Receba nosso Informativo semanal e ganhe esse incrível presente:

O que significa “imundo” na Bíblia?

Postado por em: O que significa isso?

Imundo na Bíblia, Antigo Testamento, Lei, imundoA Bíblia, principalmente no Antigo Testamento, utiliza essa palavra com muita frequência. Veja esse exemplo: “Aquele que tocar em algum morto, cadáver de algum homem, imundo será sete dias.” (Nm 19. 11).

No contexto da Lei do Antigo Testamento, imundo significa “inapropriado para a presença de Deus”. Nesse sentido Deus traz ao povo diversas leis que, se descumpridas, tornariam a pessoa impura ou imunda por certo período de tempo determinado pela lei. Ou seja, ela estaria excluída por aquele período de participar de qualquer cerimonial que envolvesse o contato com o Senhor (o culto público, por exemplo). Algumas leis que tratavam de doenças também exigiam que a pessoa ficasse isolada do convívio próximo com a sociedade até que ficasse curada (Lv 13. 45-46)

Vejamos alguns exemplos das leis sobre imundícia:

Alguns tipos de animais eram chamados imundos e não podiam ser consumidos, pois se consumidos, deixavam a pessoa imunda: “Destes, porém, não comereis: dos que ruminam ou dos que têm unhas fendidas: o camelo, que rumina, mas não tem unhas fendidas; este vos será imundo…” (Lv 11. 4)

Tocar em um cadáver de um animal imundo fazia a pessoa ficar imunda: “Mas todos os outros insetos que voam, que têm quatro pés serão para vós outros abominação. E por estes vos tornareis imundos; qualquer que tocar o seu cadáver imundo será até à tarde.” (Lv 11. 23-24)

A mulher depois do parto era considerada imunda: “Fala aos filhos de Israel: Se uma mulher conceber e tiver um menino, será imunda sete dias; como nos dias da sua menstruação, será imunda.” (Lv 12. 2)

Um vaso sem tampa era imundo não podia ser usado: “Também todo vaso aberto, sobre que não houver tampa amarrada, será imundo.” (Nm 19. 15)

Algumas doenças de pele faziam da pessoa e de quem a tocasse, imundos: “Vendo, pois, o sacerdote a carne viva, declará-lo-á imundo; a carne viva é imunda; é lepra.” (Lv 13. 15)

O homem com alguma doença venérea era considerado imundo: “Falai aos filhos de Israel e dizei-lhes: Qualquer homem que tiver fluxo seminal do seu corpo será imundo por causa do fluxo.” (Lv 15. 2)

Não sabemos ao certo a razão de algumas das leis dadas ao povo de Israel no Antigo Testamento, mas certamente, Deus queria conduzir Seu povo à santidade nas diversas esferas de suas vidas naquele momento da história.

Assim, imundo no Antigo Testamento não tem nada a ver com sujeira, mas com desobedecer a certas leis dadas por Deus para que o povo estivesse “de forma apropriada em Sua presença”.

Hoje não observamos mais essas leis, pois as leis cerimoniais foram abolidas em Cristo. Além disso, várias dessas leis que visavam a saúde ou a proteção das pessoas, hoje, de certa forma, são cumpridas com as modernas técnicas da medicina e saneamento básico das cidades.

Hoje, estar imundo é estar em pecado e desagradar a Deus, que é a maior das imundícias.

Aprenda outros significados interessantes:

Gostou desse artigo? Receba novas postagens em seu e-mail!

Comente usando seu Facebook ou use o sistema de comentários normal no fim da página

22 comentários

  • Flávio Petrúcio da Silva disse:

    “Deixe o perverso o seu caminho, o iníquo, os seus pensamentos; converta-se ao Senhor, que se compadecerá dele, e volte-se para o nosso Deus, porque é rico em perdoar.” Isaías 55.7

    Assim é a forma de não sermos chamados imundos.

    Deus abençoe!

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Amém… Voltar-se ao Senhor é sair da imundícia do espírito humano.

      Abração, Flávio!!

      Responder
  • Marcony do HDA disse:

    Otimo Texto…

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Valeu, Marcony… Abs!!

      Responder
  • Cícero Ferreira disse:

    Tenho dúvidas quanto ao uso da palavra impureza no NT, pois normalmente em nossas traduções ela vem junto com a palavra prostituição. O que caracteriza impureza? Estariam carícias genitais entre homem e mulher casados inclusas?

    Se puder cooperar, aguardo!

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Olá, Cícero. No texto a análise foi do termo “imundo”.

      No caso da palavra impureza não creio que possa ser aplicada a carícias entre casais casados, já que isso não é impureza, pois não é pecado, é licito ao casados.

      No caso dessa palavra caberia uma análise de caso a caso vendo os versículos em que ela aparece.

      Abs!

      Responder
  • gislaine disse:

    parabens pelo site eu estAVA NO COMPUTADOR E ACABEI ACHANDO ESSE SITE
    Que Deus possa abençoar vocês
    fique na paz

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Obrigado, Gislaine!! Apareça sempre por aqui!

      Abs!

      Responder
  • Rita disse:

    Parabens pelo site gostei muito. Gostaria de saber porque que alguns religioes defendem que n se deve comer sangue e ai comem chouriço de sangue e dizem q é diferente. Por exemplo peixe cru o cozido é sempre peixe. E sangue cru ou cozido é sempre sangue. Por favor, gostaria mt saber a sua opinião. Mt obrigada Rita

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Rita, não sei te explicar porque fazem essa diferença

      Responder
  • Alessandra Leão disse:

    Olha até hoje acredito q quando uma mulher esta menstruada ela não deve tomar ceia , q significa corpo e sangue de Cristo o q vc pode mim disser sobre isto ? Desde já obrigado Alé Leão

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Alessandra, não existe nenhuma proibição da ceia par mulheres menstruadas. Pode tomar sim.

      Responder
  • Rivadec disse:

    De modo geral, entende-se que, todo aquele que tocasse em algo imundo, imundo também se tornaria…
    Mas queria uma base bíblia para o contexto de Mt 8, quando Jesus cura o Leproso, após TOCÁ-LO…

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Rivadec, temos aqui algo interessante. O normal era a pessoa que tocasse algo impuro se tornar cerimonialmente impura. No entanto, tal é o poder de Jesus que o toque Dele fez o inverso: tornou o impuro puro.

      Responder
  • Edimilson Miguel da Cruz disse:

    André Sanchez, está de parabém pelo site e que Deus continue abençoando com esse texto maravilhoso da bíblia e de fácil de intender-lo. Graça e Paz

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Obrigado, Edimilson! Fica com Deus!

      Responder
  • edvar disse:

    senhor andre sou catolico apostolico e o sr.qual a sua denominação? muito obg pela a sua onestidade. Lembre se DEUS esta vendo ouvindo e o resto e c/ o seu Livre arbitrio.+ 1 vez Gratos. fique c/DEUS.

    Responder
    • André Sanchez disse:

      Sou cristão protestante, Edvar

      Responder
  • edvar disse:

    SR. ANDRE esta escrito viram falsos, e porisso. pergunto. Hoje posso comer qualquer coisa? a BIBLIA diz q o q desse pela boca. Lembro me porco. DEUS lhe dê sabedoria.

    Responder
  • edvar disse:

    esta escrito teste os …. e + maldito do H Q confia no… por isso perguntei. sejas tu um salvo sem passa pelo o purgátorio. sabedorias e o meu desejo. por DEUS.

    Responder
  • Tatiane Marques disse:

    Um corpo morto era considerado imundo, para salientar que a morte nunca foi a vontade de Deus quando criou a raça humana, a morte é consequência do pecado, por isso um corpo morto era considerado imundo.

    Responder
  • Huber Martins lima disse:

    Amados, toda uma massa de pessoas saiu do Egito por ocasião do êxodo, estava então surgindo uma nação, e como toda nação necessita de leis porque senão vira uma anarquia, nao foi diferente com Israel.
    Havia leis que regiam as relações com pessoas (leis civis), leis religiosas (cerimoniais) e leis dietéticas (leis de saúde) e lei moral (10 mandamentos).
    Uma pessoa, por exemplo, não podia tocar num morto para não se contaminar com vírus e bactérias, o que é válido até os dias de hoje; uma pessoa não podia consumir carne de um animal imundo (ex. Porco) porque continha muitos vírus e bactérias, o que também é válido até hoje, o porco não deixou de porco…
    Em suma, quando Israel deixou de existir como nação escolhida algumas leis também caducaram (cerimoniais e civis) o que não ocorreu com as leis de saúde e com a lei moral …
    Amém

    Responder

Seu comentário é muito importante! Comente! Regra 1 - Seja respeitoso - Regra 2 - Não aprovamos comentários de anônimos - Regra 3 - Não publicaremos mais comentários que não tenham a ver com o tema do artigo - Obs.: Todos os comentários são moderados antes de serem publicados.