistiu da Igreja que Ele fundou (em Pedro entregando-lhe as chaves do céus) e disse que estaria com ela até o fim dos tempos, acaso Deus abandonou Sua Igreja e foi fundar a confusão a partir de Lutero? E você chama isso de “levantar homens para levar o povo novamente à Sua Palavra?
        Se isso fosse verdade, esses homens estariam levando o povo de volta à igreja que Jesus fundou em Pedro e não para milhares de placas que não se entendem e não se congregam.
        A Sola Scriptura é um absurdo. Os apóstolos não usavam porque NÃO EXISTIA BÍBLIA na época deles.
        Por que os protestantes aceitam o NOVO TESTAMENTE dito pela igreja católica e não aceitam os 7 livros arrancados do AT? Porque justificam práticas católicas e isso não bom para vocês é isso?

        A Sola Scriptura serve para manter os crente burros, voltados somente a um livros que mau entendem e que será explicado APENAS pelo pastor formado em 4 meses (quando muito)

        A Sola Scriptura significa o domínio intelectual dos fiéis protestantes para que não aprendam nada, somente o que o pastor mandar.
        Paulo não tinha vergonha de mostrar a cruz de cristo e disse isso várias vezes.
        Os “crentes” não a usam porque não querem compromisso com o sacrifício de Jesus na cruz. Jesus disse: Quem quer me seguir pegue sua cruz e siga-me”
        O pastor diz: Esqueçam a cruz, Cristo já fez o sacrifício, vamos louvar, cantar, ser felizes… só isso.

        A Sola Scriptura significa domínio intelectual de pessoas. É somente para isso que serve e foi criado por Lutero.
        _
        _
        _

        Responder
        • André Sanchez disse:

          Carogus, o que te leva a crer que a igreja que Deus fundou foi a católica? Isso sim é infundado e não está na Bíblia.

          Responder
          • Ane disse:

            Por acaso encontrei esse blog e gostaria de explicar algumas questões…
            Os protestantes são adeptos da Sola Scriptura, mas onde esta na Biblia que ela eh nossa única regra de fe? São Pedro nos diz que nenhuma palavra da Escritura eh de interpretação individual. A Biblia diz que as Escrituras são úteis, mas ser útil nao significa ser a única, assim como a agua eh super útil para a nossa existência! Algumas pegam a passagem em que Jesus diz ” Examinais as Escrituras…”Ja vi gnt dizer que ele ta mandando examinar as Escrituras mas na vdd Jesus tava dando uma bronca dizendo que examinavam as escrituras mas não queriam vir ate ele.
            O único que fez interpretação individual das Escrituras foi Satanás ao tentar Jesus no deserto, veja, ate o diabo usou as Escrituras!
            A Biblia nao pode ser interpretada cada um do seu jeito, o Espirito Santo eh unificador, Jesus so tem um Corpo e a Igreja eh sua esposa.
            Se vc diz que o sinal da cruz eh so uma tradição, ent nao ha mal nenhum em seguir, pois São Paulo nos manda guardar a Tradiçao e se afastar daqueles que nao as tem.
            Eu aconselho a todos a estudarem, a pesquisar sobre o inicio do Cristianismo, la nos primeiros séculos, e vejam como eram os cristãos! Vcs verão como eles realizavam as Missas, como eram as catacumbas cobertas de imagens! Leiam oq diziam os primeiros cristãos, aqueles que foram martirizados! Estudem a Patrística, e. como foi criada a Biblia!
            Se tudo tem qe estar na Biblia, onde está na Biblia Martin Lutero, Calvino, Reforma Protestante, Igreja Universal do Reino de Deus, Somente as Escrituras, 50 mil denominações diferentes, etc…?
            Mais uma vez, estudem como foi criada a Biblia, ou como disse o Padre Paulo Ricardo, vcs acham que ela caiu do céu com zipper e tudo?
            A Paz de Nosso Senhor Jesus Cristo para todos!

          • André Sanchez disse:

            Que salada, hein, Ane! Acho que você faltou na aula do significado de Sola Scriptura. Aliás, interessante você falar em tradição. As tradições podem ser contrárias ao que a Bíblia diz?

          • Ane disse:

            Esta na Bíblia sim!
            “Tu es Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja e as portas do Inferno nunca prevalecerao sobre ela. Eu te darei as chaves do Reino dos Céus, tudo oq ligares na terra será ligado no Céu, e tudo oq desligares será desligado no Céu”. Mas para os protestantes Jesus so falou por falar…
            Jesus tbm mandou Pedro apascentar sua ovelhas, Jesus disse que estaria com a sua igreja ate o fim dos tempos! Jesus confiou a Pedro seu magistério, reparem que sempre que mencionam os apóstolos, Pedro smp eh o primeiro. Reparem que o nome de Pedro era Simão, e quando a mudança de nome de uma pessoa acontecia era pq a pessoa iria exercer um papel importante de liderança.
            Mts dizem qe a Igreja foi fundada por Constantino, mas na época de Constantino ja haviam existido 23 papas!
            Pesquisem no youtube e vejam oq a própria Ana Paula Valadão falou ao ler um livro sobre os primeiros cristãos!

          • André Sanchez disse:

            Ane, a parte que a Bíblia diz eu conheço muito bem. Acontece que a tradição de vocês não tem status de revelação infalível. Foi uma história que foi inventada por alguém e virou tradição da igreja. Essa historinha que Pedro foi o primeiro papa consta na Bíblia? Até agora não vi.

          • Carogus disse:

            “Os católicos não pertencem à religião de um livro, mas sim de uma Pessoa: Nosso Senhor Jesus Cristo que está vivo e presente em sua Igreja “una, santa, católica e apostólica”. Ela celebra em sucessão apostólica os mesmos sacramentos, crê na mesma fé, nas mesmas Escrituras e está sob o mesmo governo eclesiástico com o Papa e os Bispos em comunhão com ele.” Pe. Paulo Ricardo.

            Como disse Santo Agostinho: eu não creria no Evangelho, se a isto não me levasse a autoridade da Igreja católica.

            Sr. André Sanchez, o sr. sabe bem que a igreja que Jesus fundou a partir de Pedro é a que hoje chamamos de católica apostólica romana. Até a amiga de vocês, a ‘pastora’ Ana Paula Valadão, sabe e ensina isso em seus cultos. Procurem no youtube por
            “Ana Paula Valadão falando sobre a Sagrada Tradição e a Patrística” onde até ela diz que só existia igreja católica: “vamos aprender com nossos pais”, disse ela. Até ela sabe disso.
            Ensine para seus seguidores, Sr. André Sanches, que a fé da igreja católica é baseada no tripé:

            1)Tradição: 2 Ts 2,14 Conservai as TRADIÇÕES que aprendestes ou por nossas palavras ou por nossa carta. Vejam também: 1 Ts 2,13; 2 Ts 3,6; Tt 1,5; 1Cor 11,2; 2 Tim, 2,1-2)
            A carta aos Tessalonicenses foi escrita cerca do ano 51 d.C.

            2) Escrituras: 2 Tm 3, 16 Toda a ESCRITURA é inspirada por Deus, E ÚTIL para ensinar, para repreender, para corrigir e para formar na justiça.
            A carta a Timóteo foi escrita cerca de 64 d.C.

            3) Magistério: At 15, 6 REUNIRAM-SE então os APÓSTOLOS e presbíteros para EXAMINAR a questão.

            Os cristãos observavam os decretos que tinham sido estabelecidos no concílio pelo MAGISTÉRIO DA IGREJA.

            Atos 16, 4 “E, quando [Paulo, Timóteo e Silas] iam passando pelas cidades, lhes ENTREGAVAM, para serem OBSERVADOS, OS DECRETOS que haviam sido ESTABELECIDOS PELOS APÓSTOLOS e anciãos em Jerusalém.”

            Ensine a eles, Sr. Sanches, sobre os senhores Inácio de Antioquia, Ireneu de Lyon, dentre outros. Não sejam infantis na fé. Sejam adultos!

            Inácio de Antioquia (aprox. 100 dC)
            “Onde está Cristo Jesus, está a Igreja Católica.”.11
            “Segui ao Bispo, vós todos, como Jesus Cristo ao Pai. Segui ao presbítero como aos Apóstolos. Respeitai os diáconos como ao preceito de Deus. Ninguém ouse fazer sem o Bispo coisa alguma concernente à Igreja. Como válida só se tenha a Eucaristia celebrada sob a presidência do bispo ou de um delegado seu. A comunidade se reúne onde estiver o Bispo e onde está Jesus Cristo está a Igreja católica

            Ireneu de Lyon:

            “Para a maior e mais antiga a mais famosa Igreja, fundada pelos dois mais gloriosos Apóstolos, Pedro e Paulo.” e depois “Os bem-aventurados Apóstolos portanto, fundando e instituindo a Igreja, entregaram a Lino o cargo de administrá-la como Bispo; a este sucedeu Anacleto; depois dele, em terceiro lugar a partir dos Apóstolos, Clemente recebeu o episcopado.”

            Fonte:(Contra as heresias – 1.III, 1,12; 2,1´2; 3.1´3; 4,1; P.G. 7, 844ss; S.C.34)
            Agora, se for para não considerar a História, a Arqueologia, Ciência, então talvez devêssemos solicitar aos governantes que não ensinem essas CIÊNCIAS nas escolas.

            Por exemplo: quem descobriu o Brasil? Cristóvão Colombo? Não. Como sabemos? Porque existem documentos que provam onde ele estava e fazendo o que. Assim como Pedro Álvares Cabral não descobriu as Américas pelo mesmo motivo.

            Alguns de vocês podem não gostar, mas a igreja que Jesus fundou e disse que ESTARIA COM ELA TODOS OS DIAS ATÉ O FIM DOS TEMPOS, não são estas milhares de placas protestantes. Acaso Jesus é mentirosos? Será Ele um fracassado que não conseguiu manter SUA igreja como Ele mesmo quisera? E, portanto, suscitou milhares de outras com doutrinas diferentes uma das outras? Será mesmo que foi assim?
            Não sejam infantis na fé. Sejam adultos. Raciocinem como adultos!!!

            Será que a igreja nasceu católica. Assistamos o vídeo abaixo e descubramos.
            https://www.youtube.com/watch?v=yEofSisle9c

            A paz de Jesus a todos vocês.

        • Leonardo Batista Nunes disse:

          Paz de Cristo a todos,
          Vamos tentar entender uma coisa e vou precisar fazer perguntas e precisarei de respostas. Onde diz na bíblia que uma igreja derivaria centenas ao modo do homem?(me refiro aos protestantes e milhares de denominações) Onde diz na bíblia que a Santa Ceia foi celebrada com pão de padaria(com fermento) e suco de uva? onde diz na bíblia que a verdade está na igreja protestante fundada apartir de pessoas que foram católicas, não aceitaram o modo da igreja, fundaram a sua sem uma liturgia sem fundamentação bíblica(pois não consta)? Quem e quando fundou a Igreja Católica Apostólica Romana? Quem fundou a Igreja protestante, Evangélica e ou Pentecostal?
          Onde diz também na bíblia, já que vocês se baseiam mais na bíblia que os católicos, “uma tal igreja se erguerá para salvar a todos daquela que eu criei mas está tudo errado”? Em Mt 24,5 diz:” Muitos virão em meu nome, dizendo: Sou eu o Cristo. E seduzirão a muitos” se repete em Mc 13,6 “Muitos virão em meu nome, dizendo: Sou eu. E Seduzirão a muitos” e mais completo ainda em Lc 21,8 “Jesus respondeu: Vede que não sejais enganados. Muitos virão em meu nome, dizendo: Sou eu; e ainda: O tempo está próximo. Não sigais após eles.” ao que será que se refere? Em Mt 7, 20-27 “20 Pelos seus frutos os conhecereis. 21 Nem todo aquele que me diz: Senhor, Senhor, entrará no Reino dos Céus, mas sim aquele que faz a vontade de mau Pai que está nos céus. 22 Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não pregamos nós em vosso nome que expulsamos demônios e fizemos muitos milagres? 23 E, no entanto, eu lhes direi: Nunca vos conheci. Retirai-vos de mim, operários maus! 24 Aquele, pois, que ouve estas minhas palavras e as põe em prática é semelhante a um homem prudente, que edificou sua casa sobre a rocha. 25 Caiu a chuva, vieram as enchentes, sopraram os ventos e investiram contra aquela casa; ela, porém, não caiu, porque estava edificada na rocha. 26 Mas aquele que ouve as minhas palavras e não as põe em prática é semelhante a um homem insensato, que construiu sua casa na areia. 27 Caiu a chuva, vieram as enchentes, sopraram os ventos e investiram contra aquela casa; ela caiu e grande foi a sua ruína.” Ao que se refere? Eu sigo o sucessor de Cristo determinado por Ele mesmo e você a quem segue?

          Com relação aos papas segue a lista:

          São Pedro – Betsaida, papa de 32 a 67
          São Lino – Túscia, papa de 67 a 76
          Santo Anacleto – Roma, papa de 76 a 88
          São Clemente I – Roma, papa de 88 a 97
          Santo Evaristo – Grécia, papa de 97 a 105
          Santo Alexandre IRoma, papa de 105 a 115
          São Sisto I – Roma, papa de 115 a 125
          São Telésforo – Grécia, papa de 125 a 136
          Santo Higino – Grécia, papa de 136 a 140
          São Pio I – Aquiléia, papa de 140 a 155
          Santo Aniceto – Síria, papa de 155 a 166
          São Sotero – Campânia, papa de 166 a 175
          Santo Eleutério – Epiro, papa de 175 a 189
          São Vitor I – África, papa de 189 a 199
          São Zeferino – Roma, papa de 199 a 217
          São Calisto I – Roma, papa de 217 a 222
          Santo Urbano I – Roma, papa de 222 a 230
          São Ponciano – Roma, papa de 230 a 235
          Santo Antero – Grécia, papa de 235 a 236
          São Fabiano – Roma, papa de 236 a 250
          São Cornélio – Roma, papa de 251 a 253
          São Lúcio I – Roma, papa de 253 a 254
          Santo Estevão I – Roma, papa de 254 a 257
          São Sisto II – Grécia, papa de 257 a 258
          São Dionísio – papa de 259 a 268
          São Félix I – Roma, papa de 269 a 274
          Santo Eutiquiano – Luni, papa de 275 a 283
          São Caio – Dalmácia, papa de 283 a 296
          São Marcelino – Roma, papa de 296 a 304
          São Marcelo I – Roma, papa de 308 a 309
          Santo Eusébio – Grécia, papa de 309 a 309
          São Melquíades – África, papa de 311 a 314
          São Silvestre I – Roma, papa de 314 a 335
          São Marcos – Roma, papa de 336 a 336
          São Júlio I – Roma, papa de 337 a 352
          Libério – Roma, papa de 352 a 366
          São Dâmaso I – Espanha, papa de 366 a 384
          São Sirício – Roma, papa de 384 a 399
          Santo Anastácio I – Roma, papa de 399 a 401
          Santo Inocêncio I – Albano, papa de 401 a 417
          São Zósimo – Grécia, papa de 417 a 418
          São Bonifácio I – Roma, papa de 418 a 422
          São Celestino I – Campânia, papa de 422 a 432
          São Sisto III – Roma, papa de 432 a 440
          São Leão Magno Túscia 440 461
          Santo Hilário – Sardenha, papa de 461 a 468
          São Simplício – Tivoli, papa em 468 –
          São Félix III (II) – Roma, papa de 483 a 492
          São Galásio I – África, papa de 492 a 496
          Anastácio II – Roma, papa de 496 a 498
          São Símaco – Sardenha, papa de 498 a 514
          São Hormisdas – Frosinone, papa de 514 a 523
          São João I – Túscia, papa de 523 a 526
          São Félix IV (III) – Sâmnio, papa de 526 a 530
          Bonifácio II – Roma, papa de 530 a 532
          João II – Roma, papa de 533 a 535
          Santo Agapito I – Roma, papa de 535 a 536
          São Silvério – Campânia, papa de 536 a 537
          Vigílio – Roma, papa de 537 a 555
          Pelágio I – Roma, papa de 556 a 561
          João III – Roma, papa de 561 a 574
          Bento I – Roma, papa de 575 a 579
          Pelágio II – Roma, papa de 579 a 590
          São Gregório I – Roma, papa de 590 a 604
          Sabiniano – Túscia, papa de 604 a 607
          Bonifácio III – Roma, papa de 607 a 608
          São Bonifácio IV – Marsi, papa de 608 a 615
          São Adeodato I – Roma, papa de 615 a 618
          Bonifácio V – Nápoles, papa de 619 a 625
          Honório I – Campânia, papa de 625 a 638
          Severino – Roma, papa de 640 a 640
          João IV – Dalmácia, papa de 640 a 642
          Teodoro I – Grécia, papa de 642 a 649
          São Martinho I – Todi, papa de 649 a 655
          Santo Eugênio I – Roma, papa de 654 a 657
          São Vitaliano – Segni, papa de 657 a 672
          Adeodato II – Roma, papa de 672 a 676
          Dono – Roma, papa de 676 a 678
          Santo Ágato – Sicília, papa de 678 a 681
          São Leão II – Sicília, papa de 682 a 683
          São Bento II – Roma, papa de 684 a 685
          João V – Síria, papa de 685 a 686
          Cônon – papa de 686 687
          São Sérgio I – Síris, papa de 687 a 701
          João VI – Grécia, papa de 701 a 705
          João VII – Grécia, papa de 705 a 707
          Sisínio – Síria, papa de 707 a 708
          Constantino I – Síria, papa de 708 a 715
          São Gregório II – Roma, papa de 715 a 731
          São Gregório III – Síria, papa de 731 a 741
          São Zacarias – Grécia, papa de 741 a 752
          Estevão II – Roma, papa de 752 a 757
          São Paulo I – Roma, papa de 757 a 767
          Estevão III – Roma, papa de 768 a 772
          Adriano I – Roma, papa de 772 a 795
          São Leão III – Roma, papa de 795 a 816
          Estevão IV – Sicília, papa de 816 a 817
          São Pascoal I – Roma, papa de 817 a 824
          Eugênio II – Roma, papa de 824 a 827
          Valentim I – Roma, papa de 827 a 827
          Gregório IV – Roma, papa de 827 a 844
          Sério II – Roma, papa de 844 a 847
          São Leão IV – Roma, papa de 847 a 855
          Bento III – Roma, papa de 855 a 858
          São Nicolau I – Roma, papa de 858 a 867
          Adriano II – Roma, papa de 867 a 872
          João VIII – Roma, papa de 872 a 882
          Mariano I – Gellese, papa de 882 a 884
          Santo Adriano III – Roma, papa de 884 a 885
          Estevão V – Roma, papa de 885 a 891
          Formoso – Pôrto, papa de 891 a 896
          Bonifácio VI – Roma, papa de 896 a 896
          Estêvão VI – Roma, papa de 896 a 897
          Romano – Gallese, papa de 897 a 897
          Teodoro II – Roma, papa de 897 a 897
          João IX – Tivoli, papa de 898 a 900
          Bento IV – Roma, papa de 900 a 903
          Leão V – Árdea, papa de 903 a 903
          Sérgio III – Roma, papa de 904 a 911
          Anastácio III – Roma, papa de 911 a 913
          Lando – Sabina, papa de 913 a 914
          João X – Tossignano, papa de 914 a 928
          Leão VI – Roma, papa de 928 a 928
          Estevão VII – Roma, papa de 929 a 931
          João XI – Roma, papa de 931 a 935
          Leão VII – Pavia, papa de 936 a 939
          Estêvão VIII – Roma, papa de 939 a 942
          Marino II – Roma, papa de 942 a 946
          Agapito II – Roma, papa de 946 a 955
          João XII – Roma, papa de 955 a 964
          Leão VIII – Roma, papa de 963 a 965
          Bento V – Roma, papa de 964 a 966
          João XIII – Túsculo, papa de 965 a 972
          Bento VI – Roma, papa de 973 a 974
          Bento VII – Roma, papa de 974 a 983
          João XIV – Roma, papa de 983 a 984
          João XV – Roma, papa de 985 a 996
          Gregório V – Saxônia, papa de 996 a 999
          Silvestre II – Alvérnia, papa de 999 a 1003
          João XVII – Roma, papa de 1003 a 1004
          João XVIII – Roma, papa de 1004 a 1009
          Sérgio IV – Roma, papa de 1009 a 1012
          Bento VIII – Túsculo, papa de 1012 a 1024
          João XIX – Túsculo, papa de 1024 a 1032
          Bento IX – Túsuculo, papa de 1032 a 1045
          Silvestre III – Roma, papa de 1045 a 1045
          Bento IX (2ª vez) – papa de 1045 a 1045
          Gregório VI – Roma, papa de 1045 a 1046
          Clemente II – Saxônia, papa de 1046 a 1047
          Bento IX (3ª vez) – papa de 1047 a 1048
          Dâmaso II – Baviera, papa de 1048 a 1049
          São Leão IX – Egisheim-Dagsburg, papa de 1049 a 1055
          Vitor II – Dolinstein-Hirschberg, papa de 1055 a 1057
          Estêvão X – Lorena, papa de 1057 a 1059
          Nicolau II – Borgonha, papa de 1059 a 1061
          Alexandre II – Milão, papa de 1061 a 1073
          São Gregório VII – Túscia, papa de 1073 a 1085
          Beato Vitor III – Benevento, papa de 1086 a 1087
          Beato Urbano II – França, papa de 1088 a 1099
          Pascoal II – Ravena, papa de 1099 a 1118
          Gelásio II – Gaeta, papa de 1118 a 1119
          Calisto II – Borgonha, papa de 1119 a 1124
          Honório II – Fagnano, papa de 1124 a 1130
          Inocêncio II – Roma, papa de 1130 a 1143
          Celestino II – Castelo, papa de 1143 a 1144
          Lúcio II – Bolonha, papa de 1144 a 1145
          Beato Eugênio III – Pisa, papa de 1145 a 1153
          Anastácio IV – Roma, papa de 1153 a 1154
          Adriano IV – Inglaterra, papa de 1154 a 1159
          Alexandre III – Siena, papa de 1159 a 1181
          Lúcio III – Lucca, papa de 1181 a 1185
          Urbano III – Milão, papa de 1185 a 1187
          Gregório VIII – Benevento, papa de 1187 a 1187
          Clemente III – Roma, papa de 1187 a 1191
          Celestino III – Roma, papa de 1191 a 1198
          Inocêncio III – Anagni, papa de 1198 a 1216
          Honório II -I Roma, papa de 1216 a 1227
          Gregório IX – Anagni, papa de 1227 a 1241
          Celestino I -V Milão, papa de 1241 a 1241
          Inocêncio IV – Gênova, papa de 1243 a 1254
          Alexandre IV – Anagni, papa de 1254 a 1261
          Urbano IV – Troyes, papa de 1261 a 1264
          Clemente IV – França, papa de 1265 a 1268
          Beato Gregório X – Placência, papa de 1271 a 1276
          Beato Inocêncio V – Savóia, papa de 1276 a 1276
          Adriano V – Gênova, papa de 1276 a 1276
          João XXI – Portugal, papa de 1276 a 1277
          Nicolau III – Roma, papa de 1277 a 1280
          Matinho IV – França, papa de 1281 a 1285
          Honório IV – Roma, papa de 1285 a 1287
          Nicolau IV – Ascoli, papa de 1288 a 1292
          São Celestino V – Isérnia, papa de 1294 a 1294
          Bonifácio VIII – Anagni, papa de 1294 a 1303
          Beato Bento XI – Treviso, papa de 1303 a 1304
          Clemente V – França, papa de 1305 a 1314
          João XXII – Cahors, papa de 1316 a 1334
          Bento XII – França, papa de 1335 a 1342
          Clemente VI – França, papa de 1342 a 1352
          Inocêncio VI – França, papa de 1352 a 1352
          Bento Urbano V- França, papa de 1362 a 1370
          Gregório XI – França, papa de 1370 a 1378

          Grande cisma do Ocidente – Papas Romanos
          Urbano VI – Nápoles, papa de 1378 a 1389
          Bonifácio IX – Nápoles, papa de 1389 a 1404
          Inocêncio VII – Sulmona, papa de 1404 a 1406
          Gregório XII – Veneza, papa de 1406 a 1415

          Papas depois do grande cisma
          Martinho V – Roma, papa de 1417 a 1431
          Eugênio IV – Veneza, papa de 1431 a 1447
          Nicolau V – Sarzana, papa de 1447 a 1455
          Calisto III – Valência, papa de 1455 a 1458
          Pio II – Siena, papa de 1458 a 1464
          Paulo II – Veneza, papa de 1464 a 1471
          Sisto IV – Savona, papa de 1471 a 1484
          Inocêncio VIII – Gênova, papa de 1484 a 1492
          Alexandre VI – Valência, papa de 1492 a 1503
          Pio III – Siena, papa de 1503 a 1503
          Júlio II – Savona, papa de 1503 a 1513
          Leão X – Florença, papa de 1513 a 1521
          Adriano VI – Ultrecht, papa de 1522 a 1523
          Clemente VII – Florença, papa de 1523 a 1534
          Paulo III – Roma, papa de 1534 a 1549
          Júlio III – Roma, papa de 1550 a 1555
          Marcelo II – Montepulciano, papa de 1555 a 1555
          Paulo IV – Nápoles, papa de 1555 a 1559
          Pio IV – Milão, papa de 1559 a 1565
          São Pio V – Bosco, papa de 1566 a 1572
          Gregório XIII – Bolonha, papa de 1572 a 1585
          Sisto V – Grottammare, papa de 1585 a 1590
          Urbano VII – Roma, papa de 1590 a 1590
          Gregório XIV – Cremona, papa de 1590 a 1591
          Inocêncio IX – Bolonha, papa de 1591 a 1591
          Clemente VIII – Florença, papa de 1592 a 1605
          Leão XI – Florença, papa de 1605 a 1605
          Paulo V – Roma, papa de 1605 a 1621
          Gregório XV – Bolonha, papa de 1621 a 1623
          Urbano VIII – Florença, papa de 1623 a 1644
          Inocêncio X – Roma, papa de 1644 a 1655
          Alexandre VII – Siena, papa de 1655 a 1667
          Clemente IX – Pistóia, papa de 1667 a 1669
          Clemente X – Roma, papa de 1670 a 1676
          Beato Inocêncio XI – Como, papa de 1676 a 1689
          Alexandre VIII – Veneza, papa de 1689 a 1691
          Inocêncio XII – Nápoles, papa de 1691 a 1700
          Clemente XI – Urbino, papa de 1700 a 1721
          Inocêncio XIII – Roma, papa de 1721 a 1724
          Bento XIII – Roma, papa de 1724 a 1730
          Clemente XII -Florença, papa de 1730 a 1740
          Bento XIV – Bolonha, papa de 1740 a 1758
          Clemente XIII – Veneza, papa de 1758 a 1769
          Clemente XIV – Rimini, papa de 1769 a 1774
          Pio VI – Cesana, papa de 1775 a 1799
          Pio VII – Cesena, papa de 1800 a 1823
          Leão XII – Fabriano, papa de 1823 a 1829
          Pio VIII – Cingoli, papa de 1829 a 1830
          Gregório XVI – Belluno, papa de 1831 a 1846
          Pio IX – Sinigáglia, papa de 1846 a 1878
          Leão XIII – Carpineto, papa de 1878 a 1903
          São Pio X – Riese, papa de 1903 a 1914
          Bento XV – Gênova, papa de 1914 a 1922
          Pio XI – Milão, papa de 1922 a 1939
          Pio XII – Roma, papa de 1939 a 1958
          João XXIII – Sotto II Monte, papa de 1958 a 1963
          Paulo VI – Concesio, papa de 1963 a 1978
          João Paulo I – Belluno, papa de 1978 a 1978
          João Paulo II – Polônia, papa de 1978 a 2005

          Faltaram os 2 últimos mas esses todos conhecem.

          Responder
          • carogus disse:

            Bem colocado, Leonardo, mas o problema aqui é que não interesse em se chegar à Verdade. Aqui não se caminha para este resultado. Apenas comentam, divagam, esboçam, bocejam…
            Alguns aqui pensam que História, Arqueologia não são ciências, são apenas historinhas inventadas por católicos para enganar protestas. O pior é que os “fiéis” acreditam.
            Veja, por exemplo, o André Sanchez moderador deste blog: ele é presbiteriano falando para qualquer tipo de “cristão” (qualquer denominação) como se sua voz e doutrinas fossem uníssonas com todos eles. E todos aceitam isso com a maior naturalidade.
            Se você perguntar: E o tal do “um só batismo, uma só fé, uma só alma”? Ninguém irá responder porque não saberão o que dizer.
            Ou seja, por aqui não se caminha em direção à Verdade, apenas divagam sobre “superficialidades cristãs” como se isso fosse cristianismo.
            Então, tá.

          • Félix Ntui disse:

            Caro Leonardo Batista Nunes 1- cristo falava dos anti-cristo quando diz “dizendo: Sou eu o Cristo”
            2- acredito eu que a melhor genealogia é esta
            Livro da geração de Jesus Cristo, filho de Davi, filho de Abraão.
            Abraão gerou a Isaque; Isaque gerou a Jacó; Jacó gerou a Judá e a seus irmãos;
            Judá gerou de Tamar a Perez e a Zara; Perez gerou a Esrom; Esrom gerou a Arão;
            Arão gerou a Aminadabe; Aminadabe gerou a Naassom; Naassom gerou a Salmom;
            Salmom gerou de Raabe a Boaz; Boaz gerou de Rute a Obede; Obede gerou a Jessé,
            Jessé gerou ao rei David. David gerou a Salomão daquela que fora mulher de Urias;
            Salomão gerou a Roboão; Roboão gerou a Abias; Abias gerou a Asa;
            Asa gerou a Josafá; Josafá gerou a Jorão; Jorão gerou a Uzias;
            Uzias gerou a Jotão; Jotão gerou a Acaz; Acaz gerou a Ezequias
            Ezequias gerou a Manassés; Manassés gerou a Amom; Amom gerou a Josias,
            e Josias gerou a Jeconias e a seus irmãos no tempo do exílio em Babilônia.
            Depois do exílio em Babilônia, Jeconias gerou a Salatiel; Salatiel gerou a Zorobabel;
            Zorobabel gerou a Abiúde; Abiúde gerou a Eliaquim; Eliaquim gerou a Azor;
            Azor gerou a Sadoque; Sadoque gerou a Aquim; Aquim gerou a Eliúde;
            Eliúde gerou a Eleazar; Eleazar gerou a Matã; Matã gerou a Jacó,
            e Jacó gerou a José, esposo de Maria, da qual nasceu Jesus, que se chama Cristo.
            Assim todas as gerações desde Abraão até Davi são catorze gerações; também desde David até o exílio em Babilônia, catorze gerações; e desde o exílio em Babilônia até o Cristo, catorze gerações.
            3- Quem cristo deixo para guiar a igreja ( o corpo de cristo) todo aquele que crê e guarda a sua palavra sem distensão de denominação.foi, é e sempre sera o ESPÍRITO SANTO.”E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre;João 14:16
            Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado de meu Pai, e eu o amarei, e me manifestarei a ele.João 14:21 ( Tenho certeza que ,joão ,Paulo,Pedro, Thiago,Lucas,Matheus etc ) foram grandes homem de Deus ,como muitos até estes dias ,Porém até qualquer um que tirar do seu coração o sectarismo,poderá ver e entender que JAMAIS DEUS .construiria sua igreja sobre um mortal ( Pedro) quem acredita nisso nega os mais simples e básicos princípios da palavra deste mesmo ,Leia mais a palavra ,busque entendimento ,compreende ,depois põe a prova tudo a luz da palavra . Não pela igreja tal ou tal mas pela honra e gloria do senhor e por tua alma ,obrigado e tenha uma boa tarde .

          • Leonardo Batista Nunes disse:

            Camarada Félix Ntui concordo com sua citação mas faltou seu entendimento. Após Cristo e está descrito na minha bíblia( se não está na sua melhor comprar uma nova), O próprio Jesus disse que sobre Pedro seria edificada a igreja DELE. O que demonstrei foi a sucessão de Pedro que também Jesus pediu por 3 vezes para apacentar seu rebanho. Agora verdade seja dita e aceita porque está DE FORMA CLARA E NÃO-SIMBÓLICA, não sei onde sua igreja nasceu mas a minha tem certidão de nascimento com Pai e Mãe declarados e que estão acima do mundo e de todos.

        • Anderson Tiago disse:

          Carogus..
          É interessante, você diz: “A Sola Scriptura é um absurdo. Os apóstolos não usavam porque NÃO EXISTIA BÍBLIA na época deles…”

          Depois diz:” A Sola Scriptura serve para manter os crente burros, voltados somente a um livros que mau entendem…”

          Nesta segunda frase você está dizendo que a Bíblia mantem as pessoas burras? Afirmação sua.

          Responder
        • Adriano miguel lima disse:

          Quen e vc pr falar mau do nossos povo cristao vai ler abiblia
          E lavar sua boca
          E vcs que adora gesso

          Responder
    • Jorge studart disse:

      Para quem tem a fé ligada a religião católica esta bem explicado!

      Responder
      • Ane disse:

        Acho qe quem nao entende oq Sola Scriptura eh vc! Nos Católicos nao precisamos provar tudo pela Bíblia, eu posso falar do papado de São Pedro usando as Escrituras, a Tradiçao e o Magistério da Igreja, ja vc eh obrigado a basear todo o seu argumento somente pela Bíblia, começando a dizer onde esta na Biblia a ordem para Sola Scriptura?? Ou onde está na Biblia que 1500 anos depois teria que alguém fazer a Reforma, ou melhor, Deforma Protestante?
        Se vc n sabe, no inicio do Cristianismo nao havia ainda a Biblia como conhecemos, os primeiros cristãos nem sequer tinha bíblias, os ensinamentos eram feitos oralmente, so depois, mt tmp depois a Igreja Católica definiu quais livros eram os inspirados.
        Seria engraçado se não fosse trágico essa logica de vcs…Ent Jesus subiu aos Céus, seus apóstolos com o tempo morreram e os cristãos foram deixados ao léu, ai surgiu uma igreja malvada, Jesus abandonou seu povo por 1500 anos ate que um homem resolvesse reformar essa igreja arrancando 7 livros e ainda chamando as epístolas de São Tiago de palha. Nao concordam com a Igreja Católica mas seguem a reforma dela?!
        Nao fiz salada nenhuma, salada eh oque ha na cabeça dos protestantes com as suas mais de 50 mil seitas cada um pregando uma doutrina diferente. Mas todas com algo em comum, o ódio a Igreja Católica.
        So me mostrem na Biblia onde diz que eu devo seguir a Sola Scriptura, ai eu viro protestante na hora!!
        Pra terminar eu gostaria de lhe parabenizar por nao ter rejeitado meus comentários e me ter respondido sem ofensas pessoais!
        Eu não espero converter ninguém com meus comentários mas fazer refletir os que o leem. Tenho certeza que a maioria dos protestantes assim como a maioria dos católicos nao conhecem ao fundo a Igreja e sua historia e infelizmente acabam fazendo confusão.
        A paz de Cristo André Sanchez.

        Responder
        • Ane disse:

          André, então onde foi parar a Tradiçao que Sao Paulo nos manda guardar??
          Jesus disse aos seus apóstolos, ” quem vos ouve a mim ouve…”, os apóstolos morreram mas foram surgindo sucessores pois Cristo prometeu que estaria com a sua Igreja todos os dias ate o fim do mundo!! Jesus nao disse “Olha gente, depois que os apóstolos morrerem eu vou deixar vcs se virarem ta? Mas não se preocupa nao que 1500 anos depois eu mando Lutero!…” Definitivamente eh um absurdo saber qe realmente vcs pensem que Nosso Senhor abandonou a humanidade…
          Jesus entregou as chaves do Reino dos Céus para Pedro, Jesus mandou Pedro apascentar suas ovelhas, Jesus mudou o nome de Simão para Pedro, toda vez que isso acontecia era pq aquela pessoa iria exercer um papel importante, quando se listam os apóstolos Pedro sempre eh mencionado primeiro, depois que Pedro morreu o seu sucessor foi Lino, e assim foi ate chegarmos ao Papa Francisco.
          Tradiçao dos homens eh eu alugar uma garagem, me auto declarar pastora, bispa, etc e fundar a igreja do Jesus Amado, e consequentemente alguém se rebelaria e fundaria a igreja do Jesus Amado dos Novos Dias, e depois criarem a igreja do Jesus Amado dos Novos Dias da Salvaçao, e por ai vai..
          Eu acho mais justo se todos os protestantes fossem Luteranos, mas não, na Bíblia de vcs tem permissão para criar igrejas, isso pode, mas fazer o sinal da cruz nao pq nao esta na Bíblia!
          Agora mudando um pouco o foco, ja reparou que para um católico ignorante se tornar protestante eh fácil, eh so levarem ele na lábia, dizer que nos adoramos imagens, usar trechos isolados da Bíblia e etc…Mas para um protestante se converter ao Catolicismo eh preciso muito, muito estudo. Nao conheço nenhuma historia de ex protestante que ele tenha virado católico persuadido pela lábia e trechos isolados da Bíblia , sem precisar ter estudado e pesquisado muito!
          A Paz de Cristo!

          Responder
          • André Sanchez disse:

            Ane, sinceramente, enquanto vocês derem status a tradição não estamos falando da mesma coisa, é impossível dialogarmos baseados em coisas diferentes.

          • Leonardo Batista Nunes disse:

            Gostaria de partilhar com todos Ane, minha namorada era da Igreja Congregação Cristã do Brasil, aquela que as mulheres batizadas usam véu. Depois de mostrar que na verdade o pensamento que os evangélicos tem sobre a igreja Católica na verdade provem de ignorância ela quis ser católica. Ainda outro dia um amigo meu disse que me converteria porque me comprovaria biblicamente que nós católicos estamos errados. Infelizmente ele não conseguiu pois nem haviam argumentos e nem fundamentos nas passagens que ele queria utilizar. Vale lembrar, diacono da Igreja Quadrangular. Mas vou só concluir, católico que se converte é aquele que está nas estatísticas com NÃO-PRATICANTE, e digo mais aquele que conhece bem sua fé não muda e nem segue tendencias.

            Obrigado

          • carogus disse:

            André Sanchez, você está certo: não estamos falando da mesma coisa enquanto damos ‘status’ à Tradição (como Paulo, Pedro deram?)

            Por isso é que o que vocês fazem aqui não parece cristianismo, mas sim o cozimento à banho-maria de falsos cristãos.
            Com historinhas bonitinhas, comportadinhas, baseadinhas somente na sua bíblia deturpadinha (onde o povo pode encontrar e achar que é verdade) para o povo gostar.
            Ane é isso ái.
            André e demais, não sinto em dizer mas estão enganados.

  • Fernanda Maria Akiquite disse:

    André, vc é mil!

    Responder
    • André Sanchez disse:

      kkkk obrigado!

      Responder
  • Mara Lima disse:

    Que O SENHOR continue te usando e te dando sabedoria para esclarecer essas questões que apesar de serem simples possuem significados especiais para a nossa conduta cristã.
    Que a paz esteja com você.

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Obrigado por ler, Mara. Fica com Deus!

      Responder
  • Georges disse:

    Por que os evangélicos não usam figa? Por que os evangélicos não temem gato preto? Por que os evangélicos não compram fitinhas do Bonfim? Por que os evangélicos não dão três pulinhos nem batem na madeira… ai ai ai. Sinal da cruz é superstição, ora. Igual falar “cruz-credo”.

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Georges, a minha postura é sempre de respeito com a fé daqueles que fazem tais coisas. Não penso que 100% daqueles que usam fazer o tal sinal da cruz o faça como superstição. Reprovo aqueles que o fazem com esse objetivo.

      Responder
      • Celso Montal disse:

        Sou católico e você prova com sua resposta que comungamos na mesma fé de Jesus Cristo. O respeito pelas diferenças doutrinárias é acima de tudo um ato cristão. Pois Aquele que nos une sempre será maior do que aquilo que nos separa. Obrigado por sermos irmãos!

        Responder
  • Rogerio Lázaro disse:

    Artigo simples, claro, objetivo e bem didático!
    Sem omissões e sem excessos! Muito bom!

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Obrigado, Rogério, fica com Deus!!

      Responder
  • Elder Paz disse:

    ótima a explicação, na verdade, eu sempre achei que era errado sem condenar mas achava assim e nunca busquei explicação sobre isso. parabéns André, você é inspirado por Deus!

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Obrigado, Elder!

      Responder
  • André Hifran disse:

    Muito bom…Bem explicativo…

    Responder
  • Mauro disse:

    Eu fazia sinal da cruz quando era católico, mas como o André falou, eu nem sabia o que era bíblia, só ficava aberta em Salmos. E eu fazia quando passava na igreja, mas nunca quiz santificar minha vida.

    Pra mim era ritual, mas, algumas vezes, eu fazia o sinal da cruz antes de rezar, e as pessoas também paravam para ver e refletiam. Hoje sou evangélico e vejo que muitos evangélicos no Shopping ou perto dos chefes em almoço, não param para orar, mesmo que em silêncio. Pegam a comida e vão logo comendo. E a Bíblia ensina que devemos orar pra abençoar a comida. Não sabemos se a comida foi oferecisa a alguma entidade…

    Penso assim..

    Existem muitas fitinhas, lencinhos, tijolinhos etc sendo usados por evangélicos…

    Cuidado para não cometermos o que apontamos.

    Responder
    • felix disse:

      Caro Mauro entendo a tua preocupação ,mas não acha que esta apena olhando e julgando as aparências, pois a Bíblia diz que temos que adorar e espirito e em verdade pois Deus é espírito,.a oração não é necessariamente algo visível fora dos templos e orar não é um espectáculo, mas podemos orar mentalmente ( em espirito) sem ter que em lugar publico vir a incomodar ou virar um ponto de atração negativo para os outros , isso não quer dizer que não orem .é hipocrisia querer orar só para os outros verem,obrigado e tenha um bom dia

      Responder
  • Mauro disse:

    Tá cheio de evangélicos com fitinhas, passando embaixo de pilares da vitória de 2014, pegando o lenço com suor do Pastor, bebendo a água do pastor, ungindo objetos e fazendo de amuletos ao invés de orar pelas pessoas… e assim vai..

    Liga a televisão que você vai ver…

    Tem um cara ai que fez um óleo turbinado com pó de ouro, diamante , petróleo , etc pra trazer prosperidade.

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Infelizmente existe mesmo, Mauro.

      Responder
    • eliana sisconni disse:

      o povo esta sendo enganado por lçobos na pele de pastor, mais a ganancia é que leva a isso,todo mundo quer a benção e não quer o dono dela, a palavra de Deus diz que as benção seguiram os que crerem, então não precisa correr atraz ele te seguira se vc crer..

      Responder
    • Kathia disse:

      Colegas, infelizmente o que relata nosso irmão Mauro é uma dolorosa realidade. É fácil apontar os erros alheios, difícil é reconhecer e corrigir erros em quem deveria ser exemplo!

      Dizer que é Cristão é fácil, quero ver é ter caráter cristão. Carregar o nome de evangélico é fácil, quero ver é seguir na prática o que o Evangelho diz!

      Tenho visto muito crente mais idólatra que certos católicos… Penso que antes de apontar nas outras religiões deveríamos tentar nos corrigir, pois como o próprio Mauro disse estes quase não leem a Bíblia portanto o que fazem é de olhos fechados e de nós que conhecemos ou deveríamos conhecer o Evangelho,o que dizer??????

      Responder
    • Luciana disse:

      Querido Mauro, vc tem razão… essas pessoas se dizem crentes, mas não se aprofundam nas escrituras e acreditam em qualquer coisa que dizem, temos que ler as escrituras sagradas e tirarmos as nossas próprias conclusões com o discernimento que Espírito Santo nos concede.

      Veja alguns vídeos do Pastor Ed René Kivitz, são claros e específicos.

      Exploradores da fé usam a culpa, medo e ganância, diz Ed René Kivitz
      O pastor ministrou sobre a religião e a espiritualidade e comentou sobre os pastores que exploram a fé dos fiéis.
      No amor Dele,

      Luciana.

      Responder
  • emanuel balbino simas disse:

    emanuel bs estive lendo sobre santa ceia do senhor e fiquei maravilhado com as orientações que obtive o qual muito me edificou, porem gostaria muito de tirar uma duvida, pergunto, sou pastor consagrado por Deus, e pelo ministerio o qual estava, sai do ministerio onde estava debaixo da benção do senhor Jesus, e dos pastores da mesmo tendo em vista o chamado de Deus em minha vida juntamente com minha esposa em abrir ministerio o qual ja e promessa de Deus em nossas vidas a mais de 20 anos, quero somente saber como posso tomar a santa ceia. eu meu posso a partiri do momento que tiver meu povo ministrar a santa ceia aos mesmos, minha pergunta é eu nha esposa, e filhos eu posso ministrar a ceia do senhor para nos desde ja sou muito agradecido, emanuel bs.

    Responder
  • Kathia disse:

    André, graça e paz estejam contigo.Parabéns pelo blog suas respostas são sempre muito boas, explicativas e livres de preconceito religioso. Aprendo muito com você e através do seus artigos repasso conhecimento.
    Deus o abençoe sempre!

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Obrigado, Kathia!

      Responder
  • Shei Lima disse:

    por que os prtestantes não aceitam que a Bíblia é um manual escrito por Deus, e como tal aceitem que deve-se estudá-la junto com tradições dos apóstolos? Um exemplo claro é não aceitar que KEPHA é uma rocha e não uma pedrinha como tais protestantes, enfim, cada qual busca a salvação da maneira que aprendeu…

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Shei, simples: A Bíblia é a base. Supostas tradições dos apóstolos não tem embasamento biblico

      Responder
      • pedro damasceno disse:

        Ei André vc me parece uma pessoa tão inteligente e honesto. Eu aconselho vc comprar numa livraria Católica um livro do Professor Filipe Aquino, que tem um título: todo os caminhos nos levam a Roma. Lá existe depoimentos de um ex Pastor americano que se converteu ao catolicismo. Ele se converteu depois que começou a estudar sobre os primeiros Cristãos. Sera André que aqueles que enfrentaram os dentes dos leões e as torturas eram
        idólatras como muitos protestantes nos jugam? Abraços, e paz do Senhor Jesus!

        Responder
    • Neilton Lima disse:

      O que é KEPHA??

      Responder
  • eliana sisconni disse:

    graça e paz , pra quem não sabe a cruz é maldita,pra que fazer esse sinal, jesus se fez maldito por nós, não há poruqe fazer esse sinal. as pessoas precisam começar a ler a biblia e não ser maria vai com as outras, devemos tomar cuidado com oque esta sendo ensinado por ai, leia a palavra de Deus, esta sendo pregado por ai um quinto evangelho, acordai igreja….

    Responder
    • Leonardo Batista disse:

      Ser maldito Jesus nunca foi e nem será. A cruz é sinal que marca nossa salvação o gesto não amaldiçoa ninguém também não salva nem liberta de nada. Quando digo em nome do Pai do Filho e do Espírito Santo, amém. Eu digo em nome da santíssima Trindade que sois Deus… farei tal oração e ao seu término da oração finalizo dizendo o mesmo do início. Qual condenação isso leva não sei.

      Responder
  • Maurilio disse:

    Parabéns André, muito boa explanação.

    Responder
  • Maria José Alves disse:

    Gostei muito,era ignorante sobre esse assunto e achei a explicação coerente e verdadeira.Deus o abençoe!

    Responder
  • Rogerio Salvagni disse:

    Que maravilha de esclarecimento !
    Grande abraço e que Deus o abençoe sempre !!!

    Responder
  • Silmar disse:

    pois eu acho errado pois pra mim o sinal da cruz é um esconjuramento pois muitas pessoas Auzão até depois dos alimentos acho que esconjurou o pro pio alimento

    Responder
  • filipina disse:

    O nome de Jesus é poderoso em todos os actos, palavras, e obras certas.
    Gostei da explicação. é isso mesmo. Como você é discernido!
    Pessoal nos somos ricos porque aprendemos todos os dias com o André.

    Paz e bem.

    Responder
  • joaquim alberto disse:

    aprecio todas as formas de entender a palavra do senhor……

    Responder
  • Helton Cesar Lopes disse:

    Os católicos com todo o respeito, não sabem nem pra que fazem este gesto ou “ritual” como foi colocado. Eu pergunto e adoração? E pedindo algo? E agradecendo por algo? Nos temos que saber o porquê que estamos fazendo algo e para quem e. Afirmo que não sabem o que estão fazendo porque a própria paróquia colocou como oração, como oração? Oração aquém? Se temos que orar a DEUS (ordenança de JESUS) em nome de JESUS. Temos que chegar ao Pai em nome do Filho, JESUS e a ligação não tem outra maneira. A gora se alguém ora em nome do Pai do Filho e do Espírito Santo, pergunto esta tentando falar com quem?

    Responder
    • Mana disse:

      Gostei dessa… Kkkkk.
      Muito bom

      Responder
    • Leonardo Batista Nunes disse:

      Helton, ignorância sua e dos demais que não a entendem. Gostaria de lembrar que sua igreja derivou da Católica e que esse “ritual” como você se referiu é uma das muitas coisas que a igreja Evangélica(fundada por homens e ao modo dos homens baseado na bíblia) optou por não fazer. Antes de criticar eu tenho como hábito entender. Outra coisa, opinião e pensamento é diferente de crítica.

      Responder
  • Julio…. disse:

    Muito bom…
    E aproveitando gostaria de pedir um comentário seu sobre o sacerdote Eli,que recebeu uma profecia dizendo longe de mim o pacto que havia feito……

    Responder
  • Victoria disse:

    Eu sou católica e sempre faço o sinal da cruz ao dar início e ao concluir as minhas orações. Para mim o sinal da cruz funciona como uma lembrança do sacrifício feito por nós pecadores e de quanto devemos ser humildemente agradecidos. E vou continuar a fazê-lo por este simples motivo.

    Responder
    • felix disse:

      Bom dia Vitoria não é necessário ou inútil pois o próprio senhor Jesus atraves do apostolo Paulo explica como se lembrar dele até que ele volta, esta no livro de 1corintios 11:23-26
      23 Porque eu recebi do Senhor o que também vos entreguei: que o Senhor Jesus, na noite em que foi traído, tomou pão;

      24 e, havendo dado graças, o partiu e disse: Isto é o meu corpo que é por vós; fazei isto em memória de mim.

      25 Semelhantemente também, depois de cear, tomou o cálice, dizendo: Este cálice é o novo pacto no meu sangue; fazei isto, todas as vezes que o beberdes, em memória de mim.

      26 Porque todas as vezes que comerdes deste pão e beberdes do cálice estareis anunciando a morte do Senhor, até que ele venha.

      Responder
  • Guilherme disse:

    parabens pelo site Andre! Muito Bom mesmo! Deus continue te abençoando!

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Obrigado, Guilherme

      Responder
  • Francisco Bento da Silva disse:

    Os católicos não são incentivados a ler a Bíblia. O lobo sabe que na bíblia (mais precisamente o novo testamento) está contida a verdade que liberta as pessoas das heresias. Foi lendo o novo testamento que me livrei de longos 11 anos no mormonismo e me convertí a Cristo Jesus. Errais, não conhecendo as escrituras -Mateus 22:29. Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará – João 8:32.

    Responder
    • Leonardo Batista Nunes disse:

      Gostaria de fazer uma correção caro Irmão Francisco, sou católico e sim nós somos incentivados sim a leitura da Bíblia. Já vi outros irmãos evangélicos falarem em tom de ironia que nossa bíblia se resume a um jornal chamado O Domingo. Citou algo muito bonito “Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará – João 8:32″ Gostaria de parabenizar por se libertar como você mesmo disse “11 anos de mormonismo” que pelo meu conhecimento o livro de Mór é que conduz as pessoas não a Bíblia. Mas vamos retornar a sua citação. Temos cursos bíblicos, em nossos encontros sempre utilizamos a Palavra vinda da Bíblia para nos conduzir entre outros. Assim como evangélicos, protestantes ou quaisquer denominação existem os praticantes e os não-praticantes. Não basta olhar o negativo mas observe o positivo. Antes de uma afirmação é necessário buscar e pesquisar, deixar de ser um copo cheio e estar aberto a ouvir e ver. Já quis deixar de participar desse fórum porque infelizmente vejo que muitas pessoas apedrejam a Igreja Católica sem ter o devido conhecimento, esquecem que as tantas denominações que nascem todos os dias das igrejas Evangélicas derivaram da Igreja Católica, Igreja Mãe importante lembrar disso sempre. É quase sempre complicado falar com vocês nossos irmãos protestantes ou evangélicos sobre assuntos de igreja. Observem que sobre um assunto desses vocês quase sempre sobem o tom de voz ou ficam irritados ou até rancorosos quando falamos do nosso ponto de vista. Peço sempre a qualquer um de vocês, quando conversarem saibam ouvir e saibam falar porque o pior cego é o que não quer enxergar. Gostaria de propor uma reflexão! Jesus viria a Terra diante de tantas “guerras”, brigas e confusões por causa do seu nome? Meu irmão André Sanchez parabenizo seu Blog, sua ideologia pelo conhecimento é louvável, mas, é importante você frizar que críticas e certas arrogâncias não faz jus ao princípio do BLOG. Fiquem todos com Deus.

      Responder
      • Carogus disse:

        Leonardo, você disse que nossa igreja católica é “apedrejada”, pois é a única igreja cristã que é perseguida e apedrejada (literalmente. Tem alguns que jogam ao chão imagens, mijam em cima etc…)
        As outras não são. Veja, se alguém inventar uma igreja ali debaixo da ponte as pessoas irão ali, vão deixar seu dinheiro lá e vão achar ser aquela a igreja de Deus, desde que não seja católica, claro.
        Meu caro, esta é a única perseguida. Pode ver.

        Responder
  • Kathia disse:

    Concordo plenamente com o irmão Francisco. A falta de conhecimento nos faz errar. Também me sinto liberta das correntes religiosas quando estudo o Novo Testamento e entendo a graça dada por Jesus Cristo.

    Responder
  • ilma s m veloso disse:

    Gostei muito da sua explicação, eu sempre ficava intrigada porque as pessoas faziam a sinal da cruz, agora eu entendi.

    Responder
  • davi rodrigues disse:

    PRA SALVAÇÃO TEMOS QUE PASSAR PELA CRUZ, O SACRIFICIO DE CRISTO, EMBORA TENHAMOS VISTO MUITOS PASSANDO POR QUALQUER OUTRO CAMINHO, LENÇO, SUOR, OLEO, TANTOS OUTROS MISTICISMOS QUE NÃO É DIFERENTE DA GALINHA PRETA, AS VELAS EM ENCRUZILHADAS, NA LEMBRANÇA DA CRUZ E ACEITANDO O SACRIFICIO, QUE É O EFICAZ, CRENDO SEREIS SALVO,GOSTEI DO FATORELATADO ACIMA, DA LEMBRANÇA QUE SE TEM TODAS AS VEZES QUE SE FALA COM DEUS,

    Responder
    • IONE MARIA BRANDÃO MARTINS disse:

      Jesus deixou um legado que não devemos julgar o outro para que não venhamos ser julgados também.Eu fiquei triste ,pois tenho participado deste blog e,tenho aprendido muito,gostaria que os nossos colegas colaboradores do blog em si,não entrassem em contendas,pois isto não enobrece ninguem,ao contrario,cria-se um estado de desconforto e religiosidade nos afasta da presença de Deus.

      Responder
      • André Sanchez disse:

        Ione, por favor, leia esse texto: A Bíblia diz que o cristão não pode julgar? ~> http://bit.ly/wa1vdC

        Responder
      • Luciana disse:

        Querida Ione, existem algumas passagens Bíblicas que muitos Cristãos têm interpretado erroneamente a respeito de julgamento. Temos que desmistificar e esclarecer ao Povo de Deus de que não devemos nos calar jamais, pelo contrário, devemos por obrigação exortar e lutar pelo Evangelho genuíno de Cristo, afinal, quem ama luta pela verdade, pois “O amor não se alegra com a injustiça, mas regozija-se com a verdade”. (1 Co 13:6).

        Os cristãos são solicitados a examinar tudo e reter o bem (1 Ts 5:21). Eles também são obrigados a provar se os espíritos são de Deus: “Irmãos, não deis crédito a qualquer espírito; antes, provai os espíritos se procedem de Deus, PORQUE MUITOS FALSOS PROFETAS TEM SAÍDO PELO MUNDO AFORA.” (1 Jo 4:1)
        Mesmo nas reuniões cristãs eles devem “julgar” o que ouvem: “Tratando-se de profetas, falem apenas dois ou três, e os outros julguem.” (1 Co 14:29).

        Os Crentes de Corinto receberam ordens para julgar imediatamente a imoralidade existente entre os seus membros (1 Co 5:1-8). Mesmo o estrangeiro de passagem não deve ser hospedado se for verificado que não se trata de uma pessoa alicerçada na verdadeira fé (2 Jo 10,11). E um anátema (maldição) deve ser proferido contra aqueles que apresentarem um tipo diferente de evangelho (Gl 1:9).

        “Prega a palavra, insta, quer seja oportuno, quer não, corrige, repreende, exorta com toda longanimidade e doutrina. Pois haverá tempo em que não suportarão a sã doutrina, pelo contrário, cercar-se-ão de mestres segundo as suas próprias cobiças, como que sentindo coceira nos ouvidos; E SE RECUSARÃO A DAR OUVIDOS A VERDADE, ENTREGANDO-SE A FÁBULAS.” 2 Tm 4:2-3

        No amor de Cristo,

        Luciana.

        Responder
        • Ione Maria Brandao Martins disse:

          Luciana,duscamos conhecimento em Deus porque so Ele e a luz e a verdade,Cristo é a verdade revelada da parte do Deus Pai,Eu fiz um comentário me sentindo triste ,pois o conhecimento é que nos faz crescer pela parte de Deus e para aplicação da vida cotidiana ,diante das adiversidades que por muitas vezes passamos ,ao lê os comentarios me senti como já disse anteriormente muito triste ,pois vi comentários deselegantes e meio que debochado ,quando Deus levanta um filho seu para fazer este trabalho que André faz com tanto carinho e dedicação, o mínimo que as pessoas podem e devem fazer em suas conclusçoes,seja neste assunto ou em outro qualquer,é ser comedido ,precisamos emitir respostas de real valor e não uma agressão em palavras.

          Responder
      • Rogerio Lázaro disse:

        DEUS exige que sejamos cautelosos ao julgar porque também podemos ser julgados na mesma medida, mas não proíbe ninguém de julgar o próximo. Isto fica patente quando reparamos que JESUS, após dizer em Mateus 7:1 para não julgarmos, continua a se referir ao assunto no versículo seguinte alertando para a reciprocidade do julgamento. E no versículo 5 Ele abre a possibilidade para que esse julgamento tenha efeito prático a partir do momento em que eu corrijo o erro a respeito do qual estou fazendo julgamento. Ou seja, a partir do momento em que eu elimino da minha vida o erro que é objeto de julgamento eu me credencio a exercer o julgamento (não condenatório) na vida do próximo e ajudá-lo naquele mesmo erro que eu eliminei da minha vida. Sem, no entanto, condená-lo ao inferno! Este era o procedimento e prática ministerial de todos os profetas e discípulos do SENHOR! O julgamento condenatório devemos evitar sempre! Biblicamente não nos cabe o papel de juízes do nosso próximo, isto é, não temos autonomia para sentenciar ninguém! Contudo, existe o julgamento no sentido de analisar, escrutinar, avaliar, formar opinião ou juízo crítico sobre algo ou alguém. Sem esse tipo de julgamento (saldável e necessário) não somos capazes de tomar nenhuma decisão, seja em qualquer esfera da vida. É através deste tipo de julgamento que escolhemos quem vai casar conosco, quem vai fazer parte do nosso círculo de amizades, quem vai preencher aquela vaga na empresa, quem vai frequentar nossa casa, etc. Este é o tipo de julgamento indispensável para que possamos fazer escolhas que vão honrar ao Pai ou não. Detalhe curioso: ao dizer para alguém que ele(a) está fazendo julgamento eu antes (e inevitavelmente) precisei submeter esse outro alguém a julgamento (de palavras, gestos, etc) para chegar a tal conclusão!

        >Mateus 7:1-5
        “Não julgueis, para que não sejais julgados. Porque com o juízo com que julgardes sereis julgados, e com a medida com que tiverdes medido vos hão de medir a vós. E por que reparas tu no argueiro que está no olho do teu irmão, e não vês a trave que está no teu olho? Ou como dirás a teu irmão: Deixa-me tirar o argueiro do teu olho, estando uma trave no teu? Hipócrita, tira primeiro a trave do teu olho, e então cuidarás em tirar o argueiro do olho do teu irmão.”

        >I Coríntios 5:12
        “Porque, que tenho eu em julgar também os que estão de fora? Não julgais vós os que estão dentro?”

        >I Coríntios 6:2
        “Não sabeis vós que os santos hão de julgar o mundo? Ora, se o mundo deve ser julgado por vós, sois porventura indignos de julgar as coisas mínimas?”

        >I Coríntios 6:3
        “Não sabeis vós que havemos de julgar os anjos? Quanto mais as coisas pertencentes a esta vida?”

        >I Coríntios 6:5
        “Para vos envergonhar o digo. Não há, pois, entre vós sábios, nem mesmo um, que possa julgar entre seus irmãos?”

        >Lucas 12:57
        “E por que não julgais também por vós mesmos o que é justo?”

        >João 7:24
        “Não julgueis segundo a aparência, mas julgai segundo a reta justiça.”

        >I Coríntios 10:15
        “Falo como a entendidos; julgai vós mesmos o que digo.”

        Graça e paz a vós outros!

        Responder
  • felix disse:

    Caros irmãos espero que aqui não venha a perder o foço sobre o verdadeiro motivo deste blog que é de se como diz a palavra conhecer e prosseguir em conhecer o senhor e assim virem a conhecer e experimentar qual seja a boa, agradável e perfeita vontade Dele mas para isso temos que nos esvaziar de nossos ego tentamos defender placas de “igrejas” ao invés de defender a palavra e tentando ser sábio por nós mesmos , auto -justificando nossas manias e tradição QUE DE TANTO USAR confundimos estes com as escrituras ou tentamos encaixar elas pois nos convém ,pois posso assegurar que nenhum desta igreja chegara a salvar alguém por ela mesma se não for pela palavra mostrando o verdadeiro caminho para o CÉU ,que é cristo o verbo ( PALAVRA) de DEUS .CRISTO veio não por uma denominação mas “purificar para si um povo seu especial, zeloso de boas obras“.
    .Por isso a salvação É INDIVIDUAL e INTRANSFERÍVEL. Minha cara Simone não estou aqui julgando pois a igreja de cristo não é dividida pois é um povo só ,Apocalipse 5:9
    “9 E cantavam um novo cântico, dizendo: Digno és de tomar o livro, e de abrir os seus selos; porque foste morto, e com o teu sangue nos compraste para Deus de toda a tribo, e língua, e povo”
    mas tentando esclarecer que a salvação pode se obter só e somente quando ainda estamos vivos neste corpo mortal e corruptível pois todos os mortos ressuscitaram ,Dn 12:2 E muitos dos que dormem no pó da terra ressuscitarão, uns para vida eterna, e outros para vergonha e desprezo eterno.então
    “Tudo quanto te vier à mão para fazer, faze-o conforme as tuas forças, porque na sepultura, para onde tu vais, não há obra, nem indústria, nem ciência, nem sabedoria alguma.”
    ” Hebreus 9:27 Ao homem e dado morrer uma só vez depois disso vem o juízo”.
    Orar, interceder é ótimo mas somente poderá ter efeito na vida dos que ainda vivem .obrigado e que Deus abençoa a todos

    Responder
    • Jessica disse:

      À PAZ ,
      Felix pois muitos esquecem do foco e de onde JESUS nos tirou , e do sangue derramado na cruz e de tudo oque JESUS passou por nós… obrigado!!!
      Deus abençoe

      Responder
      • Felix martin disse:

        Á PAZ cara Jessica muito obrigado pela consideração,a palavra diz em,Romanos 3:23 “Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus;” nenhum mortal foge a esta regra que tem por exceção CHRISTO.O evangelho não nos deu o direito de serem promotores e juízes , isso cabe a um só ,DEUS que tem a capacidade de sondar nosso corações e conhece a intensão destes. Somos MENSAGEIROS da boa nova,embaixadores do ministério da reconciliação entre Deus e o homem ,enfermeiros administradores do soro da verdadeira (A palavra) ,que sara todos os males,limpa e torna o mais sujo pecador alvo mais que a neve, ensina e abre o entendimento sem o qual perecemos “pois me povo perece por falta de entendimento” Quem quiser se informar um pouco mais que leia ,medita e reflita ROMANOS CAPT 1 VERS 18- 32 ,é claro para quem quiser realmente entender e conhecer a boa agradável e perfeita vontade de DEUS, deixa UM POUCO de lado o sectarismo ,utilizar a inteligencia e sabedoria dado a Deus com o auxilio do espirito santo para entender ,Deixar de lado o orgulho ferido,se humilhar se for preciso , abrir o coração e pedir a DEUS que o abre o seu entendimento e seus olhos espirituais,o ajude a compreender o que realmente quis dizer apesar do fato de estar claro.( o apostolo Paulo foi forçado a fazer tudo isso a caminho de damasco) obrigado e que Deus abençoa a TODOS

        Responder
  • Johrdan disse:

    Alguns evangelicos dissem nao fazer o sinal da cruz,pois vc estar crucificando cristo ao fazer.
    Eu que isso e igual a doar a igreja seja muito ou pouco. Qual a sua intençao ao fazer o sinal da cruz? E para ser abençoado ou para crucificar cristo? E outra, se fizer, faça com conciencia limpa, se achar que e errado nao faça. Pense nisso

    Responder
    • IONE MARIA BRANDÃO MARTINS disse:

      O Espirito Santo testifa,Jesus quando foi para o Pai nos declarou que não nos deixaria orfãos,então precisamos está sempre buscando respostas em Deus que é a fonte divinal para nossas inquietações,pois Ele não é Deus de confusão,Ele é luz e verdade,mas o pior cego e aquele que não quer enxergar.Conclusão:Habitando Ele em nós,nos resta apenas busca-LO.

      Responder
  • Felix martin disse:

    Cara Luciana TEMOS QUE ENTENDER que há uma diferença entre uma Apologética cristão que é uma defesa verbal das escritura através de explicações e demonstrações via ensinamentos, principalmente pelo exemplo de vida como dizia um estudioso em 100 não cristãos 1 lé a bíblia e 99 lé o cristão , A outra é julgar a aplicação desta palavra na vida de quem a recebe ,por isso o tempo dos JUIZES foi também ultrapassado .,A palavra diz ” Porque todos devemos comparecer ante o tribunal de Cristo, para que cada um receba segundo o que tiver feito por meio do corpo, ou bem, ou mal.2 Coríntios 5:10. Deus não nos chamou para isso para para anunciar a boa nova ,pregar a salvação ,dizer que Deus reconcilio consigo mesmo o homem , através do sacrifício do seu filho ,cristo “o santo de DEUS não dos homens” na cruz do calvário .A bíblia não nos ensina a julgar mesmo nossos inimigos diz “amai os vossos inimigos e orai pelos que vos perseguem” (Mateus 5:44) Temos que ter cuidado para que no nosso zelo não nos encontramos lutando contra Deus como o fazia SAULO.

    Responder
  • ANA LUCIA disse:

    OLÁ ANDRÉ, PAZ SEJA CONVOSCO…
    ENTÃO, GOSTEI MUITO DA SUA EXPLICAÇÃO E TE CONSIDERO UM HOMEM MUITO SABIO,
    QUE O SENHOR CONTINUE TE USANDO PARA NOS INSTRUIR NA VERDADE.
    E UE OREMOS POR ESTES Q NÃO ENTENDE E SE FECHAM E SUA IGNORANCIA, SE LESSEM A BIBLIA NÃO FICARIAM AQUI DISCUTINDO UM ASSUNTO ESCLARECIDO…
    PARABÉNS ANDRÉ!
    CONTINUE…

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Obrigado, Ana, fica com Deus!

      Responder
  • cleber garcia fernandes martins disse:

    como ficamos sabendo da existência de JESUS CRISTO ?? e quem a nos transmitiu ??

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Cleber, Jesus é um personagem histórico e, hoje em dia, as evidências de sua existência entre nós é incontestável.

      Responder
  • Brandon disse:

    A Palavra de DEUS veio para ser obedecida, não debatida.
    Felix e André, foram de muita sabedoria suas observações.
    Graça e Paz.

    Responder
  • José de Ribamar disse:

    Muito bom André. A verdade é sal e luz. Para os católicos a tradição é bíblia.

    Responder
  • wildson disse:

    a paz , os católicos dizem que nós evangelicos criamos varias denominaçoes certo.e porque tambem iventam tanto nomes de santo na igreja católica,sabendo que tem imagens que são usadas em candomblé e por fim leiam o salmo 115 católicos irmaos. E me explique o que significa o nome CATÓLICO PRA VCS?ANDRE QUE DEUS ABENÇOE VC GOSTEI DO SITE.

    Responder
    • Leonardo Batista Nunes disse:

      Wildson, verdade seja dita. As inumeras e infinitas denominações evangélicas bem como diversos estilos e doutrinas regadas de absurdos, julgamentos e proibições são coisas dos homens. Ainda que você e todos os demais não queiram mas se fizerem a vontade de Deus e viverem verdadeiramente o cristianismo. Você e todos os demais poderão ser santos conhecidos ou não. Os nomes não são inventados, são reais. Torno a dizer pesquise mais sobre o catolicismo antes de falar algo. Com relação ao nome CATÓLICO o salmo 115 não faz nenhuma referencia positiva, negativa ou critica. O que posso dizer é que sobre a igreja EVANGÉLICA a verdade é dita em MT 24,11 em MT 24,24 e em 2Pd 2,1 e outros livros, mas, se faz necessário para que seja cumprido o que diz a Sagrada Escritura.

      Responder
  • Félix Ntui disse:

    Caro Leonardo Batista Nunes, boa tarde e paz do senhor
    Vi pela tua resposta que ficou chateado ,me perdoa se o deixei neste estado não foi meu intento,só queria ajudar .mas continuando o que eu penso ser uma conversa e não uma disputa ,espero e ore que o veja também nesta ótica.Se prestar atenção no capitulo inteiro e no contexto deste vera que, Cristo fez uma pergunta e teve varias respostas ¶ E, chegando Jesus às partes de Cesaréia de Filipe, interrogou os seus discípulos, dizendo: Quem dizem os homens ser o Filho do homem?
    E eles disseram: Uns, João o Batista; outros, Elias; e outros, Jeremias, ou um dos profetas.
    Mateus 16:13-14
    Depois faz a mesma pergunta a seus discípulos ,e Pedro ( que não recebeu este nome neste momento mas mesmo antes de se tornar apostolo no primeiro encontro com Cristo) pela sua determinação,mas cristo o chama nesta hora novamente de rocha pela sua convicção quanto a quem jesus era O CRISTO e é nesta convicção ( solida como uma rocha ) que Cristo edifica a sua igreja ( a totalidade daqueles quem o aceita como único senhor e salvador ) indeterminado de denominação,Porque logo depois Pedro ainda discute com jesus quando este diz que ira morrer e jesus diz a ele Ele, porém, voltando-se, disse a Pedro: Para trás de mim, Satanás, que me serves de escândalo; porque não compreendes as coisas que são de Deus, mas só as que são dos homens.Mateus 16:23
    Disse-lhes ele: E vós, quem dizeis que eu sou?
    E Simão Pedro, respondendo, disse: Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo.
    E Jesus, respondendo, disse-lhe: Bem-aventurado és tu, Simão Barjonas, porque to não revelou a carne e o sangue, mas meu Pai, que está nos céus.
    Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela;
    E eu te darei as chaves do reino dos céus; e tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus.
    Mateus 16:15-19 Mas a neste capitulo duas frases que passa despercebido pela ampla maioria mas que faz toda diferencia .1ª E Jesus, respondendo, disse-lhe: Bem-aventurado és tu, Simão Barjonas, porque to não revelou a carne e o sangue, mas meu Pai, que está nos céus.
    Mateus 16:17 ,porque quem vê a cristo ou escuta sua palavra não é convencido por homem mas pelo espirito de DEUS , por isso a segunda frase
    2ª Então mandou aos seus discípulos que a ninguém dissessem que ele era Jesus o Cristo.
    Mateus 16:20 ( porque a pessoa tinha que ter sua própria experiencia convencido pelo espirito santo reconhecer pela fé E DIZER :Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo.
    OBRIGADO por ler e tenha uma boa tarde

    Responder

Seu comentário é muito importante! Comente! Regra 1 - Seja respeitoso. Regra 2- Não aprovamos comentários de anônimos. Obs.: Todos os comentários são moderados antes de serem publicados.